Terça-feira, 10.10.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

I have no easy way to say

What I came here to do

Today it’s gonna be the last

I’m ever spendin’ with you

Tonight you’ll see the devil

Take over me

When it comes the time

I’ll be as dark as night

As cold as sharpened steel

You won’t see me cry

You’re going down , Do-own

You’re going down , Do-o- own

You’re going down

You bet you’re going down

Who’s the one laughin’ now

You bet you’re going down

Yeah I remember all those nights

That I waited for you

All of my calls left unreplied

All your stories untrue

You messed me up so deep

I had no air to breath

You left me on the ground

But thank you for the pain

Baby I’m not insane

I’m just back in town

You’re going down , Do-own

You’re going down , Do-o- own

You’re going down

You bet you’re going down

Who’s the one laughin’ now

You bet you’re going down

 

 

Music & Lyrics: Marisa Mena & Volty

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Música produzida por Vítor Silva

Música: Vítor Silva / Nuno Ribeiro

Letra: Nuno Ribeiro

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 09.10.17

 

Letra

 

Tu, é trevo de quatro folhas
É manhã de domingo à toa
Conversa rara e boa
Pedaço de sonho que faz meu querer acordar
Pra vida

Ai, ai, ai

Tu, que tem esse abraço casa
Se decidir bater asa
Me leva contigo pra passear
Eu juro afeto e paz não vão te faltar

Ai, ai, ai

Ah, eu só quero o leve da vida pra te levar
E o tempo para, ah
É a sorte de levar a hora pra passear
Pra cá e pra lá, pra lá e pra cá
Quando aqui tu tá

Tu, é trevo de quatro folhas
É manhã de domingo à toa
Conversa rara e boa
Pedaço de sonho que faz meu querer acordar
Pra vida

Ai, ai, ai

Tu, que tem esse abraço casa
Se decidir bater asa
Me leva contigo pra passear
Eu juro afeto e paz não vão te faltar

Ai, ai, ai

Ah, eu só quero o leve da vida pra te levar
E o tempo para, ah
É a sorte de levar a hora pra passear
Pra cá e pra lá, pra lá e pra cá
Quando aqui tu tá

Tu...

Ah, eu só quero o leve da vida pra te levar
E o tempo para, ah
É a sorte de levar a hora pra passear
Pra cá e pra lá, pra lá e pra cá
Quando aqui tu tá

É trevo de quatro folhas
É trevo de quatro folhas é

É trevo de quatro folhas
É trevo de quatro folhas é

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Yeah
O fim‑de‑semana chegou dog, sexta-feira
Yo Gson tell them

Eu olhei para cima e gritei aleluia
depois de tantos shots fiquei mais armado
Vou me despedir do corpo até Domingo
mas ainda é sexta-feira e eu vou ficar

Eu olhei para cima gritei aleluia
depois de tantos shots fiquei mais armado
Vou me despedir do corpo até domingo
mas ainda é sexta-feira e eu vou ficar

Maluco maluco maluco
Hoje eu vou ficar
Maluco maluco maluco
Hoje eu vou ficar

Zara g nigga
Maluco e a minha nova alcunha yeah
Dizem que eu não tenho vergonha yeah
Me viram num hotel em Espanha yeah
Bebendo e fumando maconha
Meu people não dorme mas sonha
Teu nigga fala daquilo que nunca teve
Eu tou sempre fresco tipo estou na neve
Só na net é que eles falam mal da wet

E quando eu disser what's up nigga say yeah
E quando eu disser what's up sista say yeah
Não é maluquice é a nossa vida yeah yeah
Hoje e sexta nigga então safoda diz
bandolero

Eu olhei para cima gritei aleluia
depois de tantos shots fiquei mais armado
Vou me despedir do corpo até domingo
mas ainda é sexta-feira e eu vou ficar

Maluco maluco maluco
Hoje eu vou ficar
Maluco maluco maluco
Hoje eu vou ficar


Longa vida pros meus g's
Manda vir shots
People bebe até cair
Ou sentir Sábado
Feeling like all eyes on me
Nem é vip area
Fuck it manda vir bottles, manda vir bottles

Www olha pros niggas que minimizo
Demasiado fat essas vossas calças largas tao me a ficar tipo skinny jeans
Maliquice maluquice (igual a)
Zara zizzy zara zizzy
Kappa disse da-me wisky
Whisky disse da-me um kiss

Eu olhei para cima gritei aleluia
depois de tantos shots fiquei mais armado
Vou me despedir do corpo até Domingo
mas ainda é sexta-feira e eu vou ficar

Maluco maluco maluco
maluco maluco maluco
maluco maluco maluco
hoje eu vou ficar
Maluco maluco maluco
maluco maluco maluco
maluco maluco maluco

Maluco maluco maluco
hoje eu vou ficar
Maluco maluco maluco
hoje eu vou ficar

Wet Bed Bang, Karetus
Wet Bed Bang, Karetus
Wet Bed Bang, Karetus
Wet Bed Bang, Karetus

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

 

“More Than A 100”

Letra e Música/Lyrics and Music: Erika Nuri Taylor, Christian Fast, Christoffer Lauridsen

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Encontramo-nos no meio do mar
Duas ilhas que formam um país
Tudo o que precisamos está lá
É só acreditarmos e seguir
Vamos dar as mãos num só coração

Bomu kêlê
Ni scola
Ni tlaba
E ni tudu kuá
Cu nom ca pô fé

Vamos conseguir pois vamos ver
São Tomé e Principe a desenvolver
Cu tudu fôça nom cu cloçon nom
Bomu kêlê
Ni scola
Ni tlaba
E ni tudu kuá
Cu nom ca pô fé

Iné manu nom
cu iné mana nom
Bomu kêlê
ni kuá cu nom tê

Nom tê cacau
Nom tê baná
Nom tê côcô
Nom tê vadô-panha
Nom tê téla
Nom tê awá eh

Côcôndja fluta e café
Piá kwá cu nom ca pô fé
Cu tudo kuá cé
ni téla nom

Vamos conseguir pois vamos ver
São Tomé e Principe a desenvolver
Cu tudu fôça nom cu cloçon nom
Bomu kêlê
Ni scola
Ni tlaba
E ni tudu kuá
Cu nom ca pô fé
(2x)

 

Música e Letra - CALEMA

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 08.10.17

 

letra

 

Trago fados nos sentidos
Tristezas no coração
Trago os meus sonhos perdidos
Em noite de solidão
Trago versos, trago som,
De uma grande sinfonia
Tocada em todos os tons
Da tristeza e da alegria

Trago amarguras aos molhos
Lucidez e desatino
Trago secos os meus olhos
Que choram desde menino
Trago noites de luar
Trago planícies de flores
Trago o céu e trago o mar
Trago dores ainda maiores

 

Letra

 

Letra: Amália Rodrigues

Música: Fontes Rocha

Repertório: Amália Rodrigues

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Meu corpo em movimento
Minha voz à procura
Do seu próprio lamento
Meu limão de amargura
Meu punhal a crescer;
Nós parámos o tempo
Não sabemos morrer
E nascemos nascemos
Do nosso entristecer.

Meu amor meu amor
Meu pássaro cinzento
A chorar a lonjura
Do nosso afastamento.

Meu amor meu amor
Meu nó de sofrimento
Minha mó de ternura
Minha nau de tormento:
Este mar não tem cura
Este céu não tem ar
Nós parámos o vento
Não sabemos nadar
E morremos morremos
Devagar devagar

 

Letra de Ary dos Santos

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 07.10.17

 

Letra

 

A MINHA GENTE
E se eu agora, a todos nós,
Nos convertesse em melodia?
E ao brilho mudo em nossos olhos,
Eu transformasse em poesia?

Que em cada rosto há uma nota
À espera ainda por nascer,
E em cada história uma vontade,
Que ficou sempre por dizer...

A minha gente tem este fado,
Às vezes quente, às vezes fria,
Mas traz na alma uma vontade,
De amar mais que o amor a cada dia.

De sobrenome tem a saudade
Que nunca acaba e que arrepia,
Por isso teima, a cada passo,
Lutar p’ra lá da dor, mais que devia.

 

Letra e Música:
Rodrigo Serrão

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar | ver comentários (2)

 

Letra

 

We began as strangers
The talk followed a smile
I felt my trembling voice
It was crush at first sight

I’m free
Are you good enough to change that?
I was free
You caught me
You have a je ne sais quoi

I love to dance, especially tango
Give me romance, here’s your happy chance
I love summer flirts
Love poppies and cherries
I love you
And you love me

All summers have a history
For mine you have been picked
You can be the main actor
Or play an ordinary script

I’m free
Are you good enough to change that?
I was free
You caught me
You have a je ne sais quoi

I love to dance, especially tango
Give me romance, here’s your happy chance
I love summer flirts
Love poppies and cherries
I love you
And you love me

I love to dance, especially tango
Give me romance, here’s your happy chance
I love summer flirts
Love poppies and cherries
I love you

I love to dance, especially tango
Give me romance, here’s your happy chance
I love summer flirts
Love poppies and cherries
I love you
And you love... me

 

Não encontrei os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.10.17

 

Letra

 

Vou dar um giro
Largar o retiro e sentir o cheiro das flores
usar t-shirts às cores porque eu prefiro
Dar um giro
A ‘tar neste sítio com uma mistura de odores
que já viu dias melhores, logo eu sugiro
Dar um giro
Ver as novidades que brotam pela cidade
dizer a todos boa tarde como amigos
Vou dar um giro
Deixar de vaidades e cultivar amizades
contar a alguém que estou vivo e...
Vou esquecer-me do tempo e pensar nalgum lugar
e alugar este corpo que me leve a passear
pôr a trela no ninja e deixá-lo guiar
a pé pela calçada sem hora de voltar
e vou tentar conversar tanto até ficar rouco
passar horas com quem me deixa tão bem disposto
pra que um tempo mais tarde com um sorriso no rosto
lembre este dia de novo

refrão
Vou dançar com a rua, jogar tempo fora
Alimentar a alma enquanto a vida me enamora
Vou fugir de surra, com a pica toda
a aconselhar a calma a quem já perdeu a pachorra
Vou dançar com a rua, jogar tempo fora
Alimentar a alma enquanto a vida me enamora
Vou fugir de surra, com a pica toda
pra aproveitar que é a minha hora

Invés da noite e do suor das colunas
dentro das casas noturnas cheias de banha a rebentar as costuras
vou conhecer becos, botecos e esquinas
e rabiscar umas rimas dadas no tempo do soar das buzinas
Vou dar um grito pra entoar nas colinas
que traga de lá uma cura para as almas citadinas
consideração à cabeça das meninas
e vergonha para os gambozinos, a viver de mentiras
(Eu) quero um abraço, um abrigo e um sustento
quatro paredes que me aqueçam em Dezembro
andar com calma sem pensar num para sempre
que isso dura pouco tempo e amanhã já nem me lembro
(Vou) fazer um esforço pra deixar de ser tão selfish
ser mais retratos em família e menos selfies
e o exagero da abundância que se lixe
se há conforto eu fico fixe com alguém pra ser feliz, como eu sempre quis

refrão

Letra, captação e edição por: PURO L

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Mudei a minha hora para o fuso horário dela
Bela hora em que ela se diverte, me explora
Por vezes o tempo passa, sem ter por onde passar
e os relógios cantam horas sem que os ouçamos cantar


É feliz o meu dia
O meu dia é tão feliz
Durmo quando me deixo adormecer no que ela diz
É feliz o meu dia
O meu dia é tão feliz
Aproveitamos do tempo todo o tempo que ela quis
Eu sei que o tempo é só meu e teu aqui!

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.10.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Nada do que eu tenho p'ra te dar
Vai servir pra comparar
Com o que eu dava p'ra te ter

Nada é a palavra que mais serve
Quando o meu amor não ferve
Quando mais devia ferver

A garrafa vai vazia só de eu pensar em ti
E o copo meio cheio porque a meio adormeci

O teu corpo cheira a rosas
Assim como a minha cama
Quem me abraça nos lençóis
Com certeza que me ama

Aqui aprendi a ser feliz, quando eu não quis!
Aqui aprendi a viver, quando eu quis morrer!

 

Não encontrei os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Sou do tempo que lembro
Passar esse tempo esfolado no quintal
De girar o pião
E destruir o jornal

Sentado no chão
A palmo e meio da televisão
Todos a sofrer
Sentidos na obrigação
De verem o que eu estava a ver

Ligava o rádio
E o leitor de cassete
Ver vhs, na mão kit kat
Suplicando, vagando, beicinho
Por amor

Na idade dos inquietos
Esfola o joelho no alcatrão
Ter pokébola no bolso a bitola
Quero falar e quero saudar esse tempo

Arrancava etiquetas das calças
Fingia ser herói
E nas noites mais calmas empurrava os lençóis
Atento ao armário na chegada dos papões
Vestia o escudo e espada para desviar os vilões

Ligava o rádio
E o leitor de cassete
Ver vhs, na mão kit kat
Suplicando, vagando, beicinho
Por amor

Na idade dos inquietos
Esfola o joelho no alcatrão
Ter pokébola no bolso a bitola
Quero falar e quero saudar esse tempo

Ligava o rádio
E o leitor de cassete
Ver vhs, na mão kit kat
Suplicando, vagando, beicinho
Por amor

Na idade dos inquietos
Esfola o joelho no alcatrão
Ter pokébola no bolso a bitola
Quero falar e quero saudar esse tempo

Ligava o rádio
E o leitor de cassete
Ver em vhs, na mão kit kat
Suplicando, vagando, beicinho
Por amor

Na idade dos inquietos
Esfola o joelho no alcatrão
Ter pokébola, no bolso a bitola
Quero falar e quero saudar esse tempo
Quero falar e quero saudar esse tempo
Quero falar e quero saudar esse tempo

 

Written by Guilherme Alface

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 04.10.17

 

Letra

 

Kappalifha

Para já porque eu não estou aguentaré

ADVERTISING

Para já porque eu não resisto mais

Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Para já porque eu não estou aguentaré
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Para já porque eu não resisto mais

Net Screen

Ham... Come on Shake your body, Mamy!
Não provoca! Vem pra cá, rosar-me!
Sabes que és boa? Pra quê provocar-me!?
Teu tarraxo é sensual já ta excitar-me!
Sabes que és linda dispensas o espelho
Tas com a língua fora Queres roubar me um beijo?
Esse teu corpinho Desperta desejos,
Não resisto Fico louco Quando vejo
Que me controlas com um simples Olhar
Já tens os truques para me apanhar!
Saia curta, tudo curto pra eu poder olhar,
Num piscar de olho Já estou-me interessar
A Tua capacidade de provocar,
É Muito mais que a minha de aguentar!
Tu sabes disso! Mas finges que não, Eu já me sinto bué quente Vai rolar ou não?

Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Para já porque eu não estou aguentaré
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Para já porque eu não resisto mais

Tony Boy

Sou panco dessa crioula!
Tu não tens noção, não resisto corpo tão lindo!
A ela eu conquisto nunca me despisto!
Sei que consigo ela é uma viagem,
Eu e ela, estamos em abordo ela provoca,
Não para, meu corpo tem adrenalina, temperatura ta subir
Nem sei quem ta no comando Só sei que vou ti, assumir!
Eu quero mais, ela também (quer mais)

MonkeyBonne

Rabo é 104 e cintura 88
Ela é um avião me ofereço pra piloto
Provoca pânico é um terramoto
Mulher tutti frutti todas frutas no seu corpo
E quero que'ela
Seja aquela
Que me faça viajar e tocar na estrela
Mas digo ela
Num faz isso bela
O teu tarraxar vai-me partir a costela

Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Para já porque eu não estou aguentaré
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Para já porque eu não resisto mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Para já porque eu não resisto mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais
Txéé vem cá não provoca mais

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Letra: Tiago Torres da Silva

Música: Samuel Quedas

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Aiiuuéé entrei na roda não tou entende
Eu já nem sei se ela é uma pita ou uma mulher, madjé

Oh Baby Pausa Não Balança
Hoje Eu Quero Te Agarrar
Mas Estou Com Medo
Desse Jeito Sei Que Vais me Descontrolar (x2)

Oh baby pausa Já não estou aguentar
Pareces assassina porque estás-me a matar
Balanças desse jeito e começo alucinar
As curvas do teu corpo já me estão a baralhar
Tento resistir mas eu não consigo
Sempre que estou com ela estou em zona de perigo
Perigosa do seu jeito é uma Catwoman
Ela me arranha tanto ate na zona do abdómen
Olhar me congela até parece a medusa
Domínio agora é dela me rasgou a blusa
Ela não perde tempo me usa e me abusa
Me amarra e me esfola e depois me lambuza (e eu)
Rentinho a ti oiço o teu respirar
Mordo o teu pescoço sei onde te tocar
Sei os teus pontos fracos me falas dos meus
E sempre que me tocas me sinto no céu

Oh Baby Pausa Não Balança
Hoje Eu Quero Te Agarrar
Mas Estou Com Medo
Desse Jeito Sei Que Vais me Descontrolar (x2)

Ahh! Ouve o que tenho pra dizer Girl
Pará de Balançar Girl
Assim estás a desconcentrar-me, Girl!
Porque até o Álcool Já nem esta fazer efeito, Girl
Estou concentrado em ti, Girl
Meu pensamento está em ti, Girl
Deixa dizer o que aqui vai!
O club é barulhento Por favor Bora pra ali, Girl!
Hey mamy! Show me what you got!
Agora estamos assoeis Me encosta vem ca!
Ham... gadmm, baby! O teu estilo o teu balanço É tão good, baby!
Hamm! Em ti só vejo qualidades mahh!
És uma coisa muito gira pah!
Hoje eu Quero te agarrar
O teu pacote é real Não são as Leggings a enganar!

Kappalifha
Oh Baby Pausa, Baby Pausa
Não Balança, Não Balança
Oh Baby Pausa, Baby Pausa
Não Balança, Não Balança

Tony Boy
Ela brinca na minha vila
Ela diz que não refila
Tanto homem na fila mas para ela estou em primeiro lugar
Um toque de leve luz câmara nome dela é Pamela
Adoro como ela dança com muita segurança
Ela não é um carro mas é minha mudança
Tem um toque leve não pega pesado
Mexe do meu jeito tanto tarraxo porque a noite é uma criança
Ela avança tão devagar
Mão na cintura perdido no teu tempo
Quero te agarrar quero te sentir
Não és facebook mas vou te seguir, vou te seguir

Baby Pausa, Baby Pausa
Não Balança, Não Balança
Intocáveis Baby***

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.10.17

 

Letra

 

Ela acorda, sai da cama,
E diz-lhe só: vem ver a lua,
Espreita aqui, desta janela,
que o mar à noite é só de espuma.

Acorda, acorda, sem demora,
Acorda, acorda, acorda agora...

Acorda agora e vem depressa,
Vai tão alta a nossa lua,
E os segredos que revela,
São só p'ra dizer que ainda sou tua.

Acorda que ela já se agiganta
E me desperta e deixa nua,
Sai da cama que é madrugada
E só daqui se vê a Rua.

 

Letra e Musica: Rodrigo Serrão

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

TU ROUBASTE MINHA ATENÇÃO
DESARMASTE MEU CORAÇÃO
E VIESTE SEM AVISAR
SEM EU TE PROCURAR

REFRÃO

MAS QUEM ÉS TU
PESSOA
QUE ME FAZES SORRIR ATOA
MAS QUEM ÉS TU
PESSOA
QUE ME FAZES SORRIR

EU BEM TENTO EXPLICAR
MAS DESCONSIGO FALAR
JÁ TE DEI VÁRIOS SINAIS
MAS FALTAM PALAVRAS
PARA DESCREVER

TU ROUBASTE A MINHA ATENÇÃO
DESARMASTE O MEU CORAÇÃO
E VIESTE SEM AVISAR
SEM EU TE PROCURAR

MAS QUEM ÉS TU
PESSOA
ME FAZES SORRIR ATOA
MAS QUEM ÉS TU
PESSOA
QUE ME FAZES SORRIR

FALAR NÃO CHEGA
PARA EU ACREDITAR
SOU FÃ DE AÇÕES
E VAIS TER DE MOSTRAR

TU ROUBASTE A MINHA ATENÇAO
DESARMASTE O MEU CORAÇÃO
E VIESTE SEM AVISAR
SEM EU TE PROCURAR

REFRÃO X2

 

Lyrics :Rita Seidi e Sara Tavares

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Abre-me a porta mãe ‘tou a chegar, trago da escola coisas pra contar
cá pra mim já sabes, porque a diretora de turma avisou-me que te ia ligar
parou a aula pra me enxovalhar à pala da roupa que eu ando a usar
e porque hoje trouxe um anel do chinês e a chapa ao pescoço posta num colar
Quer ficar a par das companhias, se no intervalo eu ando no Sameiro
a apanhar beatas, mas eu fumar um cigarro, tá pra chegar o primeiro
penso pra mim, o melhor que fazias era dizer isso a frente de um espelho
que deves ter começado nesta idade e hoje dás aulas com bafo a cinzeiro
Baggy jeans e o cabelo à Zé Milho foi tudo aquilo que arranjaram pra apontar ao teu filho
tenha cuidado que ele é fino, mas mantenha-o no trilho, porque a julgar pelo aspeto ‘tá metido em sarilho
querem falar de mim vou dar um motivo, comecei a pintar paredes da cidade onde eu vivo
sair pela rede éne vezes com lata, hoje rio-me da porcaria que fiz pra preencher o vazio
O meu desenho acho lindo e é feio, como bazar do recreio sem que na escola eles vejam
Na verdade, foi assim que ganhei, ainda que à margem da lei, a minha primeira HipHopNation
Quem diria que dos gunas ouviria lições de vida além de mocas e de blocos de notas
com a vertente educativa que até aqui me traria aquela mensagem positiva dos Dealema ou do Nokas
Abre-me a porta mãe ‘tou a chegar, trago da escola coisas pra contar
cá pra mim não sabes, porque a diretora não tem um motivo para hoje te ligar
a não ser que fosse a dar os parabéns pelo crescimento do filho que tens
os prémios que ganha com aquilo que escreve, as notas que tem, ficava-lhe bem mas…
fica a pensar que a minha evolução teve o seu contributo (na…)
figura de estilo, semântica e métrica foi tudo fruto da
rotina constante a consumir rap que ela censurou
foi la que busquei identidade que ela ao me julgar quase me roubou, mas…

refrão
Sinto que vou buscar aquilo que é meu
Sei de quem já há muito que me esqueceu
Vejo que há um pouco de mim que lá morreu
E hoje é o dia de eu levantar o véu

Abre-me a porta mãe ‘tou a chegar, vai-te parecer que ‘tou a alucinar
juro que vi o futuro num sonho em que a arte era a forma do homem se salvar
fonte em que a mente se pode banhar, espaço prá alma revitalizar
a sala de espelhos, em que um homem nu se fica a conhecer num olhar singular
Espera um pouco, deixa acabar que isto é arte em bruto, estou-me a lapidar
ninguém leva a sério o que eu falo, preciso de alguém a quem possa mostrar
sei que pra já são rimas em ar, mas se eu paro agora vou ficar sedado
vivo no quarto a rimar palavras e no fim do dia ainda acabo gozado
Enfiado num sistema de ensino que vandaliza quem ensina e espera ver-me no cimo
tiram-me as bases só pra ver se eu me auto disciplino por isso escrevo o que sinto e decoro aquilo que rimo
Depois de 10 anos a comer calado dentro do quarto fechado eu continuo a dar na música
a única forma de passar o que penso como passaram a mim e fazê-lo de uma forma lúdica
Mãe hoje dizem que o teu filho é crescido e quando apareço de gravata já não vêm defeito
quem diria que o miúdo com o futuro tremido entrava numa faculdade pública de Direito
vim cá ver de que é que o país é feito…grandes artistas!
génios, cobardes, homens de verdade, amigos, porcas e chupistas
Tranca-me a porta mãe vou chegar tarde, abre-me a porta mãe que eu já cheguei
tentei fugir, fazer de novo, esquecer o rap, acho que falhei
e eles dizem que vale mil palavras a imagem, só que imagem não define ninguém
eu fico para a ouvir a mensagem e comparar com a imagem que ela tem
betos e cromos, dreads e gunas dão pelos nomes que a gente lhes dá
e o dread que sonha fortunas é o beto que rouba trocos de amanha
E eu ‘tou na rotina constante a fazer o som que ela censurou
é la que busco a identidade que ela ao me julgar quase me roubou mas…

 

Refrão 

 

Letra, captação e edição por: PURO L

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

rita-seidi_lead

Song Information
Music: Sara Tavares
Lyrics: Sara Tavares, Kalaf Epalanga

Lugar comum
Nesta cidade acordo a vontade
Quase em jejum
Corro apressada atravesso a cidade

Entro a bordo do bus
O mundo todo enlatado
Tem lata de tudo
Até tem lata de Lisboa
P’ra turista levar

Bonito e barato
Vem da baixa
Bonito e barato
Made in China

(Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa)
Ai Lisboa
(Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa)
É minha, é tua
Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa

Senão fosses minha
Eu te roubava num postal de espuma
Nesse mar de gente
Me esconderia na renda da tua saia

Mudava o nome e a morada
E se não fosse pessoa
Era Maria Lisboa
Maria Ninguém

Viramos a noite
Num tarraxo colado
Riscamos o chão
B.Leza na palma da mão
Até de manhã

(Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa)
Ai Lisboa
(Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa)
Lisboa

É minha, é tua, é nossa, é de todo o mundo
Ai, ai, ai… (É minha, é tua, é nossa, é de todo o mundo)
É nossa, é de todo o mundo

Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa
Ai, ai, ai…
(Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa)
Lisboa…

(É minha, é tua, é nossa, é de todo o mundo)
Ai, ai, ai…
(É minha, é tua, é nossa, é de todo o mundo)
É nossa, é de todo o mundo

Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa, Lisboa

 

Music & Lyrics: Sara Tavares and Kalaf Ângelo.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 02.10.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Música e Letra: Edgar Santos

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

raio de sol
beija a pele de uma criança que ri
há tanto tempo
que a àgua da vida não caía aqui

(chorus)
chuva de verão
no coração
chuva de verão
traz emoção

canta e dança
todos os dias há razão pra celebrar
bate no peito
um coração com força de acreditar

(chorus)

dia que tchuba bem, nôs ta voa
dia que tchuba bem, nôs ta dança
dia que tchuba bem, nôs ta voa
dia que tchuba bem, nôs ta dança

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Aqui onde tudo o que nos envolve é doce,
aqui mo alto onde se respiura,
onde se acredita na possibilidade de tudo acontecer.
Aqui onde tudo é mimo,
onde tudo é simples e verdadeiro. Aqui dentro de nós.

Here - where everything which envelopes us is sweet, here on high where one breathes, where one believes in the possibility of anything happening. Here, where eveything is a caress, where all is simple and true. Here where love germinates. Here inside us.

 

Não encontrei os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Calema - Regras

The Pilinha - Fim de sema...

Moda Americana - Magia de...

The Pilinha - Banana

Cire - Eu Vou

Aldina Duarte - Xaile enc...

ANJOS - PARA LONGE

Aldina Duarte - Ai Meu Am...

Richie Campbell - Midnigh...

Três Bairros - Porto Côvo

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
ObrigadoTodos oos músicos deveriam acompanhar os v...
Letra e Música:Rodrigo Serrão Obrigado :)
Mas que maravilha de letra, de melodia! A voz! Con...
Já actualizei o Post, muito obrigado
O tempo não espera pela gente mas eu espero por ti...
sou teu fà loony johnson
A letra está malDeviam arranjar
Grande Musica
Musica Qualitativa
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds