Segunda-feira, 31 de Julho de 2017

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

royalfado.jpg

 

 

Royal Fado de Yolanda Soares é o espectáculo que vai encerrar o evento cultural e histórico anual do Cerco de Almeida no dia 26 de Agosto 

 

Royal Fado da cantora Yolanda Soares vai fechar com chave de ouro este evento cultural em Almeida que acontece na segunda quinzena de agosto. Evento anual que recria aquela que é considerada uma das mais duras batalhas, sucedida em Julho de 1810, entre o exército português e as tropas de Napoleão. Confronto que ficou conhecido como "Cerco de Almeida" e que agora passa a ser palco para um dos acontecimentos mais sugestivos e atractivos neste município que tem atraído milhares de turistas todos os anos.

O espectáculo de Yolanda Soares vai ter lugar na Escadarias do Quartel das Esquadras logo após o final das batalha. O enquadramento histórico é ideal para este projecto de fado que homenageia o romantismo da época em que Amália une poetas eruditos, como Camões, ao fado, nas melodias de compositores inovadores neste estilo ( para a época) como Alain Oulman.
A artista recriou, também ela , neste projecto, uma batalha. Mas uma batalha artística que luta pela diferença e pela inovação unindo universos musicais diferentes como o universo da Ópera e do Fado.

Neste espectáculo a cantora é acompanhada por harpa, guitarra portuguesa, violino, percussão , guitarra clássica e baixo e tem como convidados o bailarino Horus Mozarabe e o Barítono Diogo Oliveira

A não perder Royal Fado de Yolanda Soares, dia 26 de Agosto, a abrilhantar o grande evento anual do Cerco de Almeida.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Domingo, 30 de Julho de 2017

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 29 de Julho de 2017

 

Letra

 

Valete:
Porque se tu visses o mundo através das palavras que eu te mostro
tu verias a fome a adormecer e a abater aqueles olhos
tu verias o sangue a alagar a terra daqueles povos
a deixar tudo resumido a desespero e destroços

Se ouvisses os gritos que o sofrimento não cala

saberias o que é viver entre insonias e estrondos de balas
falas, mas nunca sentes a pulsação do planeta
desacelera, porque o teu amor por ele nunca chega

Boss AC:
Yo!
'Tás-me a ouvir mas será que me escutas?
eu não questiono pessoas, eu questiono condutas
questiono esta nossa indiferença colectiva
temos alternativa enquanto tivermos voz activa

Mas ninguém quer saber de ninguém
as contas fazem-se no fim dão-nos o troco no além

Seguimos em direcção ao abismo
neste sociedade de consumo,
que só consome egoísmo

Refrão (2x)
Olavo Bilac:
I'm gonn' break u
I'm gonn' take u down
I'm gonn' make u stay awake
'till u open your eyes

Boss AC:
Insensiveis à dor alheia,
não sentimos a fome dos outros porque a nossa barriga 'tá cheia

E a verdade que nos impingem não foi escrita por quem sofre (não!)
ela é escrita por quem tem a chave do cofre
Será que pensamos nisso quando saímos à rua?
Enquanto fechamos os olhos e a escuridão continua
E em quem podemos acreditar, se são os nossos irmãos que nos querem matar (an?)

Valete:
O que é que há pa' sorrir quando meio mundo sangra? (sangra!)
Como é que tu não olhas quando meio mundo te chama?
Como é que tu vives sem dar aos teus um minuto?
Diz-me, o que é que há pa' celebrar quando o mundo 'tá de luto?

Delegas poder a esses politicos, mas eles são camaleónicos,rétoricos
Não representam as nossas massas anónimas, é óbvio
Eles representam corporações babilónicas, demónios
Que representam o lucro acima dos homens, é lógico

Refrão (2x)
Olavo Bilac:
I'm gonn' break u
I'm gonn' take u down
I'm gonn' make u stay awake
'till u open your eyes

Valete:
Tu tens o poder de ser a transmutação e a salvação
não há revolução sem chegar a tua contribuição
partilha o afecto, que há sempre alguem que ajudas (ajudas!)
quando espalhas a verdade há sempre educas (educas!)
quando denuncias o mal há sempre alguem que te escuta mano
há sempre alguem que te segue quando acreditas na luta

Muda tu o mundo, porque todos nós somos Deus
o mundo muda a cada gesto teu!

Boss AC:
Yoo!
Eles andam entre nós parecem pessoas normais,
até batinas pretas escondem tarados sexuais
Desses que transformam o amor em mentira,
quem faz mal a uma criança não merece o ar que respira

O Mal é banal parece que está tudo visto
Professas gira enquanto podes,
ou esperar o regresso de Cristo

Tu ouves,mas não escutas
olhas,mas não vês
os outros somos nós, e nós somos vocês

Refrão (2x)
Olavo Bilac:
I'm gonn' break u
I'm gonn' take u down
I'm gonn' make u stay awake
'till u open your eyes

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não venha me dizer que agora tu mudou
Esse papo eu conheço e também me cansou
Estive disposta, hoje já não estou
Sigo em frente sozinha, o tempo já passou

Tempo bom foi aquele em que você me amou
Desistiu de ser triste assim me conquistou
Desligado do mundo, dos vicios da dor, era eu e você, só nós dois e o amor
(Desandou) Mentindo pra mim, voltando pra pista, isso me bodiou

A verdade é rainha, tu me magou
A mentira é o fim do que só começou
Uma história bonita, eu e você no flow
Tu perdeu, não se segurou

Eu estou segura de que é difícil, mas eu também sei que tudo acabou
E é triste mas o que se foi, ficou
Guardado no peito ainda sinto o sabor
O perfume do abraço, a música tocou

Fazendo lembrar do que se eternizou
Mas vê se resolve, a droga te pegou
Eu te abracei, se tu tentar eu vou
Era assim hoje não, o laço desatou

Eu vim te lembrar de um tempo que marcou
Águas que rolaram, o tempo voou
Acabou e é porque tu não priorizou
Aceita os pontos, falar que o momento é mais que propício pra dizer quem sou

Aquela mulher que um dia cê teve
Que te quis do lado e tu não deu valor
Quer te ver melhor que a última vez, peço que não caia
Minha hora chegou.

[Juju Gomes]
Resolve a tua parada, aqui tu não é ninguém
O amor que tu me deu não me serviu
Vou procurar nos braços de outro alguém
Começamos bem, na vibe tipo zen

Que caminhava tão certo
Assim não dá, suas mentiras, insatisfações da vida
Diz que me ama tanto, quer criar raízes, só nós dois
Ta bom, meu bem

Pois eu acreditei, me apaixonei e lancei meu sonho, por você também.
Diz que tá escuro aí, por favor me ajuda aqui
E agora você chora, chora
E me pede pra voltar, então faça valer, pra eu não pagar pra ver

Laços perdidos, destroem meu infinito
Através dos gritos, isso parece primitivo
Olha pra frente, vê se não cai [2x]

[Valete]
No início era só tu e eu, no meio da paixão intensa que nos consumia
De corpo e alma pra ti, não queria saber de nenhuma mulher que surgia
O tempo passou meu amor serenou, e parece que secou toda aquela poesia
Homens são assim, cansam-se rápido, não fomos feitos pra monogamia

Vivemos com ambição de alpinista
Queremos outra conquista depois de uma conquista
Lá vou eu a noite chamam
Calor, mulheres, olhares tramam, curvas formas, dançam excitam

Rabos, mamas hipnotizam, la tô eu na cama de outra
Vida louca não me poupa, outra semana, outra dama
Outra cama, é so gana
Esses gestos não me enganam, é so sexo não tem chama

Eu preciso do teu amor, me dá o teu swing que me faz feliz
Dá ao teu negro outra chance
Outra chance pra outro romance
Sem amor não ha vida, fica alma esmorecida

Fica tudo mais medonho
Morre o mundo, morre o sonho.
Dá ao teu negro outra chance...

Nós somos filhos, desta veracidade maior do que nós
Que nos deixou insensíveis e desnorteados
Entre esta gula, fantasias e fetiches...

O amor abandonou-nos negro
E agora estão aqui desesperados
Sozinhos entre essas camas e orgamos
Não temos nada, negro
Não temos nada...

[Juju Gomes]
Laços perdidos, destroem meu infinito
Através dos gritos isso parece primitivo
Olha pra frente vê se não cai [2x]

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 28 de Julho de 2017

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

fadolele.jpg

 

"O FADO LELÉ" por Fado Lelé!

"Portugal Sabe o Que É!", o álbum de estreia, foi editado no mês passado e conta já com 2 singles em BSO ("Vou Dar de Beber á Dor" e "Uma Casa Portuguesa"). 
"O Fado Lélé", agora com vídeoclip do tema homónimo, é um dos originais do longa duração, a par de "Amor Limão" e "Mal de Amor".
"O Fado Lelé" tem letra e música de Miguel Castro, tendo o video sido realizado por Mónica Moreira, com montagem e edição de Pedro Luciano Barros. Retrata viagens da banda, entre espectáculos, por esse Portugal fora.

Próximos Concertos:
27 Julho- Porto Salvo, Festas de Porto Salvo 22h
30 Julho - Setúbal, Feira de Santiago - Palco Mundo 22h
5 Agosto - Coruche, Praça da Agua, 22h

 

FADO LELÉ define-se como uma banda de fortes raízes lusófonas e abre no seu vasto leque de referências musicais uma janela para o mundo. As suas melodias são inspiradas e revisitadas num fado intemporal e vestidas a seu próprio gosto, dançante, com as sonoridades peculiares do ukulele e do bandolim.  Convivem, e vivem, com muitos ritmos e estéticas  e como tal, o jazz manouche, o afro, o reggae, e até mesmo o rockabilly ou o deltablues são seus convidados de honra.

Portugal sabe o que é! foi gravado, misturado e masterizado nos estúdios VBM por Luciano Barros e produzido por Miguel Castro.

FADO LELÉ é : Ana Castelo, voz; Miguel Castro, ukulele baritono e tenor; Filipe Silva, bandolim e trompete; Manu Teixeira, bateria; Luciano Barros (músico convidado), baixo.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra os os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Letra: Filipe Moura
Música: Embaixador

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 27 de Julho de 2017

reguengos.jpg

 

 
REGUENGOS WINE & BLUES FEST
DIAS 11 E 12 DE AGOSTO
1ª EDIÇÃO2017
 
Este Festival é uma organização da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz com a produção da Trovas Soltas e está integrado na 25ª Edição da ExpoReg (Exposição de Atividades Económicas de Reguengos de Monsaraz, que decorre entre os dias 11 e 15 de agosto)
 
Local: Parques de Feiras e Exposições de Reguengos de Monsaraz


 É um evento de entrada livre.
 

Sexta – 11 de Agosto

21h45|  Concerto Chino & the Big Bet
23h35 | Concerto Budda Power Blues & Maria João – The Blues Experience

Sábado – 12 de Agosto

21h45 | Concerto Fast Eddie Nelson
23h35| Concerto Shirley King Blues Band


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

SupaSquad_TheOne_Cover.jpg

 

 

Os Supa Squad vão estrear o seu novo single já no próximo dia 28 de Julho"The One" ft. Virgul promete alcançar os tops e passar lá o verão. Oiçam-na aqui em primeira mão e digam-nos se estariam em interessados em fazer um artigo sobre os artistas e o novo single. O foco do artigo fica ao vosso critério, caso necessitem de mais informações estamos, claro, disponíveis.

 

Ultrapassaram os 3 milhões de visualizações com “Squeeze Me” ao lado de Virgul e Putzgrilla. Partilharam o palco com Charly Black. Retornaram às origens do new roots e dancehall com os mais recentes singles “Pick Up Di Phone” e “Love We Bad”.

 

Este ano fizeram um completo “Takin Over” da arena musical ao lado de Beatbombers mas dia 28 de Julho preparam-se para apresentar um ritmo que não vai deixar ninguém indiferente. Virgul junta-se à Dupla e vão contar-vos quem é “The One”.

 

Com um estilo musical único no país, Supa Squad continua a elevar a fasquia com todos os singles que tem vindo a lançar desde o início da sua carreira com “Gyal Move” ou “Top  General”. Um sucesso inquestionável depois de presenças em festivais como o Sumol Summer Fest, Musca Cascais e preparados para a atuação do ano no 20º Aniversário do MEO SW. 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Música e Letra - Edgar Santos

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

poeiras.jpg

 

 
POEIRAS 2017
da língua portuguesa
 8 |9 | 10 SETEMBRO

 

A 2ª Edição do Festival POEIRAS da língua portuguesa, vai acontecer nos dias 8, 9 e 10 de Setembro de 2017. Trata-se de um evento pensado para toda a família com objetivo de atrair público para ocupar o Parque dos Poetas e deixar gravado na memória de cada um, uma experiência única.

Poesia, música, literatura, teatro, performance e outras formas artísticas serviram como catalisadores entre a tradição e o contemporâneo. No ano passado a 1ª edição do evento ultrapassou todas as expectativas, quer em termos de programação quer em termos de visitação.

Mais de 30 mil pessoas passaram pelo Parque dos Poetas e puderam experienciar um Festival ímpar, que alia cultura à diversão, sem programação sobreposta e pensado para pessoas dos 8 aos 88 anos.

Este ano na estreia temos como destaque o concerto “Deixem o Pimba em Paz”, com Bruno Nogueira e Manuela Azevedo.  No segundo dia Aline Frazão apresenta a sua nova digressão, “Insular” num concerto que se adivinha excepcional. E para o fecho os organizadores reservaram para este ano uma surpresa: O Eletropoeiras, pensado especificamente para a geração milénio, onde se apresentará em estreia absoluta o DJ Internacional Ricardo Imperatore.

E isto é apenas o fecho dos 3 dias. Pelo meio, teremos espetáculos de marionetas, com o ator Pedro Giestas, a presença de várias personalidades relevantes da palavra escrita e oral, muitos jogos tradicionais para os mais pequenos conhecerem as brincadeiras de seus pais e avós, uma alameda com sabores provenientes de vários países da Lusofonia, artesanato, aulas de dança seguidos de espetáculos com Marrabenta, Funaná e Roda de Samba, animação por todo o parque com o Cortejo Cavalinho “O menino é lindo”, oficinas de olaria e de percussão e muito, muito mais.
 

Mais uma vez a palavra que define o Festival POEIRAS é: Imperdível!
Entrada Livre 
Programação completa em:  www.poeiras.pt 


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra os os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 26 de Julho de 2017

fernando daniel.png

 

Fernando Daniel

“Espera”, o single de estreia, chega às 500 mil visualizações no YouTube

Vencedor do “The Voice Portugal” atingiu o 1.º lugar do top viral do Spotify

Foi apenas há duas semanas que Fernando Daniel, o grande vencedor da última edição do programa “The Voice Portugal”, se estreou em nome próprio com o single “Espera”, que já chegou às 500 mil visualizações no YouTube/VEVO.

Desde que lançou esta primeira canção que Fernando Daniel se tem afirmado como um dos grandes fenómenos da pop nacional do momento. Graças a “Espera”, o cantor conquistou mesmo o 1.º lugar do top viral do Spotify.

O vídeo deste primeiro single chegou também à 8.ª posição de Trends do YouTube, tendo sido mesmo o vídeo de música com melhor classificação nesta lista em Portugal.

 

 

Também no Twitter, o single “Espera” tem merecido um grande destaque. Aliás, o músico soma cada vez mais seguidores e fãs nas redes sociais: no Facebook conta com quase 118 mil fãs, enquanto no Instagram já tem mais de 74,7 mil seguidores.

Recentemente, Fernando Daniel passou por rádios como a Antena 1 e a Mega Hits, onde apresentou este “Espera”, alvo de grande aclamação.

O jovem cantor de 21 anos conta como esta canção “relata a história de um casal em que o homem já passou por diversas situações que o fizeram ficar com alguns defeitos prejudiciais para a relação e, por isso, pede à mulher que ela espere por essa pessoa melhor em que ele se vai tornar”.

Espera” foi escrita e composta por Fernando Daniel em parceria com Carolina DeslandesRodrigo Carmo e Bruno Mota, e produzida por Redmojo.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

nova.jpg

 

Mais de 10.000 no espetáculo d'OS NOVA

 

No fim de semana onde a música foi o centro de todas as atenções, OS NOVAmostram que a MAIA está "viva", com mais de 10.000 pessoas a entoarem em plena voz a canção "Bússola".


Foi mais um grande momento para a banda que desde Abril tem vindo a conquistar o seu espaço na música Portuguesa.
OS NOVA continuam a sua digressão que começou no dia 5 de Abril deste ano.


Os próximos concertos d´OS NOVA são a 4 Agosto em Vila Nova de Foz Coa e 16 de Agosto em Valongo.


O seu disco de estreia foi lançado em Abril e teve um dos lançamentos mais comentados de sempre, onde algumas das mais mediáticas figuras públicas Portuguesas, fizeram um vídeo para falarem do seu Amor ou Ódio aos OS NOVA.


Com a participação de: António Raminhos, Nilton, Pedro Fernandes, Fernando Rocha, Alexandre Santos, Miguel 7 Estacas, João Seabra, Francisco Menezes, Vasco Correia, Hugo Sousa, Mágicos Mário Daniel e Daniel Guedes entre muitos outros.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

salmar.png

 

SALMAR APRESENTA “INQUIETAÇÃO” AO VIVO NAS LOJAS FNAC

 

Depois de dar a conhecer os singles “Invade-me a Alma” e “Inventar o Teu Amor”, Salmar apresenta agora o seu novo álbum ao vivo, num registo intimista, nas lojas FNAC. Com uma sonoridade pop, letras profundas e sentimentais e uma voz que conquista e apaixona, o cantautor sobe finalmente a palco para mostrar ao vivo todo o seu talento. 

 

O álbum “Inquietação”, é composto por doze temas originais que nos levam desde as profundezas do mar até uma outra dimensão. Num formato harmonioso e apaixonante, o registo de estreia do artista já se encontra disponível nas principais plataformas digitais com o selo da Music For All.

 

Conheçam as datas:

                                22.07 | FNAC @ Vasco da Gama, Lisboa, 17h

 

30.07 | FNAC @ Alfragide, Lisboa, 17h

 
 02.09 | FNAC @ Almada, Lisboa, 17h

                            

                                                                                                            

Nasceu sob o nome de Filipe Ferreira, mas é como Salmar que sobe a palco. Sempre sentiu a música como uma extensão de si mesmo, uma forma alternativa de comunicar e expressar os seus pensamentos, actos e desejos.


Cedo se tornou adquirido que seguiria pelo atribulado, e emocionante, trilho que pode ser o mundo da música. Na hora de escolher um nome artístico honrou a terra que o viu nascer, Peniche e, acima de tudo, a forte ligação ao mar. Não é, portanto, ao acaso que hoje o chamamos de Salmar!


Passada uma década e meia e mais de quinhentos concertos por todo o país tomou uma decisão: apostaria verdadeiramente na sua carreira a solo. Consolidou, assim, o desejo e a promessa de escrever, compor e cantar temas seus e só seus.

 

A consequência natural desta resolução é o lançamento dos singles “Invade-me a Alma” e “Inventar o Teu Amor”, temas que nos conquistam suavemente e nos introduzem ao primeiro álbum do músico – “Inquietação”. 2017 é o ano em que Salmar dá o salto rumo ao infinito.

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letraa ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

oldsoul.png

 

 

"OLD SOUL" por VÍTOR BACALHAU & BUDDA POWER BLUES  ::  Música de VÍTOR BACALHAU


Aproveitando o facto de estarem juntos no mesmo ponto geográfico, Budda Guedes, Nico Guedes, Vitor Bacalhau, Luis Trindade, João Ventura e Alex Gonçalves (Estúdio 21 - Funchal ) combinaram gravar um tema de Budda Power Blues e outro do Vitor Bacalhau, ao vivo, em estúdio. A ideia era gravar as duas bandas a tocar juntas um tema de cada banda. Dois bateristas, dois guitarristas, duas vozes e um baixo (o Carl Minnemann tinha voltado para o continente mais cedo). Dificuldades? Não!!! O Vitor tinha uma janela de 2h antes de apanhar o voo de regresso a Faro e bastava montar, fazer som, definir os arranjos e filmar tudo! Só no Estúdio 21!


Deu tempo para um take de cada música e assim foi!!


Primeiro saiu o tema "I'll Treat You Good" de Budda Power Blues. Agora é a vez de "Old Soul" tema inédito que estará incluído no 2º disco do Vitor Bacalhau que sai em Outubro deste ano. 
Aqui fica uma versão ao vivo e sem rede deste tema, que deixa antever aquilo que se pode esperar do novo disco deste artista Mobydick Records. 
 

"OLD SOUL" performed by  VÍTOR BACALHAU & BUDDA POWER BLUES  ::  Music by VÍTOR BACALHAU


Taking advantage of being in the same geographical location, Budda Guedes, Nico Guedes, Vitor Bacalhau, Luis Trindade, João Ventura and Alex Gonçalves (Estúdio 21 - Funchal - Portugal) got together to record two songs, one by Budda Power Blues and another one by Vitor Bacalhau, live in the studio. 


The idea was to record the two bands playing together - two drummers, two guitarists, two vocals and one bass. Vitor had a 2-hour window before catching the flight back to Faro, and it was enough to set up, soundcheck, rehearse the arrangements and film everything!


There was only time for one take each song, so that’s how it was done!


Buddy Power Blues "I'll Treat You Good, If You Treat Me Bad” was released on Youtube a few months ago. Now we’re releasing "Old Soul”, an yet unreleased track that will be included in Vitor Bacalhau’s second album, Cosmic Attraction, to be released in October.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 25 de Julho de 2017

sociedade.png

 

 

O mundo é cada vez mais global e inclusivo. Portugal também. Acolhemos, de braços genuinamente abertos, várias comunidades que, em troca, nos enriquecem com a sua diversidade. Vivemos juntos num mesmo território. Partilhamos uma nação habitada por quem entende a diferença e a aplaude. 


Quando acontece algo tão trágico como os incêndios que afetaram tantas famílias em Pedrógão Grande, estamos, mais uma vez, juntos. As ações de solidariedade e ajuda às vítimas têm, felizmente, sido muitas e fundamentais. 

Comunidade Hindu de Portugal, presente no nosso país desde 1975 (devido à descolonização de Moçambique) leva a cabo iniciativas de âmbito religioso, cultural, social e educativo que contam com a participação dos seus cerca de 9000 membros e que, além de celebrarem as tradições da cultura hindu, fazem também uma ponte com a cultura portuguesa. 

É nesse âmbito de partilha de culturas, tradições e, sim, preocupações que a Comunidade Hindu  de Portugal, juntamente com a Câmara Municipal de Lisboa, organiza um espetáculo solidário no próximo dia 28 de Julho, às 21 horas com o objetivo de angariar fundos que ajudem as vítimas dos incêndios de Pedrógrão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera. O donativo de entrada custa 10 euros e, além de ser um contributo precioso para quem tanto precisa, é a oportunidade de ver um espetáculo que aproxima a cultura portuguesa da hindu: atuações culturais indianas, o rancho folclórico Casa do Minho, o coral orquestral Omkara e Paco Bandeira. Um alinhamento que reflete a proximidade entre duas culturas historicamente irmãs e que prova a total integração da comunidade hindu no nosso país. 
Porque, assim com as tragédias não escolhem credo nem geografia, a solidariedade não pode, nunca, limitar-se por nenhum tipo de fronteiras. 

Bilhetes à venda na Secretaria da Comunidade Hindu de Portugal. Para mais informações: 
Telefone: 217 576 524
Site: www.comunidadehindu.org  



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

 

Meu pai era um player
E conquistou minha mãe com arte e verborreia
De gala são tomense
Citava -lhe poemas, cantava-lhe baladas,
Minha mãe caiu na teia já toda enfeitiçada

Começaram a namorar, noites longas
Até ao luar e sexo até a alvorada
Estavam juntos todos dias,
Cada beijo uma alquimia cada olhar uma profecia

Minha mãe engravidou, meu pai bazou fugiu do filho
Que ele procriou
Minha mãe ficou sozinha com um filho na barriga
Que com descuido fecundou

Sem dinheiro para o aborto
Minha mãe resolveu ter-me apesar de devastada
Chorava todos os dias arrasada,
Sombria, despedaçada, estilhaçada

Fui crescendo na barriga dela lá dentro
Sentia as mazelas da alma fulminada
A gravidez dava-lhe dores, tonturas, enjoos,
Deixava-lhe toda esgotada

Meu pai voltou seis meses depois
Arrependido e certo que minha mãe era sua amada
Minha mãe aceitou-o de volta apesar
Da revolta continuava apaixonada
Felizes novamente, encandeados
Pelo mesmo sentimento efervescente
Nasci novembro a tarde bem perto das quatro,
Depois de 24 horas duras de trabalho de parto

Aniyah
Refrão
Se não tens amor, é só dor
Se queres prazer, dás amor
Se não tens amor, é só dor
Se queres prazer, dás amor


Yeah...
Meus pais deliciavam com cada sorriso,
Cada som, cada olhar, cada movimento
Cada gesto que eu fazia
Tudo o que eu fazia era motivo pra deslumbramento,
Encantamento empaditas de euforia
Mas um bebé custa caro dá muita despesa
E mais dureza, pra quem já vive na pobreza
Minha mãe mal se recompôs da gravidez,
Foi trabalhar na costura quatrocentas horas por mês
Meu pai estudava e trabalhava ao mesmo tempo,
Um ritmo violento por causa do seu rebento
Eu chorava todas as madrugadas, gritava,
Borrava desvairado e eles nunca dormiam nada
Estavam esgotados, secos, stressados,
Surtiam por qualquer coisa, andavam sempre alterados
Eu comecei a andar com dez meses
E aos onze meses já falava ficavam maravilhados
Encantados com cada palavra nova
Que eu dizia com evolução da minha fisionomia
Encantados com cada palavra nova
Que eu dizia com evolução da minha fisionomia

Aniyah:
Se não tens amor, é só dor
Se queres prazer, dás amor
Se não tens amor, é só dor
Se queres prazer, dás amor

Passava horas e horas a escrever no quarto
A fazer trilhas sonoras pra sair do anonimato
Mal dormia, mal saia, mal via os amigos
A escrita era minha religião, meu castigo meu abrigo
Eu rimo as dores do meu povo,
Envolvo nos versos o sofrimento que absolvo
Ela mandou-me um e-mail a dizer
Que sou o rei e que trouxe um estilo novo
Diz que chora desalmadamente,
Quando eu rimo intensamente, nos temas mais comoventes
Diz que me quer conhecer, pra ver realmente
Se eu sou o que digo ser
Encontramos num bar no vasco da gama,
Logo fiquei encantado com aquela áurea africana

Ela explana uma negritude soberana,
Imana a mesma luz que originou o nirvana
Começamo-nos a ver regularmente,
E como era evidente acabou em envolvimento
Dia sim, dia não em minha casa, entrosamento sexual
Até o esgotamento
Foram vários meses na mesma rotina,
Mas estava sem adrenalina que o puro amor origina
Eu não a amo mas o sexo é tão bom
Que eu não consigo acabar com ela e terminar nossa novela

Por isso eu minto e digo que lhe amo,
O amor dela é insano e ela nem sente que é engano
Ela ama-me perdidamente
E acha que o relacionamento durará eternamente
Passaram dois anos e fui ficando distante,
Já era flagrante aquele meu distanciamento
Ganhei coragem resolvi acabar, resolvi terminar
O que já não tinha fundamento

Ela entrou num caos depressivo,
Autopunitivo e quase vegetativo
Não comia, não dormia, não saia de casa
Entregou-se num processo corrosivo erosivo
Largou o trabalho, largou a faculdade,
Ficou esquelética e perto da insanidade
Com instintos suicidas, completamente escurecida,
Vazia e destruída.

Esta é uma música profunda irmão,
Na estrada da tua vida, o teu espírito
Estimula-te sempre a fugir da dor e ir em busca do prazer,
Mas lembre-te sempre que há muitos objectivos
Que tu não consegues sem dor, sem sacrifício,
Sem sangue. lembre-te que tu podes erguer,
Reerguer ou salvar vidas sacrificando por elas,
Sangrando por elas em actos de puro altruísmo.
Na busca pelo prazer tu podes ficar cego
E chacinar a alma de todos seres humanos
Em actos de puro egoísmo.
Por isso grandes pensadores budistas
Falavam na importância deste equilíbrios entre a dor e prazer.
O equilíbrio do planeta depende muito desse equilíbrio
Entre a dor e prazer
Que cada um de nós tem que alcançar individualmente.

Ver o sacrifício de uma mãe a criar seu filho,
Ver a história de gandhi e a sua devoção pelo seu povo,
Vá também em busca do prazer irmão,
Vá também em busca da felicidade
Mas não vás sozinho, leve outros manos consigo,
Ensine os manos a amar ensina os manos o humanismo.

David cross
Se não tens amor, és só dor
Se queres prazer dás amor
Se não tens amor, és só dor
Se queres prazer dás amor

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

paulo sousa.png

 

 

Paulo Sousa abre concerto de Ivete Sangalo no MEO Arena

Concerto de Ivete Sangalo vai ser uma festa ainda maior.


Quem comprar bilhete para o concerto de Ivete Sangalo, no dia 29 de Julho no MEO Arena, tem assegurada uma noite cheia de animação e grandes concertos com Paulo Sousa e ainda Adriana Lua.

Paulo Sousa é um fenómeno que começou no Youtube, uma estrela em ascensão que já ganhou prémios de Youtuber do ano e artista revelação. Os seus singles “Eu Não Vou”, “Não Me Deixes Ir”, “Todos os Dias” e “Onde Quero Estar” já são bem conhecidos do público em geral por servirem de banda sonora a diversas telenovelas. Atualmente o artista está há várias semanas no Top 25 da RFM, tendo alcançado a 5.ª posição com "Somos Eu E Tu", tema recentemente incluído na nova novela da SIC, Espelho D'Água.

Ivete Sangalo é uma das maiores artistas brasileiras da atualidade e regressa a Portugal para um concerto único no dia 29 de Julho. Um espetáculo que o público brasileiro elege há dois anos consecutivos como “O Show do Ano”.

Adriana Lua sobe ao palco às 20h15 e às 21h00 é a vez de Paulo Sousa, antecipando o concerto de Ivete Sangalo.
Bilhetes já à venda



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Why did you save me?
If you don't know, witch way you're going now
Will you ever know?
I need to hear from you somehow
What if I stumble?
What if I fall?
Would you came for me, or would you let me be?
Believe me when I say, believe me
I feel love inside, I do feel love inside

Baby, make up your mind, make up your mind but
Say I do, love you too
I feel love inside, I do feel love inside
Baby, make up your mind, make up your mind but
Say I do, love you too
Why did you save me?
Why oh why?

If you don't know the answer, then tell me who
Should know, the reason of your heart
What about those memories
It was so near, it used to be so clear
When did it become undone
I need you to take your turn and
Hear me when I say, just hear me
I feel love inside, I do feel love inside

Baby, make up your mind, make up your mind but
Say I do, love you too
I feel love inside, I do feel love inside
Baby, make up your mind, make up your mind but
Say I do, love you too
Can you see it?
All you gotta do, is love me like I do
I know you see it
You must say I do, I do, I do
I feel love inside, I do feel love inside

Baby, make up your mind, make up your mind but
Say I do, love you too
I feel love inside, I do feel love inside
Baby, make up your mind, make up your mind but
Say I do, love you too
Make up your mind, make up your mind and say I do

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

os classicos.png

 

 

OS CLÁSSICOS ANIMAM FESTAS DE MIRANDELA

 

Após o lançamento de dois singles extraídos de “Primeiro Acto”, o primeiro álbum de longa duração, Os Clássicos vão marcar presença no dia 26 de julho nas Festas da Cidade de Mirandela, no Parque D. José Gama!

 

Depois dos singles “Amor de Escola” e “Bom Demais”, os artistas preparam assim um espetáculo marcado por uma balada alegre e com ritmo de desejo. Através das raízes pop/rock, e com influências slow-rock e pop/funk, Os Clássicos chegam assim à Cidade de Mirandela, para animar a festa com a marca da Music For All!

 

Para falar do nascimento do projeto “Os Clássicos” temos de entrar na nossa máquina do tempo e recuar até ao, não muito distante, ano de 2014.

 

Foi precisamente esse o momento em que Edgar Santos, Edgar Milhões, Leandro Martins e José Moreno deram o derradeiro passo e criaram uma banda. Nessa altura ainda não sabiam mas viriam a chamar-se “Os Clássicos”, escolheriam navegar entre o pop e o rock, mas sempre com um pé no slow-rock e no pop/funk de quando em vez, e marcariam a diferença pela forte interação com o público em todas as apresentações ao vivo do seu talento.

 

Mas para compreender na totalidade este fenómeno é necessário colocar a viagem temporal em modo pausa, e dedicarmo-nos por completo à exploração do percurso individual de cada um dos membros da banda.

 

Comecemos a nossa nova missão pelo compositor, vocalista, guitarrista, baixista, baterista, percussionista, teclista e pianista Edgar Santos. Nasceu em 1993 e desde 1998 que está ligado ao mundo da música. Com a tenra idade de cinco anos entrou para a Musilândia, Escola de Música de Mirandela, desenvolvendo e evoluindo sempre até aos dias de hoje. Em 2012 entra para a ESPROARTE no curso de Percussão, naquele que foi um passo seguro e firme rumo à profissionalização. Foi percussionista da Orquestra Sinfónica, o que o levou a atuar na Casa da Música com o Maestro Pedro Neves, na Orquestra de Sopros, com a qual venceu o concurso Eixo Atlântico, e na Brassband.

 

Paralelamente foi também guitarrista e vocalista em diversas bandas do nordeste transmontano, tendo ao todo subido a palco mais de 50 vezes! Em Setembro de 2015 rumou ao Algarve para frequentar o curso técnico de Produção Musical, tendo-o concluído com a melhor média do curso: 17 valores! Outra das suas paixões é a representação não sendo, por isso, de estranhar as várias participações enquanto figurante ou o anúncio da estreia, em 2017, de uma curta-metragem por si protagonizada. 

 

Falemos agora de Edgar Milhões, o baixista d’Os Clássicos! Nasceu em 1997 e sempre foi considerado um músico com talento muito acima de média. Em Setembro de 2012 entra para a ESPROARTE, mais concretamente para o curso de Contrabaixo, o que o leva a, dois anos depois, atingir a orquestra APROARTE e a Jovem Orquestra Portuguesa (JOP). A eterna busca por conhecimento levou-o a participar em diversas master classes com nomes como Alberto Bocini, Yury Aksenov, Manuel Rego, Vladimir Kouznetsov ou Alexandre Storojouk.

 

2014 seria o ano em que se tornaria Chefe de Naipe da Classe de Contrabaixos da Orquestra Sinfónica ESPROARTE e Segundo Chefe de Naipe da Orquestra APROARTE. Entre 2014 e 2015 integrou a Orquestra Geração Murça/Mirandela, o que o levou a atuar em cidades como São Paulo ou Paris, tendo sido também contrabaixista da JOP em palcos como o CCB, em Lisboa, Bucareste ou Berlim. Atualmente para além de se dedicar ao projeto Os Clássicos é também músico nas Orquestras APROARTE, Jovem Orquestra Portuguesa e Orquestra Clássica Transmontana!

 

José Moreno, tal como os dois membros acima referidos, tem uma profunda ligação ao mundo da música. Aos cinco anos inicia-se na banda de Vilarandelo, aos doze ingressa na Academia de Artes de Chaves, na classe de percussão, aos catorze entra para a Escola Profissional de Música de Espinho, também na classe de percussão, e aos 16 anos ingressa na ESPROARTE.

 

 

 

Integrou a Orquestra de Sopros da Academia de Artes de Chaves e atualmente para além de baterista d'os Clássicos é também Chefe de Naipe de Percussão na BrassBand portuguesa, na Orquestra Clássica Transmontana, e na Escola Profissional de Artes de Mirandela.

 

O quarto, e último, membro dos clássicos é o Trompetista Leandro Martins. Nasceu em pleno verão de 1999, contudo a sua história com o trompete tem inicio apenas em 2007, ano em que entra para a Banda Marcial de Murça para tocar esse mesmo instrumento. Três anos depois é selecionado para a vaga de violino na Orquestra Geração (atualmente denominada Orquestra Energia) de Murça, através da qual realizou diversas formações e concertos em cidades tão díspares quanto Porto, São Paulo ou Paris. Um ano depois preenche uma das vagas disponíveis na ESPROARTE para trompete, mantendo ainda hoje os estudos com o professor Maciel Matos. Os anos seguintes seriam de grandes desafios musicais: em 2014 é convidado a integrar a DogmaBrassBand e, dois anos depois, à Orquestra Clássica de Trás-os-Montes e Alto-Douro (OCTAD). Provando que o talento não conhece idade Leandro pode hoje em dia ser visto em palco com diversos projetos musicais, sendo o principal a banda Os Clássicos.

 

2017 é, assim, o ano do maior desafio até agora para Os Clássicos. A banda já editou dois singles através da Music For All, “Amor de Escola” e “Bom Demais”, estando previsto “Primeiro Acto”, o primeiro álbum da banda para meados do presente ano.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

SEMPRE FUI EU
QUEM DEU O BRAÇO A TORCER
TU SEMPRE ANDASTE A CORRER
E EU SEMPRE FUI TEU
MAS ACABASTE POR ME PERDER
TU NUNCA QUISESTE SABER

TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU SÓ PENSAVAS EM TI 
E AGORA QUE EU FUI P’RA LONGE TU QUERES
QUERES-ME DE VOLTA P’RA TI
MAS NÃO VAI DAR
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU SÓ PENSAVAS EM TI 
E AGORA QUE EU FUI P’RA LONGE TU QUERES
QUERES-ME DE VOLTA P’RA TI
MAS NÃO VAI DAR

TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS

TU E AS TUAS MANIAS
SAÍAS TODOS OS DIAS
EM BUSCA DE ALGO
QUE NUM COPO ALTO FIZESSE ESQUECER
TODAS AS TUAS MANIAS
NO FUNDO TU JÁ SABIAS
QUE ERA DIFÍCIL
QUASE IMPOSSÍVEL DE ACONTECER

A NOSSA HISTÓRIA ACABA AQUI
P’RA LÁ DA TUA CAPA VI
E SEMPRE QUE EU PENSAVA EM TI
TU NUNCA ESTAVAS LÁ PRA MIM
NÃO

TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU SÓ PENSAVAS EM TI 
E AGORA QUE EU FUI P’RA LONGE TU QUERES
QUERES-ME DE VOLTA P’RA TI
MAS NÃO VAI DAR
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU SÓ PENSAVAS EM TI 
E AGORA QUE EU FUI P’RA LONGE TU QUERES
QUERES-ME DE VOLTA P’RA TI
MAS NÃO VAI DAR

TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
E AGORA TAMBÉM JÁ NÃO VAIS PENSAR
E AGORA EU TAMBÉM JÁ NÃO VOU VOLTAR
POIS TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS

A NOSSA HISTÓRIA ACABA AQUI
P’RA LÁ DA TUA CAPA VI
E SEMPRE QUE EU PENSAVA EM TI
TU NUNCA ESTAVAS LÁ PRA MIM

TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU SÓ PENSAVAS EM TI 
E AGORA QUE EU FUI P’RA LONGE TU QUERES
QUERES-ME DE VOLTA P’RA TI
MAS NÃO VAI DAR
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU SÓ PENSAVAS EM TI 
E AGORA QUE EU FUI P’RA LONGE TU QUERES 
QUERES-ME DE VOLTA P’RA TI
MAS NÃO VAI DAR

TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
E AGORA TAMBÉM JÁ NÃO VAIS PENSAR
E AGORA EU TAMBÉM JÁ NÃO VOU VOLTAR
POIS TU NUNCA PENSASTE EM NÓS
TU NUNCA PENSASTE EM NÓS

 

 


MÚSICA: 
Produção: Agir
Mistura e Masterização: Sassá Nascimento

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

daniel moon.png

 

 

DANIEL MOON APRESENTA “BE DIFFERENT” AO VIVO NAS FNAC

 

Depois de dar a conhecer os seus exitos “Give More” e “Be Different”, Daniel Moon apresenta agora o seu novo EP ao vivo, no registo intimista que só um showcase permite, nas FNAC lusitanas.

 

O EP “Be Different” é composto por cinco temas que entram no mundo da canção pop em formato jazzístico num harmonioso diálogo de sopros, metais e teclas. O registo já está disponível nas principais plataformas digitais e tem o selo da Music For All.

 

Conheçam as datas:

 

                               16.07 | FNAC @ Vasco da Gama, Lisboa, 17h

 22.07 | FNAC @ Alfragide, Lisboa, 17h

 23.07 | FNAC @ Colombo, Lisboa, 17h

 03.09 | FNAC @ Almada, Lisboa, 17h

                                                                                                            

 

A aventura de Daniel Moon no atribulado e exigente mundo da música inicia-se sete anos após o seu nascimento. Foi precisamente com essa tenra idade que começou a ter aulas de piano, um instrumento tão complexo quanto encantador e tão desafiante quanto versátil.

Apenas dois anos mais tarde entra na Escola de Música do Conservatório Nacional, mais concretamente para o 1º Grau. O seu esforço e paixão pela música permitiram-lhe concluir com mérito oito graus, obtendo assim o merecido, e recompensador, diploma.

É neste fase que a Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal entra na sua vida. Durante os dois anos seguintes dedica-se afincadamente ao piano e à voz, perseguindo o objectivo de entrar no Ensino Superior de Jazz. E se até então o objectivo parecia de difícil concretização tudo viria a mudar quando, em pleno ano de 2010, começa a frequentar a Licenciatura de Jazz, na Variante de Piano, na Universidade de Évora. É por entre as arrebatadoras paisagens alentejanas, e o seu característico calor, que conclui com sucesso a referida licenciatura, concretizando assim uma das suas maiores ambições pessoais.

A fase inicial da sua carreira é marcada pela participação em diversos eventos musicais. Do Dia Mundial da Voz a celebrações de matrimónios, de membro de projectos de escola a parte integrante de bandas com os seus próprios originais e até de pianista num hotel a autor de música ambiente para espaços públicos, passou por de tudo um pouco, tornando este num período fervilhante e marcado por uma aprendizagem constante. 

A recta final de 2014 marca o nascimento do seu projecto musical a solo assim como dos primeiros temas originais. O segundo mês do ano seguinte, Fevereiro de seu nome, ficará para sempre associado à gravação das suas primeiras cinco músicas, em quarteto, assim como o penúltimo mês de 2015 foi testemunha da divulgação, e promoção nas plataformas digitais, do seu EP de estreia (sendo de destacar o single “Precious Love” que conquistou mais de cinco mil visualizações no YouTube).

Dito isto chegamos ao presente e à actual fase da sua carreira: este ano assinou contracto com a Music For All e abraçou uma vez mais a composição de temas originais. Os novos temas possuem uma maior diversidade, e riqueza, instrumental e integram o seu primeiro EP  distribuido no primeiro semestre de 2017.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Orelha Negra - Nascente

V.º FESTIVAL BRANDS LIKE ...

Orelha Negra - Duas Caras

Festa Trap/Hip Hop - Torr...

WAZE - Tu Falas ft. Gson ...

ESTREIA - O Apocalipse, s...

Yuri Da Cunha Ft. C4 Pedr...

Royal Fado de Yolanda Soa...

MIXTEC ft. PEACE MAKER - ...

Cristiana Águas actuou a ...

arquivos

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Já actualizei o Post, muito obrigado
O tempo não espera pela gente mas eu espero por ti...
sou teu fà loony johnson
A letra está malDeviam arranjar
Grande Musica
Musica Qualitativa
Ah que fixe!!!Obrigada A Música Portuguesa por aju...
*ps: nós que fizemos!
Ah que fixe!!!Obrigada A Música Portuguesa por aju...
OláInfelizmente não lhe consigo responder, eu não...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds