Quinta-feira, 29 de Março de 2012

Antónia Zambujo

Silêncio, António Zambujo vai cantar o fado!

António Zambujo vai lançar no próximo dia 02 de Abril de 2012 o seu novo álbum: “Quinto”. 


Em pleno Cais do Sodré, no Restaurante Sol e Pesca, ao som de uma banda recente de fado: O´ Questrada (Tasca Beat – o sonho português) e com o típico final de tarde lisboeta foi o cenário inspirador no qual o Hardmusica esteve à conversa com António Zambujo.

Um fadista português simplesmente divinal que consegue fazer com que a sua música se entranhe nas veias e através do sangue chegue rapidamente ao coração causando uma estranha adrenalina e um sentimento inexplicável que faz com que as emoções venham ao de cima.

A música para António Zambujo surgiu com os Corais Alentejanos no Alentejo. Desde muito jovem que sempre foi um apaixonado pela música tradicional e desde cedo começou a estudar clarinete e música clássica no conservatório. 

Sempre teve muito jeito para a música: “tudo aquilo de que gostava dava-me vontade de tocar e recriar” diz-nos Azambujo. 

Além de não ter ninguém na família que seguisse a carreira musical desde muito cedo que começou a ouvir fado e a interessar-se pelos grandes fadistas portugueses como a Amália Rodrigues, Max, António de Matos. 

Também ouvia algum rock português dos anos 80 e música brasileira que vemos muito demarcada nos seus álbuns: Ney Mato Grosso, Caetano Veloso, João Gilberto para começar e mais tarde Chico Buarque: “sem nunca, obviamente, personificar ninguém” confessa António ao Hardmusica.

Nunca teve muita vontade de ser dar a conhecer ao público. É uma pessoa muito tímida. Além de ter tido uma espécie de: “Onda Choque Alentejana” quando era pequeno só muito mais tarde num concurso de fado regional em Beja é que se deu a conhecer ao público. 
Contudo a sua personalidade não o atrasou e foi elogiado por um dos maiores nomes da música de todo o mundo dos últimos 50 anos: “quero ouvir mais, mais vezes, mais fundo (...) É de arrepiar e fazer chorar” (Caetano Veloso). 
Perante estas palavras António confessa que: “A primeira coisa que senti e pensei foi que ele deveria ser internado num hospício (risos). Não, fiquei muito feliz e admirado porque Caetano Veloso é de todos o que mais me influência”.

António Zambujo é um fadista maravilhoso que canta o fado com um toque diferente. Através dos batimentos do jazz, da música brasileira e cabo verdiana, as suas principais influências, fala-nos do Fado Desconcertado, da Rua dos meus ciúmes, da Madrugada, da Lambreta, da Fortuna e da Maré (temas do seu novo álbum).

O álbum que vai ser apresentado é uma reflexão de todas as influências do músico. É um disco com temas muito originais onde se tentou ao máximo produzi-lo de modo diferente: “a gravação do álbum foi feita num auditório com os cinco elementos a tocarem ao vivo, com as mesmas condições que são normalmente utilizadas num estúdio”.

Ao ouvir o álbum de Zambujo deparamo-nos com um pequeno toque de descontracção típico do povo brasileiro, com os tons livres e melódicos de Cabo Verde e com a improvisação, o blue notes, a polirritmia que o jazz traz consigo. 
Sem nunca, obviamente, esquecer a carga emocional do fado e da música alentejana.

No terminar da conversa, o Hardmusica perguntou a António Zambujo o que esperava alcançar com a sua música: “Nunca faço muitas previsões nem tenho muitas esperanças. Tocar e cantar sempre melhor que ontem, tentar escolher as melhores músicas que escrevi sem nunca sentir muito o peso do passado”. Para o fadista um verdadeiro artista é aquele que usufrui das coisas. Vive o momento sem nunca pensar muito no passado e no futuro.

O álbum “Quinto” será apresentado dia 24 de Abril de 2012 no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito do Ciclo Músicas do Mundo. O concerto terá início às 21:00.

"Quando faço a minha música faço-a só para mim. Não imagino os outros!

Ah Fadista! 

Marta Martiniano

 

Retirado de HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 12:52 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Royal Fado" de Yolanda So...

Cláudia Pascoal & Pedro G...

Claudia Pascoal apresenta...

Força Suprema - "No Mó"

O INÍCIO DA VIDA DA TRAV...

Rita Redshoes - "Mulher"

Rita Redshoes - “Mulher” ...

Força Suprema - Don't Pla...

OWAN apresentam o single ...

Landrick - Não bate bem

arquivos

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
http://luisasobral.com/pt/aqui tem as letras! :)
Adoro Cristina Branco :)
Muito fixe
Gostei da musica da Telma Lee (https://canalkizomb...
olha so parece que bebes mt agua
"Anel de noivado comprado"
Versão do Bruno de Carvalho:Eu queria jogar à bola...
Fantástico blog!Parabéns pelo trabalho!
Nao acaba assim... Segue se:Reza a historia que a ...
Adoro esta música faz pensar na vida como ela é
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds