Quarta-feira, 30 de Novembro de 2016

rui massena.jpg

 

Rui Massena: Pack com os discos "Solo" e "Ensemble" já nas lojas

Músico atua sexta-feira no Coliseu de Lisboa e no dia 7 de dezembro no Coliseu do Porto

Depois do sucesso alcançado com os seus dois primeiros álbuns em nome próprio, "Solo" (2015) e "Ensemble" (2016), Rui Massena disponibiliza agora estes dois discos num pack especial, envolvidos numa manga autografada pelo próprio músico, sendo uma edição com um preço convidativo.

Além do pack "Solo" e "Ensemble", esta sexta-feira, 2 de dezembro, Rui Massena regressa ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, atuando depois no dia 7 de dezembrono Coliseu do Porto. Nestas duas datas, o músico estará acompanhado de uma pequena orquestra e apresentará as composições envolventes e emotivas que fazem parte dos seus dois álbuns, que têm conquistado milhares de pessoas por todo o país.

Tal como o título indica, "Solo" é um disco composto por um conjunto de peças interpretadas somente ao piano. Já em "Ensemble", Rui Massena contou com a participação da Czeh National Symphonic Orchestra, tendo o álbum alcançado o 1.º lugar do top de vendas nacional.

De "Ensemble" faz parte o tema "aBem", o último single retirado deste álbum e cujo vídeo, realizado por Alexandre Cebrian Valente, foi divulgado recentemente, já estando disponível no YouTube.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Desde que te vi, eu
Nunca mais esqueci,
Eu

Logo percebi que era algo fora do normal
Quando dei por mim, eu
Só pensava em ti
Não percebi era sonho ou real
Sei o que aconteceu
Os teus lábios nos meus
O teu corpo tremeu
E eu não sei, o que é que me deu
Quando o céu escureceu
O teu corpo acendeu
Ou só
Imaginamos
OH OH
Imaginamos
oh oh oh
Imaginamos
Oh oh oh
Imaginamos
Oh oh oh
Desde que te vi, eu
Nunca mais esqueci, e
Lembro-me que fiz o que podia para ti chegar
Quando dei por mim, eu
Só pensava em ti, e
Como é que alguém assim tão bela é real?!
Sei o que aconteceu
Os teus lábios nos meus
O teu corpo tremeu
E eu não sei, o que é que me deu
Quando o céu escureceu
O teu corpo acendeu
Ou só
Imaginamos
OH OH
Imaginamos
oh oh oh
Imaginamos
Oh oh oh
Imaginamos
Oh oh oh
Ficou aquele desejo de te ter em mim
Será que também sentis-te o mesmo por mim
Ficou a vontade de te conhecer assim
Será que também sentis-te o mesmo que eu senti
Sei o que aconteceu
Os teus lábios nos meus
O teu corpo tremeu
E eu não sei, o que é que me deu
Quando o céu escureceu
O teu corpo acendeu
Ou só
Imaginamos
Oh oh oh
Imaginamos
oh oh oh
Imaginamos
Oh oh oh
Imaginamos
Oh oh oh
Imaginamos
Oh oh oh
Imaginamos
Oh oh oh

 

“Imaginamos”
Música e Letra/Music and Lyrics: Ben Monteiro, Alex Teixeira, Vasco Ramos, Mickael Carreira, Diogo Piçarra

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

m carreira.png

Mickael Carreira lança novo single, “Imaginamos”. Veja o lyric video

Canção faz parte do álbum “Instinto” e já está disponível no Spotify e restantes plataformas digitais.

Depois do grande sucesso em torno do single “Fácil”, que soma mais de 2 milhões de visualizações no YouTube, Mickael Carreira está de volta com um novo single, “Imaginamos”, canção que conta com as colaborações de Diogo Piçarra, Ben Monteiro, Alex D’Alva Teixeira, Vasco Ramos e o próprio Mickael na escrita. O tema já está disponível para escuta via streaming no Spotify e está à venda nas várias lojas digitais.

Entretanto veja o lyric video criado para “Imaginamos”.

 

Este novo single faz parte do álbum “Instinto”, o mais recente disco de Mickael Carreira, que entrou diretamente para o top 3 dos álbuns mais vendidos em Portugal na semana de lançamento.

Além das colaborações anteriormente referidas, em “Instinto” Mickael Carreira contou ainda com as colaborações de nomes como o grupo de produção Infinity Music (que já trabalharam com artistas como J. Balvin e Nicky Jam) ou Nellson Klasszik.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 20:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

dmk.jpg

 

 
DMK - D'Moura & Kastiço é composto por dois jovens que se reuniram para criar mensagens fortes com um beat melódico e envolvente. 
 
A dupla bebe de inspirações afro-americanas e portuguesas, variando entre o Hip Hop, o Reggae, o Fado e o Soul, numa viagem alternada pelo compasso do groove de Kastiço e a simbiose do quente da voz de D'Moura. 
 
O álbum "Sente Só" conta com nove temas originais, com participações de Dj Kope, Fabrik Beats, Ana Ramirez, Kubico Noise Dub, Kamões, Dj T.Bernas e Miguel Caldeira. 
 
Este trabalho encontra-se disponível para Download Gratuito no nosso Site: 
(9 temas em formato .WAV ou .MP3, Capa do álbum, Letras das músicas)
 
 
videoclip do single "Corruptos", uma fusão de Hip Hop com Fado:
 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Música: João Caetano e Ângelo Mateus
Letra: João Caetano

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

bichodomato.jpg

 

BICHO DO MATO 

 

A Vingança do Bicho do Mato” é o primeiro álbum da banda eborense Bicho do Mato, que tem quatro pés: Daniel Catarino (voz, guitarras, baixo, coros, latapau e sonoplastia), Tó Zé Bexiga (viola campaniça, guitarra acústica, teclados e coros), Zé Peps (guitarra acústica, guitarra slide, ukulelé, bandolim e coros) e Daniel Meliço (bateria cocktail), que durante a gravação contaram com a colaboração de Ana Miró (voz e coros) e Pedro Pinto (coros e "trompete de boca"). E as canções que cantam –são fábulas adaptadas à realidade humana, política, social e cultural da primeira metade da segunda década deste século, em Portugal e no Mundo. E estas fábulas encerram uma moral? Talvez sim, talvez não… O melhor mesmo é vê-los ao vivo no dia 10 de Dezembro em Almada no Cine Incrível Almadense.

Estão todos convidados!!!
 
Dia 10 de Dezembro | 22:30H
Cine Incrível Almadense
Pré-venda| informações : 967 717 193
Bilhetes| 5€
 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 29 de Novembro de 2016

setúbal.jpg

 

 
"ECHOES”, o novo álbum da cantora portuguesa Sofia Vitória, é inteiramente dedicado à poesia e prosa escritas em inglês por Fernando Pessoa.

As palavras inglesas de Pessoa ganham vida pela mão dos compositores Amélia Muge, António Zambujo, Daniel Bernardes, Edu Mundo, Joana Espadinha, João Hasselberg, João Paulo Esteves da Silva, José Mário Branco, José Peixoto, Luís Figueiredo, Mário Laginha, Paula Sousa e Sofia Vitória.

O disco - uma co-produção com a Casa Fernando Pessoa - foi apresentado pela primeira vez no dia 13 de Junho, data de nascimento de Pessoa, e conta com a participação dos músicos José Peixoto (guitarra clássica), Luís Figueiredo (teclados e arranjos), Eduardo Raon (harpa e guitarra eléctrica), António Quintino (contrabaixo) e Joel Silva (bateria).

A acompanhar Sofia Vitória neste concerto no Fórum Municipal Luísa Todi estarão os músicos Miguel Veras (guitarra clássica), Mário Delgado (guitarra eléctrica), Daniel Bernardes (teclados), Ana Isabel Dias (harpa), António Quintino (contrabaixo) e Joel Silva (bateria).


 Sofia Vitória "Echoes - Fernando Pessoa, English Poetry & Prose"
 
Dia: 9 de Dezembro, sexta-feira, 21h30
 
Preços: 11 € Plateia | 9 € Balcão


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

 

Letra: João Cabrita/ Música: João Gomes e João Cabrita

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

"ZÍNGARO" | SCHROEDER | REBELO | MITZLAFF -4tet
 
 
 
l i v e   in   c o n c e r t
 

zingaro.png

 

Carlos “Zíngaro” – violino
Franziska Schroeder – saxofones
Pedro Rebelo – piano
Ulrich Mitzlaff  violoncelo
 
 
 
Miso Music Portugal
 
O'culto da Ajuda  • art music centre • because sound matters • 02 de Dezembro • 21h30

 

"ZÍNGARO" | SCHROEDER | REBELO | MITZLAFF - 4tet

Como se pode ler “entre linhas” é fácil pensar que também seja possível “ouvir entre sons” – levar o que normalmente não se está a ouvir ao nível de ser ouvido. Neste encontro cada músico parte da sua própria imaginação sonora, como base do discurso musical que tenta encontrar o seu reflexo nas fantasias dos ouvintes em termos de percepções de som.

O quarteto formado por Carlos “Zíngaro” – violino, Franziska Schroeder – saxofones, Pedro Rebelo – piano e Ulrich Mitzlaff – violoncelo cria musica que não se conforma com o “status quo” e os costumes de tocar e ouvir. As composições espontâneas baseiam-se nos “backgrounds” dos músicos que incluem a música contemporânea erudita, o free jazz e a livre improvisação.

O que vai ser apresentado neste concerto é uma música construída, por um lado a partir de texturas sonoras e linguagens que vivem da interacção instantânea, do uso de técnicas estendidas e eventos não idiomáticos, e por outro duma fragmentação de afirmações idiomáticas e de dinâmicas expressivas que contracenam com silêncios como um elemento compositor.

A música deste quarteto que joga com esses antípodas (opostos) e ambivalências vai surpreender o público, ultrapassando limites sonoros que permitem um outro entendimento das ideias musicais.

Carlos “Zíngaro” – violino

Franziska Schroeder – saxofones

Pedro Rebelo – piano

Ulrich Mitzlaff – violoncelo

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Aquilo que eu quero que tu digas
Ainda está guardado nessa língua
Filho de uma regra bem esquecida
Quero que nos livre desta sina

É à vontade
Mas em surdina
Gozamos sempre muito
Ficamos sem assunto
Sei o teu nome assim
Como se pudesse inventar

Idealizar encanto para a vida
Guiado pelo nada em melodia
Acaba numa peça ensaiada sem saber
troca a tua fala com a minha

à vontade
Mas em surdina
Gozamos sempre muito
Ficamos sem assunto
Sei o teu nome assim
Como se pudesse inventar

O teu nome
inventar.

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

muay.jpg

 

 

Depois de assente a poeira, os MUAY estendem quatro temas sobre o azul e o nada, numa viagem para acordar o verdadeiro sentido do ser. 


CE LES TI AL é uma senda iluminada por tons de outros lugares, memorizada em algures, entre o verde lá de fora e o vazio estelar. 

 

Mais informação aqui (em Inglês) e no bandcamp da banda: https://muayband.bandcamp.com/album/celestial

 

Vídeo de DA

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

Não deixes passar uma vida toda
Para teres certezas daquilo que te incomoda
Então acorda já!
Então acorda já! (x2)

 

Mandaram-me para a escola para escolher uma profissão
Eu não era um mau aluno mas só queria diversão
Não sabia se algum dia ia ter algum patrão
Mas, dentro da opção, eu escolhi gestão

Os meus pais diziam: tu escolhe um emprego estável
Que te pague tudo aquilo que nós dizemos não
Eu fiz parte do padrão, acreditei no cifrão
Foi aí que eu aprendi a ver um homem na prisão

Não deixes passar uma vida toda
Para teres certezas daquilo que te incomoda
Então acorda já!
Então acorda já! (x2)

(Eu) Fiz o sacrifício, e desde o início
Tive que arranjar formas para alimentar o vício
Como é que eu faço agora? Tantas vezes eu disse-o
Estava mais perto de acabar a vida no hospício

Mudei a minha vida pelas rimas e batidas
Discussões são debatidas para saber se estou ‘sé’
Sei que estou mais ‘pé’, mais perto de mim
Sinto-me mais ‘pé’, mais longe do fim

Não deixes passar uma vida toda
Para teres certezas daquilo que te incomoda
Então acorda já!
Então acorda já! (x2)

Então acorda, então acorda já, já! (x4)

Não deixes passar uma vida toda
Para teres certezas daquilo que te incomoda
Então acorda já!
Então acorda já! (x2)

 

MÚSICA
Música: DMipe Beatz
Letra: NBC (Timóteo Tiny)

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

rancho.png

 

Rancho dos Cantadores de Aldeia Nova de São Bento

Álbum de um dos mais antigos Ranchos alentejanos disponível hoje

Já disponível o álbum que junta um dos mais antigos Ranchos alentejanos a Luísa Sobral, António Zambujo, Miguel Araújo, Jorge Benvinda e Pedro Mestre numa edição comemorativa do Cante a Património Mundial e Imaterial da Humanidade pela UNESCO

Dois anos desde que o Cante foi considerado pela UNESCO Património Mundial e Imaterial da Humanidade, é hoje editado o álbum, em todas as plataformas digitais e na Fnac, de um dos mais tradicionais e antigos ranchos de cante alentejano: o Rancho dos Cantadores de Aldeia Nova de São Bento

Criado há 30 anos, o Rancho dos Cantadores de Aldeia Nova de São Bento, é herdeiro de uma longa tradição da arte de bem cantar as belas modas do cancioneiro alentejano. Orgulhosos por seguirem dois princípios orientadores, que apesar de opostos se complementam: o da tradição e o da inovação.

António Zambujo, Jorge Benvinda, Miguel Araújo, Luísa Sobral e Pedro Mestre são os convidados do disco, sendo o primeiro, em conjunto com Ricardo Cruz, o produtor do disco.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Eu não te queria sem saída
O teu corpo pisa gelo sem estalar
Eu não te queria desiludida
Obriga ao mundo ao que tu vais querer mostrar
Tal é a defesa que queres usar
Que o mundo teima em ter orgulho de aceitar
Tal é a defesa que queres usar
No fim de contas só te querem humilhar
Tu por eles és

Manipulada bem
para cumprir função
Tu para mim és aquilo que eu sei
Aceita esta canção
Se apostar em alguém
a Rainha mata mais que o Rei
Tens toda a permissão
Podes mandar foder

Realizada a previsão
Da janela em que eu te der a mão
Esgotada a compreensão
Veremos o mundo em ebulição
Venha a ti a comparação
Desta raça que te quer esquecer
Venha a ti a comparação
Tua queda, nossa devastação
Tua queda, nossa devastação
Tua queda, nossa devastação
Tua queda, nossa devastação

Manipulada bem
para cumprir função
Tu para mim és aquilo que eu sei
Aceita esta canção
Se apostar alguém
a Rainha mata mais que o Rei
Tens toda a permissão
Podes mandar foder

Quem tu quiseres

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28 de Novembro de 2016

ana moura.png

Ana Moura 

Reedição de “Moura” chega hoje às lojas

Estão disponíveis, a partir de hoje, duas novas edições de “Moura”, o mais recente álbum de Ana Moura.

 

A edição Super Deluxe (2CDs 2DVDs) inclui, para além do álbum original, um CD e um DVD com a gravação do concerto deste ano no Coliseu do Porto, captado por André Tentúgal. Contém ainda um segundo DVD com o documentário produzido pelo Observador, captado durante a TOUR MOURA, com imagens inéditas de bastidores e entrevistas a todos os intervenientes daquela que foi a maior tour de Ana Moura pelo país.

 

Em simultâneo, física e digitalmente, estará também disponível um duplo CD, que ao álbum “Moura” junta o CD ao vivo no Coliseu do Porto.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

cordis.jpg

 

 

Depois de diversos concertos em conjunto, CORDIS gravou a peça “Verdes são os campos” no último CD da fadista Cuca Roseta - Riû - tema que marcará, certamente, presença no Casino da Figueira na próxima quarta-feira dia 30.11.2016.

 
O concerto com inicio às 21:30 nesta emblemática sala da zona centro do País trará ao palco não só a emoção da voz de Cuca mas também o piano de Paulo Figueiredo e a guitarra portuguesa de Bruno Costa acompanhados pelos instrumentos de cordas dos 4 músicos que compõem o Quarteto Arabesco.
 
Mais informação sobre o espectáculo em anexo e nos seguintes links:
 
 
 


publicado por olhar para o mundo às 20:13 | link do post | comentar

 

Letra

Não encontrei a letra desta música

 

"Raiz"
O poema inicial é de Fernando Pessoa, dito pelo escritor de viagens Gonçalo Cadilhe.

Voz: Catarina Duarte
Guitarras: Nuno Caldeira
Percussão: Quiné Teles
Trompete: Brian Tavares

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

sergio godinho.jpg

 

SÉRGIO GODINHO

Concerto/recital com Filipe Raposo e Ensemble de Flautas de Loulé

Integrado no ciclo “O Longe É Aqui”, Sérgio Godinho apresentará no Cine-Teatro Louletanono próximo dia 30 de Novembro um concerto/recital de características inéditas – a partir do seu vasto repertório, uma selecção de temas irão ser interpretados com o pianista Filipe Raposo e a participação do Ensemble de Flautas de Loulé.

Tratar-se-á assim da estreia absoluta de uma formação com estas características sonoras e um momento único na reinterpretação de canções que habitam o nosso imaginário mas que jamais ouvimos neste formato musical.

Os arranjos para esta formação de características barrocas foram efectuados por Filipe Raposo, sendo a selecção de temas efectuada em colaboração com Sérgio Godinho com a preocupação de escolher as canções que, sendo representativas da sua criação, melhor se adaptariam a um acompanhamento tão específico como este. O resultado é surpreendente e cativante, abrindo uma nova porta na “descoberta” de temas como “O galo é o dono dos ovos”, “O elixir da eterna juventude”, “Fotos do fogo”, “Dancemos no mundo” ou “Cuidado com as imitações”, entre outros.

O ciclo “O Longe é Aqui” é uma iniciativa do Cine-Teatro Louletano com o objectivo principal de promover encontros estimulantes e lançar desafios criativos entre, de um lado, reconhecidas figuras a nível nacional e, do outro, artistas e grupos/associações culturais do concelho de Loulé ligados às artes performativas, com especial destaque para a música nos seus variados quadrantes.

O Ensemble de Flautas de Loulé foi constituído em Dezembro de 1994 por alunos da Escola de Música do Município de Loulé, sob orientação do professor Francisco Rosado. Gravou até ao momento três cd’s com peças da Idade Média ao século XX e tem participado em todas as edições dos Encontros de Música Antiga de Loulé – Francisco Rosado bem como te realizado apresentações um pouco por todo o país em contexto académico, em igrejas e noutros espaços e eventos culturais. Nesta apresentação com Sérgio Godinho e Filipe Raposo, o colectivo será dirigido pela professora Ana Figueiras.

Os bilhetes para este concerto/recital poderão ser adquiridos na bilheteira do Cine-Teatro Louletano ou em www.bol.pt



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

SEM FANTASIA
(Chico Buarque, para a peça Roda Viva. 1967)
ANTÔNIO ZAMBUJO & ROBERTA SÁ

Vem, meu menino vadio
Vem, sem mentir pra você
Vem, mas vem sem fantasia
Que da noite pro dia
Você não vai crescer
Vem, por favor não evites
Meu amor, meus convites
Minha dor, meus apelos
Vou te envolver nos cabelos
Vem perder-te em meus braços
Pelo amor de Deus
Vem que eu te quero fraco
Vem que eu te quero tolo
Vem que eu te quero todo meu

Ah, eu quero te dizer
Que o instante de te ver
Custou tanto penar
Não vou me arrepender
Só vim te convencer
Que eu vim pra não morrer
De tanto te esperar
Eu quero te contar
Das chuvas que apanhei
Das noites que varei
No escuro a te buscar
Eu quero te mostrar
As marcas que ganhei
Nas lutas contra o rei
Nas discussões com Deus
E agora que cheguei
Eu quero a recompensa
Eu quero a prenda imensa
Dos carinhos teus

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

sao paulo.jpg

 

Vatsun edita novo tema inédito, veja o teaser de "S. Paulo"

Depois de editar o EP "Mão Esquerda", segunda-feira dia 28 de Novembro será estreado um novo tema inédito em vídeo.

O vídeo foi realizado por Manuel Lino e Jorge Serra no antigo espaço da gráfica Lavandaria.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 27 de Novembro de 2016

rita guerra.jpg

 

RITA GUERRA

 

Uma das cantoras portuguesas mais populares volta a surpreender. Apresentando -se agora numa nova formação de sonoridade mais acústica, acompanhada de músicos de eleição, revisita alguns dos grandes temas da sua carreira, num renovado e inédito concerto intimista.


Neste espetáculo justamente intitulado ”Uma noite em…”, para além dos maiores êxitos de 30 anos de carreira da cantora e compositora, teremos a possibilidade de ouvir as histórias sobre as canções que sempre a acompanharam.

 

MÚSICA
02 DEZ | 21:30H | 10€



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

senza.jpg

 

 
Sobre os SENZA

Acreditam que as viagens transformam as pessoas. Fazem-nas diferentes.
Os músicos Catarina Duarte e Nuno Caldeira partiram, em 2015, de mochila às costas, sem nada programado, e aventuraram-se numa viagem de três meses pela Ásia que acabou por se transformar num projecto de vida: um projecto de músicas originais. Mas esta viagem teria muito mais para dar do que inicialmente poderiam prever.

Os SENZA, daí em diante assim denominados, trouxeram as suas memórias em forma de música. Editaram um disco intitulado "Praia da Independência", que mereceu o selo "Disco Antena 1", que já foi apresentado ao vivo na Índia, China, Alemanha, Bélgica, Espanha e Portugal.
 

O novo single: "Comboio de Bambu"

Depois do lançamento, em Fevereiro deste ano, do seu disco de estreia intitulado "Praia da Independência", os SENZA lançam agora o segundo single, com um arranjo inédito: "Comboio de Bambu".

A versão que consta no disco foi gravada com os diminutos recursos disponíveis durante uma viagem de 3 meses da dupla de músicos Catarina Duarte e Nuno Caldeira ao sudeste asiático. De forma simbólica, foi assim mesmo incluída no disco: simples, esboçada, e de certa forma, autêntica.
Com um novo arranjo a que se juntaram os músicos Quiné Teles (bateria e percussão) e Pedro Almeida (piano), o tema "Comboio de Bambu" volta a ver a luz do dia... ou antes, é finalmente contemplado com a luz da minúcia dada aos restantes temas do disco.

Inspirada num comboio improvisado existente no norte do Cambodja, a canção conta uma experiência vivida com uma fusão de estéticas sonoras, atmosferas e paisagens musicais bem ao jeito do que é possível encontrar no disco. Mais um exemplo a relembrar-nos que a fusão-lusófona dos SENZA se encontra bem, de saúde, e que se recomenda.
 
 Facebook oficial


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

loq.jpg

 

 
Do bairro até à lua, com parvos e vaidades,
LOQ vai na jangada, com rumores pela cidade...
 
Tem cartas na mão: um Ás de copas de um capitão,
Tem guitarra, tem voz, noites brancas e solidão...
 
E na calma antes da noite, esperando o seu café,

A música que nos sonha, dá mais um tiro no pé...

 
LOQ dá à costa em 2012, vindo de uma ilha longínqua, na mente de Jorge e Daniela. Decidem materializar esta nau com amigos, guitarras e viagens. LOQ fala e desfala, canta e ri-se de si mesmo, diz-se e contradiz-se porque acima de tudo quer liberdade. Continua a contar-nos sobre o seu périplo com Swing La La, segundo single da banda, porque toda a cabra-cega se atira da beira... 
 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta vídeo

 

Comboio de Bambu (Catarina Duarte/Nuno Caldeira)
Catarina Duarte: Voz
Nuno Caldeira: Guitarras, sintetizadores e backing vocals
Quiné Teles: Bateria e percussão
Pedro Almeida: Piano e rhodes

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Charanga ao vivo em Alma...

Paulo Sousa - Eu Não Vou

The Black Mamba - I Wanna...

CASUAR AO VIVO NA FNAC DO...

Sofia Vitória - ECHOES

Dona Carioca - Estreia no...

B-leza - Já Não Consigo

Barreiro - Camarro Fest d...

Sofia Vitória · Mother

Armando Teixeira | Miguel...

arquivos

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Nao acaba assim... Segue se:Reza a historia que a ...
Adoro esta música faz pensar na vida como ela é
AMOR ELECTRO "SEI"Não sei se vou cá estar, Sei que...
Gostei muito da música tem uma letra poética e o p...
Penso que o penúltimo verso é:"apareceram roxos no...
Eu amo esse beat
musica esta boa
Fdx.Grande som.Brutal
O POEMA.......AS MAÔS FLUINDO... COM PAIXÂO O INST...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds