Sábado, 25.10.14

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:18 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24.10.14

 

Letra

 

Queres saber como eu sou
Como é esta geração
Quem não quer que o diabo fale
Não lhe dê ocasião

Eu trago pele de cordeiro
E memória de elefante
O meu trunfo é o triunfo
O motivo, ai o motivo é gigante

Andei nas passas do Algarve
Mas fui salvo como que por magia
A minha vez chegou
O céu desanuviou
Hoje os astros alinharam

E eu estou pronto para ganhar o dia
Estou Pronto para ganhar o dia
Estou pronto para me consolar
E ninguém, ninguém
Ninguém, ninguém
Me pode incomodar

Rapariga rosa punk
Põe o pé no junqueirinha
Fosse o punk menos punk
Acredita que tu rosa eras minha

Passai na rua do salitre
E vem por esse mundo fora
Trás a carta que tens escrito
Tradição é agora, agora, agora

Disseram que era um caso perdido
Explicaram o destino que eu teria
Por pouco desisti
Mas ainda bem que não cedi
Acabou se o mal bocado

Eu estou pronto para ganhar o dia
Estou pronto para ganhar o dia
Estou pronto para me consolar
E ninguém, ninguém
Ninguém, ninguém
Me pode incomodar

Anos de insonia a esboçar
Um voo desorientado
De zangão perdido da colmeia
Torna o pingo de mel em taça cheia

Venha lá ao bailarico
Por a pedra no rescaldo
Quem tem jeito do porfirio
Quem se esfalfa
Mas não é nenhum ronaldo

Eu vou na reparbadora
Que trabalha todo o ano
Levo malhas e batidas
De fazer redopiar o transmontano

É bom também ter contrariedades
Sem nunca perder a fantasia
Tentar, falhar, sofrer, perder
Um tempo a duvidar

Dobrar o empenho e humildade
É pintar cada momento de alegria
Ver que a chuva parou
O melro assobiou
Deixem lá contagiar-se que eu

Estou pronto para ganhar o dia (4x)
Estou pronto para me consolar
E ninguém, ninguém
Ninguém, ninguém
Me pode incomodar

 



publicado por olhar para o mundo às 20:10 | link do post | comentar

Workshop de escrita de canções com Miguel Calhaz
ÁGUEDA, sábado 15 Novembro 2014, 14h00-19h00

INSCRIÇÕES A DECORRER

miguelcalhaz.png

 



A d'Formação, plataforma formativa da d'Orfeu, organiza o Workshop de Escrita de Canções, orientado pelo cantautor Miguel Calhaz, que decorrerá no dia 15 de Novembro, em horário intensivo das 14h às 19h. Dirigido a todos os interessados, sem requisitos musicais específicos, as inscrições estão abertas até dia 10 de Novembro. A pergunta está lançada: como nasce uma canção?

Neste workshop único, os formandos terão a possibilidade de conhecer a metodologia criativa do músico Miguel Calhaz, que terá uma abordagem em dois planos distintos: da música para o poema e do poema para música, através da análise de vertentes e temas muito recorrentes nas suas canções, bem como de outros autores e compositores.
 
Posteriormente num segundo passo, os formandos serão convidados a elaborarem uma canção em tempo real, a partir de um mote, onde terão a possibilidade de exercitar a sua componente literária e de explorar diversas técnicas de aperfeiçoamento de escrita.

Com um número total de 5 horas de formação, a inscrição tem o valor de 30€ (25€ Cartão d'Orfeu), devendo ser formalizada até ao dia 10 de Novembro. Para mais informações e inscrições, contactar pelo email dformacao@dorfeu.pt, no sítio http://www.dorfeu.pt/dformacao, pelos telefones 234 603 164 / 934 623 775 ou presencialmente na d’Orfeu, no horário habitual de atendimento 9h30-12h30 e 14h00-18h30.


MIGUEL CALHAZ | Notas Biográficas
Músico freelancer, cantautor e contrabaixista, lançou em 2012 o seu álbum de estreia a solo "Estas Palavras", que foi Disco Antena 1. Mantém projectos musicais nas áreas do jazz, da world music e da música portuguesa como Trilhos  - Novos caminhos da Guitarra Portuguesa, Contracorrente, Latin Groove, entre outros. Vencedor do Prémio José Afonso no Festival Cantar Abril 2011, com o tema original "Estas Palavras", além dos Prémios Ary dos Santos e Adriano Correia de Oliveira no mesmo Festival, ambos em 2013. Autor do tema "Ponte Romana" que, com o grupo Trilhos, obteve o 1º lugar na categoria Música na 1ª edição do concurso "Conte Connosco Santander-Totta". Participou em criações d’Orfeu de tributo a Zeca Afonso, Sérgio Godinho e Fausto como "Os CantAutores" e "Emboscadas". Licenciado em Educação Musical pela Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico da Guarda. É também Licenciado em Contrabaixo/Jazz da Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Instituto Politécnico do Porto.
http://miguelcalhaz.com
https://www.facebook.com/pages/Miguel-Calhaz-Músico/128537020556076



publicado por olhar para o mundo às 20:05 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:14 | link do post | comentar

 

Letra

 

Às vezes não sei o que queres e digo ok
Às vezes não sei o que faço e tu tá bem
Às vezes fazes de propósito, eu sei
Uma vez não são vezes e eu não digo a ninguém (2x)

Sei que às vezes eu não estou ao teu lado (ok)
E não te ligo por estar muito ocupado (tá bem)
Tu não mereces eu deixar-te nesse estado (eu sei)
Desculpa não ser esse príncipe encantado.
Quando não respondo, não sei porque é que me escondes que sabes
Que sou teu, mas queres um romance apertado
Às vezes é um sufoco, outras vezes fico louco e dizes
Não tens razão para te sentir enganado
Eu sei que me contas coisas que não contas a mais ninguém
E perguntamos ao tempo quanto tempo o tempo tem
Passa, horas, dias, choras, eu sei que está tudo errado dizes
Não vás embora, fica, mais um bocado
Eu fico sempre por perto por mais voltas que dês
Tu sabes, que eu não me apego, depois vens com porquês
Imaginas essas histórias tipo "era uma vez"
Baby, eu sou a folha em branco dos romances que lês.

Às vezes não sei o que queres e digo ok
Às vezes não sei o que faço e tu tá bem
Às vezes fazes de propósito, eu sei
Uma vez não são vezes e eu não digo a ninguém (2x)

Eu não digo a ninguém, que me queres e preferes
Aos outros que tu tens, eu sei
Que é díficil quando o clima é propício
Controlares esse teu vício que tens por mim desde o início, Ok
Eu quero e faço por isso e tu queres um compromisso
E eu sou mais de improviso e tu só queres ficar bem
E ficas doida comigo porque tens a não do perigo
Mas eu não se se consigo dar-te tudo o que tenho.

Sabes que te quero embora seja às vezes
Tento ser sincero, só que, tu não me entendes
Não tenho culpa, mas não sinto o que tu sentes
Hoje ficas cá em casa, uma vez não são vezes.

Às vezes não sei o que queres e digo ok
Às vezes não sei o que faço e tu tá bem
Às vezes fazes de propósito, eu sei
Uma vez não são vezes e eu não digo a ninguém (2x)

Oh eu não digo a ninguém
Eu sei

Sobe que eu não digo a ninguém
Cora, que eu não digo a ninguém
Fica, que eu não digo a ninguém
Podes fazer que eu não digo a ninguém

Às vezes não sei o que queres e digo ok
Às vezes não sei o que faço e tu tá bem
Às vezes fazes de propósito, eu sei

Uma vez não são vezes e eu não digo a ninguém (2x)

 



publicado por olhar para o mundo às 13:05 | link do post | comentar

luckylupe.jpg

 

 

Os Lucky Lupe vão fazer o 1º show em São Paulo, é dia 6 de novembro na Souza Lima, faculdade e conservatório de musica de São Paulo

 

No inicio de 2012, em Portugal (Lisboa) o projeto forma-se com dois membros para  desenvolver musica instrumental como construção de paisagens e ambientes sonoros. O  desafio era converger a originalidade, a diferença e a concetualidade da música, começando  pelos próprios instrumentos usados para compor.


São então usados para o efeito um Double Neck de guitarra e baixo elétricos, um sintetizador,  bateria acústica, um Roland SPDX, Loopstations e diversos pedais de efeitos, sendo a música  produzida em tempo real, sem pré-gravações de loops ou sonoridades, tanto em estúdio como ao vivo.


Durante o ano de 2012, até ao inicio de 2013 realizaram alguns shows em Lisboa, em espaços  como a Fábrica da Pólvora, LX Factory e a Praça Camões, este no âmbito do Festival Faz  Música, no intuito de desenvolver experiência em palco como banda e divulgar o projeto.


Em meados de 2013 começaram a preparar as gravações de um LP de estreia, tendo no inicio  de 2014 entrado em estúdio e concluído gravações do disco de estreia dos Lucky Lupe - 6  temas estão agora em fase de edição.


No início de 2014 David F. membro fundador dos Lucky Lupe – muda-se definitivamente para a  cidade de São Paulo e traz com ele o projeto para dar continuidade no Brasil.



publicado por olhar para o mundo às 12:43 | link do post | comentar

 

Letra

 

Dois lírios sobre a mesa
Uma janela aberta sobre o mar
Trago em mim a certeza
De quem espera p´lo teu voltar

Um cheirinho a café
Fotografias caídas pelo chão
E no ar uma canção
Traz-me uma recordação

Tenho tanto por dizer
Tanto por te contar
Que a vida não chega
Tenho o céu e tenho o mar
E tanto para te dar
Que a vida não chega

Tenho um poema escrito
Guardado num lugar perto do mar
Tenho o olhar no infinito
E suspiro devagar

Tenho tanto por dizer
Tanto por te contar
Que a vida não chega
Tenho o céu e tenho o mar
E tanto para te dar
Que a vida não chega

O tempo aqui parou
Desde que te foste embora
Só a saudade ficou
já não aguento tanta demora

Tenho tanto por dizer
Tanto por te contar
Que a vida não chega
Tenho o céu e tenho o mar
E tanto para te dar
Que a vida não chega

Tenho tanto por dizer
Tanto por te contar
Que a vida não chega
Tenho o céu e tenho o mar
E sei que vou te amar
Para a eternidade…

 



publicado por olhar para o mundo às 08:19 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.10.14

Grande Gala da Rádio SIM dedicada à Revista

 

 

6ª Grande Gala da Rádio Sim homenageia Revista à Portuguesa

Evento decorre no Coliseu de Lisboa

 

A 6ª Grande Gala da Rádio Sim realiza-se no dia 24 de Outubro, no Coliseu de Lisboa, e presta homenagem à Revista, um género teatral muito querido do público português.

 

O cartaz deste espectáculo é apresentado pelos locutores da Rádio SIM e junta em palco grandes vozes da música portuguesa de várias gerações:

 

 

Ada de Castro,

Anabela

António Calvário

Joel Branco

Lenita Gentil

Maria José Valério

Simone de Oliveira

 

Acompanhados pela Orquestra Royal

 

Estes são os nomes que darão vida a alguns dos maiores sucessos de sempre do teatro de revista, nascidos nos palcos do Parque Mayer e não só. Canções como “Zé Cacilheiro”, “Ó Tempo volta para trás”, “Voz do Povo”, “Chegou o Fado” ou “Esta Lisboa que eu Amo” prometem pôr o Coliseu a cantar.

 

Nesta Grande Gala será homenageado Helder Freire Costa, produtor e empresário de teatro, pelo seu trabalho ao longo de quatro décadas, fundamental na história recente da Revista à Portuguesa e na recuperação do Parque Mayer.

 

A 6ª Grande Gala é também o momento de assinalar o6º aniversário da Rádio Sim. A estação realiza todos os anos um grande espectáculo musical que reúne no mesmo palco as vozes da Rádio e os grandes artistas nacionais.

 

Este evento conta com o patrocínio do Continente.

 

 

6ª Grande Gala da Rádio Sim

Dia 24 de Outubro no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, às 21h



publicado por olhar para o mundo às 21:47 | link do post | comentar

23 de Outubro de 2014David Carreira eleito Melhor Artista Português dos MTV EMA 2014

 

 

David Carreira é o grande vencedor do prémio de Melhor Artista Português dos MTV EMA 2014. O jovem cantor MTV Linked foi o nomeado nacional mais votado pelos fãs conquistando, assim, o maior prémio internacional de música dedicado aos artistas portugueses.

Na luta pelo troféu estavam mais quatro artistas de peso - Amor Electro, Diego Miranda, HMB e Richie Campbell – mas foi o cantor de 'Baby Fica' e 'A Força Está em Nós' o escolhido para representar Portugal na competição de Melhor Artista Global, que terminará com o anúncio do vencedor global, na cerimónia dos MTV EMA 2014, no próximo dia 9 de novembro.

A partir de hoje, David Carreira compete com os restantes vencedores locais dos países da Europa do Sul (Espanha, França, Itália e Grécia) pela oportunidade de ser um dos 10 artistas finalistas que chegarão à última fase de luta pelo título de Melhor Artista Global. Até à próxima quarta-feira, dia 29 de outubro, às 22h59, os fãs de todo o mundo podem votar no seu artista favorito de cada região, em www.mtvema.com. Os 10 vencedores regionais serão anunciados no dia 8 de novembro e irão disputar o prémio final de Melhor Artista Global, a ser entregue na cerimónia dos MTV EMA 2014, em direto a partir do Hydro, em Glasgow, na Escócia, com transmissão na MTV Portugal a partir das 19h00.

Com apenas 23 anos, David Carreira é um artista em ascensão nacional e internacional, que tem no currículo colaborações com Snoop Dogg, Boss AC e Anselmo Ralph. Com dois álbuns lançados em Portugal e um em França, o sucesso cantor é bem visível na dupla platina que alcançou com o  álbum "Nº1", nas 2.700.000 visualizações do vídeo do tema 'Baby Fica'online e as 950.000 visualizações que o vídeo de 'A Força Está em Nós' atingiu em menos de um mês.



publicado por olhar para o mundo às 21:37 | link do post | comentar

 

letra

 

O vento leva nas vagas
Asas vibrantes de choro
E é nesse mar que eu moro
Mar-terra sangue nosso
Amar-te mais eu não posso
Meus cabelos de água
Trazem paixão, levam mágoa
Batel de bruma e bravura
Ecoa eterno lamento
Brota vida, sustento.
O mar leva nas vagas
Glória, memória, esplendor
Traz a coragem nas algas
Leva-me a ti, meu amor
Refrão:
Mare nostrum
Sanguis nostrum, anima
Facultatis, magnificat
Mare vivum
Patriæ nostram, potens
Ad æternum, magnificat

 



publicado por olhar para o mundo às 17:28 | link do post | comentar

Clã levam concerto "único e especial" ao Vodafone Mexefest

 

 

No certame lisboeta, a banda de Manuela Azevedo vai apresentar um concerto “único e especial”, com vários convidados especiais, entre os quais Samuel Úria - o único anunciado, até ao momento.

 

Os Clã juntam-se, no cartaz do evento, aos anteriormente confirmados Pharoahe Monch, Stereossauro, Salto, Francis Dale, Adult Jazz, Bristol, Capicua, Cloud Nothings, Curtis Harding, Deers, Duquesa, Éme, I Break Horses, JJ, Johanna Glaza, Kindness, King Gizzard & The Lizard Wizard, Meu Kamba Soundsystem, Modernos, Palma Violets, Perfume Genius, Savanna, Sensible Soccers, Sharon Van Etten, Shura, Sinkane, St. Vincent, Throes + The Shine, Tiago Iorc e Tune-Yards.

 

O Vodafone Mexefest regressa à Avenida da Liberdade, em Lisboa, nos dias 28 e 29 de setembro. Os bilhetes, já à venda nos locais habituais, custam €40. Os mesmos podem ser adquiridos através da App Vodafone Mexefest, com desconto de €5 no bilhete do festival.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:04 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Cheia de penas, cheia de penas me deito
E com mais penas,com mais penas me levanto
E no peito já me ficou no meu peito
Esse jeito, o jeito de te querer tanto

Desespero tenho por meu desespero
Dentro de mim, dentro de mim o castigo
Não te quero eu digo que não te quero
E de noite, de noite sonho contigo

Se considero que um dia hei-de morrer
No desespero que tenho de te não ver
O meu xaile, estendo o meu xaile no chão
Estendo o meu xaile e deixo-me adormecer

Se eu soubesse, se eu soubesse que morrendo
Tu me havias,tu me havias de chorar
Por uma lágrima por uma lágrima tua
Que alegria me deixaria matar.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:26 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.10.14

theraw.JPG

 

 

Paulo Jorge Morais, aka “Makkas” aka “LaCrau”, ex membro de um dos maiores projectos de Hip-Hop Português da década de 90, os Black Company,  com estes gravou a primeira compilação de Hip Hop Português “Rapublica” 94 e 3 álbuns de originais (“Geração Rasca” 95, “Filhos da Rua” 98 e “Fora de Série” em 2008).

 

Joana “LBird” Gonçalves, esteve sempre ligada ao mundo Hip-Hop com a PBC-Pontinha Bombing Crew, da qual fez parte, partilhava  dos mesmos gostos e ideias, foi a pessoa certa para integrar o “The Raw Sample Project”.

 

Projecto com uma base Jazz, Soul e Rhythm & Blues.

 

The Raw Sample Project  lançam agora o primeiro álbum de originais “Rotina”.

 

  1.  Intro
  1. Kem é Kem
  2. Acordar Hip-Hop feat. Kilú
  3. Encruzilhada
  4. Problemas feat. Deco (Joi Karyl)
  5. Rotina
  6. Dois feat. Lbird
  7. Desemprego feat. Lbird
  8. Dia de Merd@ feat. Lbird
  9. Memórias feat. Lbird
  10. OUTro


publicado por olhar para o mundo às 21:00 | link do post | comentar

 

letra

 

A quem pertenço?
Ao mundo eu pertenço.
Danço em liberdade,
E sou natureza que canta.
Que canta a tristeza e a saudade.
Não sou tua, não sou minha.
Quem me manda, não me quer.
Deu-me o dom de estar viva.
Deu-me o dom de ser o que eu quiser.
Não pertenço ao meu passado.
Ensinou-me muito o fado.
Não me sinto perdida.
Mesmo sem ti não me sinto perdida.
Sou natureza acordada.
Não pertenço a nada.

 



publicado por olhar para o mundo às 17:23 | link do post | comentar

Estarreja Jazz

 

Estarrejazz’14: A festa do jazz vive-se em Estarreja de 6 a 15 de novembro

 

A música jazz volta a invadir a cidade de Estarreja. Mário Barreiros, Maria João com a Big Band Estarrejazz, Nuno Costa e Carles Benavent são alguns dos nomes que marcam a 9ª edição do Estarrejazz, de 6 a 15 de novembro, com o Cine-Teatro de Estarreja como palco principal.

 

Mais uma edição de sucesso num cartaz composto por incontornáveis figuras do jazz nacional e internacional. O Estarrejazz volta a revelar-se um festival de elevada importância na divulgação e promoção do jazz junto dos públicos, atravessando a génese deste género musical até chegar às transformações e fusões que marcam a sua contemporaneidade. De 6 a 15 de novembro o Estarrejazz chama 8 nomes e formações de jazz, num total de 10 concertos em 3 espaços. São dois fins-de-semana repletos de música e que sugerem momentos inesquecíveis de fruição, do mainstream às novas tendências do jazz.

O arranque é dado pelo quarteto liderado pelo histórico baterista Mário Barreiros (6 nov.), que contracena com Carlos Barretto (contrabaixo), Ricardo Toscano (saxofone) e Abe Rábade (piano). Depois de Standards and Other Songs Trio (7 nov.), com Sérgio Rodrigues (piano), Francisco Brito (contrabaixo) e Paulo Bandeira (bateria), é a vez da Big Band Estarrejazz responder a mais um desafio: acompanhar a inconfundível voz de Maria João. Um ano após a sua estreia ao vivo, a Big Band Estarrejazz volta ao Cine-Teatro de Estarreja (palco-casa) para mais um grande concerto, dirigido por Pedro Moreira, desta vez com a presença especial da criativa Maria João, nome indissociável do jazz nacional, para uma explosão sinestésica de jazz.

A Big Band da Nazaré (13 nov.) também pisa o palco do Cine-Teatro de Estarreja e entra no universo do Estarrejazz com um concerto de repertório vasto, passando o testemunho a Nuno Costa (14 nov.), guitarrista e compositor de exceção caracterizado pela forte componente visual que dá à música, na liderança de um plantel de seis músicos ligados à história do jazz nacional e à vida do Hot Club de Portugal. O calor latino encerra a 9ª edição do Estarrejazz com o excecional baixista catalão Carles Benavent e o seu mais recente projeto “Un, Dos, Tres…”, ao lado de Roger Mas no piano e Roger Blaviana na percussão. Sempre com originalidade, muita cor e capaz de exteriorizar sensações apaixonantes, neste concerto o jazz latino do aclamado Carles Benavent vai entusiasmar, não só pela mestria do músico, mas por toda a carga emocional que transfere.

Mais jazz fora de portas e fora de horas

Nos dias 7 e 14 de novembro, o jazz derrama do CTE, inunda o centro da cidade e entra no Saramago Caffé Bar, que, nesta edição do Estarrejazz, é o espaço “fora de portas” incluído no circuito do festival. Pelo segundo ano consecutivo o Estarrejazz sai do CTE e estende-se a outros espaços, permitindo que a cidade se aproxime do jazz e se renda aos seus improvisos.

O cartaz “Afterhours” do Estarrejazz chama a partir das 23 horas o Trio Pedro Nobre, nos dias 7 e 8 de novembro, eMané Fernandes “Bouncelab”, nos dias 14 e 15, no Saramago Caffé Bar e no Café-Concerto do CTE, respetivamente. As duas formações representam a nova geração do jazz em Portugal. O Trio Pedro Nobre existe desde 2009 e apresenta um repertório contemporâneo, ousado e contrastante. A ousadia está presente também no “Bouncelab” de Mané Fernandes: trata-se de um quinteto de jovens instrumentistas caracterizado pela fusão do jazz tradicional com rock, hip hop, drum’n’bass e eletrónica.

A 9ª edição do Estarrejazz é promovida pelo Cine-Teatro de Estarreja e pelo Município de Estarreja e recebe o apoio da Antena 1/Antena 2 e da CP - Comboios de Portugal.

Os bilhetes para o Estarrejazz’14 já se encontram à venda e podem ser adquiridos na Bilheteira do CTE, no site da Bilheteira Online, lojas Fnac, CTT e El Corte Inglés. Ao apresentar comprovativo de bilhete para um dos concertos do Estarrejazz’14 pode adquirir um bilhete especial para os comboios urbanos do Porto, ida e volta, com origem em qualquer estação e destino a Estarreja, por apenas 2 euros.Venha de comboio ao Estarrejazz e ouça a Antena 1 e a Antena 2 para se habilitar a ganhar convites para o festival.

ESTARREJAZZ 2014

Quinta, 6 de novembro | 21h30
Cine-Teatro de Estarreja (auditório)
MÁRIO BARREIROS QUARTETO

Sexta, 7 de novembro | 21h30
Cine-Teatro de Estarreja (auditório)
STANDARDS AND OTHER SONGS TRIO

 

Sexta, 7 de novembro | 23H00

Saramago Caffé Bar (centro da cidade)

TRIO PEDRO NOBRE

Estarrejazz Afterhours


Sábado, 8 de novembro | 21H30

Cine-Teatro de Estarreja (auditório)
MARIA JOÃO + BIG BAND ESTARREJAZZ

 

Sábado, 8 de novembro | 23H00

Cine-Teatro de Estarreja (café-concerto)

TRIO PEDRO NOBRE

Estarrejazz Afterhours


Quinta, 13 de novembro | 21h30
Cine-Teatro de Estarreja (auditório)
BIG BAND NAZARÉ

Sexta, 14 de novembro | 21h30
Cine-Teatro de Estarreja (auditório)
NUNO COSTA “VESPA MUNDI”

 

Sexta, 14 de novembro | 23H00

Saramago Caffé Bar (centro da cidade)

MANÉ FERNANDES “BOUNCELAB”

Estarrejazz Afterhours

 
Sábado, 15 de novembro | 21H30

Cine-Teatro de Estarreja (auditório)
CARLES BENAVENT “UN, DOS, TRES…”

 

Sábado, 15 de novembro | 23H00

Cine-Teatro de Estarreja (café-concerto)

MANÉ FERNANDES “BOUNCELAB”

Estarrejazz Afterhours



ENTRADA NORMAL ESTARREJAZZ’14 6€ / 4€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

ENTRADA ESTARREJAZZ’14 AFTERHOURS | CAFÉ-CONCERTO 3€

PASSE GERAL ESTARREJAZZ’14 22,5€ (acesso aos concertos no auditório e no café-concerto)

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 12:55 | link do post | comentar

 

 

letra

 

I wanted to say all the right things,
but I said all the wrong things instead

Much to your surprise,
well i wasn't surprised at all

Oh it's such a beautiful day
on the other side of the world
Oh I feel so young
but my soul is so old

So won't you cut a slice of your life
and hand it to me

Well I don't like Phone Sex
but if we're on Skype I don't mind,
seeing a nipple or two

They say the heart grows fonder with distance
but that wasn't the case with you

Oh it's such a beautiful day
on this side of the world
Oh I am so young
but my soul is so old

 



publicado por olhar para o mundo às 08:19 | link do post | comentar

Terça-feira, 21.10.14

forgottenfog.jpg

 

He left his heart in too many places – Ele deixou o seu coração em demasiados lugares.

És a única árvore no mundo, enterraste em raízes profundas. As camadas debaixo de terra habitam o esquecimento. Os corpos perdidos, encontram-se no caos obtuso. O frio é cada vez maior. Deixas de sentir as minhocas, os corpos anestesiados, falam de outros tempos, de uma outra vida. Estas oito mulheres falam do género, lutam por um passado longínquo, não presente. Questionam esse passado, e enterradas, revivem esse ciclo que foi a sua vida. A resposta é uma narrativa surrealista, inspirada no texto de Beckett, “play”, na mais pura das formas, criado sobre o formato de espectáculo multidisciplinar, numa fusão de dança contemporânea, teatro físico, música e novo circo. 

Encenação: Diana Bastos Niepce / Música e Edição: Diana Bastos, Sérgio Ivo / Interpretes: Ana Sofia Leite, Angélica Evrard, Diana Niepce, Mariana Portugal, Mila Xavier, Mónica Alves, Raquel Nicoletti e Telma Fernandes / Design de luz: Carlos Ramos / Agradecimentos: Carlos Ramos, Carlos Raposo, Cátia Leitão, Mafalda Gouveia, Maria João Olímpio, Pedro Tiago, The Madblast e Armazém 13. 

25 de Outubro de 2014 às 22 horas
 Armazém 13.



publicado por olhar para o mundo às 23:35 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 21:46 | link do post | comentar

viviane.jpg

 

DIA NOVO

 

21 anos depois do seu álbum de estreia com os “Entre Aspas”, “Dia Novo” surge a partir de uma Viviane mais calma e mais madura, ciente do chão onde pisa e de alguns porquês do universo musical, conhecedora das pausas, claves e dos acordes que pautam a existência semibreve de muitos de nós.

“Dia Novo”, que usa o nome da canção homónima, assente num poema do escritor José Luís Peixoto, é um disco com raízes marcadamente portuguesas, que tem como convidado principal o Fado e a guitarra portuguesa, visitando aqui e ali a “Chanson francesa”.

No novo trabalho existe cheiro a Lisboa, cidade que dá motivação ao primeiro single, “Do Chiado até ao Cais”. O single é uma visita guiada que nos conduz a locais emblemáticos da capital, tem como pano de fundo o Tejo e pelo caminho, um encontro com os poetas Fernando Pessoa, Bocage e Eça de Queirós.

O álbum inclui também três versões de autores estrangeiros, como Lhasa de Sela e Marcelo Camelo, do grupo Los Hermanos e uma versão do tema “Comment te dire adieu” de Serge Gainsbourg baseada na canção de Françoise Hardy, de 1968.

Com letras de José Luís Peixoto, Tiago Torres da Silva, Fernando Cabrita, Hugo Costa, Pierre Aderne e da própria Viviane, “Dia Novo” é um álbum pleno de felicidade e calor humano.

 

Datas dos próximos concertos:
 
8 nov. Ciné-teatro Louletano 21.30h
5 dez. FNAC Viseu 18.30h
5 dez. FNAC Coimbra 22.00h
6 dez. Auditório Conservatório de Coimbra. Convidada de João Gentil
7 dez FNAC Leiria 17.00h
20 dez. FNAC Faro 17.00h
 
Mais informação em: 
 
www.viviane.com.pt
www.facebook.com/viviane.artist
www.youtube.com/user/vivianeparra

 



publicado por olhar para o mundo às 21:09 | link do post | comentar

 

 

Choque Em Cadeia - álbum " Pés na Estrada"

 

A jovem banda de Lisboa edita, pela iPLAY o seu primeiro álbum com 11 temas originais de rock cantado em português. Um som orgânico, sem artifícios e com muito para dizer. O single “Deixa Rolar”, tema que entra logo no ouvido, põe o dedo na ferida.

 

“Não gostamos de música eletrónica”. Carlos Noronha admite que a frase pode ser polémica, mas o vocalista da muito jovem banda portuguesa (os quatro elementos têm idades a rondar os 19 anos) quer assumir claramente o ADN dos “Choque em Cadeia”: uma banda de rock, sem artifícios nem “manias”, que procura retratar a vida em Portugal, em português.

 

Membros de uma geração que enfrenta problemas bem reais como o desemprego e a “fuga” para o estrangeiro, Carlos Noronha (voz e guitarra), Manuel Parreira (baixo), João Costa (guitarra solo) e Luís Morais (bateria) abordam, no seu primeiro álbum “Pés na Estrada”, estas preocupações, mas também as ambições de liberdade, viagem e descoberta. “Pés na Estrada” é um álbum de originais que nos leva por caminhos de amor e desamor, ironia, crítica social, e mesmo puro divertimento e energia. 

 

O single “Deixa Rolar”, é uma boa amostra do espírito do álbum. O tema aborda a atitude muito portuguesa de “deixar andar”, de não se preocuparem demasiado. Sendo uma música de crítica social, é também o reconhecimento de que, apesar de tudo, os portugueses não desistem e acabam por resolver as coisas.

 

Com um conjunto de temas aperfeiçoados ao longo dos 5 anos de existência da banda, “Pés na Estrada” distingue-se pelo apuramento das letras, vocalizadas com invulgar atitude e afinação, em equilíbrio com sons bem estruturados e criatividade rítmica. O novo rock português vai passar, certamente, por aqui.

 

O início do choque

 

Quatro amigos de infância juntaram-se em 2009 para formar uma banda rock. Com apenas 13 anos de idade, começaram a partilhar - primeiro no quarto de um deles e depois em estúdio - os sons que lhes iam na cabeça e a encontrar uma linguagem comum. Tocaram em festas de escolas, de faculdade, eventos municipais, um pouco por todo o lado. Cantavam em inglês, porque era essa a língua das bandas que mais os apaixonavam (Jimi Hendrix, Nirvana, Rolling Stones e The Strokes), mas depressa passaram a cantar em português. Era a língua que fazia sentido para retratar a vida deles, dos jovens portugueses. Apontam Jorge Palma como uma das referências, entre outros nomes do rock português, mas assumem uma identidade muito própria. Como eles próprios admitem: “Começámos a tocar para ouvir aquilo que gostaríamos de ouvir.”

 

 

 

Álbum: Pés na Estrada

Alinhamento: 

- Deixa Rolar (single)

- O Teu Chão

- Mentalmente Astuto

- Quando Fores Embora

- Marilu Fez-se À Estrada

- Tivemos Tudo na Mão

- Já Estou Farto

- Rockinho Mandado

- Vou Gritando

- Vais Rebentar

- Nada a Perder

https://www.facebook.com/pages/CHOQUE-EM-CADEIA/212565395471024?fref=ts



publicado por olhar para o mundo às 19:04 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

debruçada no parapeito
vestida com um certo desleixo
a sombra a giz desenhada no chão
apenas durmo mal

alguma informação
um mapa mal desenhado
serei suprema
nunca serei nada

todo o teatro inútil
o razoável insucesso
não tenho jeito para estas coisas
nunca devia ter hesitado

meti-me para dentro
roupa interior feia
a menina devia ser fuzilada
juntamente com as suas companheiras

 



publicado por olhar para o mundo às 17:53 | link do post | comentar

sophia.jpg

 

Sophia

07 de Novembro | Fórum da Maia | 21:30h

 

Amor à segunda vista” é uma viagem de influências, e por isso mesmo, um espetáculo bastante eclético que promete levar o público a sentir como se estivesse a fazer uma viagem pelo mundo, passando por vários países, como o Brasil, Argentina ou Cabo Verde, sem nunca perder de vista a Lusofonia e o nosso Fado porque essa é a forma como a artista sente a música portuguesa.

 

Acompanhada por 4 músicos, conta com a sonoridade da Guitarra Acústica, das Teclas, do Baixo Elétrico/Freetless e da Bateria/Percussão, para serem o principal transporte para esta viagem que leva a nossa imaginação a percorrer o mundo.

Nunca esquecendo as palavras dos grandes poetas como Alexandre O´Neil, David Mourão-Ferreira, João Monge, Eugénia Ávila Ramos, Sérgio Godinho, AC Firmino, entre outros pois são eles que fazem verdadeiramente a ligação com o que é nosso e por isso mesmo estão fortemente presentes nesta viagem.

As viagens são sempre motivo de grande alegria e espirito aberto, esta não vai ser diferente.

 

Músicos:  Pedro Soares (guitarra acústica) | Nuno Louro ( piano/teclados)| Ricardo Dikk (baixo fretless) |Rui Reis (bateria/percussão)

 

 

Dia 07 de Novembro| Fórum da Maia  | 21:30h

Bilhetes: 5€

Local de venda dos bilhetes: | Fórum da Maia | Biblioteca Municipal | Posto de Turismo

 

Próxima data:

12 de Dezembro | Cine Teatro São Pedro | Abrantes



publicado por olhar para o mundo às 12:01 | link do post | comentar

 

 Letra

 

quero ser amada só por mim
e não por andar enfeitada
ser adorada mesmo assim
careca, nua, descarnada

engano de alma ledo e cego
ó linda inês posta em sossego imortal

com perfumes a presa é facil
com jóias casacos de peles.
gosto do amor quando é difícil
e cheira ao meu hálito reles.

quero ser amada á flor da pele
não quero peles de vison,
amada pelo sabor a mel
a não pela côr do batôn.

engano de alma ledo e cego
ó linda inês posta em sossego imortal

com cabeleira a presa é facil
há quem se esconda atrás dos pêlos
gosto do amor quando é difícil
de ser amada sem cabelos.

quero que me beijem a caveira
e o meu ossinho parietal
que se afoguem na banheira
pelo meu belo occipital

engano de alma lego e cego
ó linda inês posta em sossego imortal

com carne viva a presa é facil
é ordinário e absoleto
gosto do amor quando é dificil
quando me aquecem o esqueleto

quero ser amada pela morte
pelos meus ossos de luar
quero que os cães da minha côrte
passem as noites a ladrar

engano de alma ledo e cego
ó linda inês posta em sossego imortal

sobe aos céus.
sobe aos céus.
sobe aos céus.



publicado por olhar para o mundo às 08:49 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.10.14

buddapowerblues.png

 

UM EVENTO SOLIDÁRIO
 

A Fundação AMA Autismo Apresenta LISBON BLUES FEST, nos dias 24 e 25 de Outubro no Armazén F - Lisboa


Maria João, uma das mais reconhecidas cantoras portuguesas, vai atravessar a fronteira entre o Jazz e o Blues mostrando que o seu talento não é redutível a fronteiras musicais.


Nesta viagem Maria João vai ser acompanhada por uma das grandes bandas do Blues português Budda Power Blues.
Este trio é liderado por Budda que é considerado um dos melhores e mais carismáticos guitarristas de Blues portugueses, dono de uma técnica apurada, de uma voz cheia de soul.Os concertos de Budda Power Blues são uma explosão de energia, a verdadeira Blues Experience.

 

Lisbon Blues Fest 2014 terá as participações de: "Acid Jazz" com José Cid em modo blues, "Velma Powel & Bluedays", "Chino & the Big Bat" e "Maria João feat Budda Power Blues" .

 

Um evento solidário . Faça aqui a sua reserva!



publicado por olhar para o mundo às 21:15 | link do post | comentar

 

letra

 

Do Chiado até ao Cais
São mil anos entre nós
O Pessoa faz de conta
E o Bocage ri de vós

No Camões espero por ti
O Eça em tarde de Abril
Quem me dera ser um sonho
Ver o Tejo em tons de anil

Da Ribeira à 24
Lá foi o caldo entornado
Para acabar a basófia
Veio a bófia do outro lado

Na Estrela esperarei por ti
Numa tarde de Agosto
Quem me dera ser Prazeres
Não me dês nenhum desgosto

Do Rossio até Belém
De São Bento à Conchichina
Muita gente vai e vem
Numa alma feminina

No Marquês eu esperarei
O rotundo não me lendo
No terreiro matarei
O rei que amei em Setembro

Na Estrela esperarei por ti
Numa tarde de Agosto
Quem me dera ser Prazeres
Não me dês nenhum desgosto

 



publicado por olhar para o mundo às 19:45 | link do post | comentar

ANTÓNIO ZAMBUJO  Novo álbum "Rua da Emenda" é editado a 17 de novembro

 

 

ANTÓNIO ZAMBUJO

Novo álbum "Rua da Emenda" é editado a 17 de novembro

Novo single já disponível e apresentado em exclusivo pela Antena 1

Músico regressa aos Coliseus em fevereiro de 2015.

"Rua da Emenda" é o novo disco de António Zambujo. O álbum, disponível desde hoje em pré-venda no iTunes e no Google, é editado a 17 de novembro e antecedido pelo tema "Pica do 7", disponível desde já a quem fizer a pré-compra no iTunes.
 
O iTunes irá disponibilizar algumas faixas, antes da data de edição, a quem aderir à pré-venda de "Rua da Emenda", que tem o apoio da Antena 1: primeiro, a "Valsa do Vais ou não Vais", a 3 de Novembro, seguida, a 05 de novembro, de "Despassarado" e de "Pantomineiro", no dia 07 de novembro. A 10 e 12 de novembro serão disponibilizados, respetivamente, os temas "Tiro pela Culatra" e "Barata Tonta", com o álbum "Rua da Emenda" a chegar às lojas poucos dias depois, a 17 de novembro, segunda-feira.

"Rua da Emenda" dispensa os condicionamentos de trânsito, porque, guiados pelo sinaleiro que canta, todos têm lugar. Não há sequer problemas de estacionamento: aos lugares reservados para os colaboradores habituais – de João Monge a Maria do Rosário Pedreira, de Ricardo Cruz a José Eduardo Agualusa, entre outros – juntam-se espaços novos e amplos para quem chega e é recebido em festa – Miguel Araújo, Samuel Úria, José Fialho Gouveia, para citar alguns – como acontece sempre que a voz de António Zambujo é o destino.

À notícia do novo disco, junta-se a confirmação do regresso de Zambujo aos Coliseus de Lisboa e Porto, em Fevereiro de 2015: primeiro na capital, a 19 e depois na invicta, a 21. Estes concertos nos Coliseus são anunciados na semana em que António Zambujo sobe a Santiago de Compostela para cantar, a 22 de Outubro, como convidado especial do espectáculo de abertura da Womex, a mais importante feira e conferência de música do mundo. O certame, que decorre este ano na Galiza, desafiou o prestigiado músico galego Xosé Manuel Budiño a construir um concerto especial para receber os milhares de delegados que participarão na Womex, e Budiño chamou alguns convidados, entre os quais, António Zambujo, que assim repete a presença na Womex, onde já tinha actuado em 2010, em Copenhaga. 

A "Rua da Emenda" é, afinal, uma rua do mundo. E será revelada a 17 de novembro.


publicado por olhar para o mundo às 18:59 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 17:40 | link do post | comentar

serhumano.jpg

 

 

Ser Humano - 7 de Novembro @ HardClub

Artistas no evento:
Mundo | Puro L | Grognation | Bispo | Minus | Expeão | Simple | Dengaz | Maze | Sagaz | Dillaz | Fuse | Dj Casca | Capicua | Stereossauro | Deau | Barrako 27

Artistas da mixtape
Virtus | Porte & Expeão | Xeg | Barrako 27 ft. P1 & Buli 2B & MCirilo | Malabá | Grognation ft. Intakto | Fuse | Nbc | Quartel 469 & Zero ft. Dj Casca | Mundo & Maze | Tribruto & Reflect & Sacik Brow & Mascote & Escape Records | Lucro Zero | Rato 54 | Jimmy P | Dillaz | Mundo Complexo | Denise | Micro

Toda a receita reverte para a causa.

 



publicado por olhar para o mundo às 12:55 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 08:39 | link do post | comentar

Domingo, 19.10.14

toniperes.jpg

 

 
O meu nome é Toni Peres, sou músico e compositor de orquestrais, estilo banda sonora. No passado dia 15 de Outubro foi editado o meu 4º trabalho musical intitulado de Inferno EP. O mesmo encontra-se disponível para ser totalmente ouvido no site oficial onde também é possível fazer o download do EP completo de forma totalmente gratuita.
 
Deixo um pouco sobre este trabalho:
 
SOBRE INFERNO (EP)
 
INFERNO EP é o quarto trabalho discográfico e primeiro EP de Toni Peres.
 
Editado a 15 de Outubro de 2014, este disco conta com 5 temas originais que nos levam a uma nova jornada épica ao som e ambiente das sonoridades orquestrais a que Toni Peres já nos habituou.
 
Além dos instrumentais e de novas sonoridades, INFERNO EP conta com a participação especial da cantora libanesa Rita Hokayem, que marca assim a estreia de um artista estrangeiro a participar num trabalho discográfico de Toni Peres.
 
Esta é a primeira edição do EP, que contará com uma versão álbum e versões especiais, ambas com data indefinida.
 


publicado por olhar para o mundo às 19:22 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Manifesto - Arriscar (acú...

Diabo na Cruz - Ganhar o ...

Workshop de escrita de ca...

Candymoon - Stalker's Bal...

D.A.M.A - Às Vezes

Os Lucky Lupe vão fazer ...

Viviane - A Vida Não Che...

Grande Gala da Rádio SIM ...

David Carreira eleito Mel...

Yolanda Soares - Mare Mag...

arquivos

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Muito obrigado
Há dias em que o tempo nos embalae fala mesmo sem ...
Voem, voem... Para bem longe
Deve ser o mesmo número de ingleses que cantam em ...
Outra envergonhada da língua materna. Alguém me di...
Se você gosta de violão o grupo é este: "Fingersty...
Olá, já cá está.
eu ja procurei em todo o sítio e n encontrei a let...
A tríade saloia do Casino Estoril com o seu chefe ...
A musica é grande
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds