Segunda-feira, 30 de Setembro de 2013

Com um longo e marcante percurso com o nome de BBR, Zé Pedro resolve mudar o rumo do seu trabalho apresentando-se em nome próprio. Mais maduro, mais sério e com mais conhecimentos musicais, o autor de temas como “Olhares Incandescentes”, inicia um projecto com outro tipo de raízes e de sua total autoria, quer a nível de composição quer a nível interpretativo. 

Com traços da Pop/Rock apimentadas pelas raízes do Hip-Hop, Zé Pedro define-se pela atitude, pela humildade e pela vontade de marcar as pessoas.

O trabalho do compositor e vocalista da banda Zepher passa não só pela música, mas também pela escrita e por alguns projectos audiovisuais.


Vídeo de O Tuga:


Letra
Nós estamos fartos de estudar para ir para o desemprego,
Nós matamos a cabeça mas para quê!? Eu não percebo, mano.
Estes políticos e este governo que não motiva,
O povo está na lama e não arranjam alternativas.
Grandes carros, para eles é uma delícia, 
E alguém tem que ter culpa então malhamos na polícia, não,
Não é assim, não é assim que mudas o rumo,
Levanta-te do café e vem mas é mudar o mundo.

Temos amor, temos raça, temos arte,
Conhecidos em todo o mundo, conhecidos em toda a parte, mas,
Temos inércia e só queremos as revistas,
Só queremos fofoquices e cagamos nos artistas.

Tem que mudar, isto vai ter que mudar, 
Deixem de ser doutores e comecem a trabalhar.
Agarra a esperança mesmo quando não te ris, 
Não quero mudar de país, eu quero mudar o meu país, yes!

Refrão:

Diz-me, que tudo o que passou não volta mais aqui,
Então tu diz-me, que o meu país não vai ficar por aqui, por aqui, por aqui.

Versos:

Adoramos estupidez, nós juntamos-mos aos molhos,
Se o Camões voltasse aqui queria ser cego dos dois olhos, mano,
Não queria ver naquilo em que nós nos transformamos,
Não queria ver que o que ele disse piorámos, 
Não queria ver o meu povo a desistir, 
A perder tudo aquilo que demorou anos a conseguir.
E os políticos que caguem lá na ideologia, 
Porque essa porra não interessa a quem tem fome todo o dia!

Temos calor, temos terra, temos mar,
Temos tudo o que é preciso para podermos triunfar, mas, 
Não queremos história e só queremos o que é vosso,
Só queremos estrangeirada e que se lixe o que é nosso.

A voz do povo ainda é quem mais ordena,
Cultiva-te, vê lá se sais dessa caverna.
Vai votar e toma iniciativa,
E caga lá nas eleições de sessenta cêntimos, mais iva.

Refrão:

Diz-me, que tudo o que passou não volta mais aqui,
Então tu diz-me, que o meu país não vai ficar por aqui, por aqui, por aqui.

Página do youtube:
http://www.youtube.com/user/zepedrooficial

Página do facebook:
https://www.facebook.com/zepedroofficial




publicado por olhar para o mundo às 20:47 | link do post | comentar

 

Letra

 

im alone in my room
and the night hasn't come
what a strange emptiness
what the hell should i do

i feel cold as your life
and dark as your air
this days i've been through
i feel nothing but death

i could be what you want
i could marry with you
i would change everything
if i ever had to

my love...i am about you...
my love...i am about you...

you sing the songs i wrote
you play my old guitar
i use the clothes you like
i smoke a cool cigar
we feel so free...
is this for real?
or is it a dream..



publicado por olhar para o mundo às 17:26 | link do post | comentar

The Legendary Tigerman atua no Vodafone Mexefest 2013


Da Chick, Xinobi, Moullinex, Mirror People e Mr. Mitsuhirato são outros dos artistas confirmados para o festival a realizar a 29 e 30 de novembro


A organização do Vodafone Mexefest anunciou, esta quinta-feira, os primeiros artistas nacionais para o cartaz do festival a realizar em Lisboa a 29 e 30 de novembro. The Legendary Tigerman encabeça a lista com um concerto que deverá revelar já alguns dos novos temas do próximo disco do músico.

Com lançamento previsto para fevereiro de 2014, o novo álbum chama-se «True» e sucederá a «Femina», registo editado em 2009. No Facebook, Paulo Furtado já revelou que uma das convidadas do novo disco é Rita Redshoes.

O Mexefest 2013 será também animado por vários artistas da editora Discotexas, nomeadamente Da Chick, Xinobi, Mirror People (Rui Maia, dos X-Wife) e Mr. Mitsuhirato. O coletivo Discotexas Picnic Live assegurará que a música eletrónica nacional ficará em boas mãos durante o festival.

Os novos nomes no cartaz juntam-se assim aos já anunciados Autre Ne Veut, Daughter, John Grant, Savages, Silva, Tropics, e Woodkid.

Tal como nas edições anteriores, o Vodafone Mexefest terá vários concertos em simultâneo em salas na periferia da Avenida da Liberdade. A lista dos espaços que irão receber as atuações deverá ser revelada em breve, mas certo é que o Coliseu dos Recreios será, pela primeira vez, um dos palcos do festival.

O Vodafone Mexefest 2013 realiza-se nos dias 29 e 30 de novembro, em Lisboa. Até ao momento, estes são os nomes que fazem parte do cartaz:

- Autre Ne Veut
- Daughter
- Discotexas Picnic Live (Da Chick + Mirror People + Moullinex + Mr. Mitsuhirato + Xinobi)
- John Grant
- Savages
- Silva
- The Legendary Tigerman
- Tropics
- Woodkid


Retirado de IOL Música



publicado por olhar para o mundo às 12:41 | link do post | comentar

 

Letra

 

See my dreams 
Through someone I love
And your little hand
We are quiet now
When you laugh the world gets beautiful
so beautiful

Promess to me you will someday be a good man
And that you will fullfil your deams as I did one day
And when you feel your heart beating too fast
Your life is good, complete my beloved sun

Maybe
We'll be



publicado por olhar para o mundo às 08:24 | link do post | comentar

Domingo, 29 de Setembro de 2013

 

Dead Combo

 

 

 

 

Celebração do 10º aniversário da dupla inclui um livro de fotos, em novembro, e quatro atuações em dezembro para recordar os quatro álbuns de estúdio


O grupo português Dead Combo lançará a 7 de novembro uma fotobiografia que regista dez anos de carreira e fará quatro concertos em dezembro, em Lisboa, para tocar na íntegra todos os álbuns, escreve a agência Lusa.

Os Dead Combo, formados pelo guitarrista Tó Trips e pelo contrabaixista Pedro Gonçalves, têm estado a celebrar o aniversário ao longo deste ano - deram um concerto esgotado em abril, em Lisboa -, mas reservam para novembro a edição da fotobiografia que reúne imagens de bastidores, concertos e ensaios, captadas por fãs e profissionais.

O lançamento acontecerá a 7 de novembro na Galeria Zé dos Bois, em Lisboa, onde inaugurará uma exposição com algumas das fotografias que integram o livro.

Será também na Zé dos Bois - sala que está associada à criação da banda - que os Dead Combo atuarão, entre 12 e 15 de dezembro, reservando para cada uma das noites a interpretação de cada álbum editado: «Vol. 1» (2004), «Vol. 2 - Quando a Alma Não é Pequena» (2006), «Lusitânia Playboys» (2008) e «Lisboa Mulata» (2011).

Até lá, os Dead Combo prosseguem o desejo de internacionalização, com atuações em outubro no festival de jazz de Salzburgo (Áustria) e no Festival Cervantino (México).

Para 2014 fica reservada a edição do novo álbum.

O contrabaixista Pedro Gonçalves, vindo do jazz, e o guitarrista Tó Trips, do universo do rock, juntaram-se no começo do século para formar os Dead Combo, assumindo duas personagens - um cangalheiro e um gangster - que interpretam temas nos quais ecoa música portuguesa, africana e americana.

Começaram por gravar uma música para uma compilação dedicada a Carlos Paredes antes de editar o álbum de estreia, «Vol. 1».

Aos quatro trabalhos de estúdio juntam-se ainda os registos ao vivo «Dead Combo & Royal Orquestra das Caveiras ao Vivo no São Luiz» (2009) e «Live @ Hot Clube» (2010).


Retirado de IOL Música



publicado por olhar para o mundo às 21:38 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta Música



publicado por olhar para o mundo às 17:16 | link do post | comentar

Os Azeitonas abrem temporada de concertos no MEO Like Music

É já no próximo dia 23 de outubro que os espectáculos voltam ao MEO LIKE MUSIC, a maior sala de concertos interativa do país. Os Azeitonas serão os primeiros a atuar nesta edição de 2013/2014. 

 

Destinada aos fãs do MEO no Facebook e a todos os clientes MEO (ADSL e Fibra com MEOBox), o MEO LIKE MUSIC transmite mensalmente e de forma gratuita concertos interativos, em exclusivo e em direto no Facebook do MEO e na TV, através do MEO Interativo.

 

Depois da última atuação “sem crise” de Gabriel O Pensador em maio deste ano, é a vez de os Azeitonas subirem ao palco do MEO Like Music, no dia 23 de outubro, pelas 22 horas.

 

A banda, que ficou conhecida pelo grande sucesso popular “Anda Comigo Ver os Aviões” do seu terceiro álbum “Salão América” (2009), vem apresentar-nos o seu novo trabalho “AZ”, o quarto registo de originais lançado no passado mês de julho.

 

Deste álbum, que entrou diretamente para o 3º lugar do top nacional de vendas, destaca-se o single “Ray-Dee-Oh”, um dos temas portugueses mais tocados nas rádios nos últimos meses.

 

Os fãs do MEO no Facebook terão a possibilidade de ver o concerto em várias câmaras e de interagir com a banda através de ações digitais como “palmas”, “isqueiro”, “só mais uma” e comentários live.

 

Para além disso, o concerto será posteriormente disponibilizado na TV em alta definição, através da aplicação interativa e no Facebook.

 

Todos os concertos MEO LIKE MUSIC contam com o apoio do serviço music box.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:43 | link do post | comentar

 

Letra

 

Por trás do espelho quem está
De olhos fixados nos meus?
Alguém que passou por cá
E seguiu ao deus-dará
Deixando os olhos nos meus.
Quem dorme na minha cama,
E tenta sonhar meus sonhos?
Alguém morreu nesta cama,
E lá de longe me chama
Misturada nos meus sonhos.
Tudo o que faço ou não faço,
Outros fizeram assim
Daí este meu cansaço
De sentir que quanto faço
Não é feito só por mim.




publicado por olhar para o mundo às 08:12 | link do post | comentar

Sábado, 28 de Setembro de 2013

 

Letra

 

Quem questionar

o meu amor por ti

tinha o corpo num lugar

mas a cabeça perdi

 

parece que foi ontem 

que te pedi pra casar

mas tu estavas a cair 

e eu não quis ajudar

 

Porque é que eu não te ajudei

porque é que eu não procurei

é que agora acordei

e não tenho mais ninguém

 

quando não há mais ninguém

para tudo o que sonhei

se o silêncio é lei

só dois terços do que sei

 

tão pouco pra falar 

mas tanto por dizer dizer

mandaste-me calar

e deixei de te ver

 

Porque é que eu não te ajudei
porque é que eu não procurei
é que agora acordei
e não tenho mais ninguém

 

quando não há mais ninguém
para tudo o que sonhei
se o silêncio é lei
só dois terços do que sei

 

dois terços do que sei

cantei mas não falei

pensei mas não falei

tentei mas não falei

 

Porque é que eu não te ajudei
porque é que eu não procurei
é que agora acordei
e não tenho mais ninguém

 

quando não há mais ninguém

para tudo o que sonhei

se o silêncio é lei

só dois terços do que sei



publicado por olhar para o mundo às 23:59 | link do post | comentar

Off The Beaten Track


Filme + concerto na Aula Magna a 22 de Novembro

 

Buraka Som Sistema apresentam o documentário 'Off The Beaten Track' na Aula Magna a 22 de Novembro.  A conceituada sala recebe uma noite especial em que a banda apresenta o documentário (21h30) seguido de um concerto na mesma sala (22h45).


O filme apresenta uma viagem sobre o grupo mais improvável do panorama musical português. Realizado por João Pedro Moreira, o documentário retrata o percurso da banda desde os tempos de formação até aos dias de hoje, dos primeiros passos no Clube Mercado até aos grandes palcos dos festivais internacionais, dando a conhecer uma visão global do percurso do grupo, assim como as experiências pessoais e o contexto geográfico dos membros da banda e da comunidade de artistas que os rodeia e apoia.  O documentário conta com a cooperação da Red Bull Music Academy.

A estreia em Lisboa vem no seguimento de uma digressão europeia que leva os Buraka Som Sistema a cidades como Londres -cidade onde se dá a estreia oficial no London Film Festival a 10 de Outubro - assim como Paris, Berlim, Amesterdão ou Leuven, sendo a apresentação na capital portuguesa complementada por  uma after-party no Lux Frágil, onde a pista de dança será comandada pelos Buraka DJS. 

Bilhetes já disponíveis (18€)


Trailer do filme 



 

Horários para 22 de Novembro:


Aula Magna:


21h30 - projecção do documentário 'Off The Beaten Track' 

22h45 - actuação ao vivo de Buraka Som Sistema


Lux Frágil:

01h30 - início da after-party 



publicado por olhar para o mundo às 21:51 | link do post | comentar

Letra
Estou na estrada p'ra onde eu já não quero ir
No escritório esta tarde foi tudo p'ra me deprimir
A buzina apressada de um carro que me quer passar
Na portagem um rosto indiferente diz-me para pagar

Rumo ao sul, sem amor, devagar
O meu sonho faz-se ao mar
Seu amor rumo ao sul
O meu céu perdeu o azul

Volto as costas às luzes brilhantes da cidade mãe
Sou sombra impiedosa do apego a quem já não se tem
Sei que ao fim desta estrada há uma casa que suponho ter
E a vontade indomável que teima em me querer perder




publicado por olhar para o mundo às 17:10 | link do post | comentar

J.P. Simões no Teatrão em Coimbra


J.P. Simões no Teatrão em Coimbra

A Sala Grande, do Teatrão acolhe pelas 21:30 do dia 28 de Setembro, J.P. Simões que acompanhado da sua Banda Radioactiva apresentará o seu novo trabalho, “Roma”. 


Trata-se de um disco que pela imediata aceitação que teve junto do público e pelos elogios da crítica, esgotou rapidamente pelo que será objecto de uma reedição.  

JP Simões apresenta-se em palco com oito músicos e promete uma noite muito mexida, com batidas que vão do afrobeat ao glam rock, passando pelo samba e o jazz, uma viagem pela música, voando pelos vários tons.

Será ainda um espectáculo multimédia, totalmente ilustrado ao vivo e em tela
pelo artista plástico Luís Lázaro. 

foto Sara Tavares

 

Retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 12:16 | link do post | comentar

Grande noite do fado e afins

 

GRANDE NOITE DO FADO E AFINS

26, 27 e 28 de Setembro. 5ªf a Sáb. 
4, 5 e 6 de Outubro. 6ªf a Dom.
22H.

Na Latoaria.
Escadas do monte, nº9.
 (Na fronteira da graça e da mouraria)


TEASER


FACEBOOK
https://www.facebook.com/events/1416459831901775/

Uma produção: Divas Iludidas/Organização 2013



publicado por olhar para o mundo às 10:46 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 08:22 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27 de Setembro de 2013

Smed festival


Decorre nos próximos dias 4 e 5 de Outubro  a 3ªedição do Smed Fest Festival, na Vila do Coronado, nas antigas instalações da empresa Pesafil, na Trofa.

 

Como propostas musicais terão em cartaz os Peixe:Avião, O Bisonte, Mr. Miyagi, as Anarchicks, Salto e Equations.

 

No entanto, a música não será o único enfoque.  O Festival contará, como em edições anteriores, com o mercado de artesanato, várias instalações artísticas e performances.

 

Este evento é organizado por uma associação cultural, a Quebra Sentidos, sediada em S. Mamede, na Trofa, a fim de fazer face à carência de produções culturais locais.

 

A entrada custa 7.5€ para um dia, 10€ para os dois. Além dos concertos, o bilhete dá ainda acesso a exposições de fotografia, pintura, graffiti e uma mostra de cinema.  



publicado por olhar para o mundo às 19:03 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:06 | link do post | comentar

António Zambujo - «QUINTO» lidera o top de vendas nacionais


«QUINTO» LIDERA O TOP DE VENDAS NACIONAIS!

 

A caminhada de «Quinto» tem sido marcada pelo sucesso: editado no ano passado, o magnífico álbum de António Zambujo, e a primeira aventura discográfica do artista sob a chancela da Universal Music Portugal, liderou o top iTunes, entrou directamente para o 2º lugar da tabela nacional de vendas e atingiu a marca de Disco de Platina. Há 77 semanas no top de vendas, «Quinto» chega agora ao nº 1 da tabela.

 

Do Alentejo para o mundo, «Quinto» foi elogiado nos quatro cantos do globo e o cantautor alentejano continua a levá-lo além-fronteiras. Até ao final deste ano António Zambujo vai actuar no México, no Brasil, em França e na Noruega. Já em Portugal, regressará a Lisboa no dia 25 de Outubro, num espectáculo marcado para o Centro Cultural de Belém, onde vai partilhar o palco com a fadista Ana Moura. No inicio de 2014 está agendada uma digressão americana, que inclui um concerto no mítico Carnegie Hall de Nova Iorque.  António Zambujo prepara-se ainda para editar um disco ao vivo. O sucessor de «Quinto», que será editado em Novembro, foi gravado no concerto do Coliseu dos Recreios em Dezembro do ano passado.



publicado por olhar para o mundo às 12:48 | link do post | comentar

Carlos do Carmo


‘Fado é Amor’ chega às lojas dia 4 de Novembro

 

‘Fado é Amor’, o novo disco de Carlos do Carmo, tem data de edição marcada para 4 de Novembro. Neste álbum de duetos, o fadista reuniu os melhores intérpretes de fado da actualidade e a si juntam-se Aldina Duarte, Ana Moura, Camané, Carminho, Cristina Branco, Mafalda Arnauth, Marco Rodrigues, Mariza, Raquel Tavares e Ricardo Ribeiro, acompanhados sempre pelo trio milagroso formado por José Manuel Neto (guitarra portuguesa), Carlos Manuel Proença (viola de fado) e José Marino Freitas (baixo acústico).


A encerrar o disco, Carlos do Carmo junta-se à sua mãe, Lucília do Carmo, para um dueto póstumo no tema ‘Loucura’, cuja gravação original da sua voz data de 1960.


O primeiro single, ‘Por Morrer Uma Andorinha’, cantado por Carlos do Carmo e Camané estreia em exclusivo na Antena 1 no próximo dia 1 de Outubro, ficando disponível em todas as plataformas digitais dia 7.


Para já, é conhecido o primeiro de onze vídeo-teasers com excertos dos temas e uma amostra das imagens captadas para os formatos especiais deste disco em DVD.


Para ver aqui.



publicado por olhar para o mundo às 10:52 | link do post | comentar

 

Letra

 

Hoje o dia é mortal
Já não tenho tempo
O papel já chegou e ninguém me avisou
Esta casa mudou
Sangrava por dentro
Eu vi a razão.
Não vou deixar
Que o medo
Te vá levar para longe de mim.
Vou tatuar, sem segredo
O que eu, sinto por ti.
_
Fica, não sentes
É o alarme total
O tempo, não mente
É o aviso final
Luto, em frente
Hoje o dia é mortal
É o aviso final.
_
Não me calo de vez
Nem disfarço o momento
Tens o meu coração.
Não vou deixar que o medo
Te vá levar para longe de mim.
Vou tatuar sem segredo
O que eu sinto por ti.
_
Fica, não sentes
É o alarme total
O tempo, não mente

É o aviso final
Lutamos, em frente
Hoje o dia é mortal
É o aviso final.



publicado por olhar para o mundo às 08:23 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

 

Letra

 

Yo..mantenho-me fiel a mim próprio e aos meus
Princípios
Quero que saibam que:

Não devo nada a ninguém
Ninguém nunca me deu nada
Não nasci em berço de ouro
Não tenho nada de mão beijada
E quando paro e penso
Sinto um orgulho imenso
Quando as portas se fecham sigo em frente e venço
Currículo extenso
Tou a parte não pertenço,
Bom senso, diz-me que nunca haverá consenso

Escrevo rimas desde puto,
Sou o boss quem diria
Acho que gosto disto muito mais do que devia
Até um dia,
A retirada está prevista
Tantos palcos depois nunca me senti artista

Sou realista o entusiasmo é moderado,
O que digo é sagrado vivo no século errado,
Posso não ter mais nada mas a honra ninguém me tira
Desconfio de tudo, a minha volta é só mentira
Hipocrisia, falsidade é o vosso joguinho
Cheguei aqui sem ninguém, hei-de sair daqui sozinho

[Hook]
De pedra e cal
Pó bem e pó mal
Cabeça erguida até ao final
O mesmo de sempre, pronto a lutar
Só paro quando quiser parar

Nasci pobre, mas honesto
Às vezes quando acordo o espelho diz-me que não
Presto
Duvido do que vejo,
Ninguém é mais critico
Rejeito o que faço
Perfeccionismo é mítico

Dou tudo o que tenho, juro que o faço com amor
Cada vez escrevo menos mas acho que o faço melhor
Ainda nem tive tempo para saborear as minhas vitorias
E acho que só o farei quando não passarem de memórias
Eis a história de um MC
Subi ao palco era mais um preto, Agora subo e sou o
AC

Agora oferecem-me amizade
Nada se alterou
Não me esqueço com facilidade
Não me iludo
É suposto a vida ser um vai e vem
E sei que só são amigos quando isso lhes convém
Tudo bem
Eu só quero acordar feliz
Eu já não tenho idade para brincar aos MC's

[Hook]
De pedra e cal
Pó bem e pó mal
Cabeça erguida até ao final
O mesmo de sempre, pronto a lutar
Só paro quando quiser parar

Eu sou música e a minha musica é de paz
Se rimar é fácil rima então se fores capaz
E nem me fales em movimento
A última coisa que preciso é do teu consentimento
A memória é curta, a realidade é crua
O pai constrói a casa e os filhos põem-no na rua

Dor de cotovelo ossos do oficio
Se liga-se ao que dizem era ver-me num hospício
E quem pensa que mudei
Não me conhece
O mesmo AC de sempre só mudou o IRS
Caguei para a fama, é bem mais nobre que me move
O amor pela camisola que visto desde oitenta e nove
Não me vendo nem faço musica à medida
E cada som neste álbum é uma foto da minha vida
Não preciso das luzes da ribalta
Não quero que notem a minha presença, mas que sintam a
Minha falta

[Hook]
De pedra e cal
Pó bem e pó mal
Cabeça erguida até ao final
O mesmo de sempre, pronto a lutar
Só paro quando quiser parar



publicado por olhar para o mundo às 23:15 | link do post | comentar

Gesto orelhudo


12º Festival “O Gesto Orelhudo”


http://www.dorfeu.pt/ogestoorelhudo


2 a 5 Outubro 2013  |  ÁGUEDA, Espaço d’Orfeu


QUARTA 2 OUTUBRO

21h30

“Iberia, a Harmonia Impossível” - Carlos Santiago (Galiza)
Com uma 12ª edição exclusivamente luso-espanhola, O Gesto Orelhudo convidou um especialista... galego. Qual cicerone, o humorista Carlos Santiago dissertará sobre a musicomédia no espaço ibérico - implicações orelhudas e disfunções transfronteiriças - com base nos problemas de afinação política e espiritual próprios da velha Iberia. Auto-intitulado filósofo galaico da escola do materialismo pantomímico, Santiago apresentará o festival que o apresenta.

22h00

“Os Poetas” - Rodrigo Leão / Gabriel Gomes
O projecto músico-teatral “Os Poetas” surgiu, nos anos noventa, de experiências musicais de Rodrigo Leão e Gabriel Gomes à volta de poemas ditos. Nesta contemporânea versão do espectáculo, a presença e a voz do actor Miguel Borges alia-se à projecção vídeo, numa das mais belas performances de fusão da música com a poesia concebidas em Portugal. Um regalo para os sentidos. Uma outra faceta do sublime espírito orelhudo, entre nós e as palavras.


QUINTA 3 OUTUBRO

21h30

“MacBeth” - Companhia do Chapitô 
O inconfundível humor visual da Companhia do Chapitô regressa, anos depois e de forma muito aguardada, à tenda orelhuda. Nesta adaptação cómica da tragédia “MacBeth” de Shakespeare, os actores utilizam microfones, tripés, mesa de mistura e há som! Reconhecida pela escassez de recursos em palco, isto é uma perfeita novidade nas encenações de John Mowat. O que oculta um kilt, o microfone pode desvendar. Eis a Companhia do Chapitô em versão sonoro-teatral.

23h00

“Reportório Osório” - d'Orfeu
Colecção de canções, aliando a magistral música de Luís Cardoso à escrita sagaz de Luís Fernandes. Um desfiar de histórias pessoais no masculino, quase sempre íntimas, do dilema ao dilúvio em poucas estrofes. O quotidiano das relações afectivas transformado em canções irónicas (para não lhes chamar heróicas), em que a teatralidade da interpretação só reforça o perfil de cada personagem. Estreia em casa da novíssima - e já premiada - criação d’Orfeu.


SEXTA 4 OUTUBRO

21h45

“Tubos do Mundo” - Bufa & Sons (Barcelona)
Três experimentados músicos sobem ao palco orelhudo com um concerto tão divertido como didáctico. Um humor musical delicioso, acessível a todos os públicos e idades. A flauta, neste concerto singular, pode ser um tijolo, uma cadeira, uma baia das obras, uma muleta, uma mangueira ou uma vassoura. Quem diz estes, diz (ouve) outros. Bufa & Sons apresentam uma original proposta de excelente música com imaginação e criatividade. Ninguém indiferente.
23h15

“Música Maravilhosa para Gente Maravilhosa” - JP Simões e Manuel João Vieira
À voz e à guitarra, dois nomes conhecidos do grande público, cada qual com o seu registo, chegam a Águeda com o propósito de cantar música maravilhosa para gente orelhudamente maravilhosa. JP Simões e Manuel João Vieira, liricistas de língua afiada, fazem de cada canção uma crónica da nossa desengonçada portugalidade. Trocam canções como galhardetes, as deles próprios e as dos outros, para uma noite que se espera, também ela, maravilhosa.


SÁBADO 5 OUTUBRO

21h45

“A Viagem do Elefante - o concerto teatral!” - Trigo Limpo teatro ACERT e Luís Pastor
Vai agora aconchegar-se em palco, após digressão de estreia, o espectáculo de rua que a ACERT concebeu a partir da obra de José Saramago. As fascinantes canções escritas por Luis Pastor para A Viagem do Elefante ganham destaque nesta versão exclusiva, que canta e conta a viagem épica de um elefante chamado Salomão. Paquiderme mais orelhudo não há.

23h30

A Charanga [17º OuTonalidades]
http://www.dorfeu.pt/outonalidades
Projecto de música electrónica fortemente ligado às raízes da cultura tradicional portuguesa. Ao mesmo tempo que utiliza computadores, beatboxes, sintetizadores, ferramentas virtuais e influências musicais globalizadas, utiliza também o bombo, a gaita-de-Fole, o violino, a D. Ermelinda que canta a moda da ceifa, os adufes e as construções melódicas, harmónicas e rítmicas do cancioneiro de todo o país. Uma bomba orelhuda outonal para a noite de encerramento!


 


http://www.dorfeu.pt/ogestoorelhudo



publicado por olhar para o mundo às 21:41 | link do post | comentar

INNERTHOUGHTS AO VIVO na Casa das Artes



AO VIVO NA CASA DAS ARTES, MIRANDA DO CORVO

 

 

Os Innerthoughtsirão apresentar-se em concerto no próximo dia 1 de Outubro, às 21h30, na Casa das Artes de Miranda do Corvo, em comemoração do Dia Mundial da Música. A entrada é livre.


Innerthoughts é um projecto musical que surgiu em Coimbra, há mais de um ano, estando neste momento a apresentar o seu primeiro CD homónimo.


É constituído por Adílio Sousa (voz, guitarra eléctrica e guitarra semiacústica); Francisca Marques (violoncelo, voz e percussão); Gabriel Salgado (piano) e Renato Costa (bateria e percussão).

 

Mais informação sobre o projecto em:


http://www.facebook.com/innerthoughts

http://soundcloud.com/innerthoughtsband

http://cogwheelrecords.com/artistas_innerthoughts.html

Vídeo de "Story about Silence"




publicado por olhar para o mundo às 19:27 | link do post | comentar

 

Letra

 

O que fizemos de nós?
O que fizemos de nós?
O que fizemos de nós?
Nunca soubemos dar nós.
Apertámos demais,
Apertámos demais,
deixámos tudo p'ra depois
sempre depois!

E o que fizemos de nós?
Nunca soubemos dar nós.
Apertámos demais,
apertámos demais.

Espero-te chegar
se me vier.



publicado por olhar para o mundo às 17:57 | link do post | comentar

A XI Mostra Portuguesa apresenta Rodrigo Leão como cabeça de cartaz


A XI Mostra Portuguesa apresenta Rodrigo Leão como cabeça de cartaz

Rodrigo Leão leva ao Circulo de Bellas Artes de Madrid, a 18 de Novembro, o seu último projecto "Os Poetas - Entre nós e as palavras", definido como um encontro da música "com os versos de algumas das vozes mais importantes da paisagem poética portuguesa, como Mário Cesariny, Herberto Helder, Luísa Neto Jorge e Adília Lopes".

Uma exposição sobre o pintor Domingos Antonio Sequeira, que arranca já a 23 de Outubro no Museu Romântico de Madrid, dará início ao festival, onde haverá ainda, entre outras, propostas do mundo da arte, da literatura e da gastronomia.

Resultando da organização conjunta da Embaixada de Portugal em Madrid e do Instituto Camões, em Lisboa, a mostra é actualmente o principal centro de expansão "dos latidos culturais e humanos portugueses" em Espanha.

Em finais de Outubro realizar-se-á uma conferência de Imprensa que dará a conhecer mais pormenores sobre o evento.

 

Retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 12:37 | link do post | comentar

 

Letra

 

A mulher a dias faz dias que nao vem,
Perdeu a conta as horas e meses que o dia tem.
O tempo que passou, passou a ferro,
A roupa que lavou, tingiu de medo.
Um dia perecer, a dancar no vendaval,
Como um pano amarrotado que se esquece no estendal.

O tempo que passou, passou a ferro,
A roupa que lavou, tingiu de medo.
Vi o dia percer, a dancar no vendaval,
Como um pano amarrotado que se esquece no estendal.




publicado por olhar para o mundo às 08:54 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25 de Setembro de 2013
Tertúlia dos 40
Um espetáculo de memórias dedicado aos anos 80

27 de Setembro | Guimarães

 Café Concerto do CC Vila Flor, 22h00





Tertúlia dos 40 no facebook
 
Tertúlia dos 40 - Tour 2013 - "Quem se lembra do foguete...?!"
Ver imagens ao vivo - FOGUETE
Ver imagens ao vivo  - MEDLEY
 
Depois de um percurso por várias salas do país, Carlos Daniel, João Ricardo Pateiro e Filipe Fonseca chegam a Guimarães com a Tertúlia dos 40. Um espetáculo que revive as memórias dos anos 80, cujos temas de abordagem são variados, desde as grandes músicas que marcaram a época, a temas de desenhos animados, séries de TV ou ao Festival da Canção, passando também, por algumas hilariantes histórias do futebol e do jornalismo. Numa interação constante com o público, sempre com boa disposição contagiante, este é um espetáculo de puro entretenimento que vale a pena ver ou rever, no dia 27 de Setembro, pelas 22h00, Café Concerto do CC Vila Flor, em Guimarães.


publicado por olhar para o mundo às 21:19 | link do post | comentar

Pedro Carneiro estreia-se em Los Angeles e dirigido por Dudamel

Estreia com sabor agridoce para o músico português, feliz por se juntar ao maestro venezuelano e à Filarmónica da cidade, mas triste por não poder ter o compositor Peter Lieberson na plateia.

 

Pedro Carneiro tem 38 anos e estuda música desde os cinco 

 

O músico Pedro Carneiro (percussão) actua pela primeira vez no Walt Disney Concert Hall, em Los Angeles, em Outubro, num concerto dirigido por Gustavo Dudamel, no qual estreia a peçaShing Kham, disse o músico à agência Lusa.

 

O concerto realiza-se já no dia 3, repetindo-se de 4 a 6. Pedro Carneiro, 38 anos, estreia-se neste palco californiano com a Orquestra Filarmónica de Los Angeles e sob a direção do maestro venezuelano.

Pedro Carneiro será o solista num concerto que assinala a estreia mundial da peça que lhe foi dedicada pelo compositor Peter Lieberson, que ficou incompleta devido à morte deste norte-americano em Abril de 2011.

Falando sobre este concerto que chegou a estar programado para 2011, o intérprete expressou “orgulho” por, pela primeira vez, ser dirigido pelo maestro Dudamel, razão pela qual definiu o concerto como “um momento com dois significados”: “É fantástico por ir tocar com a Filarmónica de Los Angeles e com Gustavo Dudamel, [mas também] por ir tocar uma obra do Peter [Lieberson], cuja música eu conhecia e apreciava e com quem ao longo dos anos fui conversando sobre a possibilidade de ele escrever uma peça para mim.” Por outro lado, acrescentou, “vamos celebrar a vida e a obra do Peter [Lieberson] sem a sua presença, pelo que vai ser um momento agridoce, mas bonito e que nos inspira”, acrescentou.

Segundo Pedro Carneiro, Shing Kham, cuja orquestração foi concluída pelo compositor escocês e amigo de Lieberson Oliver Knudssen, é uma peça com “uma série de elementos experimentais” que o “obrigou a criar novas baquetas e técnicas para tocar a marimba”.

Para interpretar esta peça, Carneiro concebeu ainda um instrumento novo que designa por “pedal abafador de marimba”.

Shing Kham foi encomendada pela Orquestra Filarmónica de Los Angeles e pela Fundação Calouste Gulbenkian ao compositor nascido a 25 de outubro de 1946, em Nova Iorque, e que morreu em Telavive, a 23 de abril de 2011, na sequência de um linfoma.

Instrumentista, chefe de orquestra e compositor, Pedro Carneiro estudou piano, violoncelo e trompete desde os cinco anos, tendo sido bolseiro da fundação que, em 2011, lhe atribuiu o Prémio Gulbenkian Arte.

Como solista já tocou com orquestras como as sinfónicas de Seattle e da Islândia, a Filarmónica de Helsínquia, a English Chamber Orchestra, a Orquestra de Câmara de Viena e as sinfónicas de São Paulo e da Rádio de Leipzig.

O percussionista é também co-fundador, director artístico e maestro titular da Orquestra de Câmara Portuguesa que, a 2 de Novembro, dirigirá num concerto no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Trata-se do concerto de encerramento do ciclo Espírito Beethoven! Música e Liberdade!, em que será interpretada uma das últimas obras do compositor italiano Luigi Nono (1924-1990) e a 9.ª Sinfonia de Beethoven.

 

Retirado do Público



publicado por olhar para o mundo às 19:25 | link do post | comentar



letra 


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 17:21 | link do post | comentar

Quatro ao Sul ganharam o Prémio José Afonso 2013

Os músicos José Barros, Rui Vaz, José Manuel David e Pedro Mestre compõem o quarteto que retoma a tradição do cante alentejano

O grupo português Quatro ao Sul venceu o Prémio José Afonso 2013, atribuído a um álbum de música portuguesa, com o disco de estreia Demudado em tudo, anunciou esta quarta-feira a câmara municipal da Amadora.

 

Para o júri, o álbum “é uma revelação extraordinária, uma oportunidade rara” para conhecer “a enorme riqueza do cante alentejano, membro de pleno direito da antiquíssima tradição das polifonias vocais da região mediterrânica”.
 

Os Quatro ao Sul são formados pelos músicos José Barros (José Barros e Navegante), Rui Vaz e José Manuel David (dos Gaiteiros de Lisboa) e por Pedro Mestre (tocador e construtor de violas campaniças). O grupo tem por base a tradição do cante sul, as modas do Alentejo, mas também a música tradicional do Mediterrâneo.
 

O júri que escolheu, por unanimidade o álbum Demudado em tudo, integrou o compositor Sérgio Azevedo, a pianista Olga Prats, o vereador da Cultura da autarquia da Amadora António Moreira, e a chefe da divisão de Intervenção Cultural, Vanda Santos.
 

Este ano eram candidatos aos Prémio José Afonso os álbunsDesfado, de Ana Moura, Cuca Roseta, de Cuca Rosera, Ruído do silêncio, dos Dazkarieh, Tarara, dos Diabo a Sete, Em busca das montanhas azuis, de Fausto Bordalo Dias, Avis Rara, dos Gaiteiros de Lisboa, e Carlos do Carmo - Maria João Pires, que juntou o fadista com a pianista.
 

O Prémio José Afonso foi criado pela autarquia para “incentivar a criação musical de raiz portuguesa, bem como fomentar o turismo e a cultura na cidade da Amadora”.
 

Deolinda, Dulce Pontes, Né Ladeiras, José Mário Branco, Sérgio Godinho, Fausto, Júlio Pereira, Mafalda Veiga, Vitorino e António Pinho Vargas foram alguns dos músicos distinguidos em edições anteriores.

 

Retirado do Público



publicado por olhar para o mundo às 15:31 | link do post | comentar

David Fonseca


DAVID FONSECA
“Seasons Tour” de regresso às salas nacionais


Depois de nos últimos meses ter concentrado as suas apresentações ao vivo em eventos e festivais de Verão, David Fonseca regressa com a “Seasons Tour - Rising : Falling” às salas nacionais, retomando a tournéeindoors iniciada em Março de 2011 e que teve, entre muitos outros pontos altos, os concertos realizados nos Coliseus de Lisboa e Porto em Abril passado ou, em Espanha, nas apresentações que tiveram lugar em Madrid e Barcelona.

 

Assim, nos meses de Novembro e Dezembro, David Fonseca levará as canções do seu último trabalho de originais de Norte e Sul do país:

 

16/11 - Centro de Artes e Espectáculos da Figueira da Foz

29/11 – Centro de Artes de Ovar

7/12 – Cine-Teatro Alba, em Albergaria-a-Velha

20/12 – TEMPO-Teatro Municipal de Portimão

 

Os ingressos estão já à venda com preços a partir de 10€. Como habitualmente, os membros do Amazing Cats Club poderão adquirir os ingressos com desconto especial e ainda assegurar lugar na 1ª fila. 

 

Até lá, David Fonseca participará ainda no ciclo “Conta-me Histórias”, a 4 de Outubro na Casa da Cultura de Paredes; e será um dos artistas presentes na “Festa da Latas”, a recepção ao caloiro promovida pela Associação Académica de Coimbra, a 20 de Outubro.

Agenda:

 

4/10 – Casa da Cultura / Paredes / 21H30 (“Conta-me Histórias”)

20/10 - Festa das Latas /Coimbra / 22H30              

16/11 -   CAE / Figueira da Foz / 21H30

29/11 - Centro de Artes / Ovar /21H30

7/12 - Cine-Teatro Alba / Albergaria-A-Velha /21H30

20/12 - TEMPO-Teatro Municipal / Portimão /21H30



publicado por olhar para o mundo às 12:31 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

11ºs Encontros de fado de...

IGNIS VERBIS - BARCA DA V...

Novidades dos NOVA - Lanç...

The Code - É o Amor

Vítor Bacalhau no ciclo d...

Slow J - Arte (Meet Speed...

ÁTOA - Queria Ser

Luís Represas comemora 40...

Qual de Nós Valerá Mais? ...

Trêsporcento - Tempos Mod...

arquivos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
maravilhosa!!Adorei!
ynossa amei a musica Quem dera se aparecesse um ho...
Gostooo💜💜
Once you found mejust a stranger in the crowdcould...
http://luisasobral.com/pt/aqui tem as letras! :)
Adoro Cristina Branco :)
Muito fixe
Gostei da musica da Telma Lee (https://canalkizomb...
olha so parece que bebes mt agua
"Anel de noivado comprado"
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds