Sábado, 10.12.16

valas.jpg

VALAS conquista 1 milhão de visualizações com o vídeo de “As Coisas”

Rapper atua no dia 17 no Figa Club, em Aveiro, e na Passagem de Ano no Pacha de Ofir

VALAS é um dos mais entusiasmantes novos valores do hip hop português e depois do sucesso da sua atuação no festival Vodafone Mexefest, agora o rapper prepara-se para se apresentar ao vivo no Figa Club, em Aveiro, e na festa de Passagem de Ano no Pacha de Ofir. 

VALAS tem conquistado milhares de pessoas graças ao single “As Coisas”, um sucesso que já soma, em menos de 1 mês, mais de 1 milhão de visualizações no YouTube. A canção foi produzida por Lhast (produtor do grande hit de Richie Campbell “Do You No Wrong” e com quem já tinha trabalhado no projeto Nébula). 

O single já atingiu o 2.º lugar do top Viral no Spotify e alcançou o n.º 12 do top do Shazam, estando a criar um grande burburinho nas plataformas digitais.  O tema roda ainda na telenovela da SIC “Amor Maior”. 

Relativamente a “As Coisas”, VALAS afirma: “Esta música, a letra, representa uma mudança na minha vida. Deixar para trás coisas menos positivas, alguns maus hábitos, e concentrar-me naquilo que realmente importa. E essa mudança está a acontecer tanto a nível profissional como pessoal.” 

Para 2017 está previsto o lançamento do álbum de VALAS, sendo os próximos concertos uma oportunidade única para ouvir em primeira mão as muitas novidades que o rapper está a preparar.

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

o que o Sado sabe? em mim aquilo que no fado cabe.
sentado no trono à beira do tombo à espera só que a idade passe.
conta-me as coisas que na gruta há, bombas sobre Calcutá...
aprende a cair e a voar, não queiras o mundo inteiro para já.
danças ao som de canções tão vazias - eu já não.
efémeros dias, aquilo que crias, noites vazias que passam.
doce confusão, loucura na tua prisão,
feita de pele, quão belo é o fel que deixa o meu sangue em ebulição?

larga-me o corpo e foge de mim...
Lisboa não chega para nós, neve no chão, passa o Inverno em Berlim.
perde a razão, larga-me o corpo e foge de mim.
tudo entre nós é um fim, tudo entre nós é um fim, entre nós é um fim...

fim. fim de ti é o fim da estrada.
pés de ballet, entre cidades em pé, balançam no fio da navalha.
notas em ré que soltas do tórax em plena batalha.
um corpo inteiro de fé, flores que nascem da tua carcaça.
violetas violentas, come a minha dor e os planetas
alinham-se em vénia às setas que cobrem o sol, a vida e a terra.
festas sangrentas, que crenças em bestas são tuas?
neons vermelhos de sangue banham a cama em que te sentas nua.

larga-me o corpo e foge de mim...
Lisboa não chega para nós, neve no chão, passa o Inverno em Berlim.
perde a razão, larga-me o corpo e foge de mim.
tudo entre nós é um fim, tudo entre nós é um fim, entre nós é um fim...

fim. intervalos de música, tu cais tão lúcida...
corpos na cama, espaços em branco sob a tua túnica.
intervalo do canto, do pranto que eu solto.
fim do meu corpo, fim do sufoco. espaço, intervalo e eu morro.

larga-me o corpo e foge de mim...
Lisboa não chega para nós, neve no chão, passa o Inverno em Berlim.
perde a razão, larga-me o corpo e foge de mim.
tudo entre nós é um fim, tudo entre nós é um fim, entre nós é um fim...

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

rubirosa.jpg

 

 
Dom Rubirosa acaba de apresentar o videoclip da música “Caçador de Sonhos”, que fez juntamente com Philly Gonzalez, para a Mixtape SerHumano Vol. 2.
 

Dom Rubirosa feat. Philly Gonzalez - Caçador de Sonhos

 

A venda deste CD reverte na totalidade para ajudar uma associação de crianças vítimas de maus tratos. O objectivo do video é ajudar a organização a vender as últimas cópias deste trabalho e ao mesmo tempo manter os seus ouvintes em alerta para o Volume 4 da sua saga de mixtapes “A Tua Mãe Curte-me Tótil!” que vai ser lançada, muito em breve.
 

Mixtape SerHumano VOL.2

 

Esta mixtape, para além de Dom Rubirosa e Philly Gonzalez, conta com as participações de: Kappa Jotta, Khapo, Macaia, Cálculo, Dizzy, Lancelot, Puro L, Young, Simple, Sir Scratch, Bob Da Rage Sense, Sensi, Skills, Bezegol, Ary & Marcos Best, Kaines, MK Nocivo, NTS, P1, Fugitivo, TNT, Grilocks, Bdjoy, W Magic, Prof Jam, X-Tense, Bispo, Beware Jack, Mass, Praso, Uput, Séthique, ZT, Jotta, Saooneart e El Sayed.


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Tudo começou com um beijo
Que parecia algo casual
Eu não queria nada sério (no no)
Era só um brinquedo pra o natal

[coro]
Mas de repente estou a pensar em ti
Eu me deito mas não consigo dormir
o que que aconteceu
Isto não é meu
E o teu beijo quero repetir
Encontrei amor e não vou deixar fugir
Eu nem me apercebi, do que estava por vir
Pois miúda o nosso caso virou amor

Chegaste com pinta
Virasta o coração do avesso
Menina bonita
Encosta aqui
E deixa eu fazer zoom no teu corpo
E dizer hmm tá tão gostoso tão bom
Miúda o que que me deste
Olha o que que fizeste

[coro]
Mas de repente estou a pensar em ti
Eu me deito mas não consigo dormir
o que que aconteceu
Isto não é meu
E teu beijo quero repetir
Encontrei amor e não vou deixar fugir
Eu nem me apercebi, do que estava por vir
Pois miúda o nosso caso virou amor

[laton]
Me love you
You are ma minimousegirl
Minha linda kiss nessa tua boca mundial
Caçula, sem te no no no
Amiga da gatuna, melhor go go go
E essa não dim dim dom
Dim dim rim dim dom
Quando eu te vejo ehh dim dim dom
Dim dim rim dim dom

Pois miúda o nosso caso virou amor

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

cantar.jpg

 

Banda sonora do filme "Cantar!" chega esta sexta-feira às lojas

Disco inclui o inédito "Faith", um dueto de Ariana Grande com Stevie Wonder

Esta quinta-feira chega às salas de cinema um dos filmes de animação mais aguardados deste final de ano, "Cantar!" ("Sing", no título original). 

Mickael CarreiraDeolinda Kinzimba juntam-se ao elenco, na versão portuguesa, e interpretam as personagens Johnny e Meena. Um dia depois, é editada a banda sonora deste filme que conta com uma mão cheia de canções icónicas. O disco estará disponível nas versões standard (16 temas) e deluxe (com 23 canções no alinhamento).

Entretanto já foi revelado o primeiro single desta banda sonora, o inédito "Faith", que juntao lendário Stevie Wonder à jovem estrela pop Ariana Grande. A canção foi produzida por dois dos compositores e produtores mais reputados e requisitados da atualidade, Ryan Tedder (que já trabalhou com Beyoncé e U2) e Benny Blanco (que tem no currículo colaborações com Rihanna e Katy Perry). "Faith" é também a primeira canção de Stevie Wonder a entrar num filme em mais de 25 anos.

 


Já foi também lançada uma versão do clássico "Don’t You Worry About A Thing", de Stevie Wonder, pela voz de Tori Kelly. Esta é somente uma das várias canções icónicas que se podem encontrar tanto na versão standard como na edição deluxe da banda sonora de "Cantar!". O disco inclui temas como "Bamboleo", dos Gypsy King, "Under Pressure", dos Queen com David Bowie, ou ainda versões de "Shake It Off", de Taylor Swift, pelas vozes dos atores Nick Kroll e Reese Witherspoon, ou de "Hallelujah", original de Leonard Cohen, aqui interpretado por Tori Kelly e pela cantora e atriz Jennifer Hudson.

A banda sonora de "Cantar!" é o disco ideal para toda a família neste Natal de 2016!

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Quando eu lá cheguei olhos não transmitiam
pulmões já não respiravam
Corações já não batiam, caras já só assustavam
Crianças que consumiam aquilo que na tv davam
Máquinas reiniciam, fábricas que se fecharam
Todos os ricos sorriam, todos os pobres choravam
Deram todas as pernas aos porcos, que ao povo roubaram
Enquanto o terreno ardia, assembleia mobilavam
Falando depois para as notícias que se preocupavam
Barriga que se esvazia, garrafas se aproximaram
Pai é morto pela filha, com essa é que não contavam, na
Naquilo que eu via não acreditavam
português partia, o alemão entrava
Um tropa mantinha, o resto emigrava
Não sabe para onde ia, mas aqui não dava
Dar o corpo a bala não queria, mas dava
Em alma daqueles que lutaram
contra aqueles que o país difamaram
Não sigas os dedos que indicaram
Que eu perguntei pela miséria
E todos os dedos me apontaram a Portugal

Porque o país a que eu pertenço
País à beira mar plantado e enfeitiçado pelo que eu sei
Quero viver como quis, porque eu pertenço ao país
País não pertence a ninguém
Não quero que o meu sonho se transforme em tristonho
Ou venham viver por mim

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

galgo.jpg

 

 

10 de Dezembro | sábado | 21h30| Sala José Afonso

 

Concertos ZDB

 

Galgo

 

Os lisboetas Galgo apresentam o seu álbum de estreia “Pensar Faz Emagrecer”.

O concerto de apresentação decorreu no Musicbox, em Lisboa, a 29 de setembro. Os Galgo marcaram presença no NOS Alive e Indie Music Fest.

A Casa da Cultura em parceria com a ZDB recebe-os em Setúbal.

  

Entrada: € 3,00

Reservas (válidas até ½ hora antes do início do espectáculo): 265 236 168 | casacultura@mun-setubal.pt

Organização: CMS | Associação Zé dos Bois

 

 



publicado por olhar para o mundo às 00:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 09.12.16

viladoconde.jpg

 

 

PALAVRA CANTADA
Música/Teatro
10 de Dezembro| Teatro Municipal de Vila do Conde | 16 horas    
Espectáculo para maiores de 3 anos
Duração: 60 min com intervalo Bilhete: 10€ (bilhete pago a partir dos 3 anos)


Chegou a hora…
a versão Portuguesa do projecto Brasileiro “Palavra Cantada” sobe aos palcos nacionais para encantar todas as famílias.

Com mais de 20 anos de sucesso no Brasil, as canções de Sandra Peres e Paulo Tatti são agora recriadas e apresentadas ao público nacional.

Todas as canções do CD/DVD que ocupou os primeiros lugares do top de vendas nacional nos últimos meses e presença regular no Canal Panda, serão agora apresentadas ao vivo num teatro musical imperdível!

Muita música e aventuras num espectáculo divertido para toda a família, conduzido pelas personagens Sandrinha e Paulinho onde não faltarão temas como “ Coloridos”, “Lavar as mãos” ou “ O Caranguejo, Cravo e a Rosa”.

Venham cantar connosco, a Palavra Cantada chegou!

 

 



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

prismatic.jpg

 

O Natal dos Prismatic.

 
 

Estar Presente

"Estar Presente" é a melhor prenda que se pode oferecer a alguém nesta quadra festiva. É estar próximo, é saber que se pode contar com alguém. E é neste espírito que os Prismatic regressam. Depois de terem  o rapper Vilão como convidado em estúdio para “A Minha História”, os Prismatic apresentam um single dedicado à época festiva que em breve se iniciará.

"Estar Presente" é distribuído mundialmente em edição digital e antedece o álbum de estreia.

 

Através de um prisma, uma luz branca pode ser decomposta em todas as cores. São 7 as cores que o prisma produz. São também 7, as notas musicais através das quais queremos decompor o nosso som, sem preconceitos e com uma roupagem e fusão entre vários estilos, que faz com que Prismatic seja o nosso e o vosso prisma musical. 
 
Somos um trio que actualmente se apresenta com duas das várias vertentes de um prisma cheio de surpresas musicais.

Apresentada a banda Portuguesa, em 2013, com o single XXI, numa versão pop/electrónico. Em 2014,  viaja até aos EUA para nas mãos do conceituado e vencedor de Grammy Awards, Mr. Bob Katz, para que seja finalizado o EP de 3 temas intitulado Prismático que é exposto ao público através de 3 videoclipes. Um dos temas - "Prismático" - conta com Miguel Moura dos Santos como convidado e pode ser visto aqui.
 

 



Tiago Pimentel
Aka Tryambaka mantém uma ligação à música desde a sua infância. A música clássica faz parte da sua formação inicial mas seria o poder da música electrónica, posteriormente marcada pelo trance, que mais iria influenciar a sua cultura artística e criar o movimento frenético e dançável dos Prismatic.

André Prista
Desde cedo começou a usar o lado criativo para dar vida aos seus temas musicais como letrista, compositor e produtor musical. Técnico de som com experiência profissional com nomes como Bob Katz e Brian “Big Bass Brian” Gardner ou músicos como Henning Basse, André Matos e Rafael Bittencourt ajudaram para que o vasto leque de influências e experiências tornassem rica e melodiosa a sonoridade das guitarras e composições dos Prismatic.

Nuno Ramos
Assume-se como um compositor que cria, desde há muito, as suas músicas. O seu vasto leque de influências musicais e experiência como músico de palco marcam a sua versatilidade, coesão, força e paixão por criar e dar voz às histórias verídicas e de ficção transmitida pela sonoridade dos Prismatic.


publicado por olhar para o mundo às 22:55 | link do post | comentar

 

Letra

 

E se essa via não tem saída
E tu sentes que tás perdido
Tu tenta o outro lado
E se algum dia olhares pra vida
E vires que ela não faz sentido
Tás no sentido errado
Porque não aprendes quando cais
Mas quando te levantas para prevenir
Se o caminho que fazes é fácil demais
Apenas uma coisa posso garantir

Tás no caminho errado

Divaguei por mundos e fundos
À procura da vaga, vivi
Não encontrei aquilo que eu esperava
Aquilo que eu sonhava, matei
Com 23 anos eu fiz o meu lar
Pa morar com quem quis
Já com 24 não foi planeado mas eu separei-me
Há quem diga que eu certo não bato
Mas aqui o lema é o mesmo
Lutar, aprender, pensar em crescer
Nunca para ver o outro mais pequeno
Alturas em que damos por nós
Sem saber conter sentimentos
Agarrar na saudade
Pô-la numa mala ou esperar
E curá-la com o tempo
Por o peito para fora
Aproveitar agora que o tempo mudou
Ajeitar a camisa
Agarrar a brisa que o vento levou
Não temos que ser o cair de uma folha
Por vezes na vida nós não temos escolha
E dentro da bolha, é nessa que eu vou
Mas quando eu te vir com a cabeça para baixo
Tu não desanimes
Eu quero ouvir-te a dizer
Tristeza vai embora
Enfrenta a plateia com as mangas pa cima
Porque este espetaculo vai ter que durar
Não tem que acabar no fechar da cortina
Então não desanima brother
Não desanima, irmão
Pra que a tristeza vá embora

E se essa via não tem saída
E tu sentes que tás perdido
Tu tenta o outro lado
E se algum dia olhares pra vida
E vires que ela não faz sentido
Tás no sentido errado
Porque não aprendes quando cais
Mas quando te levantas para prevenir
Se o caminho que fazes é fácil demais
Apenas uma coisa posso garantir

Tás no caminho errado

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

bbbf.jpg

 

The Ramblers na última BB Blues Night do ano


Dia 10 de Dezembro, a partir das 22h00, o Café-Concerto do Fórum Cultural José Manuel Figueiredo enche-se de Blues para última BB Blues Night do ano.

Promovidas mensalmente pela Associação BB Blues Portugal, pela CM da Moita e pela União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira, as BB Blues Nights apresentam o melhor do Blues nacional e internacional.

Depois de passarem pelo BB Blues Fest de 2014 e de terem feito o warm-up de 2015, os The Ramblers regressam agora ao ambiente intimista do Café-concerto do FCJMF.

A abertura dos concertos de B.B King (Rock 'n' Roll Hall Of Fame), Ian Siegal (UK Blues Hall Of Fame) e Carvin Jones (Guitarrist Magazine 50 Greatest Blues Guitarrists of All-Time) são apenas alguns dos palcos já pisados pela banda lisboeta que, no próximo sábado apresentarão ao público alguns clássicos do estilo a par dos temas originais que os têm acompanhado ao longo dos quase 10 anos de carreira.
 

Evento
 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Vou tentando andar só de baixo para cima
Que de cima para baixo assim eu não me safo
A tentar limar os ataques na esgrima
De rima para rima de bafo para bafo
Neste pequeno espaço onde circula o tubarão
Andam à procura do Nemo
Se é para fazer rap só com uma maraca na mão
Deixa estar que eu desemerdo-me
Aquilo que eu herdo é tristeza
A minha avó não vê crescer o neto
Deitada na cama daquele hospital
Já sem ver o céu só rezava para o tecto
Afecto não falta, (não não), desde fedelho que nunca faltou
Eu não piso a ribalta, parto os joelhos a quem diz que o Dillaz a pisou
Mandaram mau olhado mas não me acertou
Aposto que a moca me causou estrabismo
Chamaram-me cão mas quem me atiçou
Morreu sem ver marcas no seu organismo
Não sabias que eu e rap só temos contactos por espiritismo?
A meio da noite eu levanto-me da cama a dama até me acusa de sonambulismo
Diz-me tu, porque é que criticas fazendo como por lazer?
Tantas maldades e barbaridades que a tua boca anda a dizer
Tenta acalmar o teu estado
Que há muito sentado no banco do réu
E tu ai pausado com o teu gang falso
Vai acabar descalço e com a picha ao léu
Há quem te esfaqueie por um béu
Há quem queira ter uma casa, levantar um véu
Agradece pelo pitéu
Respeita a cerveja para o chão e um bafo para o céu
Querida tira esse teu robe
Não é preciso um blowjob para subires no piso
E não me venhas chamar filho da puta
Que já sabes que o Dillaz é um filho da peace
E quantos esperam o meu deslize?
Quantos disseram o que eu disse?
Pediram please
Para aparecer e pausar e dizer a cantar tudo isso
Quantos mamaram no pisso?
O feitiço dos haters que andam à beira de morrer
Fazem com que sejam 5 da manhã e eu não consigo adormecer
Só oiço uma voz a dizer

Dillaz?

Se é para escolher entre o rap ou a vida
Levem-me a vida que o rap faz falta
Em mim bate como ketamina
É ele que ensina é ele que me exalta
Mas há malta que anda a tentar raptar a vertente
Para tentar vende-la na televisão
E duma maneira pouco inteligente
Ficaram na montra para a exposição

Dillaz tu (pshh) tens a noção com essa dica tu tas a ser mau como as cobras?
Dillaz tu (pshh)

Tu tens a noção de quantos rappers tugas trabalham nas obras?
Não venhas dizer que te matas e esfolas
Com cara de assustado e com a mão nas bolas
Que eu já vi que passas-te no swag e chumbas-te na knowledge
Chamam artistas para encher casotas
Mas estão a cagar-se para aquele que lá toque
Queres baixar o preço? Arranja uma nova
Eu tenho a fofa em casa à espera do envelope
Chama-lhe esforço, chama-lhe sorte
Andar assim não 'tava nos meus planos
Já me disseram que eu estou a galope
Como andaram os meus primos há uns anos
Estão de fininho e estão danadinhos para me verem cair
Não me ponham na boca do povo que eu não vejo lobos
Só cães a ganir
E no dia que o meu barco afundar, tu podes gozar
Tu podes falar que eu não me aflijo
Porque se eu fui um senhor no luxo
Boy, eu vou ser um senhor no lixo!

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

outonalidades.png

 

Circuito abrirá, no dia seguinte, inscrições de grupos para edição de 2017.


20º OuTonalidades termina a 15 de dezembro, depois de 70 concertos!

Kepa Junkera Trío é um dos últimos projetos a pisar os palcos nacionais da 20ª edição do circuito.


A percorrer o país de lés-a-lés desde 21 de setembro, o OuTonalidades 2016 chega este mês ao fim, levando aos palcos do circuito português os últimos nomes da temporada: Uxía & João Gentil, Kepa Junkera Trío, Songbird e César Cardoso Quartet. Há música ao vivo em Estarreja, Ovar, Tavira, Idanha e Guarda até final desta 20º edição.

Esta edição do circuito português de música ao vivo contou com 70 concertos, de 38 grupos, em 40 espaços, distribuídos por Portugal, Galiza e diversas extensões nacionais e internacionais estabelecidas para 2016, fruto de parcerias da d’Orfeu AC. Estas parcerias, em franca expansão, extravasam o tempo e os espaços do próprio circuito OuTonalidades e levaram 14 grupos a realizar 22 concertos em 4 países: Portugal, Espanha, França e, pela primeira vez, no Brasil.

Em Portugal, o melhor da música ao vivo passou por Águeda, Ovar, Albergaria-a-Velha, Santa Maria da Feira, Viseu, Penedono, Tavira, Sever do Vouga, Idanha-a-Nova, Estarreja, Idanha-a-Velha e Famalicão da Serra. Coordenado pela d’Orfeu AC, em colaboração direta com inúmeros parceiros (Municípios, Teatros, Associações), o circuito consolidou, assim, uma grande rede de programação que junta grupos emergentes e reconhecidos, todos de inegável qualidade, resultantes de um processo que iniciou com 253 grupos candidatos.

O próximo OuTonalidades já está em preparação, iniciando-se no dia 16 de dezembro (e até 31 de janeiro) o período para as inscrições de grupos para a edição de 2017 do circuito, que deverão ser submetidas em http://www.dorfeu.pt/outonalidades/.

PRÓXIMOS (E ÚLTIMOS) CONCERTOS OUTONALIDADES 2016:

QUA 7 DEZ, 22H00
Uxía&João Gentil | Café-concerto do Cine-Teatro de Estarreja

SEX 9 DEZ, 22h00
Songbird | Centro de Arte de Ovar
Kepa Junkera Trío | Casa do Povo de Santo Estêvão, Tavira

SÁB 10 DEZ, 21H30
Kepa Junkera Trío | V Festival Fora do Lugar, Idanha-a-Velha

DOM 11 DEZ, 18H00
Kepa Junkera Trío | Casa da Cultura de Famalicão da Serra, Guarda

QUI 15 DEZ, 21H30
César Cardoso Quartet ”Bottom Shelf” | Museu Júlio Dinis, Ovar

+ INFO: http://www.dorfeu.pt/outonalidades
Segue o circuito também em http://www.facebook.com/outonalidades



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

omiri.jpg

 

 

Omiri, um dos mais originais projectos da actualidade apresenta o seu novo espectáculo "Um músico, dois bailarinos e uma mão cheia de velhinhas..." . O novo concerto estará disponível a partir de Fevereiro de 2017 (para mais informações contactar roots@sapo.pt). Para já fica aqui um aperitivo em video:

 

 

 

2017 marca também uma nova fase para Omiri com concertos já confirmados na Estónia, Bélgica, Espanha e Polónia, República Checa e Cazaquistão. Mais novidades muito em breve.



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

BISPO:

baby eu confesso que tenho sido sacana,
tenho sentido saudade de tanta mana,
foi tanto suor deixado... na minha cama
tanto creme passado pra disfarçar sem dar cana...
Fora d'horas como adoras sorrateiramente,
entras sem espiga mas com pica, andar atraente
xiu... geme pa dentro, a cama treme mas sem medo
ignoro o teu sentimento mas imploro-te segredo
e assim tu sais despenteada... roupa amarrotada...
depois duma noite louca apenas um beijo na cara!
mais uma pequena que desmarca no frio da madrugada,
piu-piu só na calada, tenho sido pirata!
e sinto adrenalina em curvas de menina...
o que é que isso origina? Karma, sina!
calma, respira... Pirataria é rotina
anda faz conchinha, amor da conchinchina;
informação retida na retina tu nem imaginas,
e é rotina sem espigas tu, chegas e pinas hum,
são só umas trincas boo, numa cama eu e tu
e como nas rimas deslizo no teu corpo nu
tu gostas, não evitas, fazes disso um vício
sem compromisso, amizade com benefício
não passa dai, curto a tua companhia...
e eu nunca perdi uma coisa que nunca foi minha.

Refrão
Pirata , eu tenho sido pirata
Tu és um tesouro não quero um namoro
Surfar e mais nada
Porque eu tenho sido Pirata
Só na calada , então guarda segredo
E não tenhas medo morde a almofada

HAROLD

ja pensei talvez fosse amor
as madrugadas que passamos a faze-lo sem pudor
já pensei talvez forço a dor
quando sou pouco sincero e só quero seja o que for
e convidas para um filme afim de matar saudade
jantar a luz de velas vemos o filme so a metade
na calada sou pirata e nao da pra mudar eu quero
meu coração ta em pedra e nao da pra quebrar ao berro
sonhos molhados são passado e alguns nem vê-los
corpos suados mal amados viram pesadelo
disfarço o cheiro escondo cabelos na cama
e esses corpos q nos chamam tem chama sem percebe-lo
e eu me perco em cada curva
gemidos e cada abusa-me usa-me que adoro abuse sem ter a blusa
Confusa não recusas que a tusa nos deixa cegos
E eu danço no teu corpo no ritmo do meu ego
É superficial o que sinto cada momento
Vai de especial a esquisito
Eu não minto que é carnal admito
Da pica as escondidas que fazemos no cúbico
E eu já pensei talvez fosse amor sem serenata
e não posso ser Sinatra sei que só sei ser pirata
Eu sei

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 08.12.16

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

andrea_1.jpg

 

Ana Moura

Convidada de Andrea Bocelli no concerto em Lisboa

Comemorações dos 80 anos da Rádio Renascença dia 25 de março, na Meo Arena

As comemorações dos 80 anos da Renascença têm o seu expoente máximo no concerto de Andrea Bocelli em Portugal. Ao tenor italiano junta-se agora Ana Moura para uma participação especial.

A Renascença tem, assim, o privilégio de juntar no mesmo palco, a 25 de março de 2017, no MEO Arena, dois artistas extraordinários da atualidade e reconhecidos internacionalmente. A participação especial de Ana Moura no concerto de Andrea Bocelli criará um momento único no MEO Arena.

O concerto de Andrea Bocelli para comemorar os 80 anos da Renascença esgotou, cinco meses antes da data do evento.

Ana Moura acabou de reeditar o seu mais recente álbum, Moura, estando agora disponível em mais dois formatos: a edição Super Deluxe (2CDs 2DVDs) inclui, para além do álbum original, um CD e um DVD com a gravação do concerto deste ano no Coliseu do Porto, captado por André Tentúgal. Contém ainda um segundo DVD com o documentário produzido pelo Observador, captado durante a TOUR MOURA, com imagens inéditas de bastidores e entrevistas a todos os intervenientes daquela que foi a maior tour de Ana Moura pelo país.

Em simultâneo, física e digitalmente, estará também disponível um duplo CD, que ao álbum “Moura” junta o CD ao vivo no Coliseu do Porto.

Andrea Bocelli editou recentemente uma edição especial do 20.º aniversário do seu aclamado álbum “Romanza”. Considerado um disco de viragem do percurso de Andrea Bocelli, sendo ainda hoje o álbum italiano mais vendido de sempre, esta reedição conta com o disco original remasterizado, mais três temas bónus, entre eles duas novas versões do lendário “Com Te Partirò (Time To Say Goodbye)”.



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

ConcAnoNovo_Barreiro-jan16.jpg

 

Concerto de Ano Novo | ORQUESTRA METROPOLITANA DE LISBOA

Valsas, Marchas, Polcas e Outros Sortilégios



O Auditório Municipal Augusto Cabrita recebe, no dia 8 de janeiro de 2017, a partir das 16h00, o Concerto de Ano Novo com a Orquestra Metropolitana de Lisboa: “Valsas, Marchas, Polcas e Outros Sortilégios”.

 


Valor do ingresso: Plateia €15 - Frisa €12,50
Classificação etária: M/6 anos

M. Glinka Abertura da ópera Ruslan e Ludmilla
J. Strauss II Valsa Rosas do Sul, Op. 388
J. Strauss II Polca rápida Sangue Ligeiro, Op. 319
J. Bielecki Paráfrases (arr. I. Boczek)
J. Strauss II Polca Tritsch-Tratsch, Op. 214
J. Strauss II Valsa Vozes da Primavera, Op. 410
G. Rossini Abertura da Ópera Guilherme Tell
S. Moniuszko Conto de Inverno, Abertura Fantasia
J. Strauss II Nova Polca Pizzicato, Op. 449
J. Strauss II Valsa Imperador, Op. 437
J. Bielecki Metamorfoses (estreia absoluta; arr. I. Boczek)
J. Strauss II Polca rápida Sob trovões e relâmpagos, Op. 324
J. Strauss II Valsa Danúbio azul, Op. 314

Maestro: Sebastian Perłowski


Sinopse

Pode entrar-se com o pé direito, vestir cores de vida nova, comer passas e romãs, bater tachos e panelas, e até mesmo mergulhar no mar gelado... Faça-se o que se queira. O novo ano só começa, verdadeiramente, com o Concerto de Ano Novo da Orquestra Metropolitana de Lisboa. A receita é de requinte. Junta-se a sedução das valsas à determinação das marchas, pontua-se com a fogosidade das polcas e tudo se mistura nos ocultos sortilégios de um mago da boa-disposição, o maestro Sebastian Perłowski. O encontro fica marcado, para recebermos juntos 2017.

Venda de Ingressos: 
AMAC - 21 206 82 30 | horário: 3ª a domingo, das 14h00 às 20h00 
sempre que existam espetáculos agendados, a bilheteira abrirá uma hora antes dos mesmos 
bilheteira@cm-barreiro.pt

Posto de Turismo - 21 206 82 87 | horário: 3ª a sábado, das 9h30 às 13h00 e das 14h30 às 18h00
postodeturismo@cm-barreiro.pt

 

CMB 2016-12-07



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

REFRÃO
Por mais que um gajo implique e fique a discutir
Às vezes diga que vou desistir
Eu sei que não aguentava ao ver te partir
Não deixes meu mundo cair
----------------------------------------
Amores vão e vem nos sabemos o drama
Se der chama nos apagamos na cama
Eu e tu nos acabamos na cama
Quando as bocas dizem tudo nos só falamos com a alma
Toco te ao pormenor isto pra maiores
Tudo fica hardcore e eu sei te de cor
Não ligamos ou resto que vai ao redor
Grita que não presto enquanto molhados no meu suor

Eu ja disse tudo e um amor que insiste nisso
Isso é Virtude
Sem me lamentar se já fiz tudo
Vale é atitude falo bruto com um Kiss rude
Sempre num sobe e desce e um não gajo cresce
E por mais que não preste tas nisto tudo comigo
Tempo que um gajo investe e a cagar pro resto
Sonho em levar a creche os meus putos contigo

Não é brincadeira vem me intimidar nessa intimidade faz-me levitar
Momentos são eternos vamos relembrar
Das vezes em Loop sem a pulso puder abrandar
Sem ligar a intrigas fomos tocados
Pelo o toque de Midas por tudo que aguentamos
E tu lidas acabamos no começo
Sempre a curar as feridas


Nunca dei espaço as amigas
Não me desfaço em cantigas
Por mais que eu baze e não ligas
Eu quero um laço e não brigas

Se não vou
Se não vou ficar sem direcção
Por mais que digas que eu
Não dou o meu
Amor e eu meu desejo é te levar ao céu

Eu não vou partir
Eu não vou seguir
Não vou
Tamos sempre no no vai e vem
No vai e vem
Eu e tu é sempre um vai e vem
Vai e vem

REFRÃO
Por mais que um gajo implique e fique a discutir
Às vezes diga que vou desistir
Eu sei que não aguentava ao ver te partir
Não deixes meu mundo cair

Não nasci pra te perder 2x

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

maisfacil.png

 

Squeeze Theeze Pleeze com novo EP "Mais Fácil"

Quem não se lembra dos hit singles Hi Hello! e "Ode To A Child (Bea)", que fizeram furor nas rádios nacionais e colocaram o país a cantar Squeeze Theeze Pleeze, ou o "ataque" das bolas brancas e vermelhas "STP" ao Festival Paredes de Coura, os poderosos concertos nas Queimas das Fitas, Semanas da Juventude, Festivais de Verão e 1ª partes de artistas internacionais de renome como Morphine, Cranberries, Alanis Morissette entre outros... Sim, isso tudo faz parte do já credenciado percurso musical dos Squeeze Theeze Pleeze.

14 anos volvidos com mais 3 discos pelo meio, músicas nas principais novelas nacionais e um sem número de espetáculos...

2016 marca o regresso dos STP com um novo EP e um tema na língua de Camões. "Mais Fácil" é o nome deste novo trabalho com três temas inéditos e uma re-edição, e também o titulo do single de apresentação deste EP. Ver videoclipe em baixo...

keep squeezing!! They're back...

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

apresençadasformigas.jpg

 

A Presença das Formigas foi o único grupo português a ser distinguido no ranking anual dos melhores álbuns de 2016 dos World Music Charts Europe (www.wmce.de). De entre um total de 854 discos nomeados, "Pé de Vento" ficou posicionado em 145º lugar, sob o selo da editora alemã CPL. Esta selecção musical é feita exclusivamente por produtores e apresentadores de programas de rádios, de 24 países europeus, dedicados à divulgação de músicas do mundo.

As outras referências portuguesas vão para o 5º lugar de "Konono Nº1 meets Batida", o álbum gravado na garagem do luso-angolano Pedro Coquenão (Batida) e editado pela casa belga Crammed Discs; e a fadista Cláudia Aurora, residente no Reino Unido, com o seu disco "Mulher do Norte" em 74º lugar, editado pela inglesa Red Orange Recordings.

Videoclip do single "Ai que ricas orelhinhas!"

 

 



publicado por olhar para o mundo às 10:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

There’s this funny guy I know
He’s the joke I can’t let go
and he plays inside of my head this same old tune
It goes on without a rhyme
It’s off key but it sounds fine
And it brings the innocent child within me
Close to him
His foolish grin
Is making me go
Insane without him

There’s this funny girl I know
She’s the starlet on my show
And she jokes about my odd looks and winsome smile
She pretends she doesn’t care
Flirts around as if I’m not there
But inside she knows
She is lost without my
new hit song
she’ll sing along
I’m making her go
Insane without me

He’s the one I’d like to see
Clearly she’s my cup of tea
He’s too strong headed to give up his side of town
She insists on playing cool
But instead he’s just the fool
I don´t care about the details, she’s right for me

I keep pushing him aside
She will call me every night
I told all my friends I can’t sleep when he’s around
She’s got temper she’s got style
He hides something in his smile
I’d like to turn her up turned nose up side down

But inside I know
I can´t let it show
It’s making me go
Insane without it


Lyrics: Marta Hugon
Music: Filipe Melo

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 07.12.16

jpsimoes.jpg

 

JP SIMÕES É BLOOM


eTremble like a Flower”
chega aos escaparates em Janeiro

 

Bloom é o nome da mais recente aventura musical do cantor e compositor português JP Simões e “Tremble like a Flower” é o seu primeiro disco.

São dez temas tensos e luminosos que, a partir de uma base intimista e de escrita confessional, se vão abrindo em paisagens eletrizantes e feéricas, algo que começa por desenhar uma viagem interior e sai a sobrevoar o mundo.  

 

A composição deste disco foi-se alicerçando no blues mais primordial, passando pela folk dos anos 60 (Dylan, Cohen e Nick Drake). Com a introdução de outras afinações, a procura de espaços mais vastos e serenos e a aglutinação de um certo modo “bossa nova” de tocar guitarra com um fingerpicking mais percussivo, a música começou a tomar o seu próprio rumo e as canções foram nascendo.

 

A partir daí entrou em jogo o guitarrista e compositor Miguel Nicolau (Memória de Peixe), que compôs quase todos os arranjos e partilhou a produção artística até ao fim do processo: o trabalho entre os dois músicos traduziu-se numa empenhada fusão de muitas das suas referências musicais. Alguns exemplos: os arranjos de sopros foram muito inspirados pelo saxofone de Donny McCaslin, o músico que participou no último disco de Bowie, Blackstar.

As guitarras, por seu turno, tanto evocam o som e o modo da música dos Velvet Underground e de Sonic Youth como de Jim O’Rourke ou dos Deerhoof. O trabalho de composição dos ambientes do disco, dos mais abstractos aos mais paisagísticos, encontrou inspiração em músicos como Brian Eno, Robert Wyatt ou António Carlos Jobim. Finalmente, o baterista e compositor Marco Franco, com o seu melódico ritmo, trouxe a pulsação cardíaca certa para o disco respirar em plenitude.

 

Bloom teve a sua estreia absoluta ao vivo no Festival Maré de Agosto, em Santa Maria, Açores, num concerto que contou com a presença de Carlos Bica no contrabaixo. Entretanto já passou pelo Jameson Urban Routes, festival que decorreu em Lisboa, no Music Box, na última semana de Outubro; e em Novembro, esteve no Teatro de Vila Real e no Auditório de Espinho.

 

Tremble like a Flower está já disponível no Bandcamp para quem quiser ouvir e comprar.

 

A edição física do disco será feita em data a anunciar.



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

miudalinda.png

 

Nelson Freitas: “Miúda Linda” é o vídeo mais visto do ano em Portugal

Cantor conquistou dois galardões de platina com os singles “Miúda Linda” e “Break of Dawn”

2016 foi um ano marcante no percurso de Nelson Freitas, tendo lançado um novo álbum, “Four”, que é um dos maiores sucessos da sua carreira, tendo entrado diretamente para o 1.º lugar do top dos álbuns mais vendidos digitalmente em Portugal na semana de lançamento. “Miúda Linda” é um dos singles retirados deste disco e é, de acordo com o Youtube Music Charts, o vídeo mais visto em um ano em Portugal, com 18,8 milhões de visualizações. Ao todo o vídeo já soma, a nível global e desde o seu lançamento, mais de 30 milhões de visualizações.

 

Além de “Miúda Linda”, o top 5 dos vídeos mais vistos em 2016 em Portugal conta com um outro teledisco de Nelson Freitas, para o tema “Break of Dawn”, com 12,1 milhões de visualizações no YouTube, tendo sido o 3.º vídeo mais visto do ano em Portugal. Globalmente o vídeo ultrapassou já os 19 milhões de visualizações. Nelson Freitas conseguiu, assim, ter em 2016 dois vídeos que tiveram mais visualizações que artistas como Justin Bieber ou Adele, números que se resumem a Portugal.

Estes dois singles deram também a Nelson Freitas dois galardões de platina.

Desde o lançamento do primeiro single do álbum “Four” que o cantor já registou, entre streams de áudio e vídeo, mais de 40 milhões de unidades, um número também exclusivo ao mercado português.

O sucesso não se fica por aqui. Depois de ter encerrado a digressão “Ride or Die” em outubro passado para mais de 5 mil pessoas no Campo Pequeno, recentemente Nelson Freitas voou até aos Estados Unidos para um grande espetáculo no Dunkin’ Donuts Center, em Providence, Rhode Island, que foi um enorme êxito. Este era um concerto aguardado há muito e que, ao fim de oito anos, marcou o regresso de Nelson Freitas aos palcos norte-americanos.

Para terminar o ano em beleza, Nelson lança agora um novo vídeo do tema That's Why I Love Youft. Loony Johnson realizado, mais uma vez, por Dj Marcell.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Standing firm on this stony ground
The wind blows hard
Pulls these clothes around
I harbour all the same worries as most
The temptations to leave or to give up the ghost
I wrestle with an outlook on life
That shifts between darkness and shadowy light
I struggle with words for fear that they'll hear
But orpheus sleeps on his back still dead to the world

Sunlight falls, my wings open wide
There's a beauty here I cannot deny
And bottles that tumble and crash on the stairs
Are just so many people I knew never cared
Down below on the wreck of the ship
Are a stronghold of pleasures I couldn't regret
But the baggage is swallowed up by the tide
As orpheus keeps to his promise and stays by my side

Tell me, I've still a lot to learn
Understand, these fires never stop
Believe me, when this joke is tired of laughing
I will hear the promise of my orpheus sing

Sleepers sleep as we row the boat
Just you the weather and I gave up hope
But all of the hurdles that fell in our laps
Were fuel for the fire and straw for our backs
Still the voices have stories to tell
Of the power struggles in heaven and hell
But we feel secure against such mighty dreams
As orpheus sings of the promise tomorrow may bring

Tell me, I've still a lot to learn
Understand, these fires never stop
Please believe, when this joke is tired of laughing
I will hear the promise of my orpheus sing

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

dia dos namorados.jpg

 

 

Festival Montepio às vezes o amor regressa nos dias 11 e 14 de Fevereiro para celebrar o dia de São Valentim ao som de grandes nomes da música nacional no coração de 12 cidades portuguesas.
 
O primeiro festival do ano regressa reforçado em 2017!
‘Montepio às vezes o amor’ apresenta-se nos dias 11 e 14 de Fevereiro em 12 cidades, de Viana do Castelo a Faro, com 12 concertos especiais em que renova a sua aposta na música nacional.
 
Rui Veloso, Jorge Palma, Deixem o Pimba em Paz (com Bruno Nogueira e Manuela Azevedo), Amor Electro, Aurea, HMB, Gisela João, Raquel Tavares, André Sardet e João Pedro Pais são os primeiros nomes anunciados para quebrar o frio de Fevereiro e aquecer 12 palcos nacionais com as suas emblemáticas canções.
 
Depois de esgotados todos os concertos nas edições anteriores, nesta que será a 3ª, o festival do Dia dos Namorados promete espalhar o amor por mais cidades:
Aveiro, Beja, Coimbra, Faro e Viana do Castelo são algumas das novas capitais do amor que se juntam a Castelo Branco, Leiria, Lisboa, Porto e Vila do Conde, que recebem o festival mais uma vez.
 
Em 2017 todos os corações apaixonados e os amantes de boa música, poderão celebrar o dia de São Valentim duas vezes e em algumas das mais belas cidades portuguesas.
Agora só tem que escolher a que concertos vai levar a sua cara metade!
 
Os bilhetes estão à venda nos locais habituais.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Tarde de chuva, a península inteira a chorar
Entro numa igreja fria com um círio cintilante
Sentada, imóvel, fumando em frente ao altar
Silhueta, esboço, a esfinge de um anjo fumegante

Há em mim um profano desejo a crescer
Sinto a língua morta e o latim vai mudar
Os santos do altar devem tentar compreender
O que ela faz aqui fumando
Estará a meditar?

Ai, ui, atirem-me água benta
Ajoelho-me, benzo-me, arrependo-me, esconjuro-a
Atirem-me água fria
Por ela assalto a caixa de esmolas
Atirem-me água benta
Com ela eu desço ao inferno de Dante
Atirem-me água fria

Ai, ui, atirem-me água benta
Por parecer latina suponho que o nome dela
É Maria
É casta, eu sei, se é virgem ou não depende
Da nossa fantasia

Por parecer latina calculo que o nome dela
É Maria
É casta, eu sei, se é virgem ou não depende
Da nossa fantasia

 

Música e letra original: GNR
Interpretação por Vatsun

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

VALAS conquista 1 milhão ...

João Tamura - Terminus

VIDEOCLIP - Dom Rubirosa ...

Anselmo Ralph - Virou amo...

Banda sonora do filme "Ca...

Dillaz - Portugal

Casa da Cultura de Setúba...

Musical infantil "Palavra...

Estar Presente, tema de n...

Dillaz - Caminho Errado

arquivos

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Fdx.Grande som.Brutal
O POEMA.......AS MAÔS FLUINDO... COM PAIXÂO O INST...
Eu adoro esta música desde pequenina
amei a musica e dizer forca pr o meu compatriota C...
granda musica
OláTem razão, já não me lembro de inde tirei a let...
Lindo demais!!
Ola o convido a escutar devidamente a musica pois ...
Um curriculo extraordinario sem duvida: http://yol...
A letra não é correta
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds