Quarta-feira, 23.04.14

Rogério Charraz

 

A “Febre do Passado" é o tema de avanço do novo disco de Rogério Charraz. A canção, com letra e música do próprio Rogério Charraz e arranjo de Alexandre Manaia, fala dos sonhos que ficam por cumprir quando se "joga pelo seguro" e se vive de acordo com o que os outros esperam de nós e não do que nos faz feliz.

O sucessor de "A Chave" tem edição prevista para depois do Verão e conta de novo com o apoio da Antena 1 .

Dany Silva, Luanda Cozetti, Miguel Calhaz e Sensi são alguns dos convidados deste novo álbum.

 



olhar para o mundo às 09:43 | link do post | comentar

 

Letra

 

Continuo a ler livros
À procura de sinais
Elevando o instinto
E as falhas mortais.

 

Procurando à volta
O que fizeste de ti
Lembro o chuto na bola
A cabeça que parti.

 

Velha escola de madeira
Quando os dias eram longos
Deu lugar a uma feira
Alcatrão sobre escombros.

 

As melhores raparigas
Que é feito delas
Casamento e intrigas
Um cigarro à janela.

 

Os amigos de farra
Ressacando noite dentro
Cada um em sua casa
Ler o Expresso em silêncio.

 

Uns aflitos na carreira
Outros presos, dependentes
Vão correndo pela areia.
Domingueiros ofegantes.

 

É a saga de uma vida
Como a vida de milhões
É a história que fica
Alguns anos depois.

 

Velhos amigos onde estais
Oiço os gritos que soltais
Velhos amigos onde estais
Oiço os gritos que soltais.

 

UHF - "Velhos Amigos (onde estais)"
Album: "69 STEREO" - 1996



olhar para o mundo às 08:29 | link do post | comentar

Terça-feira, 22.04.14

 

Letra

 

Turn the lights on

Every night I rush to my bed
With hopes that maybe
I'll get a chance to see you when I close my eyes
I'm goin' out of my head
Lost in a fairy tale
Can you hold my hand and be my guide

Clouds filled with stars cover your skies
And I hope it rains
You're the perfect lullaby
What kind of dream is this

You can be a sweet dream or a beautiful nightmare
Either way I
Don't wanna wake up from you
Sweet dream or beautiful nightmare
Somebody pinch me
Your love's too good to be true

Turn the lights on

My guilty pleasure I ain't goin' nowhere
Baby, long as you're here
I'll be floating on air
You can be a sweet dream or a beautiful nightmare
Either way I
Don't wanna wake up from you

I mention you when I say my prayers
I wrap you around all of my thoughts
Boy, you are my temporary high
I wish when I wake up you're there
So wrap your arms around me for real
And tell me you'll stay by my side

Clouds filled with stars cover the sky
And I hope it rains
You're the perfect lullaby
What kind of dream is this

You can be a sweet dream or a beautiful nightmare
Either way I
Don't wanna wake up from you
Sweet dream or beautiful nightmare
Somebody pinch me
Your love's too good to be true

Turn the lights on

My guilty pleasure I ain't goin' nowhere
Baby, long as you're here
I'll be floating on air
You can be a sweet dream or a beautiful nightmare
Either way I
Don't wanna wake up from you

Tattoo your name across my heart
So it will remain
Not even death can make us part
What kind of dream is this

You can be a sweet dream or a beautiful nightmare
Either way I
Don't wanna wake up from you
Sweet dream or beautiful nightmare
Somebody pinch me
Your love's too good to be true

My guilty pleasure I ain't goin' nowhere
Baby, long as you're here
I'll be floating on air
You can be a sweet dream or a beautiful nightmare
Either way I
Don't wanna wake up from you
Turn the lights off




olhar para o mundo às 23:59 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

 

Seguiu no seu caminho dourado
Escolheu a ilusão
Não percebeu que era arriscado
Viver na escuridão do dia

Tapou os olhos para não escolher
O que o destino desejava
Escondeu com folhos para não ver
O que a luz denunciava

Refrão:
E assim viveu na mentira
Com o futuro embargado
Presa ao presente que delira
Com a febre do passado

Escondida numa rocha invisível
Aos olhos da crueldade
Meio perdida na certeza
Da imutável realidade

Acomodou-se à vil rotina
De não ser para não sofrer
Ficou tapada pela cortina
Do dever e do parecer

Refrão

Pensou não ser capaz
Ficou a olhar para trás
Não soube ser audaz à luz do dia

Esperou até que a sorte
Lhe indicasse o Norte
E o tão esperado corte nunca aconteceu...

Refrão

Letra e Música: Rogério Charraz



olhar para o mundo às 23:41 | link do post | comentar

Rita Redshoes

 

Começa hoje a pré-venda no iTunes do novo disco de Rita Redshoes, "Life Is a Second Of Love". Até dia 12 de Maio, data de edição do disco, os fãs podem comprar o disco nesta loja digital a um preço mais baixo e recebem, de forma faseada, dois dos novos temas do disco. O primeiro tema a ser disponibilizado é o já conhecido single "Broken Bond" . A segunda canção, disponível a partir da próxima semana, será o tema "White Lies".

"Life Is a Second of Love" marca o regresso de Rita Redshoes aos discos depois de "Golden Era" (2008) e “"Lights & Darks" (2010). Ao terceiro trabalho de originais, Rita Redshoes atinge o seu mais alto ponto de maturidade artística - "Ao contrário dos discos anteriores, foi a primeira vez que o título apareceu já no final do processo de gravação. E embora cada canção tenha um peso lírico concreto, é o todo que faz sentido. E este título, "Life Is A Second Of Love", representa-o no seu sentido total - a vida para mim neste momento é mais real do que nunca e só é vivida em pleno com uma grande generosidade para com os outros e nós próprios. E é breve. É quase um momento ou um segundo."

Gravado no final de 2013 entre Portugal e o Brasil, "Life Is A Second Of Love" teve produção a cargo de Gui Amabis, músico, compositor e produtor oriundo de São Paulo. A participação brasileira ficou completa com a colaboração de Regis Damasceno (guitarra e baixo) e de Dustan Gallas (guitarra). Em termos nacionais e para além de Rui Freire, habitual baterista do projecto, "Life Is A Second Of Love" conta ainda com Ana Cláudia Serrão no violoncelo e, numa participação que se estende a várias canções do álbum, nos coros, Afonso Cabral, David Santos (aka Noiserv) e Salvador Menezes, membros do colectivo You Can’t Win Charlie Brown.

"Life Is A Second Of Love" é o terceiro disco de Rita Redshoes e chegará às lojas no dia 12 de Maio



olhar para o mundo às 22:36 | link do post | comentar

 

wildnorthe

 

 

Os wildnothe são um duo de Lisboa, eles estão a preparar o seu EP que sairá brevemente, entretanto deixam-nos o seu primeiro single

 



olhar para o mundo às 20:35 | link do post | comentar

A noite

 

 

Por ocasião das comemorações do 40º aniversário da Revolução dos Cravos, o Cine-Teatro de Estarreja recebe “A Noite”, primeira obra dramática de José Saramago, adaptada por Paulo Sousa Costa e encenada por José Carlos Garcia. Dia 26 de abril, às 21h30, revive-se a madrugada do 25 de Abril de 1974 a partir da redação de um jornal.

 

 

"Qualquer semelhança com personagens da vida real e seus ditos e feitos é pura coincidência”, avisa José Saramago (1922-2010), único Nobel da Literatura em língua portuguesa, nas páginas iniciais da obra dramática. “A Noite” é a primeira peça de teatro escrita por Saramago, em 1979, e relata a noite da Revolução dos Cravos na perspetiva de uma redação de jornal da capital lisboeta.

Temas como a liberdade e a verdade jornalística extraem-se das entrelinhas da peça, dando-lhe atualidade e pertinência. A obra de José Saramago encontra-se, no tom irónico característico do autor, com o nervosismo e a agitação de um grupo de jornalistas, numa redação, depois de lhes ter chegado o boato de que está a acontecer uma revolução. A “profunda impressão de tédio, de rotina, de noite igual às outras” que vive aquela redação é, em segundos, abalada pelos acontecimentos que carimbaram a história do país.

Com um elenco de luxo e bem conhecido do público português, destacando-se nomes como Vitor Norte (que protagoniza o chefe de redação do jornal), Paulo Pires, Joana Santos, João Lagarto e Sofia Sá da Bandeira, “A Noite” estará em cena no Cine-Teatro de Estarreja (CTE) dia 26 de abril, no âmbito das comemorações do 40º aniversário da Revolução dos Cravos. Uma peça de forte sensibilidade e seriedade que aponta o dedo às invisíveis e persistentes teias de poder e à dicotomia entre os que resistem e os que se deixam contaminar pelo sistema.

Exposições, poesia, música e teatro celebram Abril

A Noite”, de José Saramago, entra em cena no CTE no âmbito das comemorações dos 40º Aniversário do 25 de Abril, juntamente com outras ações simbólicas, promovidas pelo Município de Estarreja, com o objetivo de perpetuar a memória deste marco na vida social, política e económica dos portugueses.
Até 30 de abril estará patente no CTE a exposição Cartazes do 25 de Abril, do Centro de Documentação 25 de Abril e da Associação 25 de Abril, e na quinta-feira, dia 24 de abril, além da Conversa Com Luís Santarino Fernandes, o Bar do CTE recebe ainda a música de Coimbra Canta Abril, com António Ralha (guitarra), César Nogueira (viola), João Vaz (voz) e Mário Simões (voz). Às 16 horas de sexta-feira, dia 25 de abril, a Biblioteca Municipal recebe Pinho Neno com a apresentação do seu mais recente livro de poesia “Brados sem Eco” e, às 21h30, o CTE tem em cena “Os Anjos Tossem Assim” de Sandro W. Junqueira, numa interpretação do Grupo de Teatro Juvenil do CTE e encenação de Teresa Arcanjo.

 

SAB 26 ABR 21H30
A Noite

José Carlos Garcia encenação
José Saramago 
texto original
Paulo Sousa Costa adaptação
Vitor Norte, Paulo Pires, Joana Santos, Sofia Sá da Bandeira, Filipe Crawford, Pedro Lima, Samuel Alves, Fábio Alves 
elenco
Paulo Brandão 
desenho de som
João Almeida desenho de luz
Ana Paula Rocha figurinista
Ana Paula Rocha 
cenografia
Nádia Santos 
assistente de encenação
Adilson Gomes direção de cena
Élcio Chiquinato direção gráfica
Marta Quelhas, David Fernandes e Yellow Star Company produção
[TEATRO] Auditório 10€ / 8€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)

 



olhar para o mundo às 20:34 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Entrei fora de mão
Fiz a maior confusão
Correndo no passeio 
Foi como um tiro certeiro

Do outro lado da portagem
Vi alguêm disse-lhe adeus
Queria eu seguir viagem
Falei-lhe não respondeu

Está tudo bem 
Tudo bem
Mesmo que os outros nos olhem com desdém
Está tudo bem, tudo bem
De vez em quando
Todos somos uns bons filhos da mãe

Parei no apeadeiro
Tudo tinha para ver
Vi-te logo a ti primeiro 
Aqui ficas a saber

E seguindo o meu caminho 
Perco-me antes de chegar
Por ali fico eu sozinho
Com ganas p`ra te encontrar

Posso esconder-me no escuro
Encostar-te à parede
Esbarrar-me contra um muro
Faço trapézio sem rede
Se depois de tudo isto
Não consegues entender
Melhor fora não ter visto 
Não te dares a conheçer




olhar para o mundo às 17:33 | link do post | comentar

 

Letra

 

Força nos pés, venha o que vier
Coragem porque o dia "D" já chegou
Venha quem quiser, faça o que poder
Pura disposição, me chama que eu vou
Se é pra ta ta-ta-ta-ta também to
Na sociedade chegou já sambou
Swingou

Prato, caixa, bumbo
Prato, caixa, bumbo
Prato, caixa, bumbo

Prato, caixa, bumbo
Prato, caixa, bumbo
Prato, caixa, bumbo

Mostra até onde você vai

Força nos pés, venha o que vier
Coragem porque o dia "D" já chegou
Venha quem quiser, faça o que poder
Pura disposição, me chama que eu vou
Se é pra ta ta-ta-ta-ta também to
Na sociedade chegou já sambou
Swingou

Mostra até onde você vai

Mostra até onde você vai




olhar para o mundo às 13:24 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

O despertador a tocar
Mais um dia de trabalho são horas de levantar
Olho para as horas, afinal estou adiantado
Ainda bem assim fico mais um pouco deitado
Acordo a princesa ao meu lado
Penso em pecado
Debaixo dos lençois começo o dia cansado
O bem eu tento seguir
Deram chuva para hoje
Mas vejo o sol a sorrir
Não apanho trânsito
O carro rola na boa
Nem parece que estou a conduzir em plena Lisboa
Oiço um som dos que eu gosto a passar numa FM
Ponho o rádio mais alto
E o bólide quase que treme
Quando chego ao job para arrumar é uma ganda canseira
Mas hoje nao sei como estacionei á primeira
Vou ao café para comer uma bola de berlim
Ainda bem que há dias assim...

Refrão:
Apesar de ser apenas mais um dia normal
E não ter acontecido nada de especial
Hoje sinto a boa vibe e nada me corre mal
Ainda bem que há dias assim...
Apesar de ser apenas mais um dia normal
E não ter acontecido nada de especial
Hoje sinto a boa vybe e nada me corre mal
Devia haver mais dias assim...

Sinto-me inspirado
Hoje é um daqueles dias
Vou pôr em prática todas a minhas teorias
A letra que fiz ontem
Hoje parece ek soa melhor
Ouvi-a tantas vezes quaze ja a sei de cor
Estou no job a "jobbar"
Nem sinto o tempo a passar
Até o Gutto dizer que ja são horas d'almoçar
Frango no churrasco está pronto a sair
Sim, mando vir traga pão e manteiga para abrir
Sinto a cola a deslizar bem fresquinha
Dou os meus parabéns a quem estiver na cozinha
Para fechar mousse de chocolate é sobremesa
De repente na porta vejo entrar uma beleza
Senta-se á minha frente e começa a rir á toa
Enquanto o AC pensa (esta dama é muita boa)
Levanto-me e ela sempre a sorrir para mim
Ainda bem que há dias assim...

Refrão:
Apesar de ser apenas mais um dia normal
E não ter acontecido nada de especial
Hoje sinto a boa vybe e nada me corre mal
Ainda bem que há dias assim...
Apesar de ser apenas mais um dia normal
E não ter acontecido nada de especial
Hoje sinto a boa vybe e nada me corre mal
Devia haver mais dias assim...

A noite caíu
Vou-me embora já são 7
Vou passar no Colombo
P'ra ver se compro uma sweat
40 euros, promoção compro o que era quase 100
Experimento, a empregada diz que fica muito bem
Obrigado, para além de bonita és simpática
Gostei da tua táctica
Vejo que já tens prática
Vou ao video-clube alugar um filme de rir
Sabes dalguma comédia que me possas sugerir?
Levo comida chinesa p'ró jantar
Gelado para acompanhar, agora só quero chegar
Saio do carro, uma agradável visão
Estendo a mão, apanho uma nota de 10 que estava no chão
Acontece...
Depois do jantar, da louça lavada
Pus o vídeo no play foi rir á gargalhada
Só fomos dormir quando o filme chegou ao fim
Devia haver mais dias assim...

Refrão:
Apesar de ser apenas mais um dia normal
E não ter acontecido nada de especial
Hoje sinto a boa vybe e nada me corre mal
Ainda bem que há dias assim...
Ainda bem...
Apesar de ser apenas mais um dia normal
E não ter acontecido nada de especial
Hoje sinto a boa vybe e nada me corre mal
Devia haver mais dias assim...
Assim...
Dias assim...
Dias assim...
Dias assim...
Devia haver mais dias assim...
Dias assim...
Dias assim...
Dias assim...
Ainda bem que há dias assim...
Apesar de ser apenas mais um dia normal
E não ter acontecido nada de especial
Hoje sinto a boa vybe e nada me corre mal
Ainda bem que há dias assim...
Apesar de ser apenas mais um dia normal
E não ter acontecido nada de especial
Hoje sinto a boa vybe e nada me corre mal
Devia haver mais dias assim...
Assim...



olhar para o mundo às 08:51 | link do post | comentar

Segunda-feira, 21.04.14


olhar para o mundo às 22:53 | link do post | comentar

 

“Reportório Osório” é uma colecção de canções, aliando a escrita sagaz de Luís Fernandes à magistral música de Luís Cardoso. Um desfiar de histórias pessoais no masculino, quase sempre íntimas, do dilema ao dilúvio em poucas estrofes. O quotidiano das relações afectivas transformado em canções irónicas (para não lhes chamar heróicas), em que a teatralidade da interpretação só reforça o perfil de cada personagem. O resto são... canções, as mais belas canções de umor.

Sexta 25 | 23h
Sétima Arte 
Rua Fialho de Almeida nº 2, 7780-190 Castro Verde 
Entrada livre

Sábado 26 | 23h
Taifa 
Avenida Luisa Todi nº 558, 2900-456 Setúbal
Entrada livre



olhar para o mundo às 21:06 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música


Arquivado em: , , , , ,

olhar para o mundo às 17:58 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 10:52 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música


Arquivado em: , , , , ,

olhar para o mundo às 08:57 | link do post | comentar

Domingo, 20.04.14

 

 

Letra

 

 

We clawed, we chained our hearts in vain
We jumped, never asking why
We kissed, I fell under your spell
A love no one could deny

Don't you ever say I just walked away
I will always want you
And I can't live a lie, running for my life
I will always want you

I came in like a wrecking ball
I never hit so hard in love
All I wanted was to break your walls
All you ever did was wreck me
Yeah, you, you wreck me

I put you high up in the sky
And now you're not coming down
And I slowly turned, you let me burn
And now we're ashes on the ground

And don't you ever say I just walked away
I will always want you
And I can't live a lie, running for my life
Oh, no

I came in like a wrecking ball
I never hit so hard in love
All I wanted was to break your walls
All you ever did was wreck me

I came in like a wrecking ball
I just closed my eyes and swung
Left me crashing in a blazing fall
All you ever did was wreck me
Yeah, you, you wreck me

I never meant to start a war
I just want to let you in
And instead of using force
I guess I should've let you win
I never meant to start a war
I guess I should have let you in
I guess I should've let you win

Don't you ever say I just walked away
I will always want you

I came in like a wrecking ball
I never hit so hard in love
All I wanted was to break your walls
All you ever did was wreck me

I came in like a wrecking ball
I would close my eyes
I would close my eyes and swung
All I wanted was to break your walls
All you ever did was
All you ever did was
Wreck me
All you wreck me

 

 

Vão por mim, está encontrado o vencedor desta edição do the Voice Portugal



olhar para o mundo às 23:20 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Let's dance in style, lets dance for a while 
Heaven can wait we're only watching the skies 
Hoping for the best but expecting the worst 
Are you going to drop the bomb or not? 
Let us die young or let us live forever 
We don't have the power but we never say never 
Sitting in a sandpit, life is a short trip 
The music's for the sad men 
Can you imagine when this race is won 
Turn our golden faces into the sun 
Praising our leaders we're getting in tune 
The music's played by the madman 


Forever young, i want to be forever young 
Do you really want to live forever, forever forever 
Forever young, i want to be forever young 
Do you really want to live forever 
Forever young 


Some are like water, some are like the heat 
Some are a melody and some are the beat 
Sooner or later they all will be gone 
Why don't they stay young 
It's so hard to get old without a cause 
I don't want to perish like a fading horse 
Youth is like diamonds in the sun 
And diamonds are forever 
So many adventures couldn't happen today 
So many songs we forgot to play 
So many dreams are swinging out of the blue 
We let them come true 

Forever young, i want to be forever young 
Do you really want to live forever, forever forever 
Forever young, i want to be forever young 
Do you really want to live forever forever forever 
Forever young, i want to be forever young 
Do you really want to live forever, forever forever 
Forever young, i want to be forever



olhar para o mundo às 20:30 | link do post | comentar

João MArtins

 

Gravado em Boston e em Nova Iorque, “The Sky Over Brooklyn” é o álbum de estreia de João Martins, pianista e percussionista a viver em Nova Iorque.

Natural de Coimbra, João Martins estudou com Filipe Melo, em Lisboa, antes de ter ido estudar na Berklee College of Music, em Boston, onde se formou em Performance de Piano e Film Scoring.

Antes de se mudar para os EUA, morou em Salvador da Bahia, no Brasil, onde estudou os ritmos e as músicas tradicionais da região.

Neste álbum, João Martins tentou incluir elementos das diferentes áreas de música em que tem estado envolvido: jazz americano, percussão brasileira, conceitos orquestrais de composição.

Atualmente, atua em Nova Iorque com o Joao Martins Quartet e como pianista e percussionista em vários outros grupos, para além de compor música para filmes e video games.

 

“The Sky Over Brooklyn” está disponível:

Em streaming – https://soundcloud.com/jtdmartins/sets/the-sky-over-brooklyn



olhar para o mundo às 19:15 | link do post | comentar

 

 

letra

 

I got my eyes on you
You're everything that I see
I want your high love and emotion endlessly
I can't get over you
You left your mark on me
I want your high love and emotion endlessly

Cause you're a good girl and you know it
You act so different around me
Cause you're a good girl and you know it
I know exactly who you could be
Just hold on we're going home
Just hold on we're going home
It's hard to do these things alone
Just hold on we're going home (home)

I got my eyes on you
You're everything that I see
I want your high love and emotion endlessly
I can't get over you
You left your mark on me
I want your high love and emotion endlessly

Cause you're a good girl and you know it (oh yeah)
You act so different around me
Cause you're a good girl and you know it
I know exactly who you could be

So just hold on we're going home (going home)
Just hold on we're going home (going home)
It's hard to do these things alone (things alone)
Just hold on we're going home (going home, going home)

You're the girl
You're the one
Gave you everything I love
I think there's something, baby
I think there's something, baby

You're the girl
You're the one
Gave you everything I love
I think there's something, baby
I think there's something, baby

Cause you're a good girl and you know it
You act so different around me
Cause you're a good girl and you know it
I know exactly who you could be

Oh just hold on we're going home (going home)
Just hold on we're going home (going home)
It's hard to do these things alone (things alone)
Just hold on we're going home (going home, going home)
Hold on



olhar para o mundo às 17:21 | link do post | comentar

 

 

letra

 

Não encontrei a letra desta música



olhar para o mundo às 08:15 | link do post | comentar

Sábado, 19.04.14

 

 

Letra

 

 

Mudou-se para a nossa rua - aquela que já foi tua 
E perde o tempo à janela; 
Se passas, ela sorri - mas não olha mais pra ti 
Por me ver olhar pra ela 
Se passas, ela sorri - mas não olha mais pra ti 
Por me ver olhar pra ela 

Sabe quando entras e sais - donde vens, pra onde vais 
Pois é esse seu desejo 
E faz tudo pra te ver - eu tudo tento fazer 
Só pra ela ver que eu vejo 
E faz tudo pra te ver - eu tudo tento fazer 
Só pra ela ver que eu vejo 

Noutro dia tive dó - porque assim que se viu só 
Foi para dentro a chorar 
E eu tive pena daquela – que passa a vida à janela 
Só para te ver passar 
E eu tive pena daquela - que passa a vida à janela 
Só para te ver passar 

Mudou-se para a nossa rua - a mulher que já foi tua 
Pra que junto dela passes 
Não fez tudo o que devia - pois muito mais eu faria 
Se por outra me trocasses 
Não fez tudo o que devia - pois muito mais eu faria 
Se por outra me trocasses 



olhar para o mundo às 17:12 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Estás a pensar em mim, promete, jura
Se sentes como eu o vento a soluçar
As verdades mais certas mais impuras
Que as nossas bocas têm p'ra contar

 

Se sentes lá fora a chuva estremecida
Como o desenlaçar duma aventura
Que pode ou não ficar por toda a vida
Diz que sentes como eu, promete, jura

 

Se sentes este fogo que te queima
Se sentes o meu corpo em tempestade
Luta por mim amor, arrisca, teima
Abraça este desejo que me invade

 

Se sentes meu amor, o que eu não disse
Além de tudo o mais do que disseste
É que não houve verso que eu sentisse
Aquilo que eu te dei e tu me deste

 

Se sentes lá fora a chuva estremecida
Como o desenlaçar duma aventura
Que pode ou não ficar por toda a vida
Diz que sentes como eu, promete, jura

 



olhar para o mundo às 08:08 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.04.14

Além de sábado e domingo non-stop, 6ª edição vai começar na sexta à noite. O Festival i, de novo, nos palcos e ruas de Águeda!

 

Além de sábado e domingo non-stop, 6ª edição vai começar na sexta à noite.
O Festival i, de novo, nos
palcos e ruas de Águeda!

 

 

Cresce a olhos vistos o Festival i, que tem a sua 6ª edição marcada para 16, 17 e 18 de Maio, na cidade-berço Águeda. As artes para público infantil e familiar, num programa non-stop, terão diversos palcos, para todos os gostos e idades, em torno da música, teatro, dança, poesia e animação, entre sexta à noite e o final da tarde de domingo. Uma grande festa das artes em família!

A novidade da 6ª edição do Festival será a abertura do festival na sexta-feira à noite, dia 16 de Maio, com uma grande surpresa para a cidade. Depois, no sábado e no domingo, o habitual non-stop das 10h30 às 19h30, num roteiro que inclui Espaço d’Orfeu, Auditório do CEFAS, Biblioteca Municipal Manuel Alegre, Auditório Ana Paula Silva, Parque Alta Vila e as ruas da cidade. Como habitualmente, durante a semana, os alunos das escolas do concelho terão também oportunidade prévia de assistir a alguns espectáculos desta edição, dirigidos especificamente para as turmas escolares.

Em plena infância, o próprio festival nascido em 2009 confunde-se com a criançada da sua geração. A Primavera faz-se mais alegre e divertida com o Festival i a animar um fim-de-semana non-stop artístico para público infantil e familiar. O programa detalhado pode ser brevemente consultado na página http://www.dorfeu.pt/i e nas redes sociais da d'Orfeu, estando confirmada a presença de várias companhias de Portugal e Espanha, para uma imensa diversidade de espectáculos, animações e ateliês, em apenas três dias, reunindo muita da criação artística nacional de teatro, música e dança para a infância.

O i é uma iniciativa da d’Orfeu em co-produção com o Município de Águeda e o apoio oficial da Secretaria de Estado da Cultura / Direcção-Geral das Artes. O desafio está lançado: A 16, 17 e 18 de Maio, todos a Águeda, todos ao i!



http://www.dorfeu.pt/
http://dorfeu.blogspot.com/
http://www.facebook.com/dOrfeuAC



olhar para o mundo às 21:43 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Grito ao mais alto som 
Viajo sem saber onde vou 
Grito ao mais alto som 
Viajo sem saber quem sou 
(hummmmm) 
Viajo...sem saber onde vou 
Viajo...sem saber quem sou 

Ao acordar senti estar longe daqui 
Sonho veloz... Que não teve um fim 
Quero voltar e continuar a sonhar 
Quero ir pra aquele outro lugar 

(Instrumental / Coros)



olhar para o mundo às 17:02 | link do post | comentar

ÁLBUM DE ESTREIA DOS LIKE US VAI SER EDITADO DIA 28 DE ABRIL

 

O ALBUM ESTÁ DISPONÍVEL EM PRÉ-VENDA NO iTUNES, COM EXTRAS E DOIS DOWNLOADS IMEDIATOS

Medley dos Like Us já estreou no Canal Biggs

«Like Us», o álbum de estreia da banda pop portuguesa vai ser editado pela Universal Portugal, no próximo dia 28 de Abril. Mas, até lá, o álbum está disponível para pré-venda, no iTunes, a um preço especial e recheado de surpresas – além de se tratar de uma edição exclusiva, com uma canção-extra, «Ela Sabe», e o e-vídeo do seu primeiro single, «You Mean The World To Me», inclui, também, dois downloads imediatos – «You Mean The World To Me» e «Longe».

O álbum de estreia ainda não chegou às lojas mas os Like Us têm estado imparáveis: na banda sonora de «Sol de Inverno», a novela campeã de audiências transmitida pela SIC, é possível encontrar duas canções do quarteto, «Assim Não Consigo Viver» e «The Signs», dois momentos que mostram a versatilidade da banda e que abrem o apetite para a chegada do seu primeiro longa-duração.

Cientes, no entanto, da ansiedade que tem rodeado a sua estreia, os Like Us prepararam um medley que levanta um pouco do véu sobre o que está por vir, já estreou no canal Biggs, onde o grupo deu os primeiros passos, seguindo-se as restantes redes de apoio do quarteto – a da banda, a Rádio Cidade e a Universal Music.

O Francisco tem 15 anos, o David tem 16, o Daniel tem 17 e o João 18 – e, juntos, formam os Like Us. Os quatro cantores, que chegam de vários pontos do país, foram os grandes vencedores de um casting organizado pelo canal Biggs. Aí, provaram ser os melhores e, agora, estão determinados a conquistar o lugar que lhes pertence.

Os Like Us estão cá para ficar. Por isso, em «Like Us», cantam as suas histórias, provando que vale a pena lutar pelos sonhos. Eis quatro personalidades distintas, reunidas num projecto único – fazer música que marca pela diferença.

O álbum de estreia homónimo dos Like Us vai ser editado pela Universal Portugal no dia 28 de Abril.



olhar para o mundo às 12:55 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Procura por mim
Quando for já logo à noite na praia
Com o sol a derreter-se enfim
Procura por mim
Com o vento por saia
E em lugar de suor o sargaço.

Eu estarei quieto e assim sozinho
Cheio das dúvidas do universo
À tua espera
A desenhar o caminho
Para te escrever em verso
No meu regaço.

O abraço.





olhar para o mundo às 08:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.04.14

Helena Caspurro

 

«Navegar», «Chorinho», «Foge Rato!», «Coisa Preta», «Menino com Bicho»... são estas e mais histórias que Helena Caspurro cria, conta e (en)canta neste seu novo álbum, 'Paluí', um CD Antena 1 que celebra os 40 anos da Universidade de Aveiro - em espectáculo pela primeira vez no Porto na Casa da Música próximo dia 24 maio às 21:30.

 

Com sonoridades quentes, mescladas com balanços jazzísticos interpretados ao piano pela autora, num formato desta vez instrumentalmente diversificado, Paluí, mais uma palavra inventada, é uma viagem pelo imaginário da infância, para os adultos, podendo ser visualizado num filme feito também por crianças.

 

Afinal, sobre o Paluí, diz a Mulher Avestruz: ... só se chega lá de ouvido. Se queres saber o que é o Paluí ... põe o teu dedo aqui. Aqui!

 

Um concerto para se experimentar.

Casa da Música - Sala 2 - 24 Maio - 21:30
Helena Caspurro (piano e voz)
Brendan Hemsworth (bateria e arranjos)
António Aguiar (contrabaixo)
Arnaldo Fonseca (acordeão)
Pedro Lima Pereira (guitarra acústica e eléctrica)
Diana Basto e António Miguel (back-vocals)

Convidados especiais:
Pedro Almeida (teclados electrónicos)
Mário Santos (saxofones)
Sara Rodrigues (voz)

 

 

HELENA CASPURRO // Casa da Música // 24 Maio:
Preço do bilhete: 12 €
Preço do bilhete + jantar: 29,5€(Descontos com Cartão Amigo: 25 %)



olhar para o mundo às 21:32 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Durante um ano gigs podes contar activa
Com 50000 limpos numa conta activa
Boy tu conta à diva que eu sou uma lenda viva
Ou queres que eu viva no pensamento numa tenda sirva
My nigga yo get up
Vocês só m'enchem os ouvidos com cera
É assim que eu estou vestido
E o cash que eu tenho está todo bem investido

Já, já tinha dito que eu não tou oh renas boy
Por isso tu não venhas com essas merdas boy
O.J. O homem das cavernas
Mas estica-te e vais ver como um bago nas pernas doi

Eu assino cheques, tenho datas à minha espera
Qualquer espetaculo é só grandes chapas com a minha gera
Pois à porta do banco a dar uns tapas na pantera
A pensar oh meu Deus quando puser as patas num panamera

Queres ser igual ao que a Maria Alice tem no base
Compara-te a ter o capital que o houdini tem no save
Não é ratisse eu sei, põe as mãos no cake
Nós ficamos todos gordos como disse o Ace

(?)

Base base do arame
À base do arame
Boy estou me a cagar
senão for a base do arame
Base base do arame
À base do arame

Nem vale a pena ligares
senão for à base do arame
Base base do arame
À base do arame

Eu falo com os meus compadres
só à base do arame
Base base do arame
À base do arame

Sem arame criámos impérios
Discos sem iscos, com riscos sérios
E agora não há arame não há palhaço
Eu passo, senão passa lá no meu espaço
Eu faço um desconto se pagares a pronto
Pico o ponto, até já tenho mais pronto
Fala sério Fred, vê um red nesse led
O imposto exede, rouba um gajo e nem sequer pede
Desculpa mas a gente diz no recibo
Contas em chibo, cash e tass peh bro
As platinas na parede já não pagam contas
É preciso liquidez para se cuidar as pontas

Paga-me o que deves, ou pode ser que leves
Com 90 Kilos, Carlos Nobre Neves
Comida na mesa não falta à minha filha
Nem que eu tenha de assaltar um banco mais a minha pandilha (2x)

Base base do arame
À base do arame
Boy estou me a cagar
senão for a base do arame
Base base do arame
À base do arame

Nem vale a pena ligares
senão for à base do arame
Base base do arame
À base do arame

Eu falo com os meus compadres
só à base do arame
Base base do arame

À base do arame



olhar para o mundo às 17:36 | link do post | comentar

Frankie Chavez

 

«HEART & SPINE» ESTÁ EM PRÉ-VENDA NO iTUNES

Frankie Chavez actua no Rock In Rio Lisboa a 29 de Maio

Frankie Chavez, um dos mais aplaudidos novos talentos da música portuguesa, está de regresso aos álbuns: «Heart & Spine» vai chegar às lojas a 5 de Maio.

Com o seu segundo álbum na bagagem, Frankie Chavez tem viagem marcada para a «cidade do rock» em dia de grande celebração – o autor de «Heart & Spine» vai actuar no Palco Vodafone, no Rock In Rio Lisboa, a 29 de Maio, porventura, a data maior da celebração dos dez anos do evento em Portugal, já que será o serão onde o público português vai voltar a encontrar a tenacidade e o rock eterno dos Rolling Stones!

Até 5 de Maio, no entanto, continua a pré-venda de «Heart & Spine», no iTunes: este formato, exclusivo, está disponível a um preço especial e inclui quatro downloads imediatos e semanais em todas as pré-compras e um extra, «Good Intentions». Depois de «Fight», a primeira amostra retirada do novo registo de Frankie Chavez, os downloads imediatos continuaram com «Sweet Life», estando, hoje, reservada a chegada da canção que dá nome ao álbum, «Heart & Spine». «Don’t Leave», o derradeiro e último download imediato desta pré-venda, vai ser revelado a 21 de Abril.

Gravado por Nélson Carvalho e Pedro Cruz, «Heart & Spine» conta com uma série de convidados: Erica Buettner, com quem registou um dueto, Selma Uamusse, João Correia, Nuno Lucas, Daniel Lima, Pedro Pinto e Fred Martinho, além dos Groove Quartet, em formação completa.

«Heart & Spine» vai ser editado pela Universal Portugal no dia 5 de Maio.



olhar para o mundo às 12:15 | link do post | comentar

www.bbbluesfest.com.pt

 

BLUES NIGHT BY BBBF | 03 DE MAIO

 

Warm-up com PUGSLEY BUZZARD E OS TERRAPLANE

 

 Fórum cultural Jose Manuel Figueiredo 

Baixa da Banheira

 

 

Noite de apresentação da III Edição do BB Blues Fest. Revelação do cartaz final e todas as novidades da edição deste ano que decorrerá nos dias 20 a 28 de Junho. Para este warm-up está prometida uma grande noite de Blues.

PUGSLEY BUZZARD

 

O multifacetado pianista Australiano PUGSLEY BUZZARD abre a noite no auditório e promete surpreender tudo e todos. Vencedor de um e World Music Award na categoria Blues/Jazz, os seus espectáculos são excitantes e electrizantes. Com uma poderosa e hipnotizante voz, faz soar o seu piano por ambientes de vaudeville, dark hoodoo blues, rollicking boogie, piano romps, classic R& B, Jazz, Barrelhouse, Boogie e New Orleans funk.

TERRAPLANE
Para terminar a noite em ambiente acústico, Jonny Moscão e João Luz apresentam o seu projecto Terraplane, no espaço Café Concerto.


Bilhetes: 6 euros 

 

BB BLUES FEST | 20 A 28 DE JUNHO

 

O BB Blues Fest é organizado pela Associação BB Blues Portugal em parceria com a CMM e UFBBVA.

 

www.bbbluesfest.com.pt



olhar para o mundo às 10:20 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Artigos recentes

ROGÉRIO CHARRAZ APRESENTA...

UHF - Velhos Amigos (Onde...

Mariana Bandhold - "Sweet...

A Febre do Passado - Rogé...

Rita Redshoes: novo disco...

Os wildnorthe apresentam ...

Vitor Norte, Paulo Pires ...

JOÃO PEDRO PAIS - TUDO BE...

Buraka Som Sistema feat. ...

BOSS AC - DIAS ASSIM (AIN...

Arquivo

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Arquivado em

todas as tags



links
comentários recentes
um buzio estranho que me diz coisas estranhas ao o...
Coisas do copy past, era a letra de sente, obrigad...
A letra não é desta música. Mas fiquei curioso a q...
A música é fixe. Tu és meu id...
Gosto muito da tua musica teresa
Refrao:Ela cheira, a vicio,quero leva-la para a ca...
Refrao:Ela cheira, a vicio,quero leva-la para a ca...
Anonimo Adoro esta musica viva a liberdade
Deus è que lhe envia as letras?
我要休息了,你也早点休息吧。晚安
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds