Terça-feira, 21.10.14

forgottenfog.jpg

 

He left his heart in too many places – Ele deixou o seu coração em demasiados lugares.

És a única árvore no mundo, enterraste em raízes profundas. As camadas debaixo de terra habitam o esquecimento. Os corpos perdidos, encontram-se no caos obtuso. O frio é cada vez maior. Deixas de sentir as minhocas, os corpos anestesiados, falam de outros tempos, de uma outra vida. Estas oito mulheres falam do género, lutam por um passado longínquo, não presente. Questionam esse passado, e enterradas, revivem esse ciclo que foi a sua vida. A resposta é uma narrativa surrealista, inspirada no texto de Beckett, “play”, na mais pura das formas, criado sobre o formato de espectáculo multidisciplinar, numa fusão de dança contemporânea, teatro físico, música e novo circo. 

Encenação: Diana Bastos Niepce / Música e Edição: Diana Bastos, Sérgio Ivo / Interpretes: Ana Sofia Leite, Angélica Evrard, Diana Niepce, Mariana Portugal, Mila Xavier, Mónica Alves, Raquel Nicoletti e Telma Fernandes / Design de luz: Carlos Ramos / Agradecimentos: Carlos Ramos, Carlos Raposo, Cátia Leitão, Mafalda Gouveia, Maria João Olímpio, Pedro Tiago, The Madblast e Armazém 13. 

25 de Outubro de 2014 às 22 horas
 Armazém 13.



publicado por olhar para o mundo às 23:35 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 21:46 | link do post | comentar

viviane.jpg

 

DIA NOVO

 

21 anos depois do seu álbum de estreia com os “Entre Aspas”, “Dia Novo” surge a partir de uma Viviane mais calma e mais madura, ciente do chão onde pisa e de alguns porquês do universo musical, conhecedora das pausas, claves e dos acordes que pautam a existência semibreve de muitos de nós.

“Dia Novo”, que usa o nome da canção homónima, assente num poema do escritor José Luís Peixoto, é um disco com raízes marcadamente portuguesas, que tem como convidado principal o Fado e a guitarra portuguesa, visitando aqui e ali a “Chanson francesa”.

No novo trabalho existe cheiro a Lisboa, cidade que dá motivação ao primeiro single, “Do Chiado até ao Cais”. O single é uma visita guiada que nos conduz a locais emblemáticos da capital, tem como pano de fundo o Tejo e pelo caminho, um encontro com os poetas Fernando Pessoa, Bocage e Eça de Queirós.

O álbum inclui também três versões de autores estrangeiros, como Lhasa de Sela e Marcelo Camelo, do grupo Los Hermanos e uma versão do tema “Comment te dire adieu” de Serge Gainsbourg baseada na canção de Françoise Hardy, de 1968.

Com letras de José Luís Peixoto, Tiago Torres da Silva, Fernando Cabrita, Hugo Costa, Pierre Aderne e da própria Viviane, “Dia Novo” é um álbum pleno de felicidade e calor humano.

 

Datas dos próximos concertos:
 
8 nov. Ciné-teatro Louletano 21.30h
5 dez. FNAC Viseu 18.30h
5 dez. FNAC Coimbra 22.00h
6 dez. Auditório Conservatório de Coimbra. Convidada de João Gentil
7 dez FNAC Leiria 17.00h
20 dez. FNAC Faro 17.00h
 
Mais informação em: 
 
www.viviane.com.pt
www.facebook.com/viviane.artist
www.youtube.com/user/vivianeparra

 



publicado por olhar para o mundo às 21:09 | link do post | comentar

 

 

Choque Em Cadeia - álbum " Pés na Estrada"

 

A jovem banda de Lisboa edita, pela iPLAY o seu primeiro álbum com 11 temas originais de rock cantado em português. Um som orgânico, sem artifícios e com muito para dizer. O single “Deixa Rolar”, tema que entra logo no ouvido, põe o dedo na ferida.

 

“Não gostamos de música eletrónica”. Carlos Noronha admite que a frase pode ser polémica, mas o vocalista da muito jovem banda portuguesa (os quatro elementos têm idades a rondar os 19 anos) quer assumir claramente o ADN dos “Choque em Cadeia”: uma banda de rock, sem artifícios nem “manias”, que procura retratar a vida em Portugal, em português.

 

Membros de uma geração que enfrenta problemas bem reais como o desemprego e a “fuga” para o estrangeiro, Carlos Noronha (voz e guitarra), Manuel Parreira (baixo), João Costa (guitarra solo) e Luís Morais (bateria) abordam, no seu primeiro álbum “Pés na Estrada”, estas preocupações, mas também as ambições de liberdade, viagem e descoberta. “Pés na Estrada” é um álbum de originais que nos leva por caminhos de amor e desamor, ironia, crítica social, e mesmo puro divertimento e energia. 

 

O single “Deixa Rolar”, é uma boa amostra do espírito do álbum. O tema aborda a atitude muito portuguesa de “deixar andar”, de não se preocuparem demasiado. Sendo uma música de crítica social, é também o reconhecimento de que, apesar de tudo, os portugueses não desistem e acabam por resolver as coisas.

 

Com um conjunto de temas aperfeiçoados ao longo dos 5 anos de existência da banda, “Pés na Estrada” distingue-se pelo apuramento das letras, vocalizadas com invulgar atitude e afinação, em equilíbrio com sons bem estruturados e criatividade rítmica. O novo rock português vai passar, certamente, por aqui.

 

O início do choque

 

Quatro amigos de infância juntaram-se em 2009 para formar uma banda rock. Com apenas 13 anos de idade, começaram a partilhar - primeiro no quarto de um deles e depois em estúdio - os sons que lhes iam na cabeça e a encontrar uma linguagem comum. Tocaram em festas de escolas, de faculdade, eventos municipais, um pouco por todo o lado. Cantavam em inglês, porque era essa a língua das bandas que mais os apaixonavam (Jimi Hendrix, Nirvana, Rolling Stones e The Strokes), mas depressa passaram a cantar em português. Era a língua que fazia sentido para retratar a vida deles, dos jovens portugueses. Apontam Jorge Palma como uma das referências, entre outros nomes do rock português, mas assumem uma identidade muito própria. Como eles próprios admitem: “Começámos a tocar para ouvir aquilo que gostaríamos de ouvir.”

 

 

 

Álbum: Pés na Estrada

Alinhamento: 

- Deixa Rolar (single)

- O Teu Chão

- Mentalmente Astuto

- Quando Fores Embora

- Marilu Fez-se À Estrada

- Tivemos Tudo na Mão

- Já Estou Farto

- Rockinho Mandado

- Vou Gritando

- Vais Rebentar

- Nada a Perder

https://www.facebook.com/pages/CHOQUE-EM-CADEIA/212565395471024?fref=ts



publicado por olhar para o mundo às 19:04 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

debruçada no parapeito
vestida com um certo desleixo
a sombra a giz desenhada no chão
apenas durmo mal

alguma informação
um mapa mal desenhado
serei suprema
nunca serei nada

todo o teatro inútil
o razoável insucesso
não tenho jeito para estas coisas
nunca devia ter hesitado

meti-me para dentro
roupa interior feia
a menina devia ser fuzilada
juntamente com as suas companheiras

 



publicado por olhar para o mundo às 17:53 | link do post | comentar

sophia.jpg

 

Sophia

07 de Novembro | Fórum da Maia | 21:30h

 

Amor à segunda vista” é uma viagem de influências, e por isso mesmo, um espetáculo bastante eclético que promete levar o público a sentir como se estivesse a fazer uma viagem pelo mundo, passando por vários países, como o Brasil, Argentina ou Cabo Verde, sem nunca perder de vista a Lusofonia e o nosso Fado porque essa é a forma como a artista sente a música portuguesa.

 

Acompanhada por 4 músicos, conta com a sonoridade da Guitarra Acústica, das Teclas, do Baixo Elétrico/Freetless e da Bateria/Percussão, para serem o principal transporte para esta viagem que leva a nossa imaginação a percorrer o mundo.

Nunca esquecendo as palavras dos grandes poetas como Alexandre O´Neil, David Mourão-Ferreira, João Monge, Eugénia Ávila Ramos, Sérgio Godinho, AC Firmino, entre outros pois são eles que fazem verdadeiramente a ligação com o que é nosso e por isso mesmo estão fortemente presentes nesta viagem.

As viagens são sempre motivo de grande alegria e espirito aberto, esta não vai ser diferente.

 

Músicos:  Pedro Soares (guitarra acústica) | Nuno Louro ( piano/teclados)| Ricardo Dikk (baixo fretless) |Rui Reis (bateria/percussão)

 

 

Dia 07 de Novembro| Fórum da Maia  | 21:30h

Bilhetes: 5€

Local de venda dos bilhetes: | Fórum da Maia | Biblioteca Municipal | Posto de Turismo

 

Próxima data:

12 de Dezembro | Cine Teatro São Pedro | Abrantes



publicado por olhar para o mundo às 12:01 | link do post | comentar

 

 Letra

 

quero ser amada só por mim
e não por andar enfeitada
ser adorada mesmo assim
careca, nua, descarnada

engano de alma ledo e cego
ó linda inês posta em sossego imortal

com perfumes a presa é facil
com jóias casacos de peles.
gosto do amor quando é difícil
e cheira ao meu hálito reles.

quero ser amada á flor da pele
não quero peles de vison,
amada pelo sabor a mel
a não pela côr do batôn.

engano de alma ledo e cego
ó linda inês posta em sossego imortal

com cabeleira a presa é facil
há quem se esconda atrás dos pêlos
gosto do amor quando é difícil
de ser amada sem cabelos.

quero que me beijem a caveira
e o meu ossinho parietal
que se afoguem na banheira
pelo meu belo occipital

engano de alma lego e cego
ó linda inês posta em sossego imortal

com carne viva a presa é facil
é ordinário e absoleto
gosto do amor quando é dificil
quando me aquecem o esqueleto

quero ser amada pela morte
pelos meus ossos de luar
quero que os cães da minha côrte
passem as noites a ladrar

engano de alma ledo e cego
ó linda inês posta em sossego imortal

sobe aos céus.
sobe aos céus.
sobe aos céus.



publicado por olhar para o mundo às 08:49 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.10.14

buddapowerblues.png

 

UM EVENTO SOLIDÁRIO
 

A Fundação AMA Autismo Apresenta LISBON BLUES FEST, nos dias 24 e 25 de Outubro no Armazén F - Lisboa


Maria João, uma das mais reconhecidas cantoras portuguesas, vai atravessar a fronteira entre o Jazz e o Blues mostrando que o seu talento não é redutível a fronteiras musicais.


Nesta viagem Maria João vai ser acompanhada por uma das grandes bandas do Blues português Budda Power Blues.
Este trio é liderado por Budda que é considerado um dos melhores e mais carismáticos guitarristas de Blues portugueses, dono de uma técnica apurada, de uma voz cheia de soul.Os concertos de Budda Power Blues são uma explosão de energia, a verdadeira Blues Experience.

 

Lisbon Blues Fest 2014 terá as participações de: "Acid Jazz" com José Cid em modo blues, "Velma Powel & Bluedays", "Chino & the Big Bat" e "Maria João feat Budda Power Blues" .

 

Um evento solidário . Faça aqui a sua reserva!



publicado por olhar para o mundo às 21:15 | link do post | comentar

 

letra

 

Do Chiado até ao Cais
São mil anos entre nós
O Pessoa faz de conta
E o Bocage ri de vós

No Camões espero por ti
O Eça em tarde de Abril
Quem me dera ser um sonho
Ver o Tejo em tons de anil

Da Ribeira à 24
Lá foi o caldo entornado
Para acabar a basófia
Veio a bófia do outro lado

Na Estrela esperarei por ti
Numa tarde de Agosto
Quem me dera ser Prazeres
Não me dês nenhum desgosto

Do Rossio até Belém
De São Bento à Conchichina
Muita gente vai e vem
Numa alma feminina

No Marquês eu esperarei
O rotundo não me lendo
No terreiro matarei
O rei que amei em Setembro

Na Estrela esperarei por ti
Numa tarde de Agosto
Quem me dera ser Prazeres
Não me dês nenhum desgosto

 



publicado por olhar para o mundo às 19:45 | link do post | comentar

ANTÓNIO ZAMBUJO  Novo álbum "Rua da Emenda" é editado a 17 de novembro

 

 

ANTÓNIO ZAMBUJO

Novo álbum "Rua da Emenda" é editado a 17 de novembro

Novo single já disponível e apresentado em exclusivo pela Antena 1

Músico regressa aos Coliseus em fevereiro de 2015.

"Rua da Emenda" é o novo disco de António Zambujo. O álbum, disponível desde hoje em pré-venda no iTunes e no Google, é editado a 17 de novembro e antecedido pelo tema "Pica do 7", disponível desde já a quem fizer a pré-compra no iTunes.
 
O iTunes irá disponibilizar algumas faixas, antes da data de edição, a quem aderir à pré-venda de "Rua da Emenda", que tem o apoio da Antena 1: primeiro, a "Valsa do Vais ou não Vais", a 3 de Novembro, seguida, a 05 de novembro, de "Despassarado" e de "Pantomineiro", no dia 07 de novembro. A 10 e 12 de novembro serão disponibilizados, respetivamente, os temas "Tiro pela Culatra" e "Barata Tonta", com o álbum "Rua da Emenda" a chegar às lojas poucos dias depois, a 17 de novembro, segunda-feira.

"Rua da Emenda" dispensa os condicionamentos de trânsito, porque, guiados pelo sinaleiro que canta, todos têm lugar. Não há sequer problemas de estacionamento: aos lugares reservados para os colaboradores habituais – de João Monge a Maria do Rosário Pedreira, de Ricardo Cruz a José Eduardo Agualusa, entre outros – juntam-se espaços novos e amplos para quem chega e é recebido em festa – Miguel Araújo, Samuel Úria, José Fialho Gouveia, para citar alguns – como acontece sempre que a voz de António Zambujo é o destino.

À notícia do novo disco, junta-se a confirmação do regresso de Zambujo aos Coliseus de Lisboa e Porto, em Fevereiro de 2015: primeiro na capital, a 19 e depois na invicta, a 21. Estes concertos nos Coliseus são anunciados na semana em que António Zambujo sobe a Santiago de Compostela para cantar, a 22 de Outubro, como convidado especial do espectáculo de abertura da Womex, a mais importante feira e conferência de música do mundo. O certame, que decorre este ano na Galiza, desafiou o prestigiado músico galego Xosé Manuel Budiño a construir um concerto especial para receber os milhares de delegados que participarão na Womex, e Budiño chamou alguns convidados, entre os quais, António Zambujo, que assim repete a presença na Womex, onde já tinha actuado em 2010, em Copenhaga. 

A "Rua da Emenda" é, afinal, uma rua do mundo. E será revelada a 17 de novembro.


publicado por olhar para o mundo às 18:59 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 17:40 | link do post | comentar

serhumano.jpg

 

 

Ser Humano - 7 de Novembro @ HardClub

Artistas no evento:
Mundo | Puro L | Grognation | Bispo | Minus | Expeão | Simple | Dengaz | Maze | Sagaz | Dillaz | Fuse | Dj Casca | Capicua | Stereossauro | Deau | Barrako 27

Artistas da mixtape
Virtus | Porte & Expeão | Xeg | Barrako 27 ft. P1 & Buli 2B & MCirilo | Malabá | Grognation ft. Intakto | Fuse | Nbc | Quartel 469 & Zero ft. Dj Casca | Mundo & Maze | Tribruto & Reflect & Sacik Brow & Mascote & Escape Records | Lucro Zero | Rato 54 | Jimmy P | Dillaz | Mundo Complexo | Denise | Micro

Toda a receita reverte para a causa.

 



publicado por olhar para o mundo às 12:55 | link do post | comentar

 



publicado por olhar para o mundo às 08:39 | link do post | comentar

Domingo, 19.10.14

toniperes.jpg

 

 
O meu nome é Toni Peres, sou músico e compositor de orquestrais, estilo banda sonora. No passado dia 15 de Outubro foi editado o meu 4º trabalho musical intitulado de Inferno EP. O mesmo encontra-se disponível para ser totalmente ouvido no site oficial onde também é possível fazer o download do EP completo de forma totalmente gratuita.
 
Deixo um pouco sobre este trabalho:
 
SOBRE INFERNO (EP)
 
INFERNO EP é o quarto trabalho discográfico e primeiro EP de Toni Peres.
 
Editado a 15 de Outubro de 2014, este disco conta com 5 temas originais que nos levam a uma nova jornada épica ao som e ambiente das sonoridades orquestrais a que Toni Peres já nos habituou.
 
Além dos instrumentais e de novas sonoridades, INFERNO EP conta com a participação especial da cantora libanesa Rita Hokayem, que marca assim a estreia de um artista estrangeiro a participar num trabalho discográfico de Toni Peres.
 
Esta é a primeira edição do EP, que contará com uma versão álbum e versões especiais, ambas com data indefinida.
 


publicado por olhar para o mundo às 19:22 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:48 | link do post | comentar

 

Letra

 

De manhã cedinho

Eu salto do ninho e vou para a paragem

De bandolete à espera do sete

mas não pela viagem

 

Eu bem que não queria

mas um belo dia eu vi-o passar

E o meu peito que é céptico

por um pica de eléctrico voltou a sonhar

 

Em cada repique

que salta do clique de aquele alicate

De um modo frenético

o peito que é céptico toca a rebate

 

Se eu lhe perguntasse

se tem livre passe para o peito de alguém

Vá-se lá saber talvez eu lhe oblitere o peito também

 

Ninguém acredita o estado em que fica o meu coração

Quando o sete me apanha

Até acho que a senha me salta da mão

Pois na carreira desta vida vão

Mas nada me dá a pica que o pica do sete me dá

 

Que triste fadário e que itinerário tão infeliz

Traçar meu horário com  o de um funcionário de um trem da carris

 

Se o trem descarrila o povo refila e eu fico num sino

Porque um mero trajecto no meu caso concreto é já o destino

 

Ninguém acredita o estado em que fica o meu coração

Quando o sete me apanha

Até acho que a senha me salta da mão

Pois na carreira desta vida vão

Mas nada me dá a pica que o pica do sete me dá

 

Mas nada me dá a pica que o pica do sete me dá

 



publicado por olhar para o mundo às 15:51 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:30 | link do post | comentar

Sábado, 18.10.14

Prado

 

 

Prado é um trio instrumental de Lisboa formado por Nuno Damião na guitarra, Francisco Artur no contrabaixo e Flávio Pena na bateria em 2013. Apresenta um rock orgânico, textural e por vezes improvisado.      

 

Em Abril de 2014 fez as primeiras gravações com captação, mistura e masterização de André Pinheiro. Para a imagem e design contou com a colaboração da fotógrafa Inês Dias 

 

Em Setembro de 2014 surge o convite para participar no CD October Sampler 2014 da editora norte-americana Custom Made Music com o tema 'Lada' . A Custom Made Music é uma editora do estado de Virginia especializada em Shoegaze, Indie, Pós-Punk, editou discos de Peter Hook and the Light, Modern Man. Last Remaining Pinnacle, etc.

 

Site:

https://www.facebook.com/pradolx

 

  

Formação:

Nuno Damião – guitarra, teclados

Francisco Artur – contrabaixo

Flávio Pena – bateria

 

Fotos de Inês Dias - http://www.lomography.com.br/homes/saidseni

Contacto :  prado.em.lisboa@gmail.com

 

 

‘Lada’ é o tema dedicado ao automóvel de origem russa. O ‘vídeo loop’ está aqui:

 

 

‘Rupu’ foi o primeiro tema que apresentamos e está aqui:

https://www.youtube.com/watch?v=gS8syP--8Ec

 

Download gratuito em

https://pradomusic.bandcamp.com



publicado por olhar para o mundo às 21:38 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:27 | link do post | comentar

 

 

Letra

eu queria ser alguem melhor
e ter assim razoes para crer que o
nosso amor te importa
e me vais abrigar se em teu coraçao
começar a chover
calando assim a voz que me diz nada
mais o amor te deve
mas é no coraçao que o escreve

nao queria temer pelo pior
nem pelo que o futuro pode ou nao vir
a trazer
e se o nosso amor acabar
meu amor eu juro que eu nao quero mais
viver

calando assim a voz que me diz nada
mais o amor te deve
mas é no coraçao que o escreve

meu amor nao cantes esta cançao
ela nao pertence ao mundo que eu quero
para nós
ela nao vai embalar o nosso amor

 



publicado por olhar para o mundo às 08:27 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17.10.14

almadecoimbra.jpg

 

 

Alma de Coimbra recordam poetas e autores portugueses

Antigos alunos da Universidade de Coimbra reúnem-se este sábado, no Cine-Teatro de Estarreja, para cantar o património musical nacional e manter vivos nomes como José Afonso, Amália Rodrigues, Florêncio de Carvalho, entre outros.

 

De capa e batina, com direção musical de Augusto Mesquita, cerca de 50 coralistas e instrumentistas sobem ao palco do Cine-Teatro de Estarreja, dia 18 de outubro, às 21h30. São os Alma de Coimbra e garantem mais de uma hora dedicada à cultura portuguesa e aos valores da lusofonia.

Num registo onde se lê a juventude, o amor e a saudade da canção de Coimbra, estes veteranos preparam um alinhamento que revisita poetas, autores e intérpretes de língua portuguesa, aspeto comum a todos os concertos ao vivo deste grupo de fados. José Afonso, Amália Rodrigues, José Luís Tinoco, Florêncio de Carvalho são nomes frequentemente recordados no repertório dos Alma de Coimbra, sem esquecer temas como “Chamateia” (António Melo e Sousa/Luís Alberto Bettencourt), “Sôdade” (Amândio Cabral/Luis Morais), “Queda do Império” (Vitorino) e tantos outros.


Um concerto que viaja pela tradição académica e pela liberdade, em jeito de serenata dedicada à música portuguesa.

Concerto com babysitting

O serviço de babysitting do Cine-Teatro de Estarreja acolhe crianças entre os 4 e os 10 anos. É gratuito e requer marcação até dois dias úteis antes do evento. O serviço não é garantido caso não existam inscrições dentro do prazo referido. Usufrua do serviço de babysitting e tire o máximo partido do espetáculo. Ficha de inscrição Babysitting

SAB 18 OUT 21H30
Alma de Coimbra

Augusto Mesquita direção musical e arranjos
Inês Mesquita 
piano
Luísa Mesquita 
contrabaixo
Daniel Tapadinhas 
trompete e percussões
Avelino Correia 
violino
António José Moreira 
guitarra portuguesa
Pedro Lopes 
viola
[MUSICA] 6€ / 4€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 20:30 | link do post | comentar

fingertips.jpg

 

Fingertips levantam véu ao novo trabalho

Estão mais vivos e enérgicos do que nunca. Os Fingertips lançaram um novo vídeo e, com ele, trouxeram uma atitude mais dinâmica e criativa. Gravado em Shanghai, são dois minutos que marcam alguns dos melhores momentos da banda no West Bund Music Festival. 

Durante o último mês, a banda passou pela China e pelo Brasil, enriquecendo a identidade e levando o seu espírito renovado pelo mundo. A sua paixão contagiante pela música eliminou barreiras e, mesmo perante uma cultura diferente como a da China, a banda sentiu-se em casa.

A banda abre, assim, portas àquilo que foram os últimos meses de trabalho intenso, anunciado um espírito mais forte e uma presença única em palco. Integrado num plano de internacionalização, a banda vai continuar rumo a outros palcos do mundo, com um novo álbum de originais, que será gravado em Nova Iorque, ainda este ano. 
 

 



publicado por olhar para o mundo às 19:53 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:16 | link do post | comentar

Húngaros “Söndörgő” abrem o ciclo de 4 grandes noites OuTonalidades em Águeda!

-  Espaço d’Orfeu, sexta 24 Outubro, 22h30 -
Pela primeira vez em Portugal, os Söndörgő passam no OuTonalidades imediatamente antes da sua consagração internacional na Womex, em Santiago de Compostela, a maior feira mundial de músicas do mundo. São uma das grandes descobertas da world music húngara actual, celebrando a festiva música balcânica de forma singular, através de instrumentos de corda como a tambura. Música bem quente para grandes noites de Outono!

sondorgo.png

 


Tudo sobre os Söndörgő:
http://www.dorfeu.pt/outonalidades/sondorgo
https://www.facebook.com/sondorgo
http://www.sondorgo.hu/

Este ano, o “OuTonalidades - circuito português de música ao vivo” reforça este ano a sua passagem por Águeda, com quatro grandes apostas musicais nacionais e internacionais: Söndörgő (sexta 24 Outubro), Couple Coffee (sexta 7 Novembro), Xarnege (sexta 21 Novembro) e Edu Miranda Trio (sexta 5 Dezembro), sempre pelas 22h30, na tenda do Espaço d’Orfeu.

O Espaço d'Orfeu vai ser palco privilegiado de reconhecidos grupos musicais a nível internacional, começando no dia 24 de Outubro com Söndörgő, considerados como um dos grupos mais interessantes da world music húngara actual, que celebra a música balcânica, recuperando as tradições musicais das comunidades sérvias e croatas da Hungria. A seguinte aposta, no dia 7 de Novembro, é o regresso dos luso-brasileiros Couple Coffee a revisitarem a obra de José Afonso. No dia 21 de Novembro, será a vez de Xarnege trazer a música folk de dois povos com a mesma origem, mas separados pelos Pirinéus, bascos e gascões. A encerrar o ciclo de concertos em Águeda, a 5 de Dezembro, o músico brasileiro Edu Miranda resgatará clássicos do Fado para o universo musical do Brasil (chorinho, samba, baião, forró e maracatu).

Na região, também Albergaria, Ovar, Aveiro, Oliveira do Bairro e Estarreja acolhem vários concertos do OuTonalidades. Em Albergaria, no Café-concerto do Cineteatro Alba, já passaram TV Rural (25 Setembro) e Ricardo Fino (2 Outubro), acolhendo ainda Söndörgő (23 Outubro), Oficina de Cante Alentejano com Celina da Piedade (30 Outubro), Emmy Curl (6 Novembro), Couple Coffee (27 Novembro), Txarango (4 Dezembro) e Helena Caspurro (27 Dezembro). O Bar do Cine-Teatro de Estarreja também já recebeu Emmy Curl (11 Outubro), passando ainda Najla Shami (31 Outubro) e Tape Junk (28 Novembro). Em Ovar, sobem ao palco do Centro de Arte de Ovar Emmy Curl (31 Outubro) e Little Friend (28 Novembro). Em Oliveira do Bairro, no Quartel das Artes Dr. Alípio Sol, actuam Los Niños de Los Ojos Rojos (31 Outubro) e Txarango (5 Dezembro). Em Aveiro, a Casa da Pantopeia acolhe o duo 2² (a 22 Novembro).

Esta 18ª edição do OuTonalidades arrancou a 20 de Setembro e, além de Municípios da região, já passou entretanto por São Joanico, Guarda, Chaves e Famalicão da Serra. Tem ainda concertos previstos, até de 19 Dezembro, em Tondela, Idanha-a-Nova, Batalha, Évora, Castro Verde, Mogadouro e Lisboa. Este ano, o circuito OuTonalidades apresenta vários reconhecidos grupos internacionais a par de grandes nomes da música nacional e de artistas emergentes, evidenciando-se como incontornável oportunidade na programação e circulação musical em Portugal.

Todo o programa, semana a semana, pode ser consultado em http://www.dorfeu.pt/outonalidades, onde é possível aceder à apresentação detalhada (sinopses, fotos, vídeos, localização e outros links) tanto dos Grupos, como dos Espaços. A 18ª edição do OuTonalidades vai continuar a levar música ao vivo a diversos pontos do país até 27 de Dezembro.


http://www.dorfeu.pt/
http://dorfeu.blogspot.com/
http://www.facebook.com/dOrfeuAC



publicado por olhar para o mundo às 12:40 | link do post | comentar

Hugo torres

 

 

 

«Hugo Hélder da Silva Torres, cantor e compositor, nasceu em Braga a 16 de Setembro de 1978. Com apenas 6 anos iniciou os seus estudos de prática de teclado na Escola de Música Vadeca. Deu mais alguns passos pela música e, com 10 anos, cantou e tocou piano para uma vasta plateia no Theatro Circo de Braga.


O gosto pela música foi crescendo e levando-o ao aperfeiçoamento da técnica de canto, piano e de guitarra clássica, através de várias formações livres.

Com 18 anos ingressou no Conservatório de Música nas Caldas da Saúde (ARTAVE), onde integrou o Coro de Câmara Manuel Faria, com Direção do Maestro Roberto Perez. Mais tarde concluiu a Licenciatura em Educação Musical, na Escola Superior de Viana do Castelo (ESE). Paralelamente continuou com aulas de canto na Companhia de Música de Braga.

A paixão pela música levou-o a concorrer a vários programas televisivos, tais como "Cantigas da Rua"(SIC); "Estrelas do Mar" (RTP), "Nasci para a música" (TVI), "Big Show SIC" (SIC) e "Olá Portugal" (TVI), salientando-se que nos três primeiros foi vencedor nas eliminatórias. Foram inúmeros os projetos musicais em que participou ao longo de 10 anos de estrada, chegando agora o momento de criar um projeto a solo.

DISCO – Trilhos No seu disco “Trilhos”, gravado em Sintra, iremos encontrar uma sonoridade Pop/Rock num estilo musical semelhante à grandes nomes da música nacional, tais como André Sardet , Rui Veloso, João Pedro Pais, por exemplo. Um álbum que, com uma combinação bem trabalhada de letras e acordes , promete enriquecer a música portuguesa para um público cada vez mais exigente. Na produção do disco, Hugo Torres contou com Manuel D'Oliveira, um músico , produtor e guitarrista conceituado que acompanhou vários artistas como por exemplo Dulce pontes. Como produtor trabalhou em projetos como JustGirls, Muxima, HMB, etc... Foi produtor do disco “Trilhos” onde participou também como guitarrista. Para além de Manuel D'Oliveira ,músicos conceituados como Yami nas vozes e baixo, Marito Marques na bateria também participaram.

O disco "Trilhos", lançado em Dezembro de 2013 está disponível nas lojas FNAC bem como em plataformas online como iTunes; GooglePlay e Amazon. Podemos ouvir o seu primeiro single “Mãos” na banda sonora da ficção nacional “Doida por ti” (TVI), bem como nas páginas oficiais do músico e nas rádios nacionais.

Durante a promoção do disco, Hugo Torres tem passado por programas de televisão nos canais RTP; TVI; SIC e Porto Canal. Somam ainda os showcases realizados nas FNAC's de Braga; Funchal e Algarve entre outros espaços deixando sempre o público radiante com canções que ficam no ouvido. »

 

VÍDEOS:

- Mãos: "  http://youtu.be/ckKG3giOpQs "

- "Mais Perto":  http://youtu.be/p6v_1pHM1BU 

- "Declaração" http://youtu.be/Ha-sG6bV5TU

 

Para mais informações e contacto, visitem-nos no facebook e Palco Principal em:

https://www.facebook.com/hugotorresband  

http://palcoprincipal.sapo.pt/hugo_torres



publicado por olhar para o mundo às 10:42 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:12 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16.10.14

deadcombo.jpg

 


DEAD COMBO

"A Bunch of Meninos" reeditado antes dos concertos nos coliseus

Banda continua na estrada a promover o aclamado disco deste ano

Os Dead Combo reeditam em novembro "A Bunch of Meninos", o seu mais recente álbum de originais.
 
O disco será reeditado com um DVD incluindo oito temas gravados ao vivo no Theatro Circo, em Braga. Ao mesmo tempo, a banda prepara-se para três concertos muito especiais em dezembro: para encerrar um ano extraordinário para a afirmação da banda, os Dead Combo vão dar concertos especiais no Coliseu de Lisboa (4 de dezembro) e no Teatro Rivoli, no Porto (12 de dezembro).
 
Recentemente, o duo formado por Tó Trips e Pedro Gonçalves apresentou um novo videoclipe e single, "Povo que Cais Descalço", segundo vídeo de promoção ao mais recente álbum. O vídeo, diz a banda, retrata "um país abandonado, deixado à mercê de um destino que não se vislumbra no horizonte".
 
"A Bunch of Meninos", editado em março, é composto por 13 novas canções, assinadas integralmente pela dupla que forma a banda, e conta com a produção dos Dead Combo em parceria com Hélder Nelson. Este novo registo traz ainda algumas participações especiais, como a de Alexandre Frazão (bateria e percussão) e António Sérginho (percussão).
 
A digressão de promoção ao mais recente álbum dos Dead Combo arrancou em março com mais de 40 concertos e com salas repletas um pouco por todo o país. O grupo passou também por alguns festivais de verão.

Álbum no iTunes e no Spotify.


publicado por olhar para o mundo às 20:37 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:09 | link do post | comentar

adriano correia de oliveira.jpg

 

MÊS DA MÚSICA

 

PRÓXIMAS INICIATIVAS

 

Os palcos do Barreiro têm recebido vários espetáculos no âmbito do Mês da Música 2014. No próximo fim-de-semana, a 19 de outubro, destaca-se, no Auditório Municipal Augusto Cabrita, o “Concerto de homenagem aos militares de Abril”, com a atuação da Banda Municipal do Barreiro e do Coral TAB. No dia 25, o AMAC recebe o concerto de homenagem a Adriano Correia de Oliveira “Cantar Adriano, Barreiro”. A Câmara Municipal do Barreiro convida o Vosso Órgão de Comunicação Social a estar presente nos dois espetáculos.

 

PROGRAMA

 

Concertos

19 outubro | 16h00 | Auditório Municipal Augusto Cabrita

Banda Municipal do Barreiro e Coral TAB

“Concerto de homenagem aos militares de Abril”

A Banda Municipal do Barreiro e o Coral TAB realizam em conjunto este concerto, em que a escolha de um reportório específico visa homenagear os militares de Abril.

Público-alvo - Maiores de 6 anos

Ingressos - 2€

Venda de bilhetes

- Auditório Municipal Augusto Cabrita | Parque da Cidade | Barreiro | Contato: 21 214 74 10

- Posto de Turismo | Largo do Mercado 1º de Maio | Barreiro | Contato | 21 099 08 37

 

24 outubro | 21h30 | Igreja Nossa Senhora do Rosário

Concerto - Soprano – Ana Paula Russo | Organista – António Duarte

Público-alvo - Maiores de 6 anos

Entrada Livre 

 

25 outubro |21h30| Auditório Municipal Augusto Cabrita

Cantar Adriano, Barreiro

Público-alvo - Maiores de 12 anos

Ingressos – 2 €

Venda de bilhetes

- Auditório Municipal Augusto Cabrita | Parque da Cidade | Barreiro | Contato: 21 214 74 10

- Posto de Turismo | Largo do Mercado 1º de Maio | Barreiro | Contato | 21 099 08 37

 

26 outubro | 16h30 | Retail Planet

Banda da União Recreativa de Cultura e Desporto de Coina

Público-alvo - Maiores de 3 anos

Entrada Livre

 

Serviço Educativo

O Pedro e o Lobo - Oficina de Música | Dirigido ao 4º ano do ensino básico do Concelho do Barreiro

Projeto de Manuel Gonçalves

 

Público infantil

25 outubro | 11h00 | Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro

Há Música na Floresta

Coordenador - Paulo Cavaco

Público-alvo - Dos 3 aos 5 anos | Pais e filhos (um acompanhante por criança)

Lotação - 20 crianças 

Duração - 30 m

Ingressos - 2€

Venda de bilhetes até dia 24 de outubro

- Auditório Municipal Augusto Cabrita | Parque da Cidade | Barreiro | Contato: 21 214 74 10

- Posto de Turismo | Largo do Mercado 1º de Maio | Barreiro | Contato | 21 099 08 37

Formação - Aulas Abertas

Escola de Música da Banda Municipal do Barreiro

Sede do Luso Futebol Clube (cave) – Rua Almirante Reis, 28 - Barreiro

Todas as 2ª feiras de outubro, entre as 17h30 e as 19h30

Todos os sábados de outubro, entre as 10h00 e as 11h30

CMB 2014-10-14



publicado por olhar para o mundo às 12:59 | link do post | comentar

manifesto.jpg

 

 

Manifesto - Concerto na Fnac de Guimarães

19 de Outubro

 



publicado por olhar para o mundo às 10:02 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Forgotten Fog - O Nevoeir...

Mickael Carreira - Tudo O...

Viviane apresenta “Dia No...

Choque Em Cadeia - aprese...

A naifa - Apenas durmo ma...

SOPHIA | TOUR "AMOR À SEG...

A Naifa - Subida aos Céus

MARIA JOÃO feat BUDDA POW...

VIVIANE - Do Chiado até ...

ANTÓNIO ZAMBUJO - Novo á...

arquivos

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Voem, voem... Para bem longe
Deve ser o mesmo número de ingleses que cantam em ...
Outra envergonhada da língua materna. Alguém me di...
Se você gosta de violão o grupo é este: "Fingersty...
Olá, já cá está.
eu ja procurei em todo o sítio e n encontrei a let...
A tríade saloia do Casino Estoril com o seu chefe ...
A musica é grande
o poema é lindo. Parabens
A TRÍADE SALOIA Casino Estoril Sol IIINo caso da f...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds