Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2017

rodrigo serrão.jpg

 

 
Foi perante uma plateia atenta que ansiava há muito por este lançamento, que Rodrigo Serrão apresentou ao público, no passado dia 11 de Fevereiro, o seu disco de estreia a solo.

Convidando a uma viagem pela maior parte dos temas que compõem o disco e que o têm popularizado online, houve ainda lugar a algumas surpresas e estreias num concerto recheado de emoções fortes e onde a delicadeza se insinuou, perdurando ao longo da noite pela plateia do Centro Cultural do Cartaxo.

Fazendo parte do alinhamento do espectáculo as músicas que contaram com participações especiais no álbum, marcaram também presença em palco três convidadas: Maria Ana Bobone, Fernanda Paulo e Joana Pessoa, além do percurssionista Andrés Pérez.

O concerto, pré-anunciando a data oficial de lançamento (3 de Março), terminou revelando um dos momentos mais emotivos da noite: com um agradecimento e uma dedicatória clara ao seu público, num poema a que o artista chamou “A minha gente”.
 

“Este é o tema com que acabamos agora o espectáculo e é vosso: porque é assim que eu vos vejo, porque é assim que eu nos vejo. Por mais que nos imponham andar de costas voltadas, não somos assim tão diferentes: sonhamos, rimos e choramos todos com mesmas coisas. A minha gente!”


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

tiagosousa.jpg

 

 
Magasessions estão de volta!
Tiago Sousa • Marco Franco • Bruno Pernadas • Joana Gama e Ricardo Jacinto


As MagaSessions voltam em Fevereiro dando início a um ciclo de Piano que continuará até Maio.

O primeiro concerto depois do Festival MAGAFEST '16 será já em Fevereiro, com Tiago Sousa e os músicos que fazem parte do seu novo projecto - Apontamentos sobre a existência. No mês de Março será a vez de Marco Franco nos mostrar o seu novo projecto, agora ao piano(!!). No mês seguinte, em AbrilBruno Pernadas virá a solo com música improvisada que simultaneamente cria e explora as mais diversas paisagens sonoras. Terminamos o ciclo emMaio com Joana Gama e Ricardo Jacinto que nos surpreenderão com um concerto - decerto inesquecível - para as Magasessions.

Tiago Sousa, 26 de Fevereiro 
Marco Franco, 12 de Março 
Bruno Pernadas, 2 Abril
Joana Gama e Ricardo Jacinto, 21 de Maio


entrada livre nos quatro concertos


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

paulo sousa.png

 

 

Paulo Sousa convidado especial de Anselmo Ralph

E vai ser já no sábado, dia 18 de Março, que Paulo Sousa vai ser o convidado especial de Anselmo Ralph, no Multiusos de Gondomar, onde irá apresentar o seu novo single, com a participação do WAZE! Os bilhetes estão já à venda nos locais habituais. Sabe mais em http://bit.ly/2mpBGXU.

Entretanto a votação para os Kids' Choice Awards da Nickelodeon, em que o Paulo Sousa está nomeado, dura até ao início de março e pode ser feita em kca2017.nick.com ou através do Twitter com as hashtags #KCAYoutuberPortuguês e #PauloSousa. Já votaste hoje? :)



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

[1st Verse]
We love di gyal weh supa bad, di gyal weh supa mad
A dem get supa glad when dem link with Supa Squad
Could a foreign, could a yard, nuff a come a fi we path
Seh dem want fi party hard, want fi whine deh pon di rod suh
Pree how di gyal dem a lose di control
While some a dem take a spin pon di pole
Nuh bother shy, fi di gyal dem we're bold
You fi know that's how we roll, tell you seh

[Bridge] - 2X
Well your eyes they don't lie no baby
Even if you try to baby
A we set the mood, we smile and connect yeah
Party full everything set and ready

[Chorus] - 4X
Watch how di gyal dem a (Lose di control)
Watch how di gyal dem a (Lose di control)

[Drop] - 2X
Lose di control
Watch how di gyal dem a lose di control

[2nd Verse]
Cause we love a fi di gyal dem deh
It nuh really matter what some bwoy want seh
Bare gyal come around when we sing and play
Whole a dem a make we cyaan gweh, so me haffi seh
Pree how di gyal dem a lose di control
While some a dem take a spin pon di pole
Nuh bother shy, fi di gyal dem we're bold
You fi know that's how we roll, tell you seh

[Bridge] - 2X
Well your eyes they don't lie no baby
Even if you try to baby
A we set the mood, we smile and connect yeah
Party full everything set and ready

[Chorus] - 4X
Watch how di gyal dem a (Lose di control)
Watch how di gyal dem a (Lose di control)

[Drop] - 4X
Lose di control
Watch how di gyal dem a lose di control

[Bridge] - 2X
Well your eyes they don't lie no baby
Even if you try to baby
A we set the mood, we smile and connect yeah
Party full everything set and ready

[Chorus] - 4X
Watch how di gyal dem a (Lose di control)
Watch how di gyal dem a (Lose di control)


Lyrics written by Supa Squad.
One Wine Instrumental by Major Lazer.
Mixed and Mastered by Supa Squad & Sali Rosário.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 06:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Primavera  - Celina da Piedade e Alex Gaspar – Celina da Piedade

 

Festival da Canção 2017

 



publicado por olhar para o mundo às 05:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Ao teu olhar |Jorge Fernando| – Beea

 

 Festival da Canção 2017

 



publicado por olhar para o mundo às 04:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Andamos no céu |João Só| – Helena Kendall

 

 

Festival da Canção 2017



publicado por olhar para o mundo às 03:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Se o tempo não falasse |David Santos| – Inês Sousa

 



publicado por olhar para o mundo às 02:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Gente bestial |Nuno Figueredo| – Jorge Benvinda

 

Festival da Canção 2017

 



publicado por olhar para o mundo às 01:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

My paradise  - Toli César machado e Joana Duarte – David Gomes

Festival da Canção 2017

 



publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2017

papillon.jpg

 

 

PAPILLON E O CHARME IRRESISTÍVEL DE “CONCEIÇÃO”

 

Os Papillon vieram decididamente para ficar. Depois de “Engraçado (Já Não Há Pai P’ra Mim), é tempo de conhecermos “Conceição”, moça de múltiplos encantos que personifica o segundo single deste irreverente projecto portuense que recolhe influências de funk, jazz, swing e as apresenta em irresistível embrulho pop.

 

O single chega-nos com um vídeo bem humorado que conta com a colaboração de 116 pessoas espalhadas por 8 países, todas elas a emprestar a sua visão à caricata letra. Simultaneamente, o EP de estreia homónimo da banda do laçarote chega às principais plataformas digitais através do selo da Music For All.

 

Papillon é um laço. Ponto um. Ponto dois: também é um grupo de gente que faz música sem juízo. Os Papillon são feitos de gente e gostam de laços, porque os laços são coisas que ligam. Além disso os laços lembram qualquer coisa fora do tempo e os Papillon gostam disso: de não haver tempo, nem etiquetas, nem juízos. Nem juízo. Os Papillon são gente de laços. Com música de perder o juízo.

Compostos por Joana Manarte (voz), Pedro Silva (baixo), João Mascarenhas (teclas), Rui Ferreira (bateria), Raul Manarte (guitarra), Tiago Ferreira (trombone), Luís Macedo (trompete) e Pedro Gomes (saxofone)), estrearam-se ao vivo em 2014, no Porto.

Resultado de múltiplas influências estéticas, os Papillon proporcionam um espetáculo cheio de energia, significado e vitalidade, sendo comum o concerto acabar com o público a dançar. Os elementos da banda juntam-se trazendo a experiência de outros projetos, desde a música clássica ao jazz, dos blues ao funk, do pop ao rock, entre outros estilos, em trabalhos de composição, interpretação e performance.

Entre a sua estreia em palco no Plano B (Porto) e, mais recentemente, a passagem pela final do EDP Live Bands, têm tido concertos no Porto e em Guimarães, com destaque para o Hard Club, uma das principais casas de música ao vivo da Invicta. Também foram convidados para integrar o Porto Swing Jam por dois anos consecutivos, onde tiveram a oportunidade de participar num evento de Lindy Hop (novamente no Hard Club), em concertos pensados para dançar. A destacar também as atuações televisivas no Porto Canal, no palco do programa “Portugal 3.0” da RTP2, no Festival Croka’s Rock em Castelo de Paiva e no MEO Marés Vivas, já em 2016. Em 2017 voltaram ao espaço que inicialmente os acolheu, o Plano B, para apresentar as canções do seu EP de estreia.

As letras são um dos pontos fortes do projeto, chamando a atenção até do ouvido mais desatento e as reações dos ouvintes têm sido de surpresa e identificação com os textos e as músicas. No palco vê-se uma banda que transparece uma relação cúmplice entre os elementos e um compromisso comum: criar uma atmosfera positiva, contagiante e envolvente com o público e com a música.

Para o trimestre de 2017 está prometida a chegada do EP de estreia, com o selo de qualidade da Music For All.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Once you found me
just a stranger in the crowd
couldn´t believe I was the one
so did I get it wrong?

and I thought you said your heart was mine
I was so proud of this
Then we found a space for us
should I let this go?

refrão
Don't walk away,
don't leave me alone
Let's dance till we find the love
These times were real,
I can't stand to be apart
Let's dance till we find the love
I've had space and time
try to mend this poor heart of mine
What a shame play this game
Don't you feel the same?
We had paradise

I'm searching inside your heart
for a brand new place to land
in your house I found so much joy
I can hardly explain...
So please put your fears aside
I'm taking you as you are
see the words in my eyes
So take me as I am


refrão
Don't walk away,
don't leave me alone
Let's dance till we find the love
These times were real,
I can't stand to be apart
Let's dance till we find the love
I've had space and time
try to mend this poor heart of mine
What a shame to play this game
Don't you feel the same?
We had paradise

Once you're back in her home... home
beneath the sheets of our sleep zone
I need be next to you
You need be next to me
nobody but you, nobody but me
So please put your fears aside
should I let this go?
I want you partener ...


refrão
Don't walk away,
don't leave me alone
Let's dance till we find the love
These times were real,
I can't stand to be apart
Let's dance till we find the love
I've had space and time
try to mend this poor heart of mine
What a shame to play this game
Don't you feel the same?
We had paradise


 

Don’t walk away  João Pedro Coimbra| – Pedro Gonçalves

Festival da Canção 2017

 

Muito obrigado à Anabela Azevedo que nos deixou a letra

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

the start.jpg

 

The Start” é o novo single do projeto Urban Tales.

Após o regresso no ano passado, com o bem recebido “The Name of Love”, a banda volta ainda mais diferente, marcando decisivamente uma mudança no seu som.

 

“The Start” é rock/pop-Hip Hop, conta com a participação do rapper canadiano Loren Dayle e com a vocalista residente do projeto, Ana Sofia.

 

Apesar de diferente do som que caracterizou os Urban Tales, no novo single existe a mesma melancolia que os consagrou como uma das mais importantes bandas de rock de Portugal; a composição e produção esteve a cargo de Marcos César

 

 



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Letra:
Nunca entendi o que te ia na cabeça,
Após tanta vaidade distrai-me com a beleza,
Dizeres que nao dizes dizeres que nao fazes,
Farta de ir atrás só pr'a fazermos as pazes,
Discussões mais modestas e a arrogância no alto,
A encenação já acabou já podes sair do palco,
Quem não dá atenção vira segunda opção,
Quem não dá valor reconhece o que é a dor,
[Refrão]
A lâmpada que fundiu o respeito que fugiu,
Passas te a rei malvado do quente para o frio,
Tudo bem eu percebi já me tinham avisado,
Que não eras de uma só mas eu tinha confiado

Tudo o que eu queria era te fazer feliz,
Nunca te magoar foi o que eu sempre fiz,
Tu magoas te me de uma maneira,
Paixão não existia esta foi a minha primeira,
Apaixonar-me por ti pior coisa que eu já fiz,
Traição é o teu forte é o que por aí se diz,
Acho te cada vez mais uma pessoa diferente,
Já sei que não me amas pois amor esse se sente,
[Refrão]

Quem gosta sempre passa quem ama sempre sofre
Só ficas a perder se amar for o teu forte,
Esse ar de superior de quem tem tudo o que quer ,
A mim já não me tens vai para outra mulher

 

Letra e Vozes: Diana Lima

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

kika.png

 

Kika está de volta com novo álbum: “Love Letters”, já à venda

Cantora vai apresentar disco na Fnac NorteShopping no dia 3 de março às 18h30, e no dia 4 na Fnac Santa Catarina também às 18h30

Kika está de volta com o muito aguardado segundo álbum de estúdio, “Love Letters”, do qual já são conhecidos os singles “If This Is Love”, “Colorblind” e “Take Me To The Other Side”, que têm gerado um grande entusiasmo entre a sua crescente base de fãs. O disco está disponível para venda e streaming nas várias plataformas online.

O álbum contou com a produção executiva de RedOne, célebre produtor que já trabalhou com algumas das maiores estrelas pop da atualidade – Lady Gaga, Nicki Minaj, Jennifer Lopez, One Direction, entre outros – e com quem Kika já tinha colaborado no disco anterior, “Alive”.

 

Ao longo do seu percurso, Kika tem vindo a conquistar admiradores por todo o país (e não só), sendo que o próprio veterano Pedro Abrunhosa não se poupa em elogios a esta nova voz da pop nacional: “A Kika consegue ser ao mesmo tempo uma intérprete e uma artista. Há uma espiritualidade na voz (branca, do Porto, burguesa) da Kika que, inesperadamente, ou não, transpira a imensidão da big black music, do gospel, da soul, do r&b”, afirma o músico.

“Love Letters” é, segundo a própria Kika, um conjunto de “cartas de amor”: “As diversas músicas acabam de uma maneira ou de outra por contar uma história de amor. O amor não é necessariamente romântico e, por isso, em certas músicas podem entender-se as ‘cartas’ como tendo por base relações de amizade ou familiares. Espero que cada ouvinte oiça e interprete estas histórias da forma que para si fizer mais sentido”.

Neste momento, Kika encontra-se bastante entusiasmada com o futuro e em poder apresentar aos seus fãs estas “Love Letters”. “Anseio por mostrar este novo produto de que tanto gosto, desejando que as pessoas gostem tanto dele como eu. Não sou de criar grandes expectativas, mas nada me daria mais prazer do que ver uma reação positiva daquelas que gostam tanto de me ouvir, e daqueles que não gostavam ou não me conheciam! Quero sempre fazer algo melhor que o que fiz antes, e considero essa missão cumprida!”

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

 

Letra :

Não digas que me amas
Não digas que me queres
Prefiro que digas agora
Do que depois ver te com outras mulheres

Prefiro que sejas sincero
Para de me dar esperanças
Mesmo que não seja o que quero
Ambos não somos crianças

Quando digo que quero esquecer
Mas que te quero aqui a ti para mim
Fecho os olhos
E vejo sempre o teu retrato em mim

Mas não é tão difícil assim
Só preciso que tu me digas
Que não sou eu aquilo que tu precisas

Não digas que me amas
Não digas que me queres ,oh
Não digas que me amas
Diz que tens outras mulheres


Não digas que me amas
Não digas que me queres,oh
Prefiro que digas agora
Do que ver te com outras mulheres, oh no

Vou pedir te então
Que respondas que não
Quando te perguntarem se tu
Sentes saudades de mim

Um não já garantido
Não assume o perigo
Para um prolongado
Coração partido

Então diz que não gostas de mim
Mais facilmente esqueço te assim
Porque um amor não alimentado
Sempre chega ao fim

Mas eu vou revelar então
Que te amo mais que tudo
Um amor que dói
Permanece melhor mudo

Não digas que me amas
Não digas que me queres ,oh
Nao digas que me amas
Diz que tens outras mulheres

Não digas que me amas
Não digas que me queres,oh
Prefiro que digas agora
Do que ver te com outras mulheres

Não digas que me queres
Finge que tu tens outras
Outras mulheres
Mas p´ra mim são só historias

Não digas que me amas
Não digas que me queres
Não digas que me amas
Não digas que me queres

Não digas que me amas
Não digas que me queres,oh
Prefiro que digas agora
Do que ver te com outras mulheres,oh no

 

Letra e Vozes : Diana Lima

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 26 de Fevereiro de 2017

terras sem sombra.jpg

 

Passeio de Barco pelo Rio Mira e estreia do ensemble Polyphõnos em Odemira

O Terras sem Sombra parte agora à descoberta, em Odemira, dos segredos do rio Mira (com destaque para os habitats das lontras, que aí encontram um santuário, e para as pradarias marinhas), apresenta o concerto de estreia do ensemble Polyphōnos e abre as portas da igreja da Misericórdia e de outros monumentos e sítios de referência, para uma visita guiada nos dias 4 e 5 de Março.

Este festival tem a particularidade de associar a cada concerto uma acção de voluntariado para a salvaguarda da biodiversidade dos diversos concelhos que o Terras percorre, a qual acontece aos domingos de manhã, congregando músicos, espectadores, membros das comunidades locais, autarcas e técnicos. E, também, uma visita, na tarde de sábado, à vila de Odemira, o que representa uma magnífica oportunidade para conhecer o património edificado mais representativo do Baixo Alentejo.

 

Conhecer a música portuguesa de inspiração mariana

O segundo fim-de-semana da 13.ª edição do Terras sem Sombra começa às 14h30 do dia 4, com uma visita guiada ao património do centro histórico de Odemira, onde é dada a oportunidade de se conhecer, entre outros valores patrimoniais ainda pouco conhecidos do público, a surpreendente igreja da Misericórdia, que possui extraordinárias pinturas murais. A orientação é dos historiadores António Martins Quaresma e José António Falcão.

Às 21h30 deste mesmo dia, Polyphōnos, o ensemble recentemente fundado pela soprano Raquel Alão e cuja direcção artística se encontra a cargo do barítono e musicólogo José Bruto da Costa, tem a estreia em Odemira. Polyphōnos é um termo grego que designa a coexistência de muitos sons ou vozes, o que se revela muito apropriado a um agrupamento vocal e instrumental de excelência no campo da música antiga, que se propõe resgatar da sombra reportórios nacionais que são escassamente ouvidos entre nós.

Para o concerto na igreja de São Salvador, o ensemble inclinou-se para a música portuguesa de invocação mariana dos séculos XVI, XVII e XVIII, com autores da craveira de Estêvão de Brito, Duarte Lobo, D. Pedro da Esperança, Diogo Dias Melgás, João Rodrigues Esteves ou Francisco António de Almeida. Alguns são naturais do Baixo Alentejo: por exemplo, Brito nasceu em Serpa, ao redor de 1570, e Diogo Dias Melgás em Cuba, em 1638. Trata-se, pois, de uma espécie de “regresso” às origens, fazendo justiça ao grande destaque alcançado pela música no Alentejo durante esses períodos.

 
 
De barco, pelos meandros do rio Mira
 
Na manhã de domingo, o percurso dedicado à biodiversidade explorará, numa viagem a bordo de barcos, os meandros do Mira, propondo um olhar renovado sobre os gradientes do grande rio do Sudoeste. Este tem a particularidade de, tal como o Sado, empreender um curso de sul para norte. Nascendo na serra do Mú, percorre cerca de 150 km, ao longo dos quais se podem encontrar habitats muito distintos.
 
É precisamente no troço inferior do rio, já próximo do estuário, que se localizam algumas das características únicas deste curso de água: as pradarias marinhas e uma população de lontra peculiar muito. As pradarias marinhas representam alguns dos habitats mais ameaçados a nível mundial. 

Ao longo de um percurso de barco, serão reconhecidos, os pontos mais relevantes deste rio, que se caracterizam pela sua espectacular cenografia, e analisadas as principais ameaças que se fazem sentir sobre eles. A iniciativa, organizada com a colaboração do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas e da Câmara Municipal de Odemira, conta com a presença de investigadores das universidades de Lisboa e Algarve.
 
De entrada livre, o Festival é organizado pela Pedra Angular (Associação dos Amigos do Património da Diocese de Beja) e pelo Departamento do Património desta Diocese e prolonga-se até  2 de Julho, seguindo para Ferreira do Alentejo, Santiago do Cacém, Castro Verde, Serpa, Sines e Beja, sob o título Do Espiritual na Arte Identidades e Práticas Musicais na Europa dos Séculos XVI-XX.
Um hino ao Baixo Alentejo: à beleza dos seus espaços naturais e ao prazer da descoberta cultural.
Programa Odemira
4 de Março

Património
14:30 – 17:30 – Visita ao Centro Histórico
Ponto de encontro: Igreja de São Salvador
Local em destaque – Igreja da Misericórdia
 
Música
21H30 – Polyphōnos
De Beata Virgine Maria: Música Portuguesa de Invocação Mariana
Local: Igreja de São Salvador
 
Soprano Raquel Alão
Alto Carolina Figueiredo
Tenor Marco Alves dos Santos
Baixo Tiago Mota
Violoncelo barroco Ana Raquel Pinheiro
Órgão Sérgio Silva
Mónica Antunes, Rosa Caldeira, Manon Marques, Patrícia Mendes, Rui Miranda
Direcção musical José Bruto da Costa
 
5 de Março
Salvaguarda da Biodiversidade
Pelos meandros do Mira – um olhar sobre os gradientes do grande rio do Sudoeste
10:00 – Saída – Cais de Vila Nova de Milfontes


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

the code.jpg

 

The Code apresentam o EP “Estrada” em formato digital.

 

Dois anos após a primeira atuação em público na Ilha de São Miguel (Açores) de onde são oriundos, The Code apresentam o primeiro trabalho de originais, “Estrada”.

 

Percorrendo vários estilos, desde o funk ao pop, passando pelo rock e pelo jazz, os 3 temas (“É o Amor”, “Hope Song”, “What’s Wrong With You”) que compõem o EP não irão deixar ninguém indiferente.

 

The Code são:

Marisa Oliveira (voz), Félix Medeiros (guitarra), Amadeu Medeiros (bateria), Hugo Medeiros (teclados) e André Ferreira (baixo).

 

The Code, um nome a fixar.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sábado, 25 de Fevereiro de 2017

ivan pedreira.jpg

 

 

 

Mais um concerto cheio de ENERGIA POSITIVA e NOVIDADES!

 

Ivan Pedreira apresenta  o álbum FUZAMIURA no Auditório Municipal António Silva (Cacém) no dia 4 de Março às 22h, 

 

Aos 36 anos, Ivan Pedreira, baixista, compositor, cantor, e também produtor, prepara-se para lançar o álbum Fuzamiura.

 

Apesar deste ser o seu primeiro trabalho de originais como compositor e vocalista, no seio da família onde nasceu e cresceu, em Sintra, a música foi sempre uma constante. Ivan começou a tocar baixo por volta dos 13, 14 anos, enquanto os irmãos se dedicaram à bateria, à guitarra e ao canto.

 

Cedo percebeu o caminho que iria percorrer e nunca lhe passou pela cabeça optar por qualquer outra profissão, pelo que seguir uma carreira musical foi uma evolução natural. “A música na nossa casa era uma constante diária, e a nossa porta estava sempre aberta para família, amigos e vizinhos, fazendo dela uma casa sempre cheia, e cheia de animação. Através da música reuníamos muita gente.

 

Era a nossa forma de comunicação e de partilha”. Por volta dos 15 anos começou a tocar em público nos Avalanche, um animado grupo formado pelos irmãos, irmãs, pai e até um tio, atuando em todo o tipo de festas, desde as populares, da zona onde moravam, entre o Mucifal e Colares (Sintra), até a festas de aniversário e sempre que amigos lhes pediam. Mais tarde, quando as irmãs seguiram cada uma o seu rumo, ficaram os três rapazes, passando a chamar-se QuantoBaste.



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Yeh, ouh ouh
Yeh yeh yeh
Hum, ouh ouh
Hoje estou chateado
Porque pensas mal de mim
Fui mal interpretado
Não, eu não, não sou assim
Eu não sou assim, eu não sou assim
Eu quero viver contigo, mas tu és má para mim
Eu sou o teu amigo, mas tu és má para mim

Ai, minha mãe, minha mãe, minha mãe
Juro se fiz mal alguém, ai
Minha mãe, minha mãe, minha mãe
Juro se fiz mal alguém
Lé lé lé lé lé, lé lé lé lé lé lá
Lé lé lé lé lé, lé lé lé lé lé lá

Tu és louca da cabeça
Queria que fosses sincera
Porque eu já estou a ser
Não te vais arrepender
É o melhor para ti
É o melhor para mim
Já não quero viver contigo, tu és má para mim
Já não sou o teu amigo, tu és má para mim

Ai, minha mãe, minha mãe, minha mãe
Juro se fiz mal alguém, ai
Minha mãe, minha mãe, minha mãe
Juro se fiz mal alguém
Lé lé lé lé lé, lé lé lé lé lé lé lá
Lé lé lé lé lé, lé lé lé lé lé lé lá

Hoje estou chateado
Porque pensas mal de mim
Fui mal interpretado
Não, eu não, não sou assim
Eu não sou assim
Eu não sou assim

Eu quero viver contigo, mas tu és má para mim
Eu sou o teu amigo, mas tu és má para mim

Ai, minha mãe, minha mãe, minha mãe
Juro se fiz mal alguém, ai
Minha mãe, minha mãe, minha mãe
Juro se fiz mal alguém
Lé lé lé lé lé, lé lé lé lé lé lá
Lé lé lé lé lé, lé lé lé lé lé lá

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

for pete sake.jpg

 

For Pete Sake @ Musicbox, 27/02

É um concerto. É uma festa. É um lançamento. É uma despedida.

Não, os For Pete Sake não têm os dias contados. Simplesmente querem festejar o seu percurso ao longo de cinco anos que culminou com o seu mais recente trabalho, The Real Dream You Live.
Os clássicos não serão esquecidos: Got Soul e House irão certamente soar na casa.

Os tempos são de mudança, mas a magia desta jovem banda não se perdeu e irá ser espalhada pela plateia do MusicBox como se do primeiro concerto se tratasse.

Abertura de portas: 22h

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Pára-me o coração sem noção da direcção do balcão
A minha ânsia não vê um travão não digo pão só perdão
Tenho a sensação de não ter chão estou na tracção de um furacão
Não é atracção isto é paixão daqui ao caixão

[Refrão]
Ela bate certo, no peito aberto
Aponta-me o caminho, no futuro incerto
Baby aproxima, faço-te uma rima
Faço um disco inteiro, tu és a agulha no palheiro
Aguenta coração, baby aproxima
Aguenta coração, faço-te uma rima
Aguenta coração, faço um disco inteiro
Aguenta coração, tu és a agulha no palheiro

Rap tuga e um shot, casa está ao barrote, camarim é camarote
Pode ser que ninguém note
Faço o impossível para isto ser possível, sou irredutível, nem sequer é discutível, enquanto o povo dança, o meu olhar alcança a futura dona da herança na minha poupança
Ela avança, escondo a minha pança, mostro a confiança que roubei ao segurança

[Refrão]
Ela bate certo, no peito aberto
Aponta-me o caminho, no futuro incerto
Baby aproxima, faço-te uma rima
Faço um disco inteiro, tu és a agulha no palheiro
Aguenta coração, baby aproxima
Aguenta coração, faço-te uma rima
Aguenta coração, faço um disco inteiro
Aguenta coração, tu és a agulha no palheiro

Meu deus, não sei se consigo
Cara séria quando falo contigo
Cá por dentro riu como um perdido
Mega nervoso faço um pedido
O teu nome e número por favor, levo-te a casa a pé porque está calor
Se quiseres um pequeno almoço superior, posso faze-lo para ti sem qualquer pudor

[Refrão]
Ela bate certo, no peito aberto
Aponta-me o caminho, no futuro incerto
Baby aproxima, faço-te uma rima
Faço um disco inteiro, tu és a agulha no palheiro
Aguenta coração, baby aproxima
Aguenta coração, faço-te uma rima
Aguenta coração, faço um disco inteiro
Aguenta coração, tu és a agulha no palheiro
Aguenta coração, baby aproxima
Aguenta coração, faço-te uma rima
Aguenta coração, faço um disco inteiro
Aguenta coração, tu és a agulha no palheiro
Baby aproxima
Faço-te uma rima
Faço um disco inteiro
Tu és a agulha no palheiro

 

Letra - Carlos “Pac” Nobre,
Música - Pedro Maurício

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

benshee.jpg

 

 

Benshee

Apresentam o single e o lyric video “Dancers”

 

 

“Dancers” é o 2º single do álbum “There is a World Outside That Door” editado em Outubro de 2016.

São 10 temas rock para ouvir de seguida e que não deixam ninguém indiferente!

 

O álbum está muito mais rock do que pop, que até aqui marcava mais pontos na nossa  sonoridade. Continuamos numa onda muito "british" com o uso de alguns sons eletrónicos, e os pianos "saltitantes" cheios de efeitos que são já marca do que fazemos continuam presentes”.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Eu já amei
Eu já beijei
Já transei e já fiquei
Abracei e quebrei

Muitas paixões vivi
Mas nunca senti
Este amor como o teu
É novidade para o meu eu

O teu beijo não é só beijo mas reanima
O teu abraço não é só abraço mas anima
Quando transo contigo algo me dá vida
Pois nasço novo eu

O teu toque não é só toque mas é carinho
O teu olhar não é só olhar mas é mimo
O teu corpo não é só corpo mas é o meu ninho
Mulher és perfeição

Vem me beliscar
Para ver se estou a sonhar
Está difícil de acreditar
Que és real
Que és real mulher
Que és real

Juro mesmo mulher é essa
Que me ajuda na pobreza
E que me cuida na doença
Mulher de sacrifício

É bênção essa mulher na minha vida
Ela não é normal ela é divina
Ela é a razão que deixei a minha vida
Sim

O teu beijo não é só beijo mas reanima
Teu abraço não é só abraço mas anima
Quando transo contigo algo me dá vida
Pois nasço novo eu

O teu toque não é só toque mas é carinho
O teu olhar não é só olhar mas é mimo
O teu corpo não é só corpo mas é o meu ninho
Mulher és perfeição

Vem me beliscar
Para ver se estou a sonhar
Está difícil de acreditar
Que és real
Que és real mulher
Que és real

Eu vou ficar aqui
Ao teu lado e não vou sair não

Vem me beliscar
Para ver se estou a sonhar
Está difícil de acreditar
Que és real
Que és real mulher
Que és real

 

Música - Landrick
Letra : Anselmo Ralph

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2017

carlão.jpg

 

Carlão regressa com novo single

O novo single “Agulha No Palheiro” já se encontra disponível nas plataformas digitais.

Carlão levanta o véu daquele que será o seu segundo disco de originais, com edição prevista para Setembro/Outubro: “Agulha No Palheiro”, uma canção de amor fresca para o Verão quente que se adivinha, com uma batida dançável e viciante.

A produção é de Kking Kong, Artista da Enchufada de BRANKO (ex- Buraka Som Sistema, responsável por “Os Tais”) que já tinha colaborado em várias músicas do primeiro disco.

Há dois anos - por esta mesma altura – Carlão editava o seu primeiro disco em nome próprio “Quarenta”, cujo tema de avanço, autobiográfico - “Os Tais”, foi um inesperado e estrondoso sucesso, tornando-se um hino adoptado por pais e filhos de todo o país.

Há um ano era lançado digitalmente o EP “Na Batalha” e o mundialmente reconhecido artista plástico Vhils, foi responsável pelo aclamado videoclipe de“A Minha Cena”, tema presente no EP, continuando assim a colaboração iniciada com a capa icónica que fez para “Quarenta”.

Carlão colaborou ainda com BOSS AC para assinar o tema “E Se Fosse Consigo?”, genérico do desafiador programa de Conceição Lino que liderou as audiências do canal televisivo SIC.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

I WILL (feat. Nelson Freitas)

Lately you’ve been on my mind
Crazy, need by my side always
Can I be your king and you’ll be my queen
We’ll be making sweet love
Oooh, I wish that she could come over to my section
So I could give her my biggest confession
Making her mine today’s my mission
And I’m gonna get it

I will love you
oooh, I will love you
I will love you
oooh, I will love you

I will tell her to look for the ring
I will tell her that it is missing
I will show her a man she respect till she sees I’m a king
I will show dem menace I they ever disrespect my queen
If I could make her select me my mission
Would to never let nobody section
they way we have a strong connection
I can’t let them get it

I will love you
oooh, I will love you
I will love you
oooh, I will love you

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Adorei esta versão da original de Silvio Rodriguez...
Música sempre atual
Muito obrigado pela informação, já actualizei o po...
Os créditos da Praia dos Lilases são do próprio Si...
Fico muito contente pela Carolina, há muito que me...
Amei😍💝
Muito bonita a música 😍
Essa letra me faz viajar, sonhar me encanta e a mu...
Grandas rappers
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds