Quinta-feira, 18.12.14

 

Letra

 

Alguém viu por aí a Margarida
a que mora nas águas-furtadas
tem há dias a roupa estendida
e não a sinto a passar nas escadas

Já lá fui bater, ninguém dá fé
perguntei se alguém a tinha visto
fui a pé daqui até à Sé
e ninguém a viu. Já viram isto?!

Até me dava ares de um modelo
daqueles que dão na televisão
quando ela soltava o seu cabelo
faziar parar uma multidão

Que é feito da nossa Margarida
a moça mais vistosa da viela
partiu e deixou a roupa estendida
só para a gente não se esquecer dela

Cá p'ra mim, que até nem sou de intrigas
já deve andar pardal no telhado
sempre ouvi dizer às raparigas
que bem guardado é o pecado

Já ninguém lhe volta a pôr a vista
fica-te com esta, meu amigo
se ela fugiu com algum fadista
mais valia que fosse comigo.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:32 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 03:48 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.12.14

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:49 | link do post | comentar

Concerto de Natal.jpg

 

 

No próximo dia 21 de Dezembro, às 17:00h na Igreja Paroquial de S. Pedro (Palmela), a Sociedade Filarmónica Palmelense “Loureiros” realiza um CONCERTO DE NATAL com a participação da Orquestra de Câmara e do Grupo Coral da S.F.P. LOUREIROS sob a Direccção dos maestros António Campos e Filipa Palhares.

A entrada é livre e a todos convidamos para partilhar connosco este momento único.



publicado por olhar para o mundo às 20:53 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

 



publicado por olhar para o mundo às 17:28 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:59 | link do post | comentar

Terça-feira, 16.12.14

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 23:19 | link do post | comentar

 

Letra

 

não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 23:15 | link do post | comentar

LOS NEGROS.png

 

 
Los Negros nasceram duas vezes como Dionísio o deus que era filho de Zeus e de Agave sua amante mortal. 
 
Em 2013 com o outro nome correram atrás de si mesmos - águas velozes em busca de um leito para beijar o chão. 
 
O nome Los Negros surge apenas em 2014, e com ele um primeiro álbum de originais da banda: Monólogos Fantasma, cujo lançamento está previsto para Fevereiro de 2015.
 
Sara Ribeiro (voz e letras), Rui Viola (guitarra), Tiago Albuquerque (bateria), João Barreiros (teclas), juntam-se num projecto cuja sonoridade se move entre o rock, a música experimental e os rituais das palavras que buscam a poesia e a teatralidade performativa.
 
As letras de Sara Ribeiro e João Garcia Miguel, buscam e exploram nos abismos que se abrem entre o som os ventos e ruídos das vozes as subtis falhas e inconsistências do existir que fazem mover as almas.
 
LOS NEGROS // www.cargocollective.com/losnegros
 
Dia 20 dezembro // 22 horas
Entrada: 2,5€
 
Transforma.CAIXA 
Praça do Município, 8
Torres Vedras


publicado por olhar para o mundo às 20:57 | link do post | comentar

 

Letra

 

Que amor nao me engana
Com a sua brandura
Se da antiga chama
Mal vive a amargura
Duma mancha negra
Duma pedra fria
Que amor nao se entrega
Na noite vazia?
E as vozes embarcam
Num silêncio aflito
Quanto mais se apartam
Mais se ouve o seu grito
Muito à flor das àguas
Noite marinheira

Vem devagarinho
Para a minha beira
Em novas coutadas
Junta de uma hera
Nascem flores vermelhas
Pela Primavera
Assim tu souberas
Irma cotovia
Dizer-me se esperas
Pelo nascer do dia

 



publicado por olhar para o mundo às 17:36 | link do post | comentar

noiserv.jpg

 

 

Cinco concertos, aos quais se juntam duas apresentações para os mais novos, compõem a temporada que o músico David Santos, conhecido como noiserv, protagoniza a partir de terça-feira, no Teatro Municipal São Luiz, em Lisboa.

Esta curta temporada decorrerá até sábado, no Jardim de Inverno daquele teatro, sempre ao final da tarde (18h30).

No sábado e no domingo, o músico fará dois "mini-concertos em versão conversada" a pensar em crianças e jovens, a convite da direção do teatro municipal, que tem procurado fazer uma programação transversal a vários públicos.

Noiserv regressa ao São Luiz praticamente um ano depois de ter lá estreado as canções do álbum "Almost Visible Orchestra" (2013) e que tem servido de base para a atual digressão pelo país.

"Almost Visible Orchestra" é o segundo e mais complexo disco do músico que em 2004, aos 22 anos, começou por compor canções simples numa guitarra acústica, que adotou o nome Noiserv e que gravou um ano depois o EP "56010-92".

Depois daquele EP inicial, David Santos editou o álbum "One hundred miles from thoughtlessness" (2008), o EP "A day in the day of the days" (2010), despediu-se de uma carreira na engenharia eletrotécnica e dedicou-se em exclusivo à música.

Há um mês editou o primeiro DVD, "Everything should be perfect even if no one's there", gravado no Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, que sintetiza o alinhamento da atual digressão e ilustra a forma como o músico está em palco, rodeado de muitos instrumentos.

David Santos, que também integra o grupo You Can't Win Charlie Brown, já compôs para teatro, cinema e dança - trabalhou, por exemplo, com Miguel Gonçalves Mendes, Rui Horta e Marco Martins -, e em outubro, a convite do festival Bang, preparou uma série de atuações destinada aos mais pequenos, na iniciativa "Quarto dos músicos".

Quando saiu o álbum "Almost Visible Orchestra", David Santos explicou à agência Lusa que o ciclo de uma canção só se fecha quando as pessoas a ouvirem e se apoderarem dela: "Eu gostar [de uma canção] é metade do processo. A outra metade é as pessoas gostarem também. Só assim é que a música faz sentido. Se as pessoas não gostarem, senti que a música não fez o que tinha a fazer".



publicado por olhar para o mundo às 12:33 | link do post | comentar

 

 

letra

 

You're asking again I told you before
The beautiful smile hides the troubled soul
Sad faces influence so easily
I already have enough of that inside of me

So funny you're still around after all these years
Ran away so many times, always ended up here
Could not ask for a thing from you
All you gave me I afforded to loose

You see...

It's all too sad for me...
It's too hard for me... to believe

It's too painful for me
It's so hard for me... to give

Too scared to jump, too dumb to fly
What side is stronger on this double-faced mind?
I make lies all day to keep the pain away
God knows my sins are already too big to pay

Even the tears I forget the taste
Maybe I should try to lick them off your face
And though I do try the best that I can
You had to be me to understand

That

It's all too sad for me...
It's too hard for me... to believe

It's too painful for me
It's so hard for me... to give

Smile On
Hang On

 



publicado por olhar para o mundo às 08:20 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15.12.14

 

Letra

 

Vimos dar as Boas Festas 

Com prazer e alegria

 Já nasceu o Deus Menino

 Filho da Virgem Maria.

 

Vamos toda minha gente

 Aqui não fica ninguém

 Vamos adorar a Virgem

 E o Deus Menino, em Belém.

 

Dorme, dorme meu Menino

Que a tua mãe logo vem

 Foi lavar os teus paninhos

 À fontinha de Belém.

 

Vamos todos ao presépio

 Vamos todos a Belém

 Visitar o Deus Menino

 Que a Nossa Senhora tem.

 

Alegrem-se os Céus e a Terra

 Cantemos com alegria

 Já nasceu o Deus Menino

 Filho da Virgem Maria.

 



publicado por olhar para o mundo às 22:52 | link do post | comentar

caixa de pandora.jpg

 

 

Caixa de Pandora

apresenta-se publicamente em 2013, com diversas atuações em Portugal e no estrangeiro, mas é em 2014 que definitivamente se afirma com o lançamento do seu 1º CD - Teias de Seda.

Os membros que integram este Pandórico trio, já com uma sólida relação musical de 10 anos, inspiram e conspiram por entre o clássico e a world music, assinalado pelo talento e a criatividade na composição das Teias de Seda.  Sem que possa ser rotulada, a sua música é proporcionadora de uma amplificação-emocional, no sentido que promete suscitar as mais recônditas e tímidas emoções, e transportá-las até onde o espectro criativo, de quem ouve esta música, o permitir. 

 

www.caixadepandora.com.pt

Os músicos:

 

Rui Filipe Reis

Pianista/multi-instrumentista/compositor/produtor musical

Começou a estudar música no Instituto Gregoriano e aos 20 anos tornou-se músico profissional.

Realizou um vasto trabalho de composição e direção desde a 2ª metade da década dos anos 90, altura em que colaborou com Dulce Pontes - participação em 4 CDs e espectáculos ao vivo - mas é a partir de 2006 que lhe é conferida uma nova etapa artística com os projetos XaileRosaNegra, este último laureado com o prémio Carlos Paredes. Outras colaborações tiveram lugar no seu percurso - Paulo Gonzo, Maria João, entre muitos outros - assim como em programas de TV, música para bailado e peças de teatro.

O seu trabalho de composição é cada vez mais premente, e Teias de Seda é prova disso mesmo ao apresentar 16 temas, todos eles originais da sua autoria. Caixa de Pandora revela o lado mais emocional do autor que se deixa levar livre e criativamente para conduzir o seu público a estados de contemplação oníricos versus momentos de pura catarse.

 

                                                                                 

Cindy Gonçalves

Violinista

Nascida em França, de pais portugueses, aos 7 anos inicia estudos musicais ainda em Tourcoing, sua terra natal. Mais tarde, e já em Portugal, ganha o concurso “Juventude Musical”, o que lhe permite continuar e terminar os seus estudos musicais na Academia Metropolitana de Lisboa e, ao mesmo tempo, frequentar um curso de Formação Teatral na Universidade Lusíada.

Violonista e performer de rara sensibilidade e curiosidade, Cindy tem diversificado as suas atividades, entre os quais se destacam projetos ligados à dança, ao teatro e teatro de marionetas.

Foi membro integrante de RosaNegra, um projeto musical que cruza o fado e as origens mediterrânicas sefarditas, mas é em Caixa de Pandora que se sente em casa, lugar onde expõe a sua ousadia e que acolhe a sua arte.

 

 

Sandra Martins 

Violoncelista/clarinetista

Sandra começou a estudar clarinete aos 5 anos e violoncelo aos 7, na Academia Luísa Todi, tendo mais tarde continuado os seus estudos na Escola Superior de Música do Porto.

Muito cedo a música tornou-se o seu modo de vida, e as suas intervenções como violoncelista têm sido muitas e variadas com diversos artistas, entre os quais Rodrigo Leão, Júlio Pereira, entre outros.

Integrou também o projeto RosaNegra, espaço musical onde o trinado do fado e a ornamentação moçárabe revelaram-se-lhe desafiantes.Sempre ligada a projetos de linguagem folk tradicional, danças europeias de abrangência world music, Sandra, depois de muitas viagens, tem na Caixa de Pandora um lugar que é seu, um papel único e original feito à medida do seu talento e capacidade artística.



publicado por olhar para o mundo às 22:20 | link do post | comentar

 

 

letra

 

You don't have to tell me what you came for
(yes I want it, I don't want it)
Your eyes are beaming circles on the floor
(yes I want it, I don't want it)
Your tongue like acid it burns my skin
(yes I want it, no I don't want it no)
I'm so defenseless from...

The lust, it fills my soul with screams
But when it stops, it kills, it makes me weak
What do you want from me?
Inside, only pain is real

Isn't this room smaller than before?
(yes I want it, I don't want it)
Are we closer or are we just bored?
(yes I want it, I don't want it)
The lack of oxygen makes my head spin
(yes I want it, no I don't want it no)
And just for a moment...

The love I feel so close, so real
But then it's not, I die, I raped, I'm chilled
What do you want from me?
You can't, I shake, I come, Burn...

All I want it's not what I want
All you want it's never what I need
Still I tried, like a perfect mirror I do what I see fit
All you want is all I give, all is right
Inside, only pain is real

 



publicado por olhar para o mundo às 17:18 | link do post | comentar

deadcombo.jpg

 

Os Dead Combo são a nova confirmação no cartaz do NOS Alive’15.

 

A dupla portuguesa passa pelo evento a 11 de julho, sendo a primeira confirmação para o terceiro dia do festival.

 

Em apresentação estará o seu mais recente álbum de originais, “A Bunch Of Meninos”, com o qual esgotaram, na semana passada, o Coliseu dos Recreios. 

 

Além de Tó Trips e Pedro Gonçalves, já têm passagem assegurada pela edição 2015 do NOS Alive os Muse, Metronomy e Alt-J, que atuam no primeiro dia do certame; e The Ting Tings, Kodaline e Future Islands, que sobem ao palco no segundo.

 

O NOS Alive’15 regressa ao Passeio Marítimo de Algés nos dias 9, 10 e 11 de julho. Os bilhetes para o festival já estão à venda nos locais habituais.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:11 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

 

Musica / Music - Miguel Maat
Letra / Lyrics - Miguel Maat & Ana Sírius

Miguel Maat - Voz, Didgeridoo, Guitarra Acustica / Voice, Didgeridoo, Acustic Guitar
João Madeira - Produtor / Producer - Piano & Synths
João Madeira - Gravação, Mistura e Masterização / Recording, Mixing and Masterization

Desenho / Drawing - Maia (7 anos / years)
Didgeridoos by Didge Creature
Guitarra / Guitarra - Artitude Rock - Torres Novas

 



publicado por olhar para o mundo às 10:34 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:27 | link do post | comentar

Domingo, 14.12.14

Mike Bramble apresenta o "cover acustico" do clássico dos Guns n' Roses "Sweet Child O'Mine"

 

 

"O músico de Leiria Mike Bramble escreve e produz canções onde mistura a melodia do Pop com o aroma do Blues/Jazz e a textura do Rock, fazendo com que cada música tenha um diferente sabor.

Já tocou um pouco por todo o país em bares, cine-teatros, associações culturais e lojas Fnac num formato acústico apenas com voz e guitarra. Fora do país, chamou à atenção através das redes sociais e das web-rádios, em especial com o tema "Is It You" com o qual atingiu o 1º. lugar na categoria de Soul no mês de Agosto de 2011 no site americano Ourstage.com. Terminou a 1ª. edição do Concurso Conte Connosco, uma iniciativa do banco Santander Totta, em 4.º lugar com o tema "Maneiras de Ser", e foi finalista em diversos concursos de bandas nacionais.

 

Mike Bramble, João Loureiro, Hugo Santos e Mike Gomes estão a trabalhar na composição de novos temas e novos arranjos que disponibilizam ao público frequentemente online."



publicado por olhar para o mundo às 22:06 | link do post | comentar

 

Letra

 

Vens tão bem

Vens tão bem pra ver o sol
Já nasceu em nuance bemol
Ilumina o nosso olhar
Com a cor de mel para enfeitiçar

Vens tão bem pra ver a lua
Já desceu nesta noite nua
Ilumina o respirar
Das estrelas deste nosso lugar

Vens tão bem pra ver o mar
Já cresceu no nosso luar
Ilumina a alma doce
Que o sal beijou em vez de chorar

credits

from Canções de Bolso, released 30 June 2012

 



publicado por olhar para o mundo às 17:24 | link do post | comentar

 

 

Os italianos Children Of Technology e Sedna e os ingleses Necro Deathmort estão entre as primeiras confirmações no cartaz do Santa Maria Summer Fest 2105, que decorre em Beja, entre os dias 12 e 14 de junho.

 

Além destes, já têm, também, passagem assegurada pelo certame, que em 2015 irá adoptar o conceito “Choose Your Colors”, com o objetivo de trazer uma dicotomia entre géneros musicais ao seu cartaz, os portugueses Infra, Satanize, Quinteto Explosivo, Jibóia, Marvel Lima, Mordaça e Terror Empire.

 

Novos nomes serão anunciados brevemente, entre os quais os headliners do festival.

 

Os bilhetes para o festival, já à venda no site do mesmo, custam entre €10 (passe três dias, se adquirido até 31 de janeiro) e €15 (passe três dias + t-shirt oficial do evento, se adquirido até 31 de janeiro). Após 31 de janeiro, os pack passe três dias + t-shirt oficial é retirado do mercado, passando o passe a custar €12 ou €15, se comprado nas bilheteiras do festival. Os bilhetes individuais serão comercializados apenas mais tarde, em data a anunciar.

 

Retirado de Sapo Música

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:58 | link do post | comentar

 

Letra

 

Do I see you coming home
Coming home to me
Could it be you that I see
Coming home to me
From your day by the sea

Do I see your buckets full
Buckets full of shells
Could it be you that I see
Buckets full of shells
From your day by the sea

Do I see you weary weave
Weary weave your way
Could it be you that I see
Weary weave your way
From your day by the sea

 



publicado por olhar para o mundo às 08:21 | link do post | comentar

Sábado, 13.12.14

 

Letra

 

You know how we do it right
There'es another track

Levanta e vêm
Dança comigo
Segura gura
Mexe mas vai com calma
Esse corpo não é teu
Mas também o meu
Quem vai dançar sou eu
Fica parado vou-te levar para o céu

Diz qual é o meu nome
Quem comanda sou eu
Só para dar mais raiva

I'm back stronger than ever
Gostas e eu gosto mas só fica parado
Fica parado
Fica parado
Fica parado
Fica parado

Não faças nada baby
E vem dançar
Segura gura
Mexe mas vai com calma
Esse corpo não é teu
Mexe mas vai com calma
Esse corpo não é teu

Deixa comandar
Não precisa complicar
Levanta a mão não me toca
Parado sem dar nenhum toque

Diz qual é o meu nome
Quem comanda sou eu
Só para dar mais raiva

I'm back stronger than ever
Gostas e eu gosto mas só fica parado
Fica parado
Fica parado
Fica parado
Fica parado

Fica parado
Fica parado
Fica parado
Fica parado

 



publicado por olhar para o mundo às 23:32 | link do post | comentar

brincaraosfados.jpg

 

 
Brincar aos Fados é uma ideia de Rodrigo Costa Félix que visa dar a conhecer o Fado às gerações mais novas, de uma forma leve e divertida, mas com uma importante componente formativa. O objectivo é apresentar e explicar o Fado com uma linguagem que as crianças entendam, com imagens e significados que compreendam e com as quais se identifiquem, sem perder as características tradicionais, antes promovendo-as. 
 
A dar voz aos temas do disco estão Camané, Joana Amendoeira, Cristina Branco, Ricardo Ribeiro,  Maria Ana Bobone, Mafalda Arnauth, Rodrigo Costa Félix, Katia Guerreiro, Jorge Fernando, Ana Sofia Varela, Carlos Leitão e Celeste Rodrigues.
 

Servirá também para dotar os mais novos de ferramentas (temas, versos) que poderão cantar e que se adequem à sua idade e não sujeitá-los ao peso desmedido e extemporâneo de cantarem sentimentos que não são os deles, com palavras cujo significado não conhecem, com imagens que não entendem.
 
Todos os poemas são da autoria do poeta Tiago Torres da Silva, serão cantados em Fados tradicionais e gravados com a formação base para Fado: Guitarra Portuguesa -Marta Pereira da Costa, Viola de Fado - Pedro Pinhal e Contrabaixo - Rodrigo Serrão. Os temas são todos ilustrados pelo escritor e cartoonista Bruno Matos.

 

Retirado de Museu do Fado



publicado por olhar para o mundo às 21:52 | link do post | comentar

 

Letra

 

Que amor nao me engana
Com a sua brandura
Se da antiga chama
Mal vive a amargura
Duma mancha negra
Duma pedra fria
Que amor nao se entrega
Na noite vazia?
E as vozes embarcam
Num silêncio aflito
Quanto mais se apartam
Mais se ouve o seu grito
Muito à flor das àguas
Noite marinheira

Vem devagarinho
Para a minha beira
Em novas coutadas
Junta de uma hera
Nascem flores vermelhas
Pela Primavera
Assim tu souberas
Irma cotovia
Dizer-me se esperas
Pelo nascer do dia

 



publicado por olhar para o mundo às 17:18 | link do post | comentar

tiagobettencourt.jpg

 

 

Cine-Teatro de Estarreja entra mais cedo no novo ano

CTE: Rita Guerra, Tiago Bettencourt e António Zambujo nos Concertos Íntimos 2015

A duas semanas do Natal, o Cine-Teatro de Estarreja abre o livro e mostra os nomes que figuram na programação cultural do espaço, nos primeiros meses de 2015. O grande destaque volta a ser o ciclo Concertos Íntimos que, na 9ª edição, conta com a cumplicidade de Rita Guerra (17 jan.), Tiago Bettencourt (21 mar.) e António Zambujo (23 mai.). Os bilhetes para todos os eventos já se encontram à venda nos locais habituais.

 

A heterogeneidade, característica intrínseca do programa do equipamento estarrejense fica comprovada numa rentrée onde a música, o teatro, a poesia e o cinema são garantidos. De janeiro a março do próximo ano, o Cine-Teatro de Estarreja (CTE) abre portas a produções e projetos artísticos com selo “made in Portugal”, mostrando a riqueza cultural do país e desempenhando o seu papel de promoção dos artistas nacionais. Um calendário para todos os gostos, capaz de aquecer mesmo nas noites mais frias.

A chegada do novo ano é dada por Jacinto Lucas Pires com a peça “Email (desta mãe que tanto te ama)”,dia 3 de janeiro, às 21h30. Ainda no teatro, a principal sala de espetáculos estarrejense recebe “Caixa Forte” (31 jan.), uma comédia com Fernando Mendes, “Mary Poppins” (28 fev.), protagonizada por Custódia Gallego, e “Estamos Todos?”, um monólogo com José Pedro Gomes que entra em cena no Dia Mundial do Teatro (27 mar.). Para os mais novos e famílias, a companhia Circolando apodera-se da obra de Virginia Woolf e apresenta “Viúva Papagaio” no Cine-Teatro de Estarreja (16 jan.).

Na música as sugestões passam por presenças marcantes na música portuguesa:António Chainho, mestre da guitarra portuguesa, comemora 50 anos de carreira (21 fev.) e oMaestro António Victorino d’Almeida conta a história da canção francesa, acompanhado pela voz de Nadia Sousa, em plena Semana da Francofonia. Os irmãos Rosado, também conhecidos porAnjos, incluem o CTE na sua tour nacional em formato acústico, dia 7 de março.

O tríptico composto por Rita Guerra, Tiago Bettencourt e António Zambujo dá corpo a mais uma edição dos Concertos Íntimos, marca assumida pelo CTE, com um histórico numeroso de impressionantes concertos e forte afluência de público. O Passe Geral que dá acesso aos três concertos da 9ª edição mostra ser uma excelente opção para as ofertas de Natal.

O renovado espaço Café-Concerto, no primeiro andar do edifício, volta a apresentar uma programação específica e regular, com novidades como Dear Telephone (9 jan.) e a união explosiva de Armando Teixeira e Rui Reininho (27 fev.), num serão de música e poesia motivado pelo lançamento do livro “Chá, Café e Etc.”

Filmes em cima da estreia

Com a aquisição do Cinema Digital, a exibição de filmes no CTE recebeu uma lufada de ar fresco. Às quintas-feiras mantém-se o ciclo Quintas de Cinema, em parceria com o Cine-Clube de Avanca e, aos domingos são as estreias nacionais que imperam em cartaz. O Cinema Infantil, aos primeiros domingos do mês, chega às 10h30 ao grande ecrã e o Cartaz de Domingo (aos domingos a anunciar) acontece às 17h. Já são conhecidos os filmes de janeiro: “Big Hero 6: Novos Heróis” (dia 4), “Exodus: Deuses e Reis”, de Ridley Scott (dia 18) e “À Noite no Museu: O Segredo do Faraó”, de Shawn Levy (dia 25). De forma a garantir uma programação cinematográfica atual, com estreias, a informação acerca dos restantes títulos será conhecida brevemente, garantindo os filmes do momento também nas datas de fevereiro e março. Toda a programação em www.cineteatroestarreja.com

Agenda cultural do Município de Estarreja disponível para consulta digital aqui.

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 12:09 | link do post | comentar

 

 

Letra

 

Da janela do quarto,
A tua fobia suspirava.
Esperavas pelo anjo
Que tardava.


E, dos jardins de Éden,
Irrompe no voo inaudito,
O anjo que aguardavas
No teu lugar interdito.

E, no silêncio do quarto,
Só o teu esgar não negou
A Eternidade de um beijo
De quem, ao momento, se entregou.


E, com o desvelo de um abraço
De um anjo eterno que voou,
Imunizaste, no leito,
O amor que, no quarto, deixou.

No voo de um anjo,
Onde flutuavas,
Desarvorou a dolência
Que tanto exorcizavas.


E, no parapeito do postigo,
Lá se despediu
O teu anjo perene
Que só o teu olhar viu.

Texto de João Garcia Barreto

 



publicado por olhar para o mundo às 08:16 | link do post | comentar

Sexta-feira, 12.12.14

 

Letra

 

She's got a smile it seems to me
Reminds me of childhood memories
Where everything
Was as fresh as the bright blue sky
Now and then when I see her face
She takes me away to that special place
And if I'd stare too long
I'd probably break down and cry

Oh, oh, oh
Sweet child o' mine
Oh, oh, oh, oh
Sweet love of mine

She's got eyes of the bluest skies
As if they thought of rain
I hate to look into those eyes
And see an ounce of pain
Her hair reminds me of a warm safe place
Where as a child I'd hide
And pray for the thunder
And the rain
To quietly pass me by

Oh, oh, oh
Sweet child o' mine
Oh, oh, oh, oh
Sweet love of mine

Oh, oh, oh, oh
Sweet child o' mine
Oh, oh, oh, oh
Sweet love of mine

Oh, oh, oh, oh
Sweet child o' mine
Oh,
Sweet love of mine

Where do we go?
Where do we go now?
Where do we go?
Oh, oh
Where do we go?
Oh,
Where do we go now?
Where do we go?
Oh, (sweet child)
Where do we go now?
Oh,
Where do we go now?
Oh,
Where do we go?
Oh,
Where do we go now?
Oh,
Where do we go?
Where do we go now?
Where do we go?
Oh,
Where do we go now?
No, no, no, no, no, no
Sweet child,
Sweet child of mine.

 



publicado por olhar para o mundo às 23:50 | link do post | comentar

filhodamãe.jpg

 

 

Este sábado, 13 de Dezembro, pelas 18h00, marca o inicio de um ciclo de concertos com regulares e distintos com produção Erro Crasso na Casa das Artes Bissaya Barreto.  


O guitarrista portuense Filho da Mãe tem encontro marcado com Coimbra para nos apresentar Cabeça, o seu álbum de 2013 editado pela Lovers and Lollypops.


A abertura do concerto está entregue ao projecto a de Sheila, teclista de Riding Paânico e PAUS, lAmA.



Ainda antes, já esta sexta, as portas da Casa abrem-se para o cosmos conhecido e partilhado  por muitos em Coimbra ao longo dos últimos meses. Desta vez com um showcase inédito do MEIA, a  mostra de música experimental e improvisada de Aveiro, com quase uma dezena de músicos a partilharem de improviso a mesma sala.
 
O fim-de-semana ainda inclui a última aula de Dança Criativa da Rita Grade este ano. Este sábado com um preço reduzido para 5 euros e o filme Aladin como mote.



publicado por olhar para o mundo às 20:55 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:16 | link do post | comentar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim




posts recentes

Alguém Viu Por Aí A Marga...

CROSSED FIRE - Got The Me...

B4 Los Compadres - O Dono...

Concerto de Natal na soc...

Camané - Brincar aos fado...

TRIBRUTO - 3 Brutos

Deau - Andorinha (c/ Expe...

Jean Carreira - "Sonho d...

LOS NEGROS 20 DEZ em TO...

beautify junkyards - "Que...

arquivos

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
É só ver a descrição do vídeo, está lá.Fugir é reg...
sou sua fa
Filipe Larsen – Mentor e Director Geral do Festi...
https://www.facebook.com/events/600812156672029/?r...
https://www.facebook.com/Festival.6.Continentes.O....
Encrudelece;)
Já coloquei a letra desta música em https://www.mu...
"hoje acabo no chãolevas-me ao hospitalsem perder ...
nao esta 100% correcto e agora que olho tem alguns...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds