Terça-feira, 31 de Julho de 2012

Semana Internacional do Piano de Óbidos Semana Internacional do Piano de Óbidos abre com o catalão Josep Colom

Segundo a organização, a SIPO, que decorrerá de 31 de Julho a 10 de Agosto, trará à vila de Óbidos concertos, recitais e cursos de formação dados por mestres de reputação mundial, cujo objectivo é o aperfeiçoamento artístico e profissional de todos os participantes

 

Josep Colom, que abrirá a SIPO, com um concerto que terá lugar peals 21:00 de 31 de Julho, nasceu em Barcelona em 1947 e desde cedo ganhou os concursos internacionais de Jaén e de Santander, tendo-lhe sido outorgado pelo Ministério de Cultura de Espanha o Prémio Nacional de Música. 

Nos anos 70 viveu em França, tendo estudado na École Normale de Musique, onde gravou a maior parte da sua discografia com “Mandala”. 
Tocou com todas as orquestras espanholas e apresentou-se em recital e com música de câmara nos principais festivais e auditórios nacionais e no estrangeiro. 
Lecciona regularmente em master classes, ensina desde 1990 na Aula de Música da Universidade de Alcalá de Henares e colaborou no passado com o Conservatório Superior de Zaragoza e com o Musikeon de Valencia, Espanha.

O evento é promovido pela Associação de Cursos Internacionais de Música de Óbidos (ACIM) com o apoio da Câmara Municipal de Óbidos e do Governo Português, através da Secretaria de Estado da Cultura, entre outros.

Segue o programa recebido:

Dia 31 de Julho- 21:00- Josep Colom, piano, interpreta W.A. Mozart, F. Schubert, C. Debussy, F. Chopin

 

Dia 01 de Agosto- 21:00- Manuela Gouveia, piano, interpreta C. Seixas, L.v. Beethoven, F. Mendelssohn, F. Liszt



Dia 02 de Agosto- 19:00 - Bieke Afschrift, piano


Dia 03 de Agosto- 21:00- Paul Badura Skoda, piano, interpreta W.A. Mozart, L.v. Beethoven, F. Schmidt, F. Martin

 

Dia 04 de Agosto- 21:00- Luiz de Moura Castro, piano, interpreta F. Mendelssohn, F. Chopin, F. Liszt, H. Villa-Lobos


Dia 05 de Agosto- 17:30- Rui Moreira, palestra, sobre “A Essência da Europa”


Dia 05 de Agosto- 21:00 – Ensemble de Violoncelos- Projecto Suggia com a participação de Madalena Sá e Costa, interpreta J. Klengel, D. Popper, G. Goltermann

Dia 07 de Agosto- 21:00- Boris Berman, piano, interpreta C. Debussy, A. Schoenberg, A. Scriabin, S. Prokofiev 

 

retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 22:34 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Donde la vida va?
Cuando te quiera
Cuando tú te vas?
Cuando te quiera
Sé que tú no va
Por el camino
Sé que tú te va
Por tu camino

Vamos!

(Boom, boom, boom)

Para donde tú te va?
Por tú camino
Sigas a bailar
Por tú camino
Donde la vida va?
Cuand te quiera
Cuand tú te va?
Cuand te quiera

Vamos!

(Boom, boom, boom)

Tú no, tú no va
Por el camino
Siga sin saber
Siempre contigo
A donde tu te va?
Por tu camino
Llega de mal
Llega de guerra

Vamos!

Amor, libertad
Vamos, vamos
Que baile, que baile
Que vive, que vive
Que baile
Vamos, vamos bailare


(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)

Let's get it out, out, out
How to make this work?
The life has been told, told, told
Make it have a boom
You already saw, so smoke, smoke, smoke
Let's get it out
And let's all make them run, run, run
Like a criminal
We got to let it go!

Let's get it out, out, out
How to make this work?
The life has been told, told, told
Make it have a boom
You already saw, so smoke, smoke, smoke
Let's get it out
And let's all make them run, run, run
Like a criminal
We got to let it go!

(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)

Quero a faca, eu quero o queijo
Quero aquilo que não passa
Quero aquilo que não vejo
Quero aquilo que não posso
Quero acordar sem tristeza
Num mundo cheio de beleza
Não quero ser mais omitido
Nesse mundo sem sentido
Não quero estar escravizado
Não quero ser encurralado
A todos esses que oprimem
Digo "não, muito obrigado"

Quero a faca, eu quero o queijo
Quero aquilo que não passa
Quero aquilo que não vejo
Quero aquilo que não posso

(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)

Eu quero a faca, eu quero o queijo
Quero aquilo que não passa
Quero aquilo que não vejo
Quero aquilo que não posso
Quero acordar sem tristeza
Num mundo cheio de beleza
Não quero ser mais omitido
Nesse mundo sem sentido
Não quero estar escravizado
Não quero ser encurralado
A todos esses que oprimem
Digo "não, muito obrigado"

Quero a faca, eu quero o queijo
Quero aquilo que não passa
Quero aquilo que não vejo
Quero aquilo que não posso

(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)
(Boom, boom, boom)




publicado por olhar para o mundo às 17:49 | link do post | comentar

Tropa Macaca lançam disco na editora de Oneohtrix Point Never


Tropa Macaca lançam disco na editora de Oneohtrix Point Never

O duo Tropa Macaca, ponta de lança da música mais desafiante nascida em Portugal, vai lançar novo álbum,Ectoplasma, a 21 de Agosto pela Software, editora de Daniel Lopatin (Oneohtrix Point Never) e Joel Ford (dos Tigercity). A Software já lançou álbuns muito celebrados de Oneohtrix Point Never, Carlos Giffoni e Ford & Lopatin, entre outros. A aproximação dos Tropa Macaca (André Abel e Joana da Conceição) à Software deu-se em 2011. "Quando o disco ficou pronto, no final do Verão passado, mostrámos ao Daniel Lopatin, num concerto dele em Lisboa", conta o duo, por email. "Sabíamos que ele estava a arrancar com a Software. Pareceu-nos que poderia ser uma boa parelha. Ele respondeu com entusiasmo".

 

Musicalmente, o que aí vem ainda é segredo. O LP terá 15 minutos de "cada lado da mesma coisa: Tropa Macaca", revela, secamente, o grupo. A julgar pelo que tem sido a vida dos Tropa, é de esperar a mesma atitude perante o som, que entendem enquanto plasticina, na linha de uns Black Dice - ora se lançam em justaposições de ruído (geradas por teclados, guitarras e outros geradores de som) num bric-àbrac imprevisível, ora se dão ao ritmo (nunca óbvio). O álbum (um vinil de 12 polegadas que conhecerá também edição digital) sucede ao sete polegadas Fazer Chuva/Fazer Sol e ao LP Sensação do Princípio (lançado na instituição do underground Siltbreeze), que datam já de 2009. "Nós somos um casal e o nosso trabalho beneficia dessa proximidade física", contam. Entre 2010 e 2011, Joana esteve a viver no Rio de Janeiro, o que explica a longa gestação do álbum. O disco foi trabalhado e gravado entre Lisboa e o Rio. "Acabámos por gerar o que nos parece ser um mantra fantasmático", antecipam.

 

Querem já regressar a estúdio em Setembro. Antes disso, actuarão no Boom Fest, em Idanha-a-Nova, no domingo.

 

Retirado do Ipsilon 

 

Vídeo de Fazer Chuva 

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:27 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

É amanha dia 1º de Agosto 
E tudo em mim é um fogo posto 
Sacola ás costas, cantante na mão 
Enterro os pés no calor do chão 
É tanto o sol pelo caminho 
Que vendo um, não me sinto sózinho 
Todos os anos, em praias diferentes 
Se buscam corpos sedosos e quentes 

Adoro ver a praia dourada 
O estranho brilho da areia molhada 
Mergulho verde nas ondas do mar 
Procuro o fundo pra lhe tocar 
Estendido ao sol, sem nada dizer 
Sorriso aberto de puro prazer



publicado por olhar para o mundo às 08:44 | link do post | comentar

 


letra


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 08:37 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30 de Julho de 2012

Dia 10 de Agosto na Póvoa de Varzim

 

Póvoa de Varzim recebe a primeira edição do Rock Fest Costa Verde, no dia 10 de Agosto, no estádio do Varzim Sport Club, com actuações dos Xutos & Pontapés, Moonspell, Trabalhadores do Comércio e Che Sudaka.


Um evento para quem gosta de música, para quem está de férias e procura uma noite de verão diferente mas também criado a pensar na experiência em família: os menores de 12 anos não pagam entrada (desde que acompanhados por um adulto portador de bilhete).


O recinto é servido por transportes públicos (Metro do Porto, autocarros, táxis) e diversos parques de estacionamento públicos. Existem múltiplas opções de alojamento, desde Pousadas, a Parques de Campismo (Nabais, junto à praia ou Azurara em Vila do Conde), até hotéis próximos do recinto (Costa Verde ou Axa).


BILHETES JÁ À VENDA
Geral - 20,00 €
Sócios Varzim Sport Club – 15,00 € (máximo de 2 bilhetes por sócio)

LOCAIS DE VENDA
Ticketline, Fnac, Worten, C.C. Dolce Vita, C.C. MMM, C.C. Mundicenter. Povoa de Varzim: Livraria Moderna, MJ. Vendeiro, quiosque Palavras e Numeros, O Meu Café e nas bilheteiras do estádio (de 4 a 10 de Agosto)

HORÁRIOS
Abertura de portas – 19H00
Che Sudaka – 20H30
Trabalhadores do Comércio – 21H45
Moonspell – 23H00
Xutos & Pontapés – 00H30

FACEBOOK OFICIAL 


Retirado de Antena 1



publicado por olhar para o mundo às 21:18 | link do post | comentar

 


letra


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 17:44 | link do post | comentar

Misty Fest com Supernada, Allen Halloween e Novas Guitarras Portuguesas no Cinema São Jorge -

 

Festival divide-se este ano entre Lisboa, Sintra e Porto. Conheça aqui a programação do evento no Cinema São Jorge.

 

O festival conhecido anteriormente como Sintra Misty conhece este ano uma estrutura (e um nome) distinto, dividindo-se entre Lisboa, Porto e Sintra. 

Além de concertos no Olga Cadaval (Sintra) Centro Cultural de Belém (Lisboa), e na Casa da Música (Porto), espere-se programação eletrónica no Lux e um cardápio de "vários universos, do indie ao jazz, do hip-hop ao rock" no Cinema São Jorge, duas salas da capital. 

A programação do Misty Fest para o Cinema São Jorge foi hoje anunciada e é composta pelas seguintes atuações: 

1 de novembro: Allen Halloween (21h30) 
2 de novembro: Novas Guitarras Portuguesas (Tó Trips, Frankie Chavez, Filho da Mãe) (22h00) 
3 de novembro: Supernada (na foto) (22h00) 
4 de novembro: Aline Frazão, com convidados António Zambujo, Paulo Flores e Sara Tavares (21h00) 

Os bilhetes para os concertos do São Jorge estão à venda por €15,00, exceto Supernada, cujo valor é de €18,00. 

Recorde aqui os restantes concertos e respetiva localização: 

3 de novembro: A Naifa no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra (22h00) 
10 de novembro: B Fachada no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra (22h00) 
11 de novembro: Amélia Muge e Filipe Raposo, no Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa (21h00) 
15 de novembro: Osso Vaidoso + Lucas Bora-Bora no Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa (21h00) 
16 de novembro: Celina da Piedade, no Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa (21h00) 
17 de novembro: Cowboy Junkies no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa (21h00) 
19 de novembro: Cowboy Junkies na Sala Suggia da Casa da Música, no Porto (21h00) 

Foto: Rita Carmo/Espanta Espíritos

Retirado do Blitz



publicado por olhar para o mundo às 12:36 | link do post | comentar

Diogo Piçarra é o novo Ídolo de Portugal.

 

Ao som de “Bohemian Rhapsody”, num medley dos Queen, os 14 concorrentes da 5ª edição do Ídolos deram início à última gala do programa. 

Acompanhados por uma banda que ao longo de 10 galas foi devidamente elogiada e as bancadas do estúdio repletas de público, os dois finalistas iniciaram assim o “Duelo Final”.

 

Rodeada de oito bailarinos, Mariana Domingues, a concorrente da Maia, foi a primeira dos dois finalistas a apresentar-se em palco. Com o tema ‘Thriller’ de Michael Jackson, Mariana conquistou o público e recebeu elogios quanto à sua “elegância de movimentos” por parte de Bárbara Guimarães. 


Pedro Abrunhosa sentiu-se orgulhoso por ser um ‘Homem do Norte’ e Mariana uma ‘Mulher do Norte’, acrescentando que “é bonito que este programa acabe com o paradoxo Norte e Sul” englobando assim o país na sua totalidade.

 

A felicidade estampada na cara da concorrente de 17 anos reflecte-se nas suas palavras de agradecimento a todos aqueles que votaram nela para poder estar ali, “é inacreditável, sinto-me lisonjeada”. 


Questionada por Cláudia Vieira quanto à sua relação com a fama, Mariana afirma “Fama não é uma coisa que quis. O que sempre quis foi reconhecimento pelo que faço”. Terminando assim a sua primeira passagem da noite pela mesa dos jurados.

 

Diogo Piçarra apareceu todo vestido de preto, contrastando com um fundo em tons de fogo e ao som dos primeiros acordes de “Nothing Else Matters” dos Metallica, conseguiu encher o palco apenas com a sua presença e voz, destacando-se o seu à vontade em palco nos comentários do júri. “Tu fazes-te ao palco e à música. Tens muito estilo e estás com um à vontade que dá gosto ver” diz Bárbara Guimarães enquanto Pedro Abrunhosa enaltece o caminho notável dos dois candidatos no palco contrastando com o facto de representarem uma geração de futuro num país que não acredita nos jovens e muito menos acredita na cultura. António Moura dos Santos termina a ronda de comentários com “Primeiro Round: Diogo – 1 ; Mariana – 0”.

 

Os “Sócios” Tony Carreira e Pedro Abrunhosa pisaram palco para uma surpresa que se desencadeou numa troca de repertório onde Pedro Abrunhosa fez uma versão ‘Funkie’ da música “Sonho de Menino” de Tony Carreira, que por sua vez e no seu registo encantou o público com “Fazer O Que Ainda Não Foi Feito” de Pedro Abrunhosa.

 

Chegava a vez de os dois finalistas dividirem o palco com a primeira convidada da noite, Vanessa Da Mata.

 

A primeira foi Mariana, vestida com um longo vestido azul ao lado da cantora brasileira, num palco colorido cantando “Ai Ai Ai” ao mesmo tempo que chama pelo público. 


Vanessa Da Mata decidiu elogiar desde o início os dois candidatos dizendo que não tinha a coragem deles pois concorrência directa é muito difícil. Já Mariana agradece à cantora brasileira dizendo “Foi um enorme prazer para mim. Muito obrigada”.

 

Quando chega a altura do Diogo dividir palco com Vanessa Da Mata, a música escolhida foi “As Palavras” que faz parte do álbum ‘Bicicletas, Bolos e Outras Alegrias’ lançado em 2011. Sentados lado a lado no centro do palco, a cumplicidade foi notória e a cantora brasileira elogiou o facto de o concorrente manter sempre o contacto com os olhos.

 

A noite contou também com a revelação da vencedora do passatempo ‘Ídolo Kids’, Ana Baptista com a interpretação do tema ‘Um Contra o Outro’ dos Deolinda, a quem lhe foi atribuída uma viagem a Londres para assistir ao musical “O Rei Leão”.


Na segunda parte do programa, Diogo apresentou a sua versão de ‘A Máquina’ dos Amor Electro, onde voltou a receber variados elogios por parte do júri e justificou que a sua evolução como artista e pessoa se deve aos comentários feitos pelos jurados ao longo destas semanas de avaliação. Considerando que não houve um momento mais complicado. “Tentei sempre esforçar-me ao máximo. As dificuldades estavam lá, mas eu fazia tudo para ultrapassá-las”.

 

Mariana lança-se ao palco com a música ‘Flutuo’ de Susana Félix, num cenário bonito e tranquilo, no entanto o júri avalia a sua actuação como sendo uma escolha segura. Mariana considera que ganhar o ‘Ídolos’ é o seu sonho e o seu objectivo, revelando que o desejo de cantar apareceu quando ainda era pequena no entanto o desejo de fazer música é algo recente. 


Avaliando o impacto do ‘Ídolos’ na sua vida, a concorrente revela “Tive de me moldar ao formato do programa. Acho que me tem vindo a ajudar a crescer e me tem feito uma cantora e uma pessoa mais completa”.

 

Antes do ‘Duelo Final’ entre os dois concorrentes, com o tema ‘Don't Let The Sun Go Down On Me’, os Buraka Som Sistema subiram ao palco e marcaram presença na final com o tema ‘(We Stay) Up All Night’ onde revelam que estão de partida para os Estados Unidos.

 

Pela última vez os jurados dirigem palavras aos concorrentes, onde lhes desejam as maiores felicidades e acrescentam que agora é que o percurso vai começar, seguindo da apresentação do último convidado da noite, Miguel Araújo com o conhecido tema ‘Os Maridos das Outras’.

 

Em forma de despedida, João Manzarra e Cláudia Vieira pedem ao júri para fazer um balanço desta edição, onde é unânime o prazer de todos ao contribuir para o futuro dos concorrentes.

 

Com grande expectativa é altura de revelar o vencedor: Diogo Piçarra.

Em extase Diogo agradece, quase sem palavras.

 

Diogo vai levar para casa um Opel Corsa, assinar contracto com a editora discográfica Universal e ainda frequentar um curso de música na London Music School no Reino Unido.

 

Ricardo Portilheiro

 

Retirado do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 10:55 | link do post | comentar

Festival da Diversidade Byonritmos

Dias 5,6 e 7 de Agosto em Baião




"Baião será novamente palco do Festival Byonritmos.


Uma 7º edição que se prepara em força e que contará com mais um dia de programação. 


Três dias
 de agosto sob as frescas sombras da Praia Fluvial da Fraga do Rio, envolvendo danças, concertos, oficinas de instrumentos e actividades múltiplas, enquadradas com a identidade que este evento assume.


Para além da juventude que sempre acorre em número a este evento, potencia-se nesta 7º edição a participação das famílias, com um local de campismo próprio e uma programação paralela, pensada neste sentido... entre natureza, dança, tradição e sustentabilidade


O Festival Byonritmos é uma organização conjunta da Associação Byonritmos e Câmara Municipal de Baião. "


Fonte: Byonritmos 

*****
PARA DOWNLOAD:

Programa completo do Byonritmos 2012
História / Apresentação do Byonritmos 

***** 
Bilhete geral: 20€ 
Crianças (até 12 anos): gratuito
Campismo gratuito com o bilhete geral.  
Facebook  


Retirado de Antena 1



publicado por olhar para o mundo às 10:15 | link do post | comentar

 


Letra


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 08:10 | link do post | comentar

Domingo, 29 de Julho de 2012

 

 

Letra

 

com as cadeiras na batida e o cabelo ao som

se te foge a rapariga volta sem batom

bota a boca na botija que eu seguro o som

uma desculpa e de seguida já está bom

não te apanhe a dormir

que a morena vai conseguir

pôr a gente a mexer

o poeta não te vai valer

que o mar já está velho para voltar

felizmente ainda há prazer

navegar navegar navegar

a nação a renascer

afro-xula para dançar.


se estás com medo da matilha liga ao tio maçon

ele que mande o regicida desligar o som

guarda bem a tua amiga isto não é o fon-fon-fon

estou a vê-la convencida que afro-xula é mesmo bom

não te apanhe a curtir

o que é que vem a seguir

a morena a aquecer

e a guerrilha a pedir para ver então

assim se faz revolução

o menino em barafunda a dar beijinhos no mamão

o mamão já na segunda a ser mamífero porque não

vão chegando mais amigos

nem sequer há inspeção

cada um purga castigos

vai batendo com a mão


o aníbal a comer

o polícia a cozinhar

toda a gente sem poder

e ninguém a trabalhar.


sei que a cada homem cada sonho

sou mais uma presa do medronho

pedem-me um roteiro de viagem

mas eu nunca cantei uma mensagem

felizmente ainda há prazer

navegar navegar navegar

a nação a renascer

afro-xula para dançar.


o aníbal a comer

o polícia a cozinhar

toda a gente sem poder

e ninguém a trabalhar. 


retirado de http://bfachada.bandcamp.com/album/cri-lo



publicado por olhar para o mundo às 22:40 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Nu Soul Family, Angel-O ou Diego Miranda com o «pé na areia» em Santa Cruz

O Santa Cruz Ocean Spirit, considerado o maior festival ‘pé na areia’ do país começa na sexta-feira e espera atrair milhares de pés descalços no areal desta praia do concelho de Torres Vedras.


O festival ‘pé na areia', assim considerado pela organização, reforça este ano a afirmação desse conceito. Em ano de crise, conta com menos verbas e espera os 50 mil visitantes da edição anterior, de "pés descalços", mas com menos dinheiro na carteira.

 

Sem revelar os números totais do orçamento, a organização adiantou à agência Lusa que o orçamento desta edição é mais reduzido, por força da redução do financiamento de 150 mil para 50 mil euros da Câmara Municipal de Torres Vedras, principal patrocinadora.

 

Por outro lado, também a angariação de patrocinadores se revelou "mais difícil" e incapaz de ultrapassar esses cortes, obrigando a um cartaz de animação que é reflexo da conjuntura económica, do qual se destacam os Nu Soul Family (1 agosto), Angelo-O (3 agosto) e os dj's nacionais Hallux Makenzo (27 julho), Dj Sugus (28 julho) e Diego Miranda (2 agosto).

 

À semelhança de 2011, as entradas são gratuitas todas as noites.

 

O festival decorre até 5 de agosto na praia do Mirante, onde foi instalada a Aldeia Neptuno, o nome do recinto de seis mil metros quadrados. No local as mesas da restauração são em forma de pranchas de surf, existem dez espaços comerciais de venda de material para a prática de desportos radicais, uma piscina para crianças e zona de animação noturna, com seis bares de apoio.

 

Durante o dia decorrem diariamente provas desportivas, com atletas oriundos de todo o mundo para a prática de kayaksurf, waveski, SUP, kitesurf, surf, longborad, bodyboard e windsurf, cujas exibições são assistidas a partir do areal da praia por centenas de visitantes.

 

Retirado de Sapo Música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:30 | link do post | comentar

Letra

Os teus olhos dizem mais
Que as palavras, que os silêncios, que os sinais
Os teus olhos e esta luz
Que os acende quem os entende
Diz-me tu

 

Diz-me tu
Se a solidão faz o amor ver melhor na escuridão

 

Quem me diz
Ah ah ah aaahhhh
Onde estão
Ah ah ah aaahhhh


Os teus braços e os meus passos para onde vão

Diz-me tu


Ah ah ah aaahhhh
Para onde vão
Ah ah ah aaahhhh
E as memórias e as cinzas frias da paixão

 

(Guitar solo)
Ah ah ah aaahhhh

Diz-me tu
Se a solidão
Faz o amor ver melhor na escuridão

 

Quem me diz
Ah ah ah aaahhhh
Onde estão
Ah ah ah aaahhhh
Os teus braços e os meus passos para onde vão

 

Quem me diz
Ah ah ah aaahhhh
Onde estão
Ah ah ah aaahhhh
Os teus braços e os meus passos para onde vão

 

Diz-me tu
Ah ah ah aaahhhh
Para onde vão 
Ah ah ah aaahhhh
Nas memórias e as cinzas frias da paixão



publicado por olhar para o mundo às 17:37 | link do post | comentar

 

 

letra

 

Eu quero contar o que me vai aqui, no coração.
Vou ter de ligar eu sei que não é uma solução.


São os sinais de quem quer mais,
Vai entender!
Eu não faço nada só por fazer


Assim, que chegar eu vou tratar de pedir-te a mão
Quero-te levar a um lugar tão cheio de emoção.


É tão raro ver o mar correr na minha direcção
Eu só quero ter mais a dizer e com razão


Assim, que chegar eu vou tratar de pedir-te a mão 
Quero te levar a um lugar tão cheio de emoção


São os sinais de quem quer mais
Vais entender!
Eu não faço nada só por fazer


É tao raro ver o mar correr na minha direcção
Eu so quero ter mais a dizer e com razão


São os sinais de quem quer mais
Vais entender!
Eu não digo nada só por dizer



publicado por olhar para o mundo às 08:33 | link do post | comentar

Sábado, 28 de Julho de 2012

José Manuel Barreto canta «Fados» em Almada

O fadista José Manuel Barreto, 68 anos, apresenta este domingo, 29 de julho, às 17:00, na FNAC sita em Almada, nos arredores de Lisboa, o seu mais recente álbum intitulado “Fados”, editado pela iPlay, anunciou esta discográfica.


O álbum inclui temas tradicionais, como o "Fado Carriche", "Fado dos Sonhos", "Fado Pedro Rodrigues" ou o "Fado Noquinhas", com músicas inéditas de Marco Oliveira, Mário Laginha e Custódio Castelo, e ainda a recriação de fados de repertórios de outros fadistas, como “Arraial”, de João Ferreira-Rosa.

 

José Manuel Barreto começou a cantar em público aos 11 anos e, aos 13, tornou-se artista exclusivo do programa radiofónico "Cliper Musical".

 

Em 1988 gravou o primeiro disco, "Amor Presente", e começou a atuar como fadista profissional. Em 2001 editou o segundo disco intitulado "Fado de Santa Luzia".

 

Desde 1994, quando o Clube do Fado foi inaugurado, participa regularmente do elenco desta casa de fados. 

 

Noticia do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:08 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Rubi (terça-feira) 

Os Azeitonas

 

Olá Rubi, foi numa terça-feira que eu te vi
Sentada e só num banco de jardim
Contemplando um folhetim
De umas aulas de ballet

Olá Rubi, foi desta forma que eu decidi
Depois de tantas vezes indagar
Formas de te abordar
Frente a frente eu te comtemplo

Amanhã cai a noite
E cais nos braços de outro alguém
Sem saberes que sofro em solidão
Como posso resistir
se eu te amo noutra dança
Quando me levas até ao Bolchoi,
À Opera, ao Scala de Milão...
Em sonhos

Olá Rubi, nem sei se eu devia estar aqui
Em busca de algo mais do que um affair
Um amor de aluguer
Para alguém cobarde e só

Olá Rubi, logo da primeira vez me apercebi
Gravuras e cartazes de bailados
Nas paredes do teu quarto retratados
Se que te vias assim

Amanhã cai a noite
E cais nos braços de outro alguém
Sem saberes que sofro em solidão
Como posso resistir
se eu te amo noutra dança
Quando me levas até ao Bolchoi,
À Opera, ao Scala de Milão...
Em sonhos



publicado por olhar para o mundo às 17:15 | link do post | comentar

Deolinda estão em Inglaterra para atuar no festival de Peter Gabriel

O grupo português Deolinda prepara-se para regressar ao Reino Unido para mais dois concertos, depois da digressão em abril deste ano, de onde fez parte um espetáculo na sala londrina Union Chapel, que valeu ao grupo uma crítica no The Times, colocando os Deolinda como uma das grandes bandas da europa.


No próximo sábado, 28 de julho, os Deolinda atuam em Malmesbury, o famoso festival fundado por Peter Gabriel – Womad -, no qual irão também estar presentes outros nomes da música, como Orquestra Buena Vista Social Club, Femi Kuti, Patrick Wolf, Robert Plant e Kimmo Pohjonen.

 

Recorde-se de que a banda já tinha atuado na edição espanhola do mesmo festival, que decorreu em maio, em Cáceres.

 

Antes de pisarem o palco do Womad, os Deolinda passarão também no Merchant City Festival, em Glasgow.

 

Setembro será o mês do regresso do grupo aos Estados Unidos da América, país onde já estão marcados dez concertos. 

 

Noticias do sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:05 | link do post | comentar

Virgem Suta convidam todos a conhecer «Maria Alice»

 

O segundo single do novo álbum da dupla de Beja chama-se«Maria Alice». Ela vive só com os seus gatos, não tem famí­lia, mora num 7º andar e ficou orfã muito nova. Referimos-nos, claro, a Maria Alice, a protagonista do novo ví­deo dos Virgem Suta.

 

«Doce Lar» é o segundo álbum de Jorge Benvinda e Nuno Figueiredo, depois de uma bem-sucedida estreia em 2009. Três anos depois do primeiro álbum, os Virgem Suta regressaram com uma mão-cheia de histórias de amor, sonhos de infância, subtis ironias e assuntos sérios que se disfarçam de paródias.

 

Neste Verão de 2012, os Virgem Suta embarcaram numa extensa digressão nacional que já passou por grandes palcos como o do TMN Ao Vivo e do Festival Marés Vivas tmn. Nestes concertos, largamente aplaudidos, os Virgem Suta contagiam todos com êxitos como «Linhas Cruzadas», «Dança do Balcão» ou «Tomo Conta Desta Tua Casa».

 

Veja aqui o videoclip de «Maria Alice»:

 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 10:28 | link do post | comentar

 

Letra

 

Viagens

 Pedro Abrunhosa

viagens 

(Pedro Abrunhosa / Pedro Abrunhosa) 

Já vai alta a noite, vejo o negro do céu,
deitado na areia, o teu corpo e o meu.
Viajo com as mãos por entre as montanhas e os rios,
e sinto no meus lábios os teus doces e frios.

E voas sobre o mar, com as asas que eu te dou,
e dizes-me a cantar: "É assim que eu sou",
olhar para ti e ver o que eu vejo,
olhar-te nos olhos com olhares de desejo, 
olhar para ti e ver o que eu vejo,
olhar-te nos olhos com olhares de desejo,
eu não tenho nada mais p'ra te dar,
esta vida são dois dias,
e um é para acordar,
das histórias de encantar,
das histórias de encantar.
Viagens que se perdem no tempo,
viagens sem princípio nem fim,
beijos entregues ao vento,
e amor em mares de cetim.
Gestos que riscam o ar,
e olhares que trazem solidão,
pedras e praias e o céu a bailar,
e os corpos que fogem do chão.

Refrão 


publicado por olhar para o mundo às 08:28 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27 de Julho de 2012

“Tom de Festa” presta homenagem a José Afonso

 

Uma homenagem a José Afonso, "Terra da Fraternidade", que contará com a participação de nomes sonantes da música portuguesa, será o destaque da XII edição do “Tom de Festa”, que decorrerá de 26 a 28 de Julho, em Tondela.

 

Segundo José Rui Martins, autor e director da Associação Cultural de Tondela, em declarações à Lusa, o Festival “Tom de Festa”apostou este ano "na generosidade de amigos de sempre" para realizar um festival de qualidade "apesar das tremendas dificuldades financeiras".

 

Vitorino, Júlio Pereira, Francisco Fanhais, João Afonso, Carlos Clara Gomes, Manuel Freire ou, entre mais de duas dezenas de "amigos", Luís Pastor ou Zeca Medeiros, irão juntar-se no tributo a Zeca Afonso que terá lugar a 27 de Julho no palco da Acert.

 

"Só a generosidade de todas estas pessoas tornou possível este momento que é, para nós, Acert, um momento de tremenda emoção pela forma como nos identificamos desde o início com aquilo que era a humanidade, a dignidade, a decência que transbordava de tudo aquilo que o Zeca fazia", assegurou José Rui Martins.

 

Segundo o director da Acert, pela primeira vez anos o "Tom de Festa" não conta com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura e a organização foi confrontada com "a necessidade de avançar com um terço do orçamento habitual, possível porque a Câmara de Tondela permaneceu solidária com a história do Tom de Festa".

 

José Rui Martins acredita, no entanto, que "este pode ser o maior momento, pelo menos para quem é Acert, das mais de duas décadas pelas quais se estende o festival". 

 

Noticia do HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 21:02 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 17:50 | link do post | comentar

Mísia, Alma de Coimbra e Victor de Sousa homenageiam Amália Rodrigues

A fadista Mísia, o ator Victor de Sousa e o grupo Alma de Coimbra participam no domingo, 29 de julho, numa homenagem à fadista Amália Rodrigues no Panteão Nacional, onde se encontra sepultada desde 2001.


A iniciativa é de um grupo de admiradores da fadista falecida em 1999, entre eles a sua última secretária, Leonilde Henriques, e que se autointitula “Os Amalianos”.

 

“Pretendemos homenagear a maior voz de Portugal no mês do seu aniversário”, disse à Lusa Leonilde Henriques.

 

De acordo com os registos oficiais, Amália da Piedade Rebordão Rodrigues nasceu em Lisboa no dia 23 de julho de 1920. Nas diferentes entrevistas que deu em vida, a fadista afirmava que tinha nascido “no tempo das cerejas”, nunca precisando a data.

 

A homenagem, com entrada livre, está prevista para as 16:30 e “abrirá com uma introdução feita pelo ator Víctor de Sousa”.

 

O grupo Alma de Coimbra, com arranjos corais e instrumentais de Augusto Mesquita, interpretará temas do repertório da fadista, como “O fado de cada um”, “Fado Amália”, “Gaivota” ou “Fado português” e ainda temas de José Afonso, como “Menina dos olhos tristes”, ou de Cesária Évora, neste caso a canção “Sôdade”.

 

Augusto Mesquita foi o autor dos arranjos interpretados pelo Coro dos Antigos Orfeonistas de Coimbra, aquando da cerimónia de trasladação do corpo da fadista para o Panteão.

 

“O Alma de Coimbra apenas canta música portuguesa ou da lusofonia e reconhecemos o grande valor artístico de Amália, daí termos escolhido quatro temas seus quando publicamos o nosso primeiro CD”, disse Augusto Mesquita.

 

O coro será acompanhado por Inês Mesquita ao piano, Luísa Mesquita, no contrabaixo, e Daniel Tapadinhas, no trompete.

 

A fadista Mísia, que será acompanhada por Luís Cunha (violino), Sandro Daniel Costa (guitarra portuguesa), João Bengala (viola) e Pedro Santos (acordeão), interpretará temas do seu repertório, como “O manto da Rainha”, um tema de sua autoria que canta no Fado Menor e que é uma homenagem à diva.

 

Em declarações à Lusa, Mísia defendeu a contemporaneidade do legado de Amália Rodrigues que, “durante décadas, esteve presente nas programações dos melhores palcos do mundo”.

 

“Amália nunca vai morrer, pelo contrário, ela torna-se mais contemporânea através da sua obra e da sua influência cultural e musical nas novas gerações”, disse a fadista.

 

Mísia acrescentou ainda que "sente que o mito amaliano, foral e universal, tem de facto uma força que o tempo reafirma”.

 

A fadista, que interpretará “Rapsódia Amália”, afirmou que, “no ano da oficialização do fado como património imaterial da humanidade”, este “não tem melhor representante do que Amália Rodrigues”.

 

Referindo-se à cerimónia de domingo a fadista afirma-se “honrada” por participar e refere-se a ela como um “ritual de evocação”, celebrado regularmente, "graças à incomensurável saudade e incansável empenho de Leonilde Henriques”.

 

Amália Rodrigues protagonizou uma das mais internacionais carreiras da música ligeira portuguesa, tendo atuado nos mais diversos palcos, do Olympia, em Paris, ao Lincoln Center e ao Holywood Bowl, nos Estados Unidos, onde gravou o primeiro álbum.

 

A fadista e atriz atingiu recordes de popularidade em vários países, como o Japão, México, Itália, França, Roménia, Líbano, Brasil e Estados Unidos, onde atuou ao lado de Marlene Dietrich, Edith Piaf e Danny Kaye, entre outros.

 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:37 | link do post | comentar

Festival da sardinha de portimão

FESTIVAL DA SARDINHA
PORTIMÃO | 3 a 11 Agosto


Em ano de mudança, o Festival da Sardinha ganha uma nova imagem, um novo formato, um novo conceito, uma nova vida.

Música, humor, circo, artesanato, gastronomia, doçaria, fado, arte, teatro de rua, animação... tudo isto e muito mais num único palco, o Parque de Feiras e Exposições de Portimão.

E, claro, a estrela deste Verão e a rainha do festival também está presente - Sardinha Assada - fresquinha a pingar no pão caseiro ou acompanhada com a saborosa salada algarvia, a fazer crescer água na boca a todos os portugueses e turistas estrangeiros que certamente não vão perder um dos mais emblemáticos festivais gastronómicos do país.

Uma experiência completa para todos, repleta de surpresas e emoções que irá recordar seja em família, entre amigos, ou mesmo entre desconhecidos. Uma partilha de momentos felizes em Portimão!

Acompanhe, aqui, todas as novidades do Festival.

Consulte, aqui, o cartaz e os horários.

Noticia da Antena 3


publicado por olhar para o mundo às 12:12 | link do post | comentar

 


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 08:44 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26 de Julho de 2012

 

 

Letra

 

Lentamente sussurras-me ao ouvido 
Enchendo-me de ti deixando-me vazio 
Dás-me garra para te abraçar 
E ameaças por minha alma a gritar 
E em tom de confissão 
Sinto o voraz joguete da tua mão 
Mostras-me o quão limitada é a minha imaginação 

E as velas que nos rodeiam apagam toda a escuridão 
E descobres que eu não ia perder tanto tempo em vão 
A brancura da tua pele afagada pela minha mão 
Enquanto algo novo nasce em mim, enquanto algo floresce em mim 

Só em três tempos 
Roubas todos os meus beijos 
Só em três tempos 
Queimas os meus receios 
Só em três tempos 
Consegues libertar o meu desejo 
Enquanto algo novo nasce em mim 
Mostras mais do que eu vejo 

Lentamente sussurras-me ao ouvido 
Enchendo-me de ti deixando-me vazio 

Estás tão bela em cetim 
Coberta por um manto sem fim 
E começo a reparar no quão perto estás 
Tu permites a minha entrada no teu secreto jardim 
Enquanto algo novo nasce em mim 
Enquanto algo floresce em mim 

Só em três tempos 
Roubas todos os meus beijos 
Só em três tempos 
Queimas os meus receios 
Só em três tempos 
Consegues libertar o meu desejo 
Enquanto algo novo nasce em mim 
Mostras mais do que eu vejo

credits

from Não É Um Projeto, track released 25 June 2012 
Produzido e gravado por Ben Monteiro / Misturado por Miguel Ferrador 

Alex D' Alva Teixeira - Voz, guitarras, baixo. 
Ben Monteiro - guitarras, baixo, sintetizadores, programação, percussão. 
Vitor Hugo Azevedo - guitarras, sintetizador.



publicado por olhar para o mundo às 23:37 | link do post | comentar

 


Letra


A letra desta música ainda não está disponível


publicado por olhar para o mundo às 22:03 | link do post | comentar

A Festa do Avante está de volta ao Seixal

A Naifa, Peste & Sida, Diabo na Cruz, Ana Moura, Blasted Mechanism, Wraygunn, Cais Sodré Funk Connection, Chullage, Diabo na Cruz, Linda Martini, Jorge Palma e Amigos, Miúda e Uxu Kalhus são alguns dos nomes a marcar presença na 36ª edição da Festa do Avante.


Como tem sido hábito nas últimas edições, a abertura dos espetáculos no Palco 25 de Abril está reservada a um espetáculo de música erudita. Este ano tal tarefa vai estar a cargo este ano da Orquestra Sinfonietta de Lisboa, dirigida pelo maestro Vasco Pearce de Azevedo, estando também em plano de destaque três jovens solistas portugueses: Sérgio Pacheco (trompete), Ana Cristina Fernandes Pereira (violino) e Inês Andrade (piano).

 

O espetáculo, que vai ter como mote  a "chancela" dos Concerto Promenade, realiza-se na sexta-feira, 7 de setembro, pelas 22:00.

 

"Chamados de Promenade, porque evocando os eventos musicais realizados ao ar livre, desde meados do século XVIII, nos grandes recintos públicos e parques citadinos, estes concertos tornaram-se um acontecimento maior da programação da BBC a partir de 1927 e, depois de uma interrupção provocada pelos primeiros anos da II Grande Guerra, novamente a partir de 1942, agora no interior de amplas salas de concerto", detalha o PCP, organizador da Festa do Avante, em comunicado.

 

Nos restantes dias do Avante são vários os nomes da música portuguesa e internacional a subir ao palco principal, como A Naifa, An X Tasy, Ana Moura, Anti-Clockwise, Ba Cissoko, Big Band da Nazaré, Blasted Mechanism, Cais Sodré Funk Connection, Canto Daqui, Chullage, Ciganos d’Ouro, Diabo na Cruz, Djumbai Jazz (Guiné Bissau), Gaiteiros de Lisboa com Ana Bacalhau (Deolinda), Adiafa e Zeca Medeiros, Helder Moutinho, Jorge Palma e Amigos, com Tim, Cristina Branco e Luís Bettencourt e L.A. New Mainstream – Lars Arens.

 

A estes nomes juntam-se também Linda Martini, Luísa Basto, Melech Mechaya, Miúda, Nelson Cascais – Mingus Project, Pasión, Peste & Sida, Quinteto Motor André Fernandes, Quinteto Nuno Costa, Remo Cavallini Blues Band (Itália), Sara Tavares com Nancy Vieira, Rão Kyao e Carlos Nobre (Pacman), Sebastião Antunes e A Quadrilha, Shooglenifty, , Stonebones & Bad Spaguetti, Terrakota com Florian Doucet (La Chiva Gantiva), Triquel (Rock Celta), Uxu kalhus, Whiskey Dogs (Grã Bretanha) e Wraygunn.

 

Pelo Palco Novos Valores, junto ao Espaço da Juventude, vão passar as bandas vencedoras dos concursos que decorreram em todo o País, promovidos pela JCP (Juventude Comunista Portuguesa).

 

O programa da 36ª edição da Festa do Avante, que este ano terá lugar nos dias 7, 8 e 9 de setembro na Quinta da Atalaia, Amora (Seixal), inclui áreas diversas, como a música, o desporto, as artes plásticas, o teatro, o cinema, os debates e exposições, a ciência, entre outros.

 

 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:31 | link do post | comentar

 

 

letra

 

Anjinho da Guarda

 Humanos

 

Eu tenho um Anjo
Anjo da Guarda
Que me protege de noite e de dia

Eu tenho um Anjo
Anjo da Guarda
Que me protege de noite e de dia

Eu nao o Vejo
Eu nao o Oiço
Mas sinto sempre a sua companhia

Eu tenho um Guarda
Que é um Anjo
Que me protege de noite e de dia

A Toda a hora
E a todo o lado
posso contar com a sua vigia

Não Usa arma
Não Usa força
Usa uma luz com que ilumina
A minha vida

Ele não, Não Usa arma
Ele não, Não Usa força
Usa uma luz com que ilumina
A minha vida

Eu tenho um Guarda
Que é um Anjo
Que me protege de noite e de dia

A Toda a hora
E a todo o lado
posso contar com a sua vigia

Não Usa arma
Não Usa força
Usa uma luz com que ilumina
A minha vida

Ele não, Não Usa arma
Ele não, Não Usa força
Usa uma luz com que ilumina
A minha vida

Ele não, Não Usa arma
Ou a Usa força
Usa uma luz com que ilumina
A minha vida

Eu tenho um Anjo
Anjo da Guarda
Que me protege de noite e de dia 


publicado por olhar para o mundo às 17:43 | link do post | comentar

Com entrada livre, a Aldeia Neptuno abre as suas portas pelas 21:00, do dia 27 de Julho, marcando-se desta forma o arranque da 6.ª edição deste evento.

 

Hallux Makenzo é o DJ responsável pela animação da primeira noite, com actuação marcada para as 00:00. 

Produtor e remixer, Makenzo é produtor de hits como “Senta no DJ”,“Makulélé”, “Bará Bará”, “Ela quer dançar”, entre outros.

 

Para sábado, 28 de Julho, estão programados Walter Carvalho, Afonso Vilela, os irmãos Pedro e Ricardo Guedes e Gonzo, figuras bem conhecidas do público que vão dar música à Aldeia Neptuno a partir das 22:00. 

E serão eles que abrirão as portas à actuação de Sugus (DJ Guga), o que acontecerá pelas 00:00. 


A nota de imprensa relata que Sugus é o “alter-ego” de DJ Guga na vertente “main stream”. Residente Antena 3 Party Zone ao vivo e na rádio, ao lado dos maiores nomes da Eletrónica Mundial. Marca o ritmo semanalmente na Antena 3, Antena 3 Dance e Antena 3 Madeira com o programa “Sugus 4 Dance Floors”, onde engloba os temas que mais tocam nas pistas de dança mundiais. Sugus proporcionará um clima de festa “non stop” único!


O domingo, 29 de Julho, trará um Concurso de DJs com seis DJs a actuar no palco do Santa Cruz Ocean Spirit. 


A partir das 22:00 cada concorrente terá 45 minutos para mostrar o que vale e, no fim da noite, ficaremos a conhecer o grande vencedor. 


Originalidade, repertório, técnica, musicalidade serão alguns dos critérios avaliados pelo júri, mas o público tem também um papel importante na escolha do DJ vencedor.

 

Diz a organização que a juntar a este programa há ainda a animação criada para este festival de desportos de ondas.

A par dos espectáculos/actuações no palco Santa Cruz Ocean Spirit, a Aldeia Neptuno conta com seis bares, um restaurante, um snack-bar, zona comercial e piscina no recinto. 

 

Retirado de HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 12:55 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

GONÇALO TAVARES & SOFIA A...

Já se vive o Festim! Bomb...

Gonçalo Tavares - "Só me ...

THE FLOYD PORTUGAL - TRIB...

Valete, Capicua, Emicida ...

Darth apresneta "A estrad...

Van Breda ft Mickey Shilo...

VAN BREDA LANÇA A SUA PRI...

Valete, Capicua, Emicida ...

MONTEPIO FADO CASCAIS

arquivos

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
A letra deste música refere-se à vida de uma crian...
Gostei
Gostei
Uma boa iniciativa com muito boa música!
Claro que foi, este individuo tem um ego do tamanh...
Boa noite, o texto foi enviado exactamente como es...
O encontro entre o cavaquinho português e o ukulel...
"Será o primeiro disco profissional que deixará o ...
Alguém com os acordes?
Ó filha: muda de ramo!
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds