Quarta-feira, 31 de Maio de 2017

grants.jpg

 

 
FESTIVAL GRANT'S STAND TOGETHER REGRESSA A LISBOA
E ESTREIA-SE EM SERRALVES
 
O Festival Grant’s Stand Together está a preparar a sua 6ª edição, que decorrerá no já costumeiro Cinema São Jorge (Lisboa), dias 23 e 24 de Junho e estende-se ao Porto pelo segundo ano consecutivo, dias 1 e 2 de Julho, no cenário inspirador da Fundação de Serralves.
Este ano, o festival de histórias verdadeiras acontece mais tarde, por consequência da agenda preenchida do seu Host Joaquim de Almeida, devido às gravações da nova temporada de Queen of the South.
 
Sob o mote “Histórias tão verdadeiras que nem vais acreditar”, esta nova edição volta a contar com as sessões clássicas de storytelling, onde nomes como Ana Sofia Martins Commedia a la Carte, Diogo Beja, Leonor Poeiras, Sam the Kid ou Samuel Úria, sobem a palco para partilharem uma história de vida. Existirão também as conversas mais intimistas entre artistas, como Rita Blanco e Inês Meneses ou Anabela Mota Ribeiro na companhia de Ana Bacalhau e Isabel Abreu. Rui Pedro Tendinha volta a apresentar as propostas de cinema, na companhia de personalidades que comentam e exibem excertos dos filmes da sua vida. A programação é complementada com DJ’s que animarão as noites quentes na companhia dos já famosos cocktails Grant’s.
 
O ano passado, este festival pioneiro em Portugal na área do Storytelling bateu recordes na sua performance junto dos media e público. Foi referenciado em 119 notícias e 385 publicações e atingiu o reach global de 3,1 milhões de pessoas.  
 
A organização e programação do Grant’s Stand Together está novamente a cargo da H2N Phenomena Makers.


PROGRAMAÇÃO E CONVIDADOS CONFIRMADOS:
 
CINEMA SÃO JORGE | LISBOA
| 23 de Junho
Sessão de Storytelling - Commedia à la Carte, Ana Sofia Martins, Samuel Úria, Diogo Beja, Sam the Kid, entre outros;
 
Sessão Sala 2 - Inês Meneses com Rita Blanco;
Filmes da minha vida, com Rui Pedro Tendinha e convidados, como Nuno Markl
 
| 24 de Junho 
Sessão de Storytelling - Joaquim Sousa Martins, Benedita Pereira, Leonor Poeiras, entre outros
 
Sessão sala 2 - Anabela Mota Ribeiro com Isabel Abreu e Ana Bacalhau;
Filmes da minha vida, com Rui Pedro Tendinha e convidados
 
FUNDAÇÃO DE SERRALVES | PORTO 
| 1 de Julho
Sessão de Storytelling - Tatanka, Tomás Wallenstein, Capicua, entre outros
 
| 2 de Junho
Sessão de Storytelling - Filipe Faísca, entre outros nomes a confirmar

Bilhetes à venda nos  locais habituais.


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Letra

se não tem graça, chora que isso passa
olha que eu nunca te quis ofender
só disse que trazes no cabelo
tanto fogo e tanto gelo
que eu nem sei se hei-de gelar ou ferver

desculpa-me esta moca, é que o alcool já me toca
muito mais do que eu quero admitir
só sei que mesmo a andar de lado de tão inebriado
fico parvo com o que me fazes sentir

anda embora, vamos lá fora
aqui não dá para respirar
dizes "pára", mas fazes essa cara
de quem me mata se eu parar

- Não, tu não te dás a ninguém

Diz-me lá que prazer é que dá só por se ter
meio mundo a pedir "por favor"
é que a questão aqui na mesa é eu não ter a certeza
se é feitio ou só sentido de humor

e eu bem que queria que chegasse o novo dia
para esquecer e não me sentir assim
mas como é que eu descanso e fico manso
se não páras de olhar para mim

anda embora, vamos lá fora
aqui não dá nem para pensar
dizes "pára", mas fazes essa cara
de quem me mata se eu parar

- Não, tu não te dás a ninguém

Se não me queres o que é que queres de mim?
Se não me queres o que é que queres de mim?
Se não me queres o que é que queres de mim?
Se não me queres o que é que queres de mim?
Tu não te dás a ninguém

- Não, tu não te dás a ninguém

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

ensemble.jpg

 

Ensemble do Festival de Lucerna em Sines

A 13.ª edição do Terras sem Sombra prossegue com entusiasmo a sua viagem por cidades e vilas do Alentejo, tendo como próxima etapa Sines. A terra natal de Vasco da Gama encontra-se sob escrutínio no fim-de-semana de 3 e 4 de Junho e acolhe um programa aliciante, que começa, sábado à tarde, com uma visita ao centro histórico, sob a orientação do historiador de arte José António Falcão e do arquitecto Ricardo Pereira. Património, música e biodiversidade dão assim, mais uma vez, as mãos.
 
Na rota de Vasco da Gama

Tendo o mar por horizonte, o percurso inicia-se, às 14h30, na igreja matriz de São Salvador, que forma um conjunto harmonioso com o castelo quatrocentista. O objectivo é conhecer de maneira informal, a muito antiga história da cidade e os seus valores patrimoniais, mas também descobrir os seus segredos, olhar a costa e a serra, o porto e as unidades industriais, conhecer a realidade piscatória, descobrir os segredos da gastronomia e da doçaria.
O alvo principal do périplo, é um espaço habitualmente não aberto ao público: a torre de menagem do castelo, onde nasceu e viveu o almirante. Acessível por corredores tortuosos e misteriosas escadarias ao caminho de ronda, este edifício reserva muitas surpresas e rasga perspectivas sobre o panorama atlântico e a urbe.
 

Sob o signo impar de Mozart e Beethoven

Às 21h30, regressa-se à igreja matriz, para a actuação do Ensemble ]W[, um agrupamento de músicos de primeira fila da Orquestra do Festival de Lucerna, na Suíça: Lucas Macías, Vicent Alberola, José Vicente Castelló, Higinio Arrué e Nicholas Rimmer. O programa, intitulado As Afinidades Electivas: Mozart & Beethoven, é consagrado a duas famosas obras para sopros – oboé, clarinete, trompa, fagote – e piano, verdadeira raridade na história da música: um quinteto de Wolfgang Amadeus Mozart (Quinteto em Mi bemol maior, Op. 16) e outro de Ludwig van Beethoven (Quinteto em Mi bemol maior, KV. 452).
Trazer a Sines os solistas de Lucerna, palco do mais importante festival de música clássica da Europa, constitui um acontecimento para o Alentejo. Sines recebe, assim, o privilégio de uma actuação previsivelmente inesquecível e que já está a despertar, pelo carácter inédito, o interesse do público e da crítica internacionais.
Redescobrir um oásis da biodiversidade

Esta jornada culmina domingo, a partir das 10h00, nas imediações da Praia de S. Torpes, com uma acção de salvaguarda da biodiversidade, orientada pela Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha. A fronteira entre o Atlântico e o Mediterrânico – À descoberta dos monges eremitas da Junqueira é o tema para uma deslocação à antiga Provença, um mosteiro de Eremitas da Ordem de São Paulo da Serra de Ossa, habitado entre os séculos XV e XVII, a pouca distância do Atlântico, no limite do Parque Natural do Sudoeste Alentejano. Ainda hoje perduram traços dessa histórica presença, tão próxima como desconhecida, desde a ermida de Nossa Senhora dos Remédios, em ruínas, à fonte santa e às terras outrora cultivadas pelos religiosos. Nas várzeas fertilizadas pela ribeira da Junqueira existem habitats muito favoráveis à flora e à fauna.

Aqui, as dunas representam um ambiente de transição por excelência, marcando a fronteira entre as influências marinha e continental. A zona é fértil em sistemas dunares, sobretudo a sul da ribeira da Junqueira, zona com uma ocupação ancestral e, consequentemente, com uma história de modelação do solo em terra arável. Nas imediações de um dos maiores complexos industriais de Portugal, a central termoeléctrica de Sines, iremos à procura dos vestígios do mosteiro de Santa Maria da Junqueira, fundado em 1447. Como viviam e como interagiam os seus monges com o ambiente é o ponto de partida para um percurso de descoberta da biodiversidade local. Pretende-se, no futuro, recuperar e abrir à visitação este aprazível lugar.

De entrada livre, o Festival é organizado pela Pedra Angular e prolonga-se até  2 de Julho, realizando-se em Beja a sua última etapa.

Programa Sines
 
Património
14:30 – 17:30 – Visita guiada ao Centro Histórico
Local em destaque - Torre de menagem do castelo de Sines
Ponto de encontro – Igreja Matriz de São Salvador
 
Música
21H30 – As Afinidades Electivas: Mozart & Beethoven
Local - Igreja Matriz de São Salvador
]W[ ENSEMBLE & Nicholas Rimmer
Fagote Higinio Arrué
Oboé Lucas Macías
Clarinete Vicent Alberola
Trompa José Vicente Castelló
Piano Nicholas Rimmer
 
28 de Maio
Biodiversidade
A fronteira entre o Atlântico e o Mediterrânico – à descoberta dos monges eremitas da Junqueira
10H00 – Partida - Igreja Matriz de São Salvador


publicado por olhar para o mundo às 20:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

ricardomásorte.jpg

 

 

Nascido em Setúbal em 1981 como Ricardo De Sousa , surge agora com o seu projecto a solo intitulado “Ricardo Má Sorte”.

Conhecido por ser uma das personalidades mais influentes do underground português, deu a cara a projectos no fim dos anos 90 como os “Grunk”.

Em 2002 fundou como vocalista a primeira banda third wave ska em Portugal, os “Banshee And Somethig Else We Can’t Remember”, que trabalharam com Eddie Asworth (Sublime, Long Beach DubAll Stars) e Jason Livermore e Bill Stevenson (The Lemonheads, Mad Caddies, Less Than Jake, Nofx, Lagwagon, The Descendents etc...). Em 2008 integrou a banda “More than a Thousand” como Baixista e backvocals, onde fez inumeras tours e partilhou palcos com grandes nomes da música mundial ( Metallica, Incubus, Ill Nino, Papa Roach, Blindside, 30 Seconds to Mars, Sepultura, Guano Apes etc.)

Dia 25 de Maio de 2017 lançará em formato digital o EP de estreia que estará disponivel em todas as plataformas digitais a nivel mundial (Spotify, Itunes etc...). O seu album de estreia conta com o cunho dos produtores Vasco Ramos e Filipe Survival, que produziram bandas e artistas como: Hands on Approach, Mickael Carreira, David Carreira, Os Aurora, April Ivy, Berg e o próprio Ricardo Má Sorte. Este album encontrase já em fase final e prevê-se que esteja disponível depois do verão.

 

Ricardo Má Sorte ao vivo conta com uma banda explosiva fazendo parte desta: Pedro Pais (ex baterista de More Than a Thousand, Hills Have Eyes e One Hundred Steps), Filipa Amaro e Penthy Roussies ( ex guitarrista e ex baixista da artista Dilana Smith que ficou em 2º lugar no programa americano Super Nova e Finalista do The Voice Holanda).

 

O seu single “Aperto no Peito” está disponivel desde Abril de 2017 no Youtube e tem vindo a receber muito boa aceitação por parte do público nas redes sociais. Em Junho sairá um novo videoclip do tema “CIDADE”, também incluído no EP de estreia. A sua sonoridade é rock pop, embora tenha sempre buscado influencias no folk e do punk. As letras, todas elas em português e com uma mensagem forte, depressa começam a despertar no publico a diferença, destacando-se de um panorama musical repleto de modas e banalidades

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

rodrigo.jpg

 

 

Fadista já lendário e bem popular, é intérprete de um reportório vasto com mais de 30 discos gravados. Tem um estilo bastante original, condicente com a sua maneira (também ela original) de interpretar o Fado.


Da sua carreira destacam-se os inesquecíveis êxitos : Cais do Sodré, letra de Paco Bandeira; Gente do Mar e Eu sou povo e canto esperança, de João Dias; e Coentros e Rabanetes, de Jorge Atayde e o Fado do 31.

 

MÚSICA
03 JUN | 21:30H |10€
Classificação Etária M6



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 30 de Maio de 2017

15590462_725943820895996_7032306604405547918_n.jpg

 

 

FINALISTA DO THE VOICE PORTUGAL, MIGUEL CARMONA, APRESENTA NOVO SINGLE EM CONCERTO

Este sábado, 3 de Junho, pelas 21h Miguel Carmona, que conquistou o 3º lugar na 4ª edição do "The Voice Portugal", junta-se às bandas Os Polo e Vibrações na sala Lisboa Ao Vivo (Av. Infante Dom Henrique, Armazém 3). 

Será um concerto único que contará com a apresentação do seu primeiro single "Aqui E Agora", dentro do mesmo registo das actuações que o levaram até à final do programa e que já contam com milhões de visualizações no youtube. Prova cega de Miguel Carmona no The Voice Portugal

 

 

Também a banda Os Polo apresentará o seu primeiro álbum de originais "Betos De Polo Não São Estrelas De Rock" com uma sonoridade que lembra o Pop Rock britânico dos anos dois mil, com influências como Busted ou McFly. A banda Vibrações actuará pela primeira vez em palco apresentando-se ao público lisboeta.

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

 

Letra

 

Gosto da tua boca desse teu jeitinho louco
estou sem fome, mas tenho água na boca
Sua tonta, saiba que eu sou teu
sou de mais ninguém diz o que tem no céu
se tu vieste do além
Diz só

Se vem mais alguém, se ficarás comigo
se não vier pergunta ao céu se posso ser teu

ai eu direi va la, va la, va la ceu
ai eu direi va la, va la, va la ceu
ai eu direi va la, va la, va la ceu
ai eu direi va la, va la, va la ceu

Gosto dos teus olhos, tua pele é macia
tem magia e como eu dizia na primeira estrofe
Saiba que eu sou teu
sou de mais ninguém diz o que tem no céu
se tu vieste do além
Diz só

Tu és o que eu procurei
mas que até hoje não encontrei
e olha que eu procurei bem
Tu és o meu pedaço de céu,
Nasci para ser teu, só teu

ai eu direi vá la, vá la, vá la céu
ai eu direi vá la, vá la, vá la céu
ai eu direi vá la, vá la, vá la céu
ai eu direi vá la, vá la, vá la céu

Vá la

 

Letra: C4 Pedro

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

nelson freitas.jfif

 

NELSON FREITAS DEIXA PARIS EM ÊXTASE

O músico Nelson Freitas subiu ao palco do lendário Olympia, este Sábado, 27 de Maio, em Paris, perante uma sala completamente cheia e ansiosa para ver o cantor de descendência Cabo-Verdiana.

Nelson Freitas brilhou perante um público que já há muito aguardava um espetáculo do músico. O autor de êxitos como “Bo Tem Mel”, “Miúda Linda”, "Break of Dawn”, entre outros, não desiludiu um Olympia que vibrou, cantou e dançou ao som da música de Nelson Freitas.

O cantor contou ainda com convidados especiais como Djodje, Stony, Atim e Laise Sanches e um grupo fantástico de bailarinos.

No final do concerto a imprensa francesa que ao longo da última semana destacou este concerto como um dos eventos a não perder, estava completamente rendido à sonoridade de Nelson Freitas!

Com uma carreira cada vez mais internacional, Nelson Freitas tem-se afirmado como um dos músicos mais bem sucedidos da atualidade, atuando por todo o mundo e conquistando prémios prestigiados da música.

Recentemente, o músico de raízes cabo-verdianas, conquistou quatro prémios na VII edição dos Cabo Verde Music Awards:  Melhor Videoclip, com o tema “Break of Dawn”, que contou com a colaboração do músico Richie Campbell; Melhor Colaboração com “Nha Baby”, com Mayra Andrade; Melhor Kizomba, mais uma vez com “Break of Dawn” e o grande prémio da noite, para Melhor Álbum do Ano para “Four”.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Letra - André Henriques
Música - Samuel Úria

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

jacinta.jpg

 

 

Sexta 2 de junho | 21H30

JAZZ | 75 MIN | M/6

Auditório | 7,5€

 

JACINTA

 

O Cine-Teatro de Estarreja apresenta, sexta-feira, dia 2 de junho, às 21H30 JACINTA num Concerto Solidário a favor da Unidade de Cuidados Continuados Dr. Egas Moniz, Avanca, e integrado na Brainweek’17.

 

A melhor jovem artista de jazz do continente europeu em 2007, no âmbito da iniciativa “O Melhor da Europa”, transmite uma grande emoção e garra no timbre da sua voz que se define como quente, redonda e possante, sendo complementada com um swing sólido e natural. A primeira artista portuguesa a ser editada na prestigiada Blue Note Records e cujo primeiro disco, “Tribute to Bessie Smith”, detém o record de vendas nacional, tendo sido galardoado com disco de ouro, feito nunca antes conseguido na história do jazz portuguesa. “Convexo” [a música de Zeca Afonso] e Songs of Freedom – hits from the 60s, 70s and 80s (com a prestigiada editora Blue Note) são outros dos trabalhos editados.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Letra e Vozes: Em Contraste (João Figueiredo/Mauro Carvalho)
Música : Em Contraste e Pedro Cardoso

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

piece of cake.jpg

 

Piece of Cake

 

Dia 03 de Junho às 23:45h vamos estar a festejar no TOKYO Bar. Vai ser uma noite cheio de música, boa energia e Rock n´Roll

Bora lá?

This is PIECE OF CAKE...  

----------------------

Morada: 

TOKYO Bar
R. Nova do Carvalho 12, 1200 Lisboa (Cais do Sodré)
Telefone: 21 347 2429 | Email: tokyo@tokyo.com.pt
www.tokyo.com.pt



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Tapete

Eu talvez carregue
Um chega-lá-pra-cá
E o tape com pudor.
Mas, se à flor da carne,
Eu ponho um prato a mais
Encurto o cobertor.

Eu talvez descuide
Esse indo-europeu
Comum de acomodar.
Com excepção das minhas
Crises de pulmões
Ninguém me ouviu queixar.

Nem travesseiro, nem meus botões:
Tive um tapete prás confissões.

Não vão dizer que sou má rês!
“Não não” é o novo sim ...talvez!
Mas quem sacode os vícios dos meus pés?

Eu talvez engate
O carro em marcha-atrás
E rume à redenção.
Mas se andar prá frente
É que nos faz melhores
Que sítio é esse, então?

Pra quê maçar-me a aspirar o pó?
Tive um tapete que o ocultou.

Não vão dizer que sou má rês!
Não não é o novo sim ...talvez!

Não vão dizer que sou má rês!
Não não é o novo sim ...talvez!

Mas quem não varre o lixo lá para trás?
Mas quem redime o rastro do que eu fiz?
Mas quem me adestra o animal feroz?
Mas quem me muda a agulha dos carris?
Mas quem sacode os vícios dos meus pés?
Mas quem sacode os vícios dos meus pés?

SAMUEL ÚRIA: voz, guitarra acústica, guitarra eléctrica, coros
MIGUEL FERREIRA: guitarra eléctrica, coros, Wurlitzer
MARTIM TORRES: baixo
DAVID PIRES: bateria

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29 de Maio de 2017

em contraste.jpg

 

 

EM CONTRASTE E A PROVA DOS TRÊS

 

Os Em Contraste já não são estranhos para ninguém. A dupla que se propôs a aliar o sensual universo da kizomba à tradição baladeira tipicamente portuguesa – mistura que já deu a conhecer dois singles, “Serás Tu” e “Volta” – faz agora a antevisão da estação estival com a chegada de um terceiro, “A Minha Prova”, que pede para ser dançado corpo a corpo, sem reservas, ao longo do próximo Verão.

 

Este é já o terceiro single extraído do EP de estreia homónimo de Mauro Carvalho e João Figueiredo, já disponível para compra e escuta nas plataformas digitais, com o selo da Music For All.

 

Em Contraste é uma banda musical de kizombas/baladas composta por dois elementos. Um Angolano, Mauro Carvalho, nascido em Luanda, e um Português, João Figueiredo, nascido em Lisboa.

Como melhores amigos de longa data e jovens que cresceram rodeados de música sempre presente no seu dia-a-dia, fazendo parte dum coro de igreja e tendo diversas aulas de música, decidiram juntar as suas qualidades e diferentes sonoridades e características,

 

misturando uma vertente mais mexida e gingona, tipicamente africana, com uma vertente mais baladeira e popular ao bom jeito português, formando oficialmente o grupo há cerca de 2 anos quando foram lançadas as primeiras músicas oficiais: "Vai Aquecer" (ainda hoje a mais conhecida) e "Fantasmas do Passado", uma kizomba e uma balada. A kizomba foi então adoptada como estilo predominante do grupo e foram lançadas outras músicas no mesmo registo, "Chacheiro" e "Consciência Pesada".

O grupo tem tido diversas actuações em palco, principalmente no Norte de Portugal (Paços de Ferreira e Porto), para além de Lisboa, de onde são residentes os integrantes. Mais recentemente foram convidados do programa “Bem-Vindos” da RTP África. No final de 2016 editaram o seu EP de estreia homónimo com o selo da Music For All.

O objectivo do grupo é, como diz o nome, "Em Contraste", ser diferente, imprimir algo de genuinamente único nas suas músicas e, sem dúvida, primar pela diferença, ou seja, contrastar.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ous os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

joão pereira.jpg

 

 

João Pedreira apresenta o segundo trabalho discográfico, o EP “Encontros” em formato digital.

Autor e compositor dos 4 temas, acompanha-se à guitarra.

 

João Pedreira assume “cantar mensagens simples e quotidianas, histórias de amor, encontros e desencontros… Os arranjos são todos baseados numa guitarra simples mas com construções harmónicas maduras”.

 

“Poderes Ficar” é o primeiro single!

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Picado Pelas Abelhas
Ainda mal o sol nascera
Já a multidão descera à praça principal
Era o grande ajuste de contas
E as pessoas estavam prontas a acabar de vez com o mal
Tinham sido anos a fio
A lutar com a fome e com o frio
Ao som de promessas de pão e de conforto
Agora o povo queria o poder
Já não tinha mais nada a perder
Quando um homem tem vida de cão
Mais lhe vale ser morto

O sangue correu pelo chão
Em nome da revolução e o povo acabou por vencer
Celebrou-se a liberdade
A igualdade e a fraternidade que acabavam de nascer
Mas ao chegar a vez de cada um
Trabalhar para o bem comum
Aí começaram os dissabores
E em vez de ficarem unidos
Dividiram-se em mil partidos
Lá no fundo, todos queriam ser
Ditadores

E as crianças pareciam feias
No meio de tanta gente velha
Eu ouvi alguém gritar:
"Meu Deus, estou todo picado pelas abelhas!"

Picado pelas abelhas, picado pelas abelhas....

E agora um traficante com ar obsceno
Vai vendendo o seu veneno a quem trouxer o dinheiro na mão
E um consumidor diz baixinho que tem falta de carinho
Ao ser arrastado para a prisão
E um vagabundo cheio de aguardente
Diz que o desejo há-de estar presente
Até ao fim da cerimónia
Enquanto um poeta com ar cansado
Diz: "Antes só que mal acompanhado!"
E arranca para mais
Uma noite de insónia

E as crianças parecem velhas
No meio de tanta gente feia
Eu continuo a ouvir gritar:
"Meu Deus, estou todo picado pelas abelhas!"
Picado pelas abelhas, picado pelas abelhas....

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

não estou com grande disposição
para outra enorme discussão
tu dizes que agora é de vez
fico a pensar nos porquês

nós ambos temos opiniões
fraquezas nos corações
as lágrimas cheias de sal
nao lavam o nosso mal

eu só quero ver-te rir feliz
dar cambalhotas no lençol
mas torces o nariz
e lá se vai o sol

dizes vermelho respondo azul
se vou para norte vais pra sul
mas tenho de te convencer
que às vezes tambem posso
ter razão
tambem mereço ter razão
vai por mim
sou capaz de te mostrar a luz
e depois regressamos os dois
à escuridão

se eu telefono estas a falar
e pensas que é para resmungar
mas quando queres saber de mim
tranformas-te em querubim

quero ir para a cama tu queres sair
se quero beijos queres dormir
se te apetece conversar
eu estou numa de meditar

tu só queres ver-me rir feliz
dar cambalhotas no lençol
mas torço o meu nariz
e lá se vai sol
dizes que sou chato e resingão
se digo sim tu dizes não
como é que te vou convencer
que às vezes tambem podes
ter razão
tambem mereces ter razão
vai por mim
és capaz de me mostrar a luz
e depois regressamos os dois
à escuridão
atenção
os dois podemos ter razão
vai por mim
há momentos em que se faz luz
e depois regressamos os dois
à escuridão

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 28 de Maio de 2017

 

Letra

 

[Refrão: Rael]
Não tem padrão nem clichê
A minha visão é livre
Há quem diga que a vida
Pra você não é ideal
Ideal, ideal, ideal
Mas vem comigo que eu te passo a visão

[Verso 1: Capicua]
És como sorvete, eu quero sorver-te
Eu quero derreter-te e ter-te por perto
Mas tu não sabes disso, que eu nunca te disse
Mas também não é preciso: olha o meu sorriso
É chocolate e menta, batimento aumenta
Tu deitas pimenta, e a receita bate certo
Mas sem compromisso que eu não gosto disso
É que o abstracto nisto, vai ser muito mais concreto

[Verso 2: Rael]
Olha os discos na minha prateleira, [?]
De contra-cultura maneira, que nem os punk
Mostrando a visão verdadeira, que não te tranque
Cê é louco cachorreira, Perera Funk
Te tiro de toda a sujeira... virtual
Te faço uma rima ligeira... marginal
Você se derrete inteira... natural
Tá bom, já entendeu que o meu mundo é ideal

 


[Refrão: Rael]
Não tem padrão nem clichê
A minha visão é livre
Há quem diga que a vida
Pra você não é ideal
Ideal, ideal, ideal
Mas vem comigo que eu te passo a visão

[Verso 3: Emicida]
Eu já vi mais infernos do que Constantine
Lutando por amor igual Patrine
[?] cair me seca as mágoas
Redefine a vida amarga, agora é sublime
Se entrega, se a poesia é boa a ferrugem não pega
Pois é, dizem que um homem precisa de um vício
Então vem ser o meu cigarro, meu café
Aquele beijo foi um pause, o que que eu faço?
To de mudança, eu vou morar no seu abraço
Cabuloso, Pixinguinha, carinhoso, tá delícia, tá gostoso
Eu vim chavoso pruns amasso
Uma pá de coisa má pra desunir
Pra resumir fiz sumir, por Uni Duni Tê
[?] na chegada, cata um vinho
Toca o "Fado" da Carminho, sai a rodada

[Refrão: Rael]
Não tem padrão nem clichê
A minha visão é livre
Há quem diga que a vida
Pra você não é ideal
Ideal, ideal, ideal
Mas vem comigo que eu te passo a visão

[Outro : Capicua]
Manjericão, abacaxi e chocolate
Morango, limão, maracujá e abacate
Baunilha, melão, café, avelã e menta
Coco com banana, caramelo com pimenta

Manjericão, abacaxi e chocolate
Morango, limão, maracujá e abacate
Baunilha, melão, café, avelã e menta
Coco com banana, caramelo com pimenta

Manjericão, abacaxi e chocolate
Morango, limão, maracujá e abacate
Baunilha, melão, café, avelã e menta
Coco com banana, caramelo com pimenta

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

carlos do carmo.jpg

 

Carlos do Carmo conquista plateias dentro e fora de Portugal

Fadista deu concertos esgotados em Espanha e nos EUA e até ao final do ano passará por França, Luxemburgo e África do Sul

Carlos do Carmo é sem dúvida um dos maiores embaixadores do fado. Tendo sido distinguido no ano passado com um Grammy Latino, aos 77 anos o fadista continua a subir aos palcos de todo o mundo, mostrando como tem sido uma voz marcante e influente para a história do fado ao longo dos mais de 50 anos de carreira.

Este ano, Carlos do Carmo já atuou, por exemplo, em Bilbao (Espanha) e em New Bedford (Estados Unidos), para plateias esgotadas e com críticas altamente elogiosas. O “El Correo” de Espanha apelidou-o de “Sinatra do fado” e definiu o seu concerto em Bilbao, onde Carlos do Carmo atuou pela primeira vez, como uma “atuação soberba”, destacando o estilo “intenso, profundo e seguro” de cantar o fado.

Recentemente, o fadista subiu ao palco do Teatro Municipal Baltazar Dias, no Funchal, onde foi homenageado pelo Conselho de Cultura da Universidade da Madeira. “Agora apetece-me mais chorar do que falar e eu não sou de choro fácil”, disse Carlos do Carmo neste sentido tributo, reporta o DN Madeira.

O fadista vai continuar a pisar grandes salas do país e no estrangeiro, tendo até ao final do ano marcados concertos em Paris, Luxemburgo, Joanesburgo ou em Lisboa, no Centro Cultural de Belém.

Próximos concertos de Carlos do Carmo:

11 de agosto - Festival Sol da Caparica

30 de setembro - Joanesburgo - Theatre of Marcellus, Emperors Palace Casino 

4 de novembro - Paris - Grand Rex

1 de dezembro – Lisboa - CCB

17 de dezembro – Luxemburgo - Casino 2000



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Querias-me perto mas estás longe
Baby liga só mais hoje
Querias-me perto mas estás longe
Baby liga só mais hoje
Linda a pele que apela à mente
Brilho nos olhos revela a mente
Acende a wella com a vela que faz com que ela aumente
O volume do som quando a temperatura é quente
Dois copos de vinho bom a criar um bom ambiente
Que ela tem a atitude certa
Agora é levá-la à altitude certa
Na altitude certa
À noite mentes puras são perversas

E agora eu sei
Que te fazes difícil mas queres tanto como eu
E agora eu sei
Que nada é impossível e eu canto só para dizer adeus
Sim eu chorei
Desculpa o que aconteceu
Desculpa o que aconteceu
Desculpa o que aconteceu

Não sei queres que baze ou se queres que fique
Se o móvel está desligado liga para fixo
Não me venhas dizer que eu complico
(Estou) Estou a tentar ter uma conversa contigo
Mas parece que já não dá para falar a bem
Rapidamente vamos de zero a cem
Éramos tudo, agora somos ninguém
Beijo na testa e fica bem

E quando eu estiver a ir embora pede-me para ficar
Diz foi da boca fora pede-me para ficar
Sei que está na hora, pede-me para ficar
Se é o sonho que nos acorda giramos pela cidade

E quando eu estiver a ir embora pede-me para ficar
Diz foi da boca fora pede-me para ficar
Sei que está na hora, pede-me para ficar
Se é o sonho que nos acorda giramos pela cidade

E agora eu sei
Que te fazes difícil mas queres tanto como eu
E agora eu sei
Que nada é impossível e eu canto só para dizer adeus
Sim eu chorei
Desculpa o que aconteceu
Desculpa o que aconteceu
Desculpa o que aconteceu

Não temos de ir a Roma para dar em romance
Vamos pedir a Lisboa uma segunda chance
Ambos sabemos que nada volta a ser como era dantes
E não há volta a dar quando já amamos tanto
Agarra-me e diz me não quero que vás
Se não sei o que dizer amor tanto faz
Para tudo aquilo que um problema traz
Quando já nem um telefonema dás
Querias-me perto mas estás longe
Baby liga só mais hoje
Querias-me perto mas estás longe
Baby liga só mais hoje

Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite

Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite

E quando eu estiver a ir embora pede me para ficar
Diz foi da boca fora pede me para ficar
Sei que está na hora, pede me para ficar
Se é o sonho que nos acorda giramos pela cidade

E quando eu estiver a ir embora pede me para ficar
Diz foi da boca fora pede me para ficar
Sei que está na hora, pede me para ficar
Se é o sonho que nos acorda giramos pela cidade

E agora eu sei
Que te fazes difícil mas queres tanto como eu
E agora eu sei
Que nada é impossível e eu canto só para dizer adeus
Sim eu chorei
Desculpa o que aconteceu
Desculpa o que aconteceu

Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite

Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite
Dá-me só mais uma noite

 

Letra e interpretação - Kappa Jotta

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

melech.jpg

MELECH MECHAYA LANÇAM NOVO DISCO "AURORA" E ANUNCIAM DATAS DA DIGRESSÃO.
SINGLES "UN PUENTE" E "FADO SALTÉRIO" JÁ RODAM NAS RÁDIOS E REDES SOCIAIS

 
Os Melech Mechaya já estão na estrada a apresentar o novo álbum "Aurora", cuja edição está marcada para 26 de Maio pela Felmay (distribuição Compact Records). A comemorar 10 anos de carreira, o 4º álbum do quinteto conta com a participação especial de Noiserv (voz), Filipe Melo (piano) e da cantora espanhola Lamari de Chambao (nomeados para um Grammy Latino em 2012).
                                
O disco foi misturado em Londres por Tony Harris (que trabalhou com grupos como R. E. M., The Verve e Sinead O'Connor) e masterizado por Dave Blackman (Coldplay, Keane, Echo And The Bunnymen, etc.). Os dois primeiros singles, "Un Puente" e "Fado Saltério", já rodam nas rádios e tiveram uma aceitação notável nas redes sociais.
 
Os Melech Mechaya são a primeira e mais proeminente banda de música klezmer em Portugal. Com mais de meio milhão de visualizações no YouTube, este quinteto de Lisboa e Almada actuou mais de 350 vezes em 10 países de 3 continentes. A banda trabalhou com artistas como Frank London, Mísia, Amélia Muge, Pedro da Silva Martins (Deolinda) e a companhia de teatro catalã La Fura Dels Baus, a que se juntam Noiserv, Filipe Melo e Lamari de Chambao no novo álbum "Aurora".
 
O disco “Aqui Em Baixo Tudo É Simples” (2011) figurou na lista de melhores discos do ano da revista Blitz e foi nomeado para Melhor Disco Instrumental nos Independent Music Awards, tendo figurado durante várias semanas nos topes de rádios dos EUA, Espanha e Portugal. “Gente Estranha”, o álbum editado em 2014, foi considerado o álbum do ano para os leitores da BandCom e atingiu o 3º lugar no top iTunes PT de Músicas do Mundo.
 
Após mais de 9 meses em estúdio, o novo disco "Aurora" representa o trabalho mais inovador e original dos Melech Mechaya, alargando os horizontes da música klezmer para uma sonoridade única que é só deles.


publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 27 de Maio de 2017

capaportuguese-r-mguide2_orig.jpg

 

 

Livro de bolso A Portuguese Rock and Metal Route – The Underground Guide já em pré-encomenda

 

Mafra, 25 de maio de 2017 – já se encontra disponível para pré-encomenda o livro de bolso A Portuguese Rock and Metal Route – The Underground Guide, assinado pelo jornalista freelance Dico, de seu nome real Eduardo Almeida. A obra estará disponível a 7 de junho de 2017.

 

Como o nome sugere, A Portuguese Rock and Metal Route – The Underground Guide é um livro redigido em Inglês, cujo principal público-alvo são os turistas nacionais e estrangeiros.

 

Neste livro de bolso com 70 páginas e 100% financiado pelo autor reúnem-se informações, contactos e descrições de festivais underground, bares, salas de espetáculos, estúdios de tatuagens, lojas de discos, estúdios de gravação, salas de ensaios e concentrações motard em Portugal. Tudo locais e eventos de visita obrigatória!

 

O objetivo deste livro de bolso é, assumidamente, que os turistas que viajam em e para Portugal ao longo de todo o ano façam um roteiro do Rock e do Metal, adquirindo discos, fazendo tatuagens e/ou piercings, assistindo a festivais e a concertos, participando em concentrações motard, visitando os mais emblemáticos bares de Rock e Metal ou adquirindo merchandise

 

Mas o livro vai ainda mais longe: sabendo que entre os fãs de Rock e Metal há numerosos músicos, A Portuguese Rock and Metal Route – The Underground Guide sugere alguns locais onde os artistas que têm saudades de tocar, ensaiar, compor ou gravar poderão fazê-lo.

 

Em suma, este livro de bolso celebra a cultura e o estilo de vida do Rock N’Roll e do Metal, incentivando os fãs/turistas a fazer um circuito alternativo em Portugal. Desta forma, o autor pretende dar o seu modesto contributo para o desenvolvimento da economia nacional e, em particular, do setor do turismo

 

A obra encontrar-se-á à venda em lojas selecionadas, podendo ainda ser adquirida diretamente através do autor, para o email rock.metal.projeto.2017@gmail.com

 

Site: portuguese-rock-and-metal-route.weebly.com



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Música: Tatanka
Letra: Marco Pombinho
Arranjos de cordas: João Salcedo

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

cascais.png

 

Woodstock em Cascais

A maior festa de música dos anos 60 a 80, a Flower Power Fest, muda-se para Cascais e promete reunir a 3, 4 e 5 de agosto, na praia de Carcavelos, as mais emblemáticas bandas daquele período mágico do pop/rock.

 

Com o apoio da Câmara de Cascais, Beach Boys Band, Ten Years After são algumas das icónicas bandas que vão poder transformar Cascais no ambiente Woodstockiano. Pela praia de Carcavelos vão passar também as melhores bandas-tributo, como os italianos Watch, reconhecidos pelos originais, como a réplica perfeita dos Genesis, e a grande homenagem a uma incontornável personalidade da música pop, recentemente desaparecido: David Bowie. Na voz de David Brighton, David Bowie será recordado num memorável espectáculo Space Oddity, pela primeira vez na Europa, vindo de Los Angeles.


O reggae roots estará representado através dos Inner Circle, Big Mountain e nesta 4ª edição do festival não foi esquecido o disco-sound dos Ottawan.


A Câmara Municipal de Cascais apadrinha aquele que já foi eleito como o melhor novo festival em Portugal e melhor pequeno festival da Península Ibérica, numa altura em que também foi distinguido pelo Ministério do Ambiente como um dos festivais com melhores práticas ambientais.

 

Depois do sucesso das 3 ultimas edições, sempre em crescimento em número de espetadores nacionais e estrangeiros, o Flower Power Fest muda-se da Costa Alentejana para Cascais com uma nova designação e volta a assumir-se, nesta 4.ª edição, como um festival, diferente e com uma atitude artística inovadora e arrojada. “o festival da e para a família”, veio para ficar. O Festival “Flower Power Fest Cascais” apresenta a 3, 4 e 5 de agosto, na Praia de Carcavelos, bandas, artistas e DJ`s, com de 8 horas de música por dia e muito mais. O festival da e para a família


Para além das 8 horas de música, espalhadas por três dias, não vai faltar animação ou não fosse este um festival familiar, também ele jovem e que não exclui ninguém.


O programa engloba actividades para pais filhos e netos.
Jogos tradicionais
Work Shops
Megaparque de insufláveis
Dança Cabeleireiro e pinturas faciais
Yoga
Artesanato
Pintura
Fotografia
Gastronomia Sabores do Mundo

Vem reviver os hilariantes anos 60/70/80 no FLOWER POWER FEST CASCAIS, dias 3, 4 e 5 de Agosto, em Cascais na Praia de Carcavelos. Tira do Baú as calças à boca de sino, a mini-saia... e tantas outras peças de vestuário que tão bem caracterizam estas duas décadas. O penteado podes fazê-lo gratuitamente no recinto do Festival!! Não fiques de fora!!
3 dias de diversão, campismo, praia e mar.

Consulta o lineup e a programação aqui.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Miguel Gameiro - Dançar à...

Diabo a Sete com “Verão e...

Valete, Gutierrez e Consp...

Diogo Piçarra Alcança o ...

Eva RapDiva - Final Feliz...

Últimas 2 noites do Festi...

Karlon feat. Chullage, Va...

Ministerium Day Out

VAI E VEM - Vai e Vem

Eva Rap Diva é a Rainha G...

arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
A letra da música #REALITYSHOWTAXI está na página ...
adoro todas as músicas
Buenos dias,parece ser impossível subscrever ao fe...
Olá!Falta meia estrofe, antes de "Quando acordar d...
A letra deste música refere-se à vida de uma crian...
Gostei
Gostei
Uma boa iniciativa com muito boa música!
Claro que foi, este individuo tem um ego do tamanh...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds